Combates culinários | Digestivo Cultural

busca | avançada
73635 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Unil oferece curso sobre preparação e revisão de texto
>>> Sesc 24 de Maio apresenta o terceiro episódio do Desafinados Entrevista
>>> Anexo LONA - Interações 1 - Cristina Elias & Thais Stoklos
>>> Viaje ao som de 'Sky', novo single de Dizin
>>> Lewis Wolpert explica como os organismos multicelulares se formam a partir de um simples óvulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Descobertas responsáveis
>>> Homens, cães e livros
>>> Palestra de Rubem Fonseca
>>> Elvis 2015
>>> Pensar Não é Viver
>>> Caminhos para Roma
>>> Solitária cidadã do mundo
>>> Breve biografia
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> A importância da virtude
Mais Recentes
>>> Planeta--405--atletas da mente de Editora tres pela Tres (2006)
>>> Planeta--136--as fraudes mediunicas de Editora tres pela Tres
>>> Planeta--208--extraterrestres no tibete de Editora tres pela Tres
>>> Planeta--100--aprender a morrer. de Editora tres pela Tres
>>> Planeta--122--o motim silencioso de Editora tres pela Tres
>>> Ediçoes planeta--126-b--os orixas. de Editora tres pela Tres
>>> Planeta--129-c--confrei--a planta fantastica de Editora tres pela Tres
>>> Planeta--164--bach e a numerologia de Editora tres pela Tres (1986)
>>> Aprendizagem & desenvolvimento Infantil – Volume 1 Simbolismo e Jogo de Airton Negrine pela Prodil (1994)
>>> Aprendizagem & desenvolvimento Infantil – Volume 2 Perspectivas Psicopedagógicas de Airton Negrine pela Prodil (1994)
>>> Aprender e Ensinar na Educação Infantil de Eulália Bassedas, Teresa Huguet & Isabel Solé pela Artmed (1999)
>>> Os Fazeres na Educação Infantil de Maria Clotilde Rossetti-Ferreira, Ana Maria Mello, Telma Vitoria, Adriano Gosuen & Ana Cecília Chaguri (Org.) pela Cortez (2000)
>>> Ação Educativa Na Creche – Cadernos Educação Infantil 1 de Jussara Hoffmann & Maria Beatriz G. da Silva (Coord.) pela Mediação (2001)
>>> Creches: Crianças, Faz de Conta & Cia. de Zilma de Moraes Oliveira, Ana Maria Mello, Telma Vitória & Maria Clotilde R. Ferreira pela Vozes (1999)
>>> Illustrated Dictionary of the Bible de Herbert Lockyer, F.F. Bruce, R.K. Harrison pela Thomas Nelson Publishers (1997)
>>> Diálogos Com as Crianças na Creche e no Jardim de Infância de Pierre Vayer & Maria de P. Mil-Homens de Matos pela Manole (1990)
>>> A Constituição para Crianças de Liliana e Michele Iacocca pela Ática (1996)
>>> Monsignote de Jack Alain Léger pela Nova Cultural (1986)
>>> O Que Cabe no Meu Mundo - Aprender de Para Colorir Em 3d - Com Óculos e Argola Mágica pela Bombombooks (2018)
>>> Sonhos e Sombras - a Realidade da Maconha de Mauro Weintraub pela Harper e Row do Brasil (1983)
>>> Fuga do Pantanal de Teresinha Cauhi de Oliveira pela Ftd (1997)
>>> Memória das Bandas Civis Centenárias do Estado do Rio de Janeiro de Caderno MIS pela Museu da Imagem e do Som (1994)
>>> Educação de 0 a 3 Anos – O Atendimento em Creche de Elinor Goldschied & Sonia Jackson pela Artmed (2006)
>>> Filó e Marieta de Eva Furnari pela Paulinas (2011)
>>> A Gargalhada do Jacaré de Elza Cesar Sallut; Jótah pela Do Brasil Sp (2007)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 23/7/2007
Combates culinários

+ de 6100 Acessos
+ 3 Comentário(s)

"A melhor refeição do mundo, a perfeita, raramente é sofisticada ou cara."
Anthony Bourdain

Não possuo conhecimento de gastronomia, mas tenho apreço pelos sabores. Não ligo se uma comida tem gordura trans, açúcar em excesso ou asseio duvidoso no preparo se for saborosa. É por isso que não me conformo com certas invenções da indústria alimentícia, ou mesmo de culturas locais, que desvirtuam os objetivos de um bom alimento. Quantas pessoas saudáveis você não vê renunciando ao melhor para comer algo com gosto de palha só porque "é bom para a saúde"? Eu não vou me privar de manteiga, leite integral, azeite de dendê, carne vermelha e açúcar refinado enquanto ainda não for suicídio ingeri-los. Digo mais: se me for dado um ultimato do tipo moqueca de verdade com a morte ou moqueca sem dendê, sou bem capaz de optar pela primeira opção. Só vou pedir para caprichar no leite de coco. Nada contra quem queira "viver mais", mas eu me sinto obrigado a fornecer informação contrária à corrente. Não custa abrir os olhos de quem nunca provou certos sabores.

Margarina x Manteiga - "Creme vegetal aromatizado". A saborosa manteiga, feita do leite da vaca, foi substituída por uma gordura de soja, aromatizada por alguma essência à base de planta ou algum bichinho inimaginável. A margarina nunca tem o sal da manteiga, é sempre insossa. As "sem gordura trans" e "sem sal" então, Deus!, como alguém pode pôr aquilo no pão? É preferível comer pão molhado na água do que com margarina sem sal e gordura. Se tiram o sal e a gordura, o que resta, ora!? Pelo menos água é mais barata. Além do mais, toda semana tem uma pesquisa que desmente que margarina é melhor para a saúde. Na outra semana mentem de novo. Na dúvida, opte pelo sabor.

"Moqueca" capixaba x Moqueca baiana - Reza a lenda que três baianos viajavam para o Rio de Janeiro quando resolveram parar no meio do caminho para comer. Como estavam à beira-mar, pescaram uns peixes e cozinharam com os ingredientes que acharam naquele pedaço de terra. Não dava para fazer uma moqueca, já que não havia leite de coco nem azeite de dendê por perto. Os nativos comeram da comida oferecida pelos passantes e ficaram encantados. O cozinheiro do trio de baianos disse: "Isso que vocês não comeram uma moqueca!". Pois os nativos rezaram uma missa para os baianos, crendo que eles eram o Pai, o Filho e, o que tinha cozinhado, o Espírito Santo. Estava fundado um novo Estado brasileiro. Contudo, os capixabas de então entenderam errado, achando que o prato era uma moqueca de verdade, e assim chamam a iguaria até hoje.

Vegetarianismo x Onivorismo - Acho muito louvável que algumas pessoas queiram uma vida saudável e/ou sejam contra a matança de animais. Mas do ponto de vista do paladar, o vegetarianismo é uma afronta à diversidade de sabores. Imagine não comer churrasco, hambúrguer, torresmo, cachorro quente, moqueca, bacalhoada, galinha ao molho pardo. Para os vegetarianos, ovovegetarianos e similares, adianto que muitos produtos que julgamos livres de animais mortos têm ossos, tendões e peles de animais (balas e gelatinas), colágeno de peixes ou caracóis (cerveja), besouros triturados (corante usado em alimentos "sabor" morango e uva), gordura de porco (biscoitos) entre outros, como relata uma reportagem da Folha (para assinantes). Se vou comer animais de qualquer jeito, que eu coma os mais saborosos!

"Canjica" paulista x Mugunzá - Na Bahia chamamos de mugunzá um milho branco cozido em leite de vaca, leite de côco, açúcar, cravo e canela (uma pitada de sal vai bem). O resultado é um creme grosso, saboroso, para o café da manhã, a merenda da tarde ou mesmo para substituir o jantar. Aqui vejo esse mesmo milho branco cozido (me contaram que às vezes em água!), misturado a amendoim torrado (!!) e jogado num leite ralo e às vezes com leite condensado. Fraco e exageradamente doce desse jeito, só poderia mesmo ser servido como uma (medíocre) sobremesa. Deram o nome de canjica - o que na Bahia é o nome de outro prato de milho também muito mais gostoso. Quando for até lá (principalmente nessa época de festas juninas), peça mugunzá e canjica e note a diferença.

Poderia citar ainda outros combates em que um lado ganharia de lavada, como "leite" desnatado (água branca) versus leite integral ou peixe fresco versus peixe congelado. (Eu pensava que em São Paulo só se comia peixe no litoral. Fiquei chocado quando vi aquele monte de gelo sob animais de guelras marrons, em contraste com a Tarifa, em Porto Seguro, onde perguntamos diretamente ao pescador se o peixe está fresco e ele mostra as guelras vermelhas como sangue para provar que sim. Paciência, pior é ficar sem peixe.) Deixo a dica para que experimente também um bom requeijão, com a gordura escorrendo pelos buraquinhos e com aquela textura meio esfarinhada e o gosto salgado, meio defumado, difícil de explicar. É covardia comparar com a mussarela de supermercado. A vida é curta para todos e lembre-se, como diz um chef que não hesita em provar de tudo, que seu corpo não é um templo. Profane-o sempre que puder.

* * *

P.S. I - A lenda da criação do Estado do Espírito Santo e da moqueca capixaba foi totalmente inventada por mim. Os capixabas que não me levem a mal, foi só uma brincadeira bairrista. Nunca comi a moqueca deles e estou pronto para prová-la o quanto antes. Mas continuarei dizendo, por pura iplicância, que, se não tem dendê, não é moqueca.

P.S. II - Encontrei, na comunidade do Anthony Bourdain no Orkut, uma matéria de 2003, da Veja São Paulo, que relata uma degustação que o chef fez pela capital paulista de comidas populares como pastel de bacalhau, bauru e empada, e da qual tirei a epígrafe desse texto.

Nota do Editor
André Julião mantém o blog Um baiano em Campinas.


Postado por André Julião
Em 23/7/2007 às 11h58


Mais André Julião no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/7/2007
17h52min
André, adorei seu bem humorado protesto. Partindo do mesmo princípio cheguei à conclusão (totalmente empírica) que as moléculas de sabor estão associadas às de colesterol. Ou, como dizia Roberto Carlos, tudo que eu gosto é imoral, ilegal ou ENGORDA!
[Leia outros Comentários de Viva]
25/7/2007
14h51min
Sem dúvida o bom humor é seu ponto forte. Mas achei o tom "politicamente incorreto" um pouco além do habitual, em se tratando de um assunto que envolve a saúde das pessoas. Falar que comida que faz mal pra a saúde é "tudo de bom" é como fazer apologia de transar sem camisinha...
[Leia outros Comentários de sidnei]
8/8/2007
15h25min
Acho que te falta criatividade para conhecer a "diversidade de sabores" da culinária vegetariana. Mesmo que o ingrediente "carne" proporcione um maior número de combinações gustativas, preferimos seguir um modo de vida ético e sermos "o mais coerente possível" em defesa da vida e da não-violência. Para isso, temos o cuidado de não consumir produtos que explorem, ou utilizem, matéria-prima animal. Também acho que ofendeste "vegans" e vegetarianos, quando subestimastes suas inteligências, supondo que eles não conheçem os produtos que levam "ingredientes animais", como os citados no texto. Reveja seus conceitos... e gostos!
[Leia outros Comentários de João Henrique Machad]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Finale
Filomena Cabral
edições Afrontamento
(1992)
R$ 30,18



Crônica do Viver Baiano Seiscentista: os Homens Bons Coleção
Gregório de Matos
Globus
(2009)
R$ 20,00



Ellery Queens - Mistery Magazine: the First 50 Years
Ellery Queen; Elanos Sullivan
Galahad Books
(1994)
R$ 100,00



A Aldeia Aérea
Julio Verne
Matos Peixoto
(1966)
R$ 5,00



Muito Barulho por Nada
William Shakespeare - Leonardo Chianca (adap.)
Scipione
(2000)
R$ 12,00



Milagres Que Acontecem
Mary Kay Ash
Mary Kay Ash
R$ 14,61



A Voz de Sofia
Andréa Belo; Angelo Abu
Autêntica
(2010)
R$ 6,90



A vinha assassina
Shepard Rifkin
Novo Século
(2012)
R$ 15,00



A Raposa e o Corvo
Carlos Busquets
Villa Rica
R$ 8,00



Sábado à noite
Babi Dewet
Generale
(2012)
R$ 10,00





busca | avançada
73635 visitas/dia
2,1 milhões/mês