FLIP 2006 V | Digestivo Cultural

busca | avançada
50081 visitas/dia
1,9 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Balé de repertório, D. Quixote estará no Teatro Alfa dia 27/1
>>> Show de Zé Guilherme no Teatro da Rotina marca lançamento do EP ZÉ
>>> Baianas da Vai-Vai são convidadas de roda de conversa no Teatro do Incêndio
>>> Airto Moreira e Flora Purim se despedem dos palcos em duas apresentações no Sesc Belenzinho
>>> Jurema Pessanha apresenta sambas clássicos e contemporâneos no teatro do Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> O melhor da Deutsche Grammophon em 2021
>>> A história de Claudio Galeazzi
>>> Naval, Dixon e Ferriss sobre a Web3
>>> Max Chafkin sobre Peter Thiel
>>> Jimmy Page no Brasil
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
Últimos Posts
>>> Brega Night Dance Club e o afrofuturismo amazônico
>>> Fazer o que?
>>> Olhar para longe
>>> Talvez assim
>>> Subversão da alma
>>> Bons e Maus
>>> Sempre há uma próxima vez
>>> Iguais sempre
>>> Entre outros
>>> Corpo e alma
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Na minha opinião...
>>> Tempo vida poesia 4/5
>>> Torce, retorce, procuro, mas não vejo...
>>> Lambidinha
>>> Lambidinha
>>> 12 tipos de cliente do revisor de textos
>>> A Grande História da Evolução, de Richard Dawkins
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Malcolm, jornalismo em quadrinhos
>>> PETITE FLEUR
Mais Recentes
>>> Jogos para a Estimulação das Múltiplas Inteligências de Celso Antunes pela Vozes (1999)
>>> Por Amor de Nossos Filhos - de Dietmar Rost pela Paulinas (1985)
>>> O jogo do anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Objetiva (2011)
>>> Reflexões Sobre O Ensino Da Leitura E Da Escrita de Ana Teberosky e Beatriz Cardoso pela Unicamp (1991)
>>> Reflexões Sobre O Ensino Da Leitura E Da Escrita de Ana Teberosky e Beatriz Cardoso pela Unicamp (1991)
>>> Os 100 Segredos dos Bons Relacionamentos de Davd Niven pela Sextante (2003)
>>> Minha Vida de Walter Sandro pela Wgs Group (2004)
>>> Minha Vida de Walter Sandro pela Wgs Group (2004)
>>> Apologia de Sócrates-Banquete-Platão de Platão pela Martin Claret (2008)
>>> Manual de Direito Penal volume 3 de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (1987)
>>> Motivação e Sucesso de Walter Sandro pela Wgs Group (1990)
>>> Manual de Direito Penal volume 2 de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (1987)
>>> Cigarros Coleção Doutor Drauzio Varella de Drauzio Varella pela Gold (2009)
>>> Teoria Geral da Administração de Antonio Cesar Amaru Maximiano pela Atlas (2000)
>>> Matemática Financeira de João Carlos dos Santos pela Educacional (2015)
>>> Contabilidade de Gisele Zanardi P Wagner Luiz V Willian F dos Santos pela Educacional (2015)
>>> Elementos de Direito Constitucional de Michel Temer pela Revista Dos Tribunais (1983)
>>> Solanin 2 - Pocket de Inio Asano pela L&pm Pocket (2006)
>>> Niño y adolescentes creciente en contextos de pobreza de Irene Rizzini, Maria Helena Zamora e Ricardo Fletes Corona pela Puc (2006)
>>> Solanin 1 - Pocket de Inio Asano pela L&pm Pocket Manga (2006)
>>> 25 Anos do Menino Maluquinho - Já? Nem Parece! de Ziraldo pela Globinho (2006)
>>> Todos os Milhões do Tio Patinhas - Volume 1 de Vitaliano; Fausto pela Panini Comics (2020)
>>> Chavez Nuestro de Rosa Miriam Elizalde e Luis Báez pela Abril
>>> Nos labirintos da moral de Mario Sergio Cortella e Yves de La Taille pela Nos labirintos da moral (2005)
>>> Minha Imagem -Romance Espirita de Schellida / Eliana Machado Coelho pela Lumen (2013)
BLOG >>> Posts

Segunda-feira, 14/8/2006
FLIP 2006 V

+ de 3000 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Como percebeu quem me leu no fim de semana, não cobri 100% o último dia da Flip 2006, pois era, justamente, o Dia dos Pais e eu voltava para São Paulo. Mas o Daniel estava lá - na Adélia Prado e no encerramento -, então, muito gentilmente, escreveu os dois trechos abaixo e enviou para mim. A cobertura fica, agora, completa. Reproduzo aqui na íntegra. E dou todos os créditos ao Daniel Bushatsky. Obrigado, Daniel, mais uma vez. - JDB

* * *


Foto de Walter Craveiro

A última palestra da FLIP, denominada Livro de Cabeceira, poderia não ter existido. Eu sei que a frase é pesada, mas os autores não mereciam a platéia animada que os prestigiavam e esperavam ansiosa uma profunda discussão literária para finalizar a festa.

A regra, nesta apresentação, era clara: cada um dos autores, eram sete, deveriam falar sobre o livro que escolheriam para levar a uma "ilha deserta", pelo tempo de cinco a oito minutos. Ainda dentro deste tempo deveriam ler o trecho mais representativo da obra escolhida.

Infelizmente para os organizadores e para a platéia, os escritores não estavam preparados. Não conseguiram cumprir a simples instrução. Alguns não trouxeram sequer uma parte da obra para leitura, outros confessaram que pensaram em cima da hora sobre o tema proposto e não sabiam muito bem sobre o que falar.

Nesta imensa decepção, a única que se salvou foi Adélia Prado que, mesmo substituindo Carlos Heitor Cony, na véspera, trouxe seu livro de cabeceira, explicou o motivo de sua escolha e terminou seus 8 minutos mais uma vez aplaudida pela pelos ouvintes (da mesma forma que ocorreu durante e depois de sua apresentação [trecho a seguir]) .

Uma pena que isto ocorreu. O tema é interessante tanto para o público quanto para os profissionais da área, iniciantes ou não, saberem como seus ídolos se inspiram e qual é a obra que para eles deve sempre ser consultada independentemente de que hora for.

* * *


Foto de Walter Craveiro

Simbolismo. Fantástico. A primeira palavra define o objeto da palestra ministrada pela poetisa Adélia Prado, na Flip - Festa Literária Internacional de Parati - no domingo, ensolarado, de dias dos pais, 13 de agosto de 2006.

A segunda palavra diz respeito às emoções que a escritora despertou nos ouvintes, que os levaram a arrepios, lágrimas, risos, contagiosos aplausos e um fanático, mas vibrante, grito de liiinda!

Adélia, de início, estava nervosa. Recitou alguns poemas para se acalmar. Ficou mais emocionada, menos nervosa e à vontade, paradoxalmente. O público incentivava a leitura de mais obras e enchia o mediador de questões sobre a criação de obras literárias, caminhando sobre temas desde "o que é arte" até "se é necessário uma terceira margem para o desenvolvimento literário".

A autora acredita que a terceira margem é essencial para nos distanciarmos do cotidiano, da rotina e vermos no ordinário o especial, mistificando e desmistificando os símbolos que nos acompanham pela vida.

A artista, porque Adélia é uma artista, ressaltou que vivemos em um mundo sem valores onde até um copo de água e limão é considerado arte e falta-nos uma utopia para lutar, o que ela poeticamente chamou repetidamente de "muro".

Realmente em um mundo em que nascemos carentes, apoiamo-nos em símbolos para sobreviver, nada mais gratificante do que coroar a mineira que encantou Parati com seu jeito humilde de ser e simples de entender o mundo, como a melhor palestra da Flip.


Postado por Daniel Bushatsky
Em 14/8/2006 à 00h27


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sérgio Dias e Gastão Moreira de Julio Daio Borges
02. Vininha F. Carvalho de Julio Daio Borges
03. Lula e a reforma ortográfica de Julio Daio Borges
04. Bate-papo com Olivia Maia de Julio Daio Borges
05. Cansei de ser atropelado! de Ram Rajagopal


Mais Daniel Bushatsky no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
27/8/2006
16h04min
Como sempre, meu comentário é tardio, mas não podia deixar de dizer que concordo contigo, Daniel. Adélia é sempre uma inspiração, "um tacho de inspiração". A primeira vez que a ouvi foi há muitos anos, no Tuca em SP, em um evento que falava justamente sobre o simbólico e o diabólico. Foi um deslumbramento ouvir, naquela ocasião, tanta sabedoria, que faz eco na gente, dita com tanta simplicidade. Um abraço.
[Leia outros Comentários de silvia nogueira]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O reino de Campbell
Hammond Innes
Mérito



Entre Irmãs - 1ª Edição
Frances de Pontes Peebles
Arqueiro
(2017)



Planejamento e Estratégia Empresarial
Carlos Thomaz Guimarães Lopes
Saraiva
(1984)



Quatro Cenário para o Brasil 2005 - 2007
Claudio Porto - ( Org)
Do Autor
(2005)



America Latina - Historia, Crise e Movimento
Luiz Bernanrdo Pericás, Paulo Barsotti
Xamã
(1999)
+ frete grátis



Casa de Pedra
Vicente Ataide
H. D. V
(1985)



Domingo Dia de Cachimbo
Giselda Laporta Nicolelis
Vértice
(1974)



Diário de Rabiscos
Adriana Barbosa Ferreira
Ícone
(2008)



Capitalismo Climático
L. Huntere Lovins, Boyd Cohen
Cultrix
(2013)



Fetish: Fashion, Sex & Power
Valerie Steele
Oxford University Press,
(1997)
+ frete grátis





busca | avançada
50081 visitas/dia
1,9 milhão/mês