Mamãe Natureza | Digestivo Cultural

busca | avançada
74982 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Lewis Wolpert explica como os organismos multicelulares se formam a partir de um simples óvulo
>>> Festival Aparecida Criativa surge para transformar a produção cultural de Sorocaba
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário celebra presença da literatura nas artes
>>> Com 21 apresentações gratuitas, FLOW Literário aborda multi linguagens da literatura
>>> MASP, Osesp e B3 iniciam ciclo de concertos online e gratuitos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mulher-Flamingo
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Marchand da resistência
>>> Evasivas admiráveis, de Theodore Dalrymple
>>> Cinema em 2002
>>> Ser intelectual dói
>>> Eu não pulei carnaval
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Grüβ Gott
Mais Recentes
>>> Mundo das Sombras 1 - Vampiro Secreto de L. J. Smith pela Record
>>> It a Coisa de Stephen King pela Suma de Letras (2017)
>>> Obras Completas de Antonio Machado - Manuel Machado pela Biblioteca Nueva (1984)
>>> Iniciação à Administração Financeira de Idalberto Chiavenato pela McGraw-Hill (1990)
>>> Diário de Perséfone de Heloisa Seixas pela Record (1998)
>>> Iniciação à Administração de Materiais de Idalberto Chiavenato pela McGraw-Hill (1991)
>>> Iniciação à Administração de Pessoal de Idalberto Chiavenato pela McGraw-Hill (1990)
>>> Estrutura e Funcionamento da Educação Básica - Leituras de Varios pela Pioneira (1999)
>>> Câncer nos Cólons e no Reto de Pedro Henrique Saraiva Leão pela Ufc (1984)
>>> As Muitas Vistas de uma Rua - histórias e políticas de uma paisagem - Curitiba e a Rua Riachuelo de Aline Fonseca Iubel - Daiana Cordova - Fabiano Stolev pela Máquina de Escrever (2014)
>>> A condição humana de Hannah Arendt pela Forense Universitaria (1995)
>>> Mar de Histórias (Antologia do Conto Mundial 4º Volume) de Aurélio Buarque de Holanda e Paulo Rónai pela Nova Fronteira (1980)
>>> Coleção Só Testes – Língua Portuguesa 1.000 Exercícios Questões Simuladas de Central dos Concursos pela Degrau cultural
>>> Língua Portuguesa Ensino Fundamental Unidade II Educação de Jovens e Adultos de Ceteb 2002 pela 0 (2002)
>>> Língua Portuguesa Ensino Fundamental Unidade I Educação de Jovens e Adultos de Ceteb pela 0 (2002)
>>> Mar de Histórias (Antologia do Conto Mundial - 2º Volume) de Aurélio Buarque de Holanda e Paulo Rónai pela Nova Fronteira (1979)
>>> O Século do Cinema de Glauber Rocha pela Alhambra (1983)
>>> Na diagonal do campo de Carlos Simon pela Unisinos (2004)
>>> Guia e recursos didáticos: português 7 ensino fundamental de nove anos de Áurea Regina Kanashiro pela Moderna
>>> Conversas com quem gosta de ensinar de Rubem Alves pela Cortez (1987)
>>> 8º Ano – Ensino Fundamental : Grupo 6 – Teoria e Atividade de Sistema de Ensino COC pela Coc
>>> As formas do silêncio - no movimento dos sentidos de Eni Puccinelli orlandi pela Da Unicamp (1993)
>>> 8º Ano – Ensino Fundamental : Grupo 5 – Teoria e Atividade de Sistema de Ensino COC pela Coc
>>> A estrutura das revoluções científicas de Thomas S. Kuhn pela Perspectiva (1992)
>>> A estrutura das revoluções científicas de Thomas S. Kuhn pela Perspectiva (1992)
BLOG >>> Posts

Quinta-feira, 22/2/2007
Mamãe Natureza

+ de 98900 Acessos
+ 7 Comentário(s)

Mamãe Natureza é boazinha, dizem. Bem, pelo menos me disseram isso, repetidas vezes. Tudo na Natureza tem um equilíbrio perfeito, também já ouvi muito.

Vi na TV uns gnus em pandemônio atravessando um rio. Crocodilos, com seus sorrisos compridos, puro sarcasmo, desciam do barro das margens e iam lá, morder as pernas dos gnus debaixo dágua. Eram milhares de gnus que tinham limpado a relva numa área de um quilômetro quadrado do lado de cá do rio e que agora iam rapar o outro lado.

Tinha umas zebras que ficaram sem capim e seguiram os gnus, levando no rastro uma família grande de hienas. As hienas balançam a cabeça de um modo sinistro e têm enormes dificuldades de relacionamento umas com as outras. Não querem atravessar a droga do rio mas vão até as margens porque sabem que ali tem umas leoas furiosas, escondidas atrás do mato raso. Estão contando com umas sobras.

A TV mostrou duas leoas lustrosas, espremidas atrás de uma moita, tensas e com os rabos dando chicotadas no ar, TPM em último grau. E o burro do gnu passa assim, na frente delas. A leoa pula de quatro em cima dele, o bicho leva um susto que o olho quase sai pra fora e caem os dois dentro da água, fazendo um escarcéu dos diabos, lama voando pra todo lado, e a outra leoa vem, franzindo a cara para não levar respingo no olho.

As hienas ficam na margem, botando olho grande, andando pra lá e pra cá, pra lá e pra cá, babando, fissuradas. Uma delas, mais retardadinha, não percebe que tá chegando perto de um crocodilo grotesco, camufladão no barro. Ele dá um pique em cima dela - um monstro de não sei quantos metros - e o bicho é rápido. A hiena escapa por pouco, com a adrenalina lá na tampa, o suficiente pra correr até os confins da África. O crocodilo tá agitado também, fecha a boca naquele sorriso esquisito e volta, rabeando, doidão, pra dentro do rio.

Lá na frente um hipopótamo obeso com um hipopotinho (sic) obesinho vai entrando na água e deixando aquela bagunça toda pra trás.

A câmera corta pra um urubu do tamanho dum ganso que vem voando, já baixo, e aterrisa com uns pulinhos igual gente que corre pra pegar o ônibus e o ônibus vai embora e o cara desiste da corrida e vai freiando sem graça.

O saldo dessa zona toda é: alguns gnus mortos ficando por ali e o resto já do outro lado do rio. Um ser humano, pelado, no meio de uma confusão dessas não duraria trinta segundos. Na verdade o ser humano, pelado ou não, não dura muito em nenhum lugar natural. Leva bicada, mordida e coice; da bactéria, do mosquito; pisa numa cobra, sai correndo e tromba no elefante. Também não dá mole pra nenhum animal. Mamãe Natureza sorri, maternal, com seus dentes de vampiro. O processo da vida é um negócio absolutamente psicopata.

- Ô, cadê o controle? Muda esse canal aí. Liga o ar condicionado, tá calor demais e me traz o uísque que o meu acabô. Ah, aproveita e me vê mais duas pedras de gelo.


Postado por Guga Schultze
Em 22/2/2007 às 23h01


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Elena Landau e o liberalismo à brasileira de Julio Daio Borges
02. A vida boa com você de Julio Daio Borges
03. Irmãos Amâncio de Julio Daio Borges
04. Mestres de Julio Daio Borges
05. Mongólia:ainda dá tempo de Eugenia Zerbini


Mais Guga Schultze no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/2/2007
01h05min
Ainda outro dia pensava na nossa obsessão coletiva por equilíbrio, como se tudo estivesse ponderado, projetado e definido. Pensei no céu, no inferno e tentei imaginar um meio termo e perguntei: Onde estamos? Imaginei em seguida o Demônio de Laplace e tudo que ele sabia; pensei na idéia sugestiva do destino inexorável. Como a sua talentosíssima narrativa brilha e brinca com o nosso temor ancestral que tudo faça sentido e que para cada ato falho ou omissão haja um juízo; o quanto esta culpa se dissemina em nós. O destino é o futuro, desconhecido e imponderável onde restará um juízo e um juiz inflexível, para justificar a fúria dos seus atos e o rigor das suas sentenças. Buscamos nos eventos mais desconexos a presença da razão divina ou a dimensão científica do acaso, via Teoria do Caos. Ciência, bela esfinge mais um dogma a nos subjugar e justificar. Nesta cosmogonia projetamos nosso ideal de salvação, das nossas culpas e cultivamos a nossa perdição. Tememos as leoas e as hienas também!
[Leia outros Comentários de Carlos E. F. Oliveir]
26/2/2007
13h14min
Não sei não. Não tenho inveja desses animais! A grande maioria vive em perigo constante, atenta a qualquer movimento, caça ou caçador, presa ou predador. O nível de estresse desses bichos é tremendamente mais alto do que qualquer executivo, do que qualquer bandido, do que qualquer vítima. Não falo só dos grandes mamíferos, refiro-me aos insetos, anfíbios, reptéis. Cruzes!!! A gente ainda tem um uísque pra tomar, de vez em quando, tem umas coisas boas pra se ler, e alguma boa música pra ouvir. (Lobo Mau??) Hêhêhê. Em tempo: Assisti ao filme, outro dia "A Sombra e Escuridão". Não sei por que motivo esse filme me atrai tanto. Aqueles leões são poderosos demais!!! Lindos demais!! Assassinos demais. E por que a gente sempre vê esses documentários sobre bichos, na Discovery, na NatGeo?? Eu, pelo menos, sempre vejo. E gosto. Somos doidos, brow, doidos, doidos... Bj. Saudade. Dri
[Leia outros Comentários de Adriana]
27/2/2007
08h36min
Nível de estresse dos animais maior que o nosso? Quero me mudar para onde voce estiver vivendo... Ao menos até onde eu aprendi, os animais passam a maior parte de suas vidas operando instintivamente, o que significa que não passam pelo processo de contorção mental de "analisar fatos", "ficar decepcionado", "sofrer por antecipação", etecetra...
[Leia outros Comentários de Ram]
28/2/2007
00h19min
Bem, Ram, o estresse a que me referi é a própria luta pela sobrevivência, é o medo, a percepção do perigo, a busca pelo alimento. Como os humanos, os animais necessitam do estresse para viver, para alertá-los do perigo, entre outras coisas. Se fosse vc, Ram, assistiria a mais documentários sobre animais e olharia os vários significados da palavra estresse. Talvez, vc entendesse o meu comentário. Adriana
[Leia outros Comentários de Adriana]
28/2/2007
12h01min
Pesquisas recentes em psicologia/psiquiatria indicam que cachorros neuróticos "herdam" sua neurose dos donos, ao empatizar e serem confundidos pelos comportamentos daqueles que zelam pelo seu bem-estar... Portanto, "o estresse" ainda é uma dádiva do homo sapiens... Os estudos indicam ainda que a maioria dos animais na selva não sofre de neuroses ou "estresse" por ter que viver de acordo com seu instinto. Estresse surge de indecisão, qualidade inerente a nós, humanos... Mas seguirei a sugestão da leitora, e vou passar minhas tardes assistindo a programas sobre estresse do mundo animal... Quem sabe não escrevo um livro de auto-ajuda para cachorro?
[Leia outros Comentários de Ram]
28/2/2007
17h17min
Ótimo esse post, ri muito, mesmo. Mas, pô, cada um na sua selva e cada um na sua posição na cadeia alimentar. Não acredito que tem gente discutindo se o nível de stress do bicho-bicho é maior do que o do bicho-humano urbano! Eu juro, às vezes morro de vontade de, feito o crocodilo risonho, pular no hipopotão do meu chefe e no seu respectivo hipopotinho, o sub-chefe... Mas gosto muito do ar condicionado e do Johnny Red de que desfruto graças a eles e outros animaizinhos.
[Leia outros Comentários de Jose Bueno Franco]
28/2/2007
23h02min
Gostei do seu comentário, faz sentido. Mas às vezes a gente entra em umas histórias meio doidas e escreve umas coisas também doidas. Concordo com vc. Bicho é bicho! Humano é humano. Cada um em sua selva. Cada um com seu estresse. E assim caminha a bicharada e assim caminha a humanidade.
[Leia outros Comentários de Adriana]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




28 Contos
John Cheever
Companhia das Letras
(2010)
R$ 69,00



Vinte mil léguas submarinas
Júlio Verne (Autor), Edson Rocha Braga (Adaptado por), Elisabeth Teixeira (Ilustrador)
Spicione
(2010)
R$ 16,00



Rota da Luz Aveiro Portugal - Festas e Romarias Tradiconal Folk Fes...
Artur Jorge Almeida Carlos Pelicas
Elo Editores
(2002)
R$ 30,59



Dictionary Dicionário Universal Inglês Português English Portugue
Texto Editora
texto
(2001)
R$ 39,70



Viagens Psíquicas - Mistérios do Desconhecido
Vários Autores
Abril Livros Time Life
R$ 11,98



Investimentos nos Mercados de Capitais
Geraldo Tosta de Sá
Ao Livro Técnico
(1979)
R$ 9,00



O Mistério do Gigante de Pedra
Giuseppe Di Paola
Minas
(2004)
R$ 5,00



As Minas do Rei Salomão
Rider Haggard
Clube do Livro
R$ 10,00



Uma Vida Só Não Basta
Nadja Lacerda
Litteris
(1998)
R$ 29,90



O Bravo Soldado Meu Avô
Luís Pimentel
Ediouro
(1995)
R$ 5,00





busca | avançada
74982 visitas/dia
2,1 milhões/mês