A compra do Instagram, pelo Facebook, por 1 bilhão de dólares | Digestivo Cultural

busca | avançada
71184 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Primeiro Roteiro
>>> Festival Cine Inclusão abre inscrições de curtas-metragens com o tema terceira idade
>>> Musical Guerra de Papel estreia dia 3 de setembro no Teatro Viradalata
>>> Monólogo Te Falo com Amor e Ira de Branca Messina ganha nova temporada
>>> Performer e dançarina Morgana Apuama apresenta a obra 'Risko'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poesia como Flânerie, Trilogia de Jovino Machado
>>> O mundo é pequeno demais para nós dois
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Deep Purple em Nova York (1973)
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
Últimos Posts
>>> O cheiro da terra
>>> Vivendo o meu viver
>>> Secundário, derradeiro
>>> Caminhemos
>>> GIRASSÓIS
>>> Biombos
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O discreto charme dos sebos
>>> Um Furto
>>> Conto do café
>>> Milk, por Sean Penn e Gus Van Sant
>>> Infocracia
>>> Uma teoria equivocada
>>> Por que corremos e não chegamos a lugar algum
>>> The Second Coming of Steve Jobs, by Alan Deutschman
>>> Adaptação: direito ou dever da criança?
>>> Calligaris e DaMatta
Mais Recentes
>>> Theory of numbers - 3 volumes de Leonard Eugene Dickson pela Chelsea (1952)
>>> Cozinhas, etc. de Carlos A. C. Lemos pela Perspectiva
>>> Elementos de diagostico en medicina energetica china de Nguyen Van Nghi pela Cabal
>>> História das ideias jurídicas no Brasil de A. L. Machado Neto pela Grijalbo (1969)
>>> Por dentro do arco real de Richard Sandbach pela Madras (2005)
>>> Art Foundry - Craft and art de Christian Hauser pela Van Nostrand Reinhold (1972)
>>> La Céramique - Les Métiers D art de Fiorella Cottier-angeli pela Bonvent (1973)
>>> Vademecum de Auriculoterapia - Sección de Enseñanza del Instituto Hispanico de Acupuntura de Vários pela Miraguano Ediciones (1986)
>>> História do Futuro - o Horizonte do Brasil no Século XXI de Míriam Leitão pela Intrinseca (2015)
>>> O Céu na Boca de Fabiano Dalla Bona pela Tinta Negra (2010)
>>> O Céu na Boca de Fabiano Dalla Bona pela Tinta Negra (2010)
>>> Os Papéis do Inglês de Ruy Duarte de Carvalho pela Companhia das Letras (2007)
>>> Os Papéis do Inglês de Ruy Duarte de Carvalho pela Companhia das Letras (2007)
>>> Collected Short Stories: Volume 4 de W. Somerset Maugham pela Penguin Book (1978)
>>> Cakes and Ale de W Somerset Maugham pela Penguin Books (1977)
>>> Cakes and Ale de W Somerset Maugham pela Penguin Books (1977)
>>> The Summing Up de W Somerset Maugham pela Penguin Books (1963)
>>> Animais para Colar - Gato de Carmem Busquets; Carolina Cespedes; Eq Susaeta pela Girassol (2016)
>>> A Apple Depois de Steve Jobs de Yukari Iwatani Kane pela Saraiva (2014)
>>> Métodos de Investigação Sociológica de Peter H. Mann pela Zahar Editores (1979)
>>> Marcados pela História de Claudia Ribeiro Rocha pela Uppes (2004)
>>> Me Conte a Sua História - Histórias Reais de Quem Viveu a Vida de Jorge Dias Souza pela Febrafarma (2004)
>>> Moderna Cidade Americana de Christopher Tunnard pela Bloch (1971)
>>> Sociedade Civil e Democracia na América Latina: Crise e Reinvenção Da de Bernardo Sorj e Outros pela Ifhc (2007)
>>> Mondrian - Mestres da Pintura de Abril Cultural pela Abril Cultural (1978)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Internet

Quarta-feira, 25/4/2012
A compra do Instagram, pelo Facebook, por 1 bilhão de dólares
Julio Daio Borges

+ de 15100 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Digestivo nº 487 >>> Quando se pensava que a "exuberância irracional" da época da primeira bolha de internet havia sido varrida para debaixo do tapete, junto com a reputação de Alan Greenspan pós-crise do subprime, eis que Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, age sorrateiramente e, durante um fim de semana de abril de 2012, adquire o Instagram por 1 bilhão de dólares. OK, a internet já viveu momentos semelhantes. Até hoje ninguém entende porque a Microsoft pagou 400 milhões de dólares, em 1997, pelo Hotmail. (Nem a Microsoft.) E até hoje ninguém entende porque o Google pagou 1,65 bilhão de dólares, em 2006, pelo YouTube. (Para tomar prejuízos anuais de 1/2 bilhão de dólares ― durante anos.) A lógica do Vale do Silício diz que se está comprando, na verdade, a base de usuários (a "user base"). Mark Zuckerberg já havia feito movimentos parecidos quando, em 2009, adquiriu o FriendFeed, na calada da noite, por 50 milhões. Naquela época, diziam, a estratégia era inibir o crescimento do Twitter. Este, por sua vez, ameaçava ser adquirido pelo Google, o que não aconteceu. Na realidade, Evan Williams, do Twitter, já havia sido adquirido pelo Google uma vez, quando era dono do Blogger, e sabia muito bem que a estratégia, nesses casos, é deixar o produto meio de lado... sem atualizações. Exatamente o que Mark Zuckerberg fez com o Friendfeed. (Se é que alguém se lembra dele.) No caso do Instagram, a história diz que Mark Zuckerberg ficou assustado com o crescimento da app no sistema Android: reza a lenda que adquiriram 1 milhão de usuários em 12 horas (na semana imediatamente anterior ao fechamento do negócio). Especialistas, igualmente, afirmam que o Facebook não é, assim, tão "forte" em smartphones. E, ainda, que o Instagram ameaçava dominar no campo em que o Facebook se consagrou: o compartilhamento de fotos. Mas 1 bilhão de dólares??? Kevin Systrom, CEO do Instagram, foi durão: pediu 2 bilhões. (2-bi-lhões-de-dó-la-res.) O aplicativo, que não é nem um "modelo de negócio" ainda, estava a ponto de ser avaliado em 500 milhões ― graças à injeção de capital de 50 milhões de dólares que receberia de um fundo (naquela mesma tal semana). Mark Zuckerberg não teve alternativa senão convidar Systrom para sua casa, em Palo Alto, e passar o fim de semana inteiro negociando. 1 bilhão ― para não arranhar os 100 bilhões de valuation do Facebook ― deve ter soado como uma barganha. Ou 1 bilhão para não ver o Instagram sendo adquirido pelo "Google+" (ou, pior, pelo Twitter)... No momento em que o Facebook ultrapassa o Google em audiência, no Brasil, muita gente boa, nos Estados Unidos, já diz que o "social graph" de Mark Zuckerber não é o único... Sendo que, nesta história, ainda não entrou o Pinterest! De uma galáxia muito distante do Vale do Silício, o estado de Iowa, a rede social, que já se ombreia com o LinkedIn, começou com um site para... mulheres. E, francamente, o que predomina são dicas de moda, instantâneos em branco e preto de personalidades e gotas de sabedoria como "all you need is love". Ocorre que o Pinterest funciona especialmente bem no celular e é um "refresco" para quem se cansou de "words, words and words" (em 140 caracteres ou mais). O fato é que a simplicidade de uso de iPhones, iPads e seus respectivos "copycats" vem transformando os sistemas operacionais, como atesta o novo Windows 8, e até a própria Apple (que incluiu funcionalidades de seus tablets e smartphones nos novos Macs). Nesse cenário, a internet pré-celular, pré-iPhone, pré-2007, teria de se adaptar ao chamando mundo "pós-PC". E o Facebook, de 2004, seria uma das plataformas mais afetadas (850 milhões de usuários). Enquanto o Instagram, de 2010, já teria o "DNA" desta nova era... Será que Mark Zuckerberg pensou nisso tudo? (Os investidores do Facebook dizem que pensou.) Seus detratores dizem que agiu por instinto, tomou a decisão sozinho, comunicando a posteriori o conselho do Facebook (restando a este, apenas, "lavrar a decisão"). Hoje já sabemos, razoavelmente bem, como o Google se comporta depois de perder seu toque de Midas... Agora vamos ver como Mark Zuckerberg se comportará depois da IPO.
>>> Instagram
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. The Zen of Bennett, com Tony Bennett (Música)
02. Para sempre teu, Caio F., por Paula Dip (Literatura)
03. O Twitter na Time (Internet)
04. Otto Lara Resende sobre Vinicius de Moraes (Literatura)
05. Flores Azuis, de Carola Saavedra (Literatura)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/5/2012
16h02min
Julio e leitores, Sou fotógrafo de arte, com exposição nesse momento no Coral Springs Museum of Art, aqui perto de Miami. Fotografo com câmera de grande formato 4"X 5", câmera digital profissional, e também com... Instagram. O Instagram é divertidíssimo e tenho visto fotos muito interessantes ali. Mas não poderá se manter na liderança por muito tempo. Depois dele já chegou o Snapseed, que é um App com muito mais inovações, e que faz de qualquer usuário com um pouco de bom gosto um artista imediato. É verdade que o Snapseed não é uma rede social, como o Instagram, mas ele distribui as fotos produzidas por e-mail, Flickr, Twitter, Facebook, e pelo próprio Instagram. Portanto, acho que o Instagram tem seus dias contados, ou pelo menos terá sua importância reduzida. E certamente melhores Apps do que o Snapseed surgirão em breve. Como divulgam, Zuckerberg está comprando a base de dados. Mas por que precinho, hem! Em tempo, quem quiser me ver no Instagram, procure por cesar_barroso.
[Leia outros Comentários de Cesar Barroso]
28/2/2013
10h36min
Comprar o Instagram por 1 bilhão de dólares foi realmente uma barganha e um gol no ângulo. O uso cada vez mais frenético de smartphones com sistema IOS e Android que possuem o aplicativo do Instagram, abre mais espaço par o Facebook na plataforma mobile, que ganha mais usuários e grana.
[Leia outros Comentários de Webisaac]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Espaço Inovaçao
Descartes de Souza Teixeira
Esfera
(2014)



365 Piadinhas para Crianças
Diversos
Girassol



O Artifice
Tony Ferraz
Universo dos Livros
(2014)



Como Alcançar o Sucesso - 1ª Edição
Paramahansa Yogananda
Pensamento
(2011)



Monet
Stéphanie Grégoire
Hazan
(1994)



New Framework 4 - Students Book - Com Cd
Peter Jeffery/mark Lloyd With Ben Goldstein
Richmond Publishing
(2009)



Preventiva - Medicina Alternativa - Homeopatia - Primeiros Passos
Varios Autores
Círculo do Livro
(1984)



No Limite da Razão
J. Bernlef
Casa Maria
(1990)



Entusiasmo para Viver e Ser Mais Feliz
Gerson Simões Monteiro
Mauad
(2001)



Conceitos e Métodos para Formação de Profissionais Em Laboratórios 1
Regina Amendoeira
Fiocruz
(2009)
+ frete grátis





busca | avançada
71184 visitas/dia
2,6 milhões/mês