Camus e Sartre, de Ronald Aronson | Digestivo Cultural

busca | avançada
84380 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Novo livro de Nélio Silzantov, semifinalista do Jabuti de 2023, aborda geração nos anos 90
>>> PinForPeace realiza visita à Exposição “A Tragédia do Holocausto”
>>> ESTREIA ESPETÁCULO INFANTIL INSPIRADO NA TRAGÉDIA DE 31 DE JANEIRO DE 2022
>>> Documentário 'O Sal da Lagoa' estreia no Prime Box Brazil
>>> Mundo Suassuna viaja pelo sertão encantado do grande escritor brasileiro
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> Salve Jorge
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O dinossauro de Augusto Monterroso
>>> Marketing de cabras
>>> Simplesmente tive sorte
>>> Sete tecnologias que marcaram meu 2006
>>> Maria Helena
>>> Sombras
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Aconselhamentos aos casais ― módulo II
>>> Perfil (& Entrevista)
>>> Entrevista a Ademir Pascale
Mais Recentes
>>> Dylan Dog - Nova Série nº 4 de Recchioni. Stano e Bigliardo pela Júlio Schneider (2019)
>>> Televisão e Psicanálise de Muniz Sodré pela Ática (2003)
>>> Os Pilares da Terra de Ken Follett pela Rocco (2012)
>>> As Flores Falam de Val Armanelli pela Independente (2018)
>>> Las Mejores Intenciones de Ingmar Bergman pela Fabula Tusquets Editores (1992)
>>> The Best Intentions: a novel de Ingmar Bergman pela Arcade (1993)
>>> Tell Everyone de Rosana Solter pela Caramure (2022)
>>> Coleção Sobrenatural: Vampiros de Duda Falcão (org.) pela Avec (2015)
>>> Poemas humanos. España, aparta de mí este cáliz de César Vallejo pela Laia Literatura (1985)
>>> Sítios Arqueológicos Brasileiros de Cristiane de Andrade Buco pela Editora Brasileira (2014)
>>> Ven 1 - Libro de Ejercicios de F. Castro, F. Marin, R. Morales e S. Rosa pela Edelsa (1997)
>>> Paris s`affiche (bilíngue - inglês e francês) de Aurélie Druart pela Intemporel (2006)
>>> Mapping Arab Women`s Movements de Pernille Arenfeldt e Nawar Al-Hassan Golley pela Cairo Press (2012)
>>> As Parceiras de Lya Luft pela Siciliano (1990)
>>> Apontamentos de Viagem de J. A. Leite Moraes pela Companhia das Letras (1995)
>>> Em Busca do Tempo Perdido vol 5 de Marcel Proust pela Nova Fronteira (2014)
>>> A Saga da Liga da Justiça vol. 8 de Grant Morrison e Howard Porter pela Panini (2023)
>>> Batsquad nº 1 de Chuck Dixon. Rick Leonardi pela Abril (2002)
>>> Open Source de Alice Vieira pela Penalux (2018)
>>> Tutto Tex nº 339 (italiana) de C. Nizzi e A. Galleppini pela Sergio Bonelli Editore (2001)
>>> A Pata da Gazela de José de Alenca pela Edições de Ouro
>>> Métaphysique des Tubes de Amélie Nothomb pela Le Livre de Poche (1999)
>>> Dario Argento e seu mundo de horror de Maro Abbade (org.) pela Central das Artes (2011)
>>> Arte para Jovens - Ave Jorge de Antonio Maia e Ziraldo pela Berlendis & Vertecchia (1997)
>>> O Velho Mundo desce aos Infernos de Dolf Oehler pela Companhia das Letras (200)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Sexta-feira, 28/3/2008
Camus e Sartre, de Ronald Aronson
Julio Daio Borges
+ de 5500 Acessos
+ 3 Comentário(s)




Digestivo nº 360 >>> O engajamento parece coisa do passado. As ideologias se diluíram desde o fim do século XX, e o debate político tende a ser cada vez mais técnico. Não existem mais visões de mundo totalmente antagônicas, e as diferenças residem hoje nos detalhes. Portanto, parece fora de época um lançamento documentando a relação complicada entre Albert Camus e Jean-Paul Sartre, pais fundadores do "engagement" e do modelo de "intelectual politizado". Porém, o trabalho do professor Ronald Aronson é tão hábil que, embora fale predominantemente do pós-Guerra na França, nos diz muito sobre o nosso tempo, e seus escombros. Sartre, por exemplo, ainda que não seja mais lido como escritor, nem como filósofo, teve uma influência tão marcante, na cena política dos 1900s, que encontramos ecos seus na esquerda do mundo todo, desde os líderes do PT no Brasil até a derrocada de Fidel Castro em Cuba, até o caudilhismo bolivariano na América Latina, num espírito "revolucionário" e "guerrilheiro" retrô. O livro Camus e Sarte conta como essas verdadeiras filosofias foram forjadas, no embricamento com o marxismo, na ascensão do stalinismo e no paternalismo em relação ao Terceiro Mundo. Camus e Sartre romperam na vida real, mas sua relação intelectualmente dialética ajudou a consolidar o pensamento do último, que triunfou globalmente enquanto a esquerda durou — mesmo sendo o primeiro mais artista e tendo permanecido, efetivamente, como escritor. Sartre, o homem, é ainda hoje, talvez, o exemplo máximo de filósofo inicialmente purista, que invadiu a cena política, alcançou uma posição, deslumbrou-se com o poder, tornou-se simplesmente político e perpetuou-se a qualquer custo. Camus alcançou a mesma arena pública, mas nunca conseguiu compactuar com o sistema (hoje, mainstream), combatendo a capitulação de seu ex-amigo, terminou massacrado na França, agonizou, produziu uma obra-prima, conquistou o Nobel, eternizou-se. Camus e Sarte são arquétipos, ainda, do nosso tempo, e, nesse sentido, o livro de Ronaldo Aronson é tão revelador.
>>> Camus e Sartre [Primeiro Capítulo]
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Inglourious Basterds, de Quentin Tarantino (Cinema)
02. Simplex, Multiplex, Megaplex (Além do Mais)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/3/2008
08h45min
Gostei da linha de pensamento da Obra e do resenhista, que faz questão de ficar bem distante de uma colaboração com os comunistas da nossa História. Parabéns! Um grande abraço. J.P.
[Leia outros Comentários de José Pereira]
26/3/2008
10h16min
Gostaria de pontuar quão grande é a capacidade, desse jovem jornalista de formação tecnológica, de dissertar sobre assuntos que, aparentemente, não são da área dele... Parabéns pelo talento!!!
[Leia outros Comentários de Alexandre Teles ]
26/3/2008
10h17min
A influência mais marcante de Sartre foi no Cambodia - dizem que ele foi o professor favorito do Khmer Rouge. Ainda bem que no Brasil os influenciados se confinam no manicômio do Butantã, onde onde eles causam menos estrago.
[Leia outros Comentários de F Pait]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Hora Azul
Alonso Cueto
Objetiva
(2006)



Pequeno Livro da Alegria
Victor Mirshawka Junior
Dvs
(2013)



O Mal de Lázaro
Krishna Monteiro
Tordesilhas
(2018)



O Brasil Cruel e sem Maquiagem
Hélio Bicudo
Moderna
(2000)



O Discurso Oral Culto
Beth Brait / Dino Preti / e Outros
Humanitas / Usp
(1997)



Segredos da Cozinha 2
Silvia Bruno Securato/ Denise Ayres
Oficina do Livro
(2010)



Paradoxo global
John Naisbitt
Campus
(1991)



Alice no País dos Espelhos
Lewis Carroll
Martin Claret
(2009)



Para Viver Um Grande Amor: Crônicas E Poemas.
Vinicius De Moraes
Companhia Das Letras
(2007)



Wizard Brasil 35
Wizard
Panini Comics
(2006)





busca | avançada
84380 visitas/dia
2,0 milhão/mês