Palavra na Tela – Blogs | Digestivo Cultural

busca | avançada
81512 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mais jornais morrendo
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Ficção e previsões para um futuro qualquer
>>> Maná, de Rodrigo Amarante
>>> Lecturis Salutem
>>> Palavras impressas
>>> Teoria da Conspiração
>>> Movimento Literatura Urgente
>>> O fim das mídias físicas
>>> Ayn Rand ou o primado da razão
Mais Recentes
>>> Coleção Grandes Impérios e Civilizações - 17 Volumes de Del Prado pela Del Prado
>>> Coleção História em Revista - 25 Volumes (COMPLETA) de Time Life e Abril Livros pela Time Life
>>> Álgebra Linear de Alfredo Steinbruch - Paulo Winterle pela Makron (1987)
>>> Um Curso de Cálculo 1 de Hamilton Luiz Guidorizzi pela Ltc (1995)
>>> Marketing Ambiental de Reinaldo Dias pela Atlas (2007)
>>> Projeto Presente - História 3º Ano de Ricardo Dreguer & Cássia Marconi pela Moderna (2012)
>>> Projeto Presente - Geografia 3º Ano de Neuza Sanchez Guelli & Allyson Lino pela Moderna (2012)
>>> A Troca de Paulo Novaes pela Agir (1984)
>>> O Linguado de Günter Grass pela Nova Fronteira (1983)
>>> A dieta do tipo sanguíneo: A, B, O e AB de Peter Dadamo pela Elsevier / Alta Books (2005)
>>> Projeto Presente - Matemática 3º Ano de Luiz Márcio Imenes, Marcelo Lellis & Estela Milani pela Moderna (2012)
>>> Dicionário Ilustrado Verbo da Língua Portuguesa 4 vols. de Francisco Fernandes pela Verbo-Globo (1972)
>>> Matemática 2ª Série - Coleção Conhecer e Crescer de Jacqueline Garcia & Márcio Dantas pela Escala Educacional (2005)
>>> Rio de Assis - Imagens Machadianas do Rio de Janeiro de Aline Carrer - John Gledson - Pedro da Cunha e Menezes pela Casa da Palavra (1999)
>>> Missão Investigar Entre o Ideal e a Realidade de Ser Policial de Maria Cecília de S. Minayo-Edinilsa R. de Souza pela Garamond (2003)
>>> A Estranha Nação de Rafael Mendes de Moacyr Scliar pela L&pm (1983)
>>> Deixa Tuas Lágrimas Em Moscou de Barbara Armonas pela Ipanema (1963)
>>> Declarando-se Culpado de Scott Turow pela Best Bolso (2012)
>>> O Medo à Liberdade de Erich Fromm pela Zahar (1977)
>>> Cadastro-geral dos Suspeitos de Ódio ao Presidente de Luiz Gutemberg pela Alhambra (1991)
>>> Então foi Assim? Os Bastidores da Criação Musical Brasileira 4 vols. de Ruy Godinho pela Abravideo (2017)
>>> Conformismo - Tópico de Psicologia Social de Kiesler e Kiesler - Tradução Dante Moreira Leite pela Edgard Blucher Usp (1973)
>>> O Direito a Ter Direitos de Jose Vaidergorn pela Autores Assossiados (2000)
>>> Amor é Só uma Palavra de Johannes Mario Simmel pela Círculo do Livro
>>> Vida sem Morte? de Dr. Nils Jacobson pela Círculo do Livro (1976)
>>> A Lenda do Violeiro Invejoso de Fábio Sombra pela Rocco (2005)
>>> Ombusdsman - O relógio de Pascal de Caio Túlio Costa pela Geração Editorial (2006)
>>> Águas do Brasil de Araquém Alcântara pela ´Terrabrasil (2007)
>>> O tigre de Sharpe de Bernard Cornwell pela Record (2013)
>>> Os Doze Trabalhos de Hércules 1/2/4 volumes de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1944)
>>> Morte dos reis de Bernard cornwell pela Record (2016)
>>> Bom Apetite vol II de Diversos pela Abril Cultural (1972)
>>> A menina que semeava de Lou Aronica; Maria ângela Amorim De Paschoal pela Novo Conceito (2021)
>>> Curso de Desenho e Pintura 9 volumes de Equipe Globo pela Globo (1985)
>>> 1889 Juvenil ilustrada de Laurentino Gomes; Rita Brugger pela Globo Livros (2014)
>>> Quem me roubou de mim? de fabio de Melo pela Canção Nova (2010)
>>> Se conto ninguem acredita- autografado de Rafael pedrosa pela pandogA (2018)
>>> The Young Riders of Mongolia de Rob Waring pela Footprint (2011)
>>> Let’s Do It Together de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2008)
>>> A Matter of Prejudice de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Depois do Funeral de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Strange Noises de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> A Casa Vazia de Rosamunde Pilcher pela Bertrand Brasill (2006)
>>> Lost in the Woods de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Devastação Ou a Volta à Natureza de Rene Barjavel pela Círculo do Livro (1976)
>>> Os segredos da mente milionária de T harv eker pela Sextante (2010)
>>> A Day on the Farm de Luiz H. Rose, Maiza Fatureto & Tereza Sekiya pela Cambridge University (2007)
>>> Economia Solar Global de Hermann Scheer pela Cresesb (2002)
>>> Alguém Que já Não Fui de Artur da Távola pela Nova Fronteira (1986)
>>> Enquanto Eu Estivesse Fora... de Sue Miller pela Bertrand Brasill (2000)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 8/10/2007
Palavra na Tela – Blogs

+ de 5000 Acessos


Esquerda para a direita: Julio Daio Borges, Alexandre Inagaki, Marcelo Tas e Pedro Dória

Muita gente lamentou não estar em São Paulo na última quinta-feira (04/10), quando três dos blogueiros mais lidos do país (Marcelo Tas, Pedro Doria e Alexandre Inagaki) abriram o primeiro debate do ciclo A Palavra na Tela: Jornalismo, Literatura e Crítica Depois da Internet, organizado pelo Digestivo Cultural. Com mediação de Julio Daio Borges, eles deram uma aula magna sobre a blogosfera na Oficina da Palavra - Casa Mário de Andrade.

Pelo rumo da discussão, ficou claro que o "bom blogueiro" domina diferentes ferramentas: a administração dos blogs (como se fossem micro-empresas), a criação de conteúdos atraentes, a delicada relação com os leitores, e a quebra de fronteiras da informação. O papo fluiu com tanto gosto que saiu da blogosfera e foi cair na Wikipedia, no Google e em toda a Web 2.0. Até que desviou para o curral eleitoral do Sarney, para o filme Tropa de Elite e até para a sofrida Birmânia. Mesmo com a mudança de foco, foi visível que ninguém se incomodou.

Uma conversa entre blogueiros, cara a cara, é tão informal quanto na blogosfera. Com a diferença de que poucos centímetros separam cada um. Fora isso, o debate na Casa foi como um chat virtual, sem aquele "empurrão" para alguém tomar a dianteira, típico das mesas redondas. Não faltou conhecimento de causa (Tas inaugurou o primeiro blog do UOL, em 2003; Doria já acompanhava a onda nos anos 90; e Inagaki assistiu, desde o começo, a evolução da blogosfera). Também sobrou repertório para consonâncias e uma amigável guerra de idéias nos tópicos debatidos.

Na intenção de tirar proveito do encontro, segue uma compilação dos "melhores momentos", sem obedecer, necessariamente, uma ordem cronológica - porém priorizando pontos altos com links entre si. Você pode ouvir a íntegra aqui, e obter informações sobre os próximos bate-papos na casa em que Mário de Andrade viveu longos anos.

Quem dá o furo
"Leio no jornal o que li ontem nos blogs". A frase de Doria é, no mínimo, provocante. Sugere que a informação corre numa velocidade surpreendente pelo boca-a-boca da internet. Ele também vê um "algo mais" que não está presente na mídia convencional. Depois de ler a Folha ou o Estado, Tas só sacia a sede por informação na blogosfera, como se ela fosse um complemento à notícia. No que os blogueiros ainda deixam a desejar em criatividade (assim lamenta Inagaki), não perdem em agilidade para informar, garante Doria.

Falta apuração
Uma crítica do Inagaki: há pouca investigação de verdade nos blogs jornalísticos. Falta ir às ruas e sujar a sola do sapato atrás de informação. O editor do Interney Blogs sente falta de mais consistência na notícia. Para piorar, Doria acrescenta que os blogs americanos e franceses são (bem) mais pró-ativos que os nossos. Mas também pondera. Para ele, não é sair a campo que faz a diferença, mas ter boas sacadas na própria internet. Significa conseguir destilar uma notícia fria de jornal, pesquisar informações adicionais e curiosidades para, assim, fisgar o leitor. Aí entra a tal da criatividade que Inagaki sente falta. Blogs que se limitam a fazer um copydesk dos jornais não vão muito longe.

Jornalistas?
Para Tas, no fim das contas, não faz diferença tentar classificar o jornalismo nos blogs. O que interessa, para o blogueiro do UOL, é a história que o cara conta, até porque as fronteiras profissionais não existem mais. "Ele vai praticar, no blog, o bom ou mal jornalismo que sempre praticou", acredita. E complementa que os blogs não validam o talento de ninguém. Mas bem que, na opinião de Tas, muitas feras do jornalismo tradicional, como Clóvis Rossi, teriam todos os atributos para fazer sucesso na blogosfera. O feedback do seu editorial na Folha de S. Paulo seria instantâneo.

O que escrever hoje?
Todo blogueiro tem uma série de preocupações paralelas. Precisa dominar as técnicas para ser bem lido, entender a melhor distribuição de anúncios, saber criar um titulo interessante, entre outros macetes para obter o melhor retorno com a empreitada. Mas a maior preocupação é outra. "O que eu vou escrever hoje?", questiona Doria. A falta de assunto é um problema sintomático quando há leitores, até porque os mais fiéis exigem periodicidade religiosa. A dica dos profissionais para se pautar bem é estar sempre atento aos noticiários.

Segmentação
"Tem blog sobre tudo que você possa imaginar", lembra Inagaki. Não precisa ser conhecedor para concordar com o editor do Interney, já que a blogosfera é ultra-democrática: aceita do jornalismo sério ao diário da pré-adolescente. Até as empresas que já possuíam um site próprio estão incluindo essa rota alternativa para criar uma relação mais direta com a clientela. Fora a vantagem de que o custo de um blog é bem mais baixo.

Blogs multimídia
A diversidade da blogosfera não está apenas na temática, mas na forma. Significa que, quando se fala em blogs, não é somente texto que vem à mente. Vídeo e áudio são ferramentas (possíveis) amplamente incorporadas nos melhores endereços. O próprio Inagaki é um dos que usam e abusam da convergência das mídias no seu espaço. Outras iniciativas pioneiras, como o grupo teatral Barbixa's produz vídeos e veicula, inclusive, publicidade por meios ainda não-convencionais.

O mercado está de olho
Para quem acredita que publicidade não combina com internet, Inagaki manda um recado. "O mercado publicitário está percebendo o valor dos blogs. Viu que eles formam opinião, têm um carisma, um vínculo forte com o público", analisa. As campanhas das agências já chegaram com força no Kibe Loco e no Jacaré Banguela, blogs humorísticos com audiência considerável.

Imprensa na internet
Os três blogueiros concordam que a imprensa está - finalmente! - prestando mais atenção aos blogs. Inclusive, já cuidou de inclui-los em seus portais, a exemplo do Estadão. Mas Tas lembra que muitos jornais, "na pré-história dessa consciência", ainda fecham seu conteúdo virtual. Exemplo contrário, para o ex-apresentador do Vitrine, é o site do The New York Times, que agora oferece todo seu conteúdo gratuitamente. Um pioneiro, também, na interação com blogs, vídeos e podcasts. "É a maior audiência da internet", comemora Tas, com um ar de "não deve ser à toa". E essa abertura vai refletir, na opinião do blogueiro, numa mudança de mentalidade.

Profissionalização
"O termo 'blogueiro profissional' vai funcionar um dia?" A pergunta do Julio deixou respostas em aberto. Inagaki acha que é cedo para definir, dando a entender que pouco importa se blogar é profissão. Para Tas, é difícil, e até desnecessário, definir papéis na rede. Ele nem gosta do termo "blogosfera brasileira", porque seria uma contradição à universalização dos blogs. Contudo, não veio à baila a questão dos "blogs de Babel": a diversidade de línguas é uma barreira para que blogs em russo ou português, por exemplo, tenham a mesma visibilidade que os de língua inglesa.

Alcance dos blogs
Tudo começou porque Inagaki afirmou que a internet tem pouco alcance no Brasil e, portanto, os blogs (um grão de areia na rede) são menos acessados do que poderiam ser. De imediato, Tas disparou uma artilharia de informações - com o apoio do Doria - para demonstrar que inclusive as classes mais baixas, na periferia e nas favelas, já estão conectadas. O problema não seria o acesso em si, mas o uso que se faz das possiblidades oferecidas. A maioria ainda está na superfície, navegando em sites de busca e em mediadores de relacionamento, como o Orkut. Nos blogs mesmo, uma seleta minoria. Ainda assim, os blogueiros consideram que a internet está proporcionando uma silenciosa revolução educacional às gerações mais jovens, capaz de desenvolver o aprendizado como nunca. E ela pode ser a responsável por uma mudança de comportamento nos próximos anos.

Wikipedia
Os blogueiros lamentaram a onda do "CtrlC + CtrlV" (copia e cola) na internet. Admitiram o quanto é cômodo roubar o conteúdo de alguém, apagar a autoria e tirar proveito disso. Nesta linha, o ex-editor do No Mínimo aproveitou para dizer que a Wikipedia não é confiável (o Digestivo já tratou disso em um Especial). Novamente, os ânimos de Marcelo Tas incendiaram. Discordou do colega, com o argumento de que um recente estudo científico comparou a Wikipedia com a respeitável Enciclopédia Britânica e concluiu que o índice de erros é o mesmo. Mas, segundo Doria, é preciso tomar cuidado com o aspecto tendencioso da colaboração coletiva. "O verbete do Papa pode ter sido editado pelo Vaticano", argumenta. Ainda assim, é preferível, nas palavras de Tas, acreditar no próprio discernimento e senso crítico ao pesquisar uma informação.

Googlemania
A crítica que Doria faz à Wiki, Tas faz ao Google. É um perigo sem tamanho, segundo ele, que os jornalistas confiem cegamente nas buscas da mega-empresa ao pesquisar informações. Seria uma fonte duvidosa e viciada, já que a hierarquia das buscas é editada automaticamente, por razões que fogem do alcance de quem pesquisa.

Moderar faz diferença?
Cada blogueiro decide se deve autorizar a entrada de comentários ou se deve deixar que o leitor se expresse como bem entender. Vale a pena moderar? Devido à grande quantidade de mensagens, Doria afirma que seria inviável controlar tudo o que chega. Ele se limita a excluir os spams e a apagar comentários que considera ofensivos, racistas ou discriminatórios. No começo, Tas apoiava a livre expressão, mas quando o clima começou a ficar pesado, ele passou a moderar. Para surpresa do jornalista, o blog deu um "salto de qualidade". Já Inagaki não só modera, como também gosta de responder a todos os comentários. O consenso foi de que moderar dá trabalho, mas faz diferença, sim.

Não é só jornalismo
A certa altura do debate, alguém instigou os blogueiros a lembrarem dos blogs não-jornalísticos. E os blogueiros concordaram que esquece-se que há vários outros campos de interesse na blogosfera. O jornalismo é apenas um deles.

Para ir além
"A Palavra na Tela"


Postado por Tais Laporta
Em 8/10/2007 às 12h10


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Palavra na Tela – Crítica de Tais Laporta
02. 10º Búzios Jazz & Blues III de Marília Almeida
03. 10º Búzios Jazz & Blues I de Marília Almeida
04. 1° Festival de Samba Paulista de Débora Costa e Silva
05. 8º Salão do Livro de Ana Elisa Ribeiro


Mais Tais Laporta no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




WAKE - DESPERTAR
LISA MCMANN
NOVO SECULO
(2010)
R$ 10,00



MAIS QUE VENCEDOR
ALEX DIAS RIBEIRO
AUTOR
R$ 10,00



ANJO A FACE DO MAL
NELSON MAGRINI
NOVO SÉCULO
(2004)
R$ 10,00



MANOBRAS E ESTRATAGEMAS DA VIDA SEXUAL - COMPÊNDIO DE CULTURA ATUAL
A. H. CHAPMAN
RECORD
(1968)
R$ 10,00



A VOZ DO DONO - 3643
TAMA STARR
ÁTICA
(1993)
R$ 10,00



NUAS
MARGARIDA DE AGUIAR PATRIOTA
ROSWITHA KEMPF EDITORES
(1986)
R$ 10,00



INSETOS E OUTROS BICHINHOS. CIENCIA DIVERTIDA
ROSIE HARLOW
MELHORAMENTOS
(1999)
R$ 10,00



A EXPERIÊNCIA DE DEUS NA FAMÍLIA. OFMCAP: EDIÇÃO DE TEXTO, ABGAIL LOUREIRO DIÓGENES E LUIS ANTONIO VIOLIN
BERNARDO CANSI
BSB
(2001)
R$ 10,00



DENTES AO SOL
IGNACIO DE LOYOLA BRANDÃO
CIRCULO DO LIVRO
(1974)
R$ 10,00



DESCAMINHAR
PEDRO TOSTES
E EDITORIAL
(2008)
R$ 10,00





busca | avançada
81512 visitas/dia
2,4 milhões/mês