Irmãos Dardenne e Rosetta | Blog do Carvalhal

busca | avançada
33835 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Segunda-feira, 3/8/2015
Irmãos Dardenne e Rosetta
Guilherme Carvalhal

+ de 1200 Acessos



Os irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne são uma das duplas mais criativas do cinema atual. Seu cinema intercala uma visão social de classes baixas da Europa junto a narrativas criativas e abordagens interessantes na realidade de seus personagens, inserindo-os em um universo de dilemas pessoais.

O filme mais recente da dupla, Dois Dias,Uma Noite, é um exemplo disso. A narrativa retrata Sandra (representada pela ganhadora do Oscar Marion Cotillard) uma operária de uma fábrica que se recupera de problemas psiquiátricos. Ao convalescer, descobre que seus colegas de trabalho haviam realizado uma votação proposta pela empresa, na qual escolhiam receber uma bonificação da empresa em detrimento de mantê-la empregada.

Como na votação a grande maioria escolheu receber o bônus, Sandra se viu desempregada. Porém, a empresa aceita realizar uma nova votação na próxima segunda, então ela tem o final de semana para convencer seus colegas de trabalho a mudarem de ideia, abdicando do bônus para ela permanecer contratada.

Esse tipo de trama é bastante corriqueiro nos filmes dos irmãos Dardenne. Normalmente são pessoas de classe baixa diante de fortes dilemas, nos quais precisam passar por decisões dolorosas ou conflitos determinantes em suas vidas. Os enredos tendem a levar muitos aspectos políticos, econômicos e sociais, como a atual crise econômica em Dois Dias, Uma Noite.

Analisar um pouco a obra dos dois irmãos ajuda a compreender seu impacto e sua dimensão. Em O Silêncio de Lorna (2008) um dos temas em destaque é a questão da imigração. Lorna é uma imigrante albanesa que se casa com um francês para obter cidadania europeia. Ela faz parte de um esquema mafioso e precisa se livrar de seu marido para vender sua nova nacionalidade a outra pessoa. Porém, seus sentimentos acabam pesando e surge o conflito entre aquilo que se comprometeu a fazer e o que sua consciência diz.

Em O Garoto da Bicicleta o drama ganha cunho mais familiar, ou semelhante ao familiar. Aqui, o personagem principal é Cyril, um garoto abandonado pelo pai em um orfanato que vive em busca de tê-lo novamente. Na sua insistência em aceitar que o pai o rejeita, ele tem sua bicicleta como principal vínculo afetivo.

Em A Criança, filme ganhador da Palma de Ouro de 2005, Bruno e sua noiva Sonia perambulam com seu filho recém-nascido. Sem saber como lidar com a paternidade e também com a pobreza, Bruno acaba tentando vender o próprio filho, atitude rejeitada de imediato pela mãe. O rapaz se envolve com todo tipo de golpe, envolvendo até menores de idade em seus crimes. O título A Criança, que dá a entender referir-se ao filho do casal, na verdade diz respeito a Bruno, que se recusa a uma atitude madura. Como nos outros casos, estão aqui presentes as escolhas pessoais diante de um ambiente adverso e pouco estável.

Rosetta

Sem sombra de dúvidas a maior obra dos Dardenne é Rosetta. Lançado em 1999, esse longa é uma história impactante e uma das maiores realizações na história da sétima arte, sendo premiado com a Palma de Ouro em Cannes.

Rosetta (Émilie Dequenne) é uma jovem de classe baixa. Logo no começo do filme já se pode ter uma noção geral: mesmo com pouca idade ela precisa trabalhar em uma agitação pouco usual para sua faixa etária, principalmente ao se imaginar a Bélgica, país considerado de primeiro mundo. Ela perde seu emprego e juntamente a isso vai abaixo seu mundo.

Aos poucos a realidade dela vai sendo descortinada. Rosetta mora com a mãe alcoólatra em um acampamento de trailers. Essa vive em uma relação de troca de favores com o dono do acampamento, recebendo algumas vantagens a troco do sexo, relação vista com negatividade por Rosetta.

Rosetta é arrimo de sua mãe e trabalha para sustentá-la. Logo de início ela perde seu emprego e se embrenha em uma luta para conseguir um novo. O senso moralista dela é muito forte e o trabalho representa a possibilidade de manter uma vida normal. E é esse senso moralista que acaba entrando em conflito com sua condição financeira.

Ela conhece um rapaz chamado Riquet (Fabrizio Rongione), que trabalha em uma banca vendendo panquecas. Riquet a trata bem e começa a formar um pouco de amizade com a moça. Riquet admite que anda roubando a banca e ela, em um ato inesperado devido ao seu senso de moralidade, denuncia Riquet ao seu patrão e acaba conseguindo seu emprego. O rapaz então começa a persegui-la e ela vai entrando em um estado cada vez mais desesperado (apesar de sutilmente mostrado) que é seguido pelo brilhante final.

Um dos principais pontos artísticos do filme é a câmera focada sempre em Rosetta. Por onde a jovem vai a câmera segue atrás, parando com ela quando se abaixa ou quando faz qualquer movimento. Esse estilo de enquadramento que possibilita aos diretores trabalharem com o que acontece fora de quadro, uma maneira de inserir o espectador com informações além da imagem.

A principal maneira dos diretores trabalharem essa informação é com o barulho da moto de Riquet. Ele começa a persegui-la por vários locais e o barulho da moto indica sua chegada, levando a moça sempre a reagir. Igual ideia acontece quando ele chega na banca de panquecas, onde sua presença é percebida mesmo sem entrar em cena.

O choque de moralidade é outro ponto fundamental no entendimento desse filme. Como já dito, Rosetta tem um forte senso moral, porém trai uma das poucas pessoas que se predispôs a ser próxima dela. Isso a coloca na dubiedade de posições: é a traição da confiança com senso de justiça (o rapaz rouba o patrão, então o justo é que ela o tenha denunciado). Ao mesmo tempo, ela se vale do papel de delatora para conseguir o emprego. Todas essas situações juntas formam um complexo leque de discussões, na qual a presença de Riquet e sua moto funciona como a consciência de Rosetta a aturdi-la.

Rosetta interage com os demais filmes dos dois irmãos através do conflito entre o eu e o mundo exterior. A personagem principal apresenta muitas divergências provocadas pelas suas expectativas, sendo essas o desejo por uma vida estável e rotineira, fundamentada pelo trabalho, e todos os dias ela se depara com o inverso oposto. Ela procura conseguir mudar isso através do trabalho, pedindo emprego, lutando diariamente e até mesmo trai a confiança de Riquet.

Ou seja, Rosetta faz parte de um amplo painel de seres humanos em conflitos diante de condições em desacordo consigo mesmo. Em obras como A Criança e O Garoto da Bicicleta o espectador sempre irá se deparar com tais condições. Rosetta é uma obra singular na história do cinema e dentro desse propósito maior que Jean-Pierre e Luc vem apresentando ao público.


Postado por Guilherme Carvalhal
Em 3/8/2015 às 03h18


Mais Blog do Carvalhal
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




OS GRANDES PILOTOS DE TODOS OS TEMPOS VOL 2
ABRIL CULTURAL
ABRIL CULTURAL
(1972)
R$ 25,18



A INVASÃO ECONÔMICA AMERICANA
JAMES MCMILLAN E BERNARD HARRIS
BIBLIOTECA DO EXÉRCITO
(1968)
R$ 15,00



LITUMA NOS ANDES
MARIO VARGAS LLOSA
ALFAGUARA
(2011)
R$ 28,00



HISTÓRIA DAS GRANDES ÓPERAS E DE SEUS COMPOSITORES - VOL. 2
ERNEST NEWMAN
GLOBO
(1952)
R$ 7,90



OS QUATRO CAVALEIROS DO APOCALIPSE
BLASCO IBAÑEZ
CÍRCULO DO LIVRO
(1980)
R$ 7,90



A MAGIA TRANSACIONAL DE A FLAUTA MÁGICA
ROBERTO MENNA BARRETO
SUMMUS
(1984)
R$ 5,90



O MENINO E O ROBÔ
MARIA LÚCIA RAMOS
MELHORAMENTOS
(1981)
R$ 10,00



AULAS DE FÍSICA 2 TERMOLOGIA ÓPTICA ONDAS
NICOLAU GILBERTO
ATUAL
(1997)
R$ 14,00



LÚLIO. O LIVRO DOS MIL PROVÉRBIOS
DA EDITORA
ESCALA
(2007)
R$ 9,90



INICIAÇÃO A LITERATURA PORTUGUESA
ANTÔNIO JOSÉ SARAIVA
COMPANHIA DAS LETRAS
(1999)
R$ 31,00





busca | avançada
33835 visitas/dia
1,3 milhão/mês