Como é viver nos EUA | Digestivo Cultural

busca | avançada
79550 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clássico de Charles Dickens retrata as misérias sociais da industrialização inglesa
>>> Clube latino-americano de Jazz por streaming terá transmissão gratuita no Brasil
>>> Fora da Casinha realizará apresentações circenses virtuais voltadas para toda família
>>> As Clês narram as vozes femininas do mundo
>>> Programa DIVERSAS estreia na Rádio USP dia 11 de março
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Tiro ao alvo
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Museu dos brinquedos
>>> 453 – São Paulo para gregos e troianos
>>> A Guerra Fria entre o Cinema e o streaming
>>> Aberta a temporada de caça
>>> A importância de ser prudente e outras peças, de Oscar Wilde
>>> O Cinema onde os fracos não tem vez
>>> Kardec, A Biografia, de Marcel Souto Maior
>>> O Hobbit - A Desolação de Smaug
>>> Itinerário de leituras off-line
>>> Paying debt to karma
Mais Recentes
>>> O Mito da Beleza de Naomi Wolf pela Rocco (1992)
>>> Pra que serve Matemática ? Geometria de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Mário Pedrosa, Retratos do Exílio de Carlos Eduardo de Senna Figueiredo pela Antares (1982)
>>> Pra Que Serve Matemática ? Semelhança de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Pra Que Serve Matemática ? Equação do 2º Grau de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Pra Que Serve Matemática ? Álgebra de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> A Viagem de Uma Alma de Peter Richelieu pela Pensamento (1972)
>>> Harry Potter e a Ordem da Fênix de J. K. Rowling pela Rocco (2003)
>>> O Sorriso do Lagarto de João Ubaldo Ribeiro pela Nova Fronteira (1989)
>>> As 10 Mulheres Que Você Vai Ser Até os 35 de Alison James pela Best Seller (2009)
>>> Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe pela Martin Claret (2001)
>>> Cascata de Luz de Irene Pacheco Machado pela Recanto
>>> O Amanhã a Deus Pertence de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (2006)
>>> A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera pela Rio Gráfica
>>> Sheila Levine Está Morta e Vivendo Em Nova York de Gail Parent pela Bertrand Brasil (2007)
>>> Espelho Meu de Edgar J. Hyde pela Ciranda Cultural (2010)
>>> A 2ª Morte de R a Ranieri pela Edifrater (1997)
>>> O Melhor de Mim de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2014)
>>> Cem Melhoramentos Crônicas (que, na Verdade, São 129) de Mario Prata pela Planeta (2007)
>>> Pare de Sofrer de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (1997)
>>> Harmonização de Francisco Cândido Xavier pela Geem
>>> Mulheres Alteradas 1 de Maitena pela Rocco
>>> Vernon God Little de Dbc Pierre pela Record (2004)
>>> Seja Líder de Si Mesmo de Augusto Cury pela Sextante (2004)
>>> Crônicas para Gostar de Ler Volume 5 de Carlos Drummond de Andrade pela Atica
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 13/7/2007
Como é viver nos EUA

+ de 8200 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Através do Digestivo Cultural, site com o qual colaborei em seus primórdios - e se não o faço mais é pela falta de tempo -, me chegou às mãos a oportunidade de resenhar o livro Como é viver nos Estados Unidos? (Gazeta, 2007, 111 págs.), da Aline Tonini. Faço parte da turma que recebe a newsletter, vejam que chique, do hoje cultuado (merecidamente) sítio. E mais ainda, volta e meia recebo e-mails pessoais endereçados a um seleto grupo pelo nosso editor Julio Daio Borges.

Conversava eu com um amigo sobre inconsciente coletivo, Jung, e outras teorias que explicam o fato de sistemas se desenvolverem simultaneamente em pontos diferentes do globo, o que está diretamente relacionado àqueles episódios em que você sonha com um amigo que não vê há muito tempo e no dia seguinte esbarra com o mesmo na rua. Fato é que este amigo está de partida para os states, vai morar lá com a namorada, que virou esposa, o que lhe garante o famoso green card: o bilhete premiado dos imigrantes em potencial.

Pois quando cheguei em casa, após o papo sobre inconsciente coletivo, com um grande amigo que está de viagem marcada para a terra de Tio Sam, que mensagem vejo piscando em meu endereço eletrônico com o remetente do Digestivo? Resposta: "Alguém quer resenhar o livro Como é viver nos EUA? ?". Creepy stuff! Como diria a autora, mais familiarizada com a língua inglesa após alguns meses vivendo na gelada Boston com seu companheiro. Parecia um aviso, né? Me senti na obrigação de encarar a missão.

Entrei em contato com a simpática autora e menos de uma semana depois o livro estava em minhas mãos. Posso dizer que pouco conhecia da autora a não ser pelos breves e-mails que trocamos combinando a remessa de sua obra. Mas sou daqueles que acreditam que a forma como alguém redige um curto e-mail pode dizer muito sobre sua pessoa. Seja pela formalidade, pelo português correto, pelas abreviações de internauta-teen ("v6 naum konhecem???") ou até pela saudação de despedida ("Saudações", "Atenciosamente", "Abs", "Bjs"). E acredito piamente, embora minha teoria ainda não seja cientificamente comprovada, que a forma de escrever de e-mails da Aline tem muito a ver com o produto final de seu livro.

Como é viver nos Estados Unidos? é o que o próprio título diz. Direto e sem floreios. Quase que um guia prático direcionado àqueles interessados em arriscar a vida no país do Bush. E o texto de Aline lembra muito seus e-mails. Mais do que isso, passam a sensação de que estamos acompanhando a viagem e as descobertas da autora.

Sabe aquela prima que viaja para um intercâmbio e semanalmente manda aquelas missivas narrando suas aventuras e percalços aos familiares? Pois lendo o livro você se sente primo da Aline. Mesmo em um livro estruturado e concebido para servir como uma espécie de Manual Didático a autora deixa transcrever uma certa leveza que percebi na redação de seus e-mails.

Diferente de um Crônicas de um país bem grande, onde Bill Bryson narra o reencontro com sua terra natal, os EUA, na forma de análises divertidas e críticas sociais espirituosas, o livro de Aline Tonini tem um tom mais educativo do que jornalístico.

A autora abrange toda e qualquer situação que um imigrante brasileiro nos Estados Unidos possa se deparar de uma forma cuidadosamente clara e explicativa, propositalmente básica. Das leis de trânsito ao supermercado. Da suprema corte (tomara que os leitores interessados não precisem fazer uso dessas informações) a como retirar neve da entrada da garagem. Nada escapa ao olhar observador de Aline e tudo é transformado em ensinamento e explicado ao leitor de uma forma simpática. Como aquela professora gente boa que tivemos no ginásio.

Feito com muito cuidado, o livro raramente deixa entrever um posicionamento crítico ou opiniões pessoais e passionais em questões mais profundas. Mesmo assim, não deixa de ter um toque pessoal quando Aline exemplifica a teoria com experiências próprias vividas por ela e seu noivo em sua jornada de imigração. Com estes ingredientes, a leitura é fácil e gostosa.

Apesar de ter um público bastante específico, o livro agrada quem tiver uma mínima curiosidade sobre a vida de uma imensa parcela de nossos conterrâneos. E, sendo um tratado completo sobre a vida do brasileiro na "América", pode fazer de Aline uma referência entre a comunidade brazuca lá fora.

Mérito dela, que fez um Manual com leveza ou, se preferir, transformou uma história pessoal em guia de muita utilidade. Uma combinação difícil, mas que a autora leva com tranqüilidade, como quem redige um e-mail para um primo distante.

Para ir além
Brasileiros nos EUA


Postado por André Pires
Em 13/7/2007 às 13h45


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Led Zeppelin 1970 de Julio Daio Borges
02. Snoopy no Dia dos Namorados de Marília Almeida


Mais André Pires no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
13/7/2007
17h34min
Conheço o livro da Aline Tonini ("Como é viver nos Estados Unidos?"), cuja leitura considero agradável, útil, enriquecedora e muito prazerosa. E fiquei muito contente em verificar a sutileza de André Pires em sua resenha do livro, visto que apontou inúmeros méritos indiscutíveis deste texto. Concordo com André quando diz que o livro da Aline assume tom prático mas sem perder o sabor de texto mais descontraído, que convida à leitura, o que é maravilhoso. Por ter vivido por dois anos na região de Massachussets, a autora pôde firmar opinião e impressão muito maduras do ritmo de vida daquela comunidade. É bem diferente do que um mero olhar de turista. Por outro lado, isso agregou um gostoso calor de livro de viagens. Este talvez seja o gênero por essência da literatura, essa viagem sem limites por tempos e espaços. É uma verdadeira viagem o que o leitor faz percorrendo as páginas de Aline, e numa leitura que jamais cansa (são 112 páginas). Fica aquele gostinho de quero mais...
[Leia outros Comentários de Romar Beling]
13/7/2007
17h55min
Nesta semana finalizei minha leitura do Livro “Como é viver nos Estados Unidos” e adorei!!!. Leitura fácil e muito curiosa. A cada página que eu lia, ia querendo mais e mais, são muitas curiosidades sobre os EUA, muitas diferenças. É impressionante como, lendo um livro desses, percebemos as diferenças entre os dois países. Parabéns pela resenha!
[Leia outros Comentários de Clarice Moraes]
15/7/2007
19h36min
Ainda não tive o sabor de ler o livro da minha amiga Aline... somos amigas há muitos anos e tenho certeza de que ela pode fazer o que quiser... Dona de uma força interior, de uma obstinação que faz dela uma pessoa mais do que especial, faz dela uma pessoa competente! Fico muito feliz por vê-la colhendo os frutos de uma experiência de coragem, de saudade da família, da sua casa e da sua gente! Parabéns, Aline!
[Leia outros Comentários de Aline Schondelmeyer]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Caderno - Músicas para Ler
Toquinho e Mutinho
O Caderno - Músicas para Ler
(2004)
R$ 10,48



Avenida Brasil o Conjunto Nacional
Paulo Caruso
Globo
(1996)
R$ 12,00



Responsabilidad por Abuso de La Personalidad Jurídica
Gulminelli
Depalma
(1997)
R$ 125,00



Ingrid Bergman: História de uma Vida
Ingrid Bergman e Alan Burgess
Francisco Alves
(1983)
R$ 5,00



Evangelho Sgundo O Espiritismo - Dos Espiritos
Allan Kardec
Boa Nova
R$ 29,00



O Pêndulo de Foucault
Umberto Eco
Record
(1986)
R$ 21,50



Manual Prático De Recepção Hoteleira
Luis Di Muro Perez
Roca
(2001)
R$ 24,20



Revelando o Código da Vinci
Martin Lunn
Madras
(2004)
R$ 8,00



Se Você Quer, Você Vende
Carlos Tadeu Viveiro
Negociarte
(2001)
R$ 7,50



Revista Paulista de Medicina Vol. 26
J. N. V. Sonnliuethner
Associação Paulista de Medi
(1945)
R$ 35,53





busca | avançada
79550 visitas/dia
2,1 milhões/mês