Digestivo nº 379 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
39185 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
>>> De volta às férias I
>>> Redes e protestos: paradoxos e incertezas
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
Mais Recentes
>>> Organize-se num Minuto de Donna Smallin pela Gente (2005)
>>> Assassinato no Expresso do Oriente de Agatha Christie pela Nova Fronteira (2011)
>>> Quatrocentos Contra Um - Uma História do Comando Vermelho de William da Silva Lima pela Vozes (1991)
>>> Confronto pedagógico: Paulo Freire e Mobral de Gilberta Martina Jannuzi pela Cortez & Moraes (1979)
>>> Escravidão, Homossexualidade e Demonologia de Luiz Mott pela Icone (1988)
>>> Socialismo Síntese das origens e doutrinas de Edgar Rodrigues pela Porta Aberta (2003)
>>> Sentença: Padres e Posseiros do Araguaia de Rivaldo Chinem pela Paz E terra (2019)
>>> Pancho Villa O revolucionário Mexicano de Earl Shorris pela Francisco Alves (1983)
>>> México em Transe de Igor Fuser pela Scritta (1996)
>>> Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos - Da destruição do Belo Monte ao aparecimento do MST de Clóvis Moura pela Expressão Popular (2000)
>>> Exclusão Escolar Racializada - Implicações do Racismo na Trajetória de Educandos da EJA de Tayná Victória de Lima Mesquita pela Paco Editorial (2019)
>>> Crítica da Razão Negra de Achille Mbembe pela N-1 Edições (2018)
>>> Esferas da Insurreição - Notas para uma vida não cafetinada de Suely Rolnik pela N-1 Edições (2013)
>>> Arqueofeminismo - Mulheres filósofas e filósofos feministas – Séculos XVII-XVIII de Maxime Rovere (Org.) pela N-1 Edições (2019)
>>> A Doutrina Anarquista ao Alcance de Todos de José de Oiticica pela A Batalha (1976)
>>> Helena de Machado de Assis pela Ática (1994)
>>> A 3° Visão de T. Lobsang Rampa pela Record (1981)
>>> A História Da Indústria Têxtil Paulista de Francisco Teixeira pela Artemeios (2007)
>>> Ciência tecnologia e gênero abordagens Iberoamericanas de Marília Gomes de Carvalho (org.) pela utfPR (2011)
>>> A Jornada de Erin. E. Moulton pela Nova Conceito (2011)
>>> A Melodia Feroz de Victoria Schwab pela Seguinte (2016)
>>> Despertar ao Amanhecer de C.C. Hunter pela Jangada (2012)
>>> Sussurro - Coleção Hush Hush de Becca Fitzpatrick pela Intrínseca (2009)
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 29/8/2008
Digestivo nº 379
Julio Daio Borges

+ de 1200 Acessos




Música >>> Doces Cariocas
Com a implosão das gravadoras, aconteceu, também, a implosão das grandes individualidades na música. Começou com as majors rompendo contratos com quem não fosse grande vendedor de discos — Chico Buarque, por exemplo, foi descartado e migrou para (antes) pequenos selos, como a Biscoito Fino. Maria Bethânia, idem. E, de repente, os caciques da MPB estavam abrindo mão da, outrora, "indústria". E quanto aos jovens? Se até os veteranos, de repente, ficaram sem lugar, a nova geração resolveu se aglutinar, como no início, em grupos, conjuntos, ou — para usar uma palavra da moda — "coletivos". Desde bobagens infantis como Os Tribalistas até projetos de renovação do samba, como a Orquestra Imperial, no Rio, não faltou inspiração para esse novo "aglutinado" que agora surge, os Doces Cariocas. Evocando os Doces Bárbaros desde o nome e reafirmando, no release, a herança do Clube da Esquina e até dos Novos Baianos, a turma de Alexia Bomtempo e Pierre Aderne gravou um dos melhores discos de 2008. Com influências desde Beatles até Luiz Gonzaga (juntos em "Blackbird e Asa Branca"), Bomtempo e Aderne contaram com o reforço de outros "jovens" talentos como Domenico Lancelloti (na melhor faixa, a radiofônica "Valsa do Vestido", com Silvia Machete), Wilson Simoninha (reabilitado depois da derrocada na Trama, em "Feito a mão", com Marcelo Costa Santos e o mesmo Pierre), entre outros. Inclusive o lendário Dadi — direto de Acabou Chorare, com passagens até pelo Barão Vermelho — veio emprestar seu baixo de coringa, nesta reunião com pretensões históricas (o que, talvez, se consiga). Afinal, quem presta atenção à enxurrada de independentes em CD, na música brasileira contemporânea, sabe o quão difícil é atravessar um álbum inteiro, do início ao fim, encontrando alguma identidade, algum traço de projeto, algum sinal de futuro. Ainda que os Doces Cariocas seja "mais uma" volta aos anos 60 e 70, e ainda que a influência de Marisa Monte seja excessiva nas cantoras, sua estréia homônima revela um mar de possibilidades para a nossa combalida MPB. [1 Comentário(s)]
>>> Doces Cariocas
 



Cinema >>> Império dos Sonhos, de David Lynch
Enquanto João Gilberto — que já apresentava sinais de senilidade musical — reduziu-se ao estado do tatibitate, por causa do nível intelectual de seu último relacionamento (vide Mônica Bergamo, na "Ilustrada" de domingo), David Lynch continua à solta, enganando boas almas, e aplicando peças em críticos inseguros, com seus delírios fílmicos. O último atende pelo nome de Império dos Sonhos, recentemente em DVD (lançado originalmente em 2006), o primeiro "sem roteiro" da carreira do cineasta. Quando perguntado sobre seu magnum opus, o próprio sumarizou: "É a respeito de uma mulher com problemas; é também um 'filme de mistério' — isso é tudo o que eu tenho a dizer". Já os atores principais foram um pouco mais honestos na première: Laura Dern admitiu que não sabia do que se tratava Império dos Sonhos, nem mesmo definiu qual era seu papel no longa, esperando "aprender mais" a cada nova sessão; enquanto Justin Theroux entregou o ouro, revelando sua incapacidade de explicar o filme, e apostando, ainda, que nem o próprio Lynch era capaz disso. Sem nenhum tipo de "plot" — como se diz em inglês —, o diretor entregava, diariamente, calhamaços de novos diálogos aos atores. Nem com as presenças de Jeremy Irons, Nastassja Kinski e até do músico Ben Harper e da voz de Naomi Watts foi possível salvar Império dos Sonhos. Conforme apontou um crítico de Los Angeles, "se começa promissor", o filme "logo se desvanece" e, "com sorte", "se perde"... "para nunca mais". Com ironia, a mesma Dern, musa de Lynch, respondeu a um dos produtores, durante as filmagens (quando o diretor lhe solicitou "uma mulher de uma perna só" e "um macaco", "para as três da tarde"): "Você está numa produção de David Lynch, meu caro: 'Relax and enjoy'" (o que deve ter inspirado nossa então Ministra do Turismo). Como não conseguiu, obviamente, distribuir direito sua obra magna nas salas de cinema, Lynch tentou distribuir, de forma independente, o DVD (com "extras"). Ainda que Império dos Sonhos tenha, infelizmente, chegado até nós, David Lynch realizou-o totalmente em digital, e prometeu nunca mais usar película em suas filmagens. A Sony, seguindo o bom exemplo do Studio Canal, bem que poderia deixar de patrociná-lo. [2 Comentário(s)]
>>> Império dos Sonhos
 



Literatura >>> A Promessa da Política, de Hannah Arendt
Lamentavelmente aprendemos sobre política lendo os jornais e vendo os telejornais, e não poderia haver pior iniciação. A mídia, espetaculosa como sempre, não dá nenhuma formação política, fica, ao contrário, seguindo as agendas, os interesses e, no Brasil, os escândalos dos políticos. Política — espera-se — deveria ser algo mais que o PT, mais que o funcionalismo público, mais que as Comissões Parlamentares de Inquérito. Mais que as nossas eleições, mais que os "debates" televisivos, mais que o Horário Eleitoral Gratuito. Quem não agüenta mais ler os primeiros cadernos das nossas gazetas, ouvir os comentaristas repetitivos de todos os dias e assistir aos âncoras feito marionetes eletrônicos, um alívio é "dialogar" com Hannah Arendt, através de A Promessa Política — conforme está escrito: a ponte entre duas de suas obras-primas, Origens do Totalitarismo e A Condição Humana. Enquanto nossos representantes não sabem nem falar direito a própria língua, Arendt resgata Sócrates e Platão até Marx, até o famigerado século XX, num percurso desde os ideais mais altos da história da humanidade até às realizações rastejantes de nossos pseudo-representantes. Trocamos o convívio de sindicalistas, ONGs e "politicamente corretos" em geral por espíritos como Martin Heidegger e Karl Jaspers, interlocutores constantes de Hannah Arendt, quando não diretamente presentes, sugeridos nas entrelinhas. Fora que a introdução de Jerome Kohn já vale o livro (e, inclusive, compensa aquela espiadela na livraria, na dúvida entre levar e deixar o volume). Se as nossas faculdades não tivessem se convertido num novo ninho de "líderes" espetaculosos, com programas políticos bem definidos, poderíamos aconselhar a formação universitária — mas Hannah Arendt está hoje menos lá do que em A Promessa da Política. Entre pegar interpretações de segunda mão, mestres mais interessados na retórica do MST e estudantes querendo "viajar" mais que estudar, esta coleção de ensaios e textos pode valer por anos perdidos entre jornais vetustos, subservientes radialistas e telejornalismo apenas oficioso. Eis, uma rara promessa — política — cumprida. [Comente esta Nota]
>>> A Promessa da Política
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A SANTA NO POLEIRO
NANI
ZIT (RJ)
(2008)
R$ 21,82



PÉROLAS DE UM POVO
EGON E FRIEDA WOLFF
DO AUTOR
(1987)
R$ 5,07



A CASA DA MADRINHA
LYGIA BOJUNGA
CASA LYGIA BOJUNGA
(2013)
R$ 25,00



A CATÁSTROFE DO PLANETA EBULIDOR
JOÃO CARLOS MARINHO
ED. GLOBAL
(1998)
R$ 9,99



EMAGREÇA COMENDO BATATA SEM CULPA
ADEMIR CARVALHO LEITE
ABRATHER
(2004)
R$ 10,80



A IGREJA PÓS CONCILIAR: DISCURSOS AO POVO DE DEUS
PAULO VI
EDIÇÕES PAULISTAS
(1968)
R$ 16,82



A TURMA DA MÃO PRETA O TESOURO DO LAGO DA BRISA E UM ROUBO ZOOLÓGICO
HANS JURGEN PRESS
ÁTICA
(2002)
R$ 4,00



MANUAL PRÁTICO DE DIREITO DO TRABALHO - PARA CONCURSOS
EDUARDO A. V. FERNANDEZ
BH
(2005)
R$ 32,82



A JUVENTUDE E A VIDA SEXUAL
E. THENN DE BARROS
LIVRARIA LIBERDADE
R$ 7,00



THE HEIST: A NOVEL
JANET EVANOVICH E LEE GOLDBERG
BANTAM BOOKS
(2014)
R$ 19,82





busca | avançada
39185 visitas/dia
1,1 milhão/mês