O Acaso e a Fatalidade | Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida

busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
>>> Curso de Formação de Agentes Culturais rola dias 8 e 9 de graça e online
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mozart 11 com Barenboim
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O Passado, de Hector Babenco
>>> Curtas e Grossas
>>> Caneando o blog
>>> Arte é entropia
>>> Amor fati
>>> 50 anos da língua de Riobaldo
Mais Recentes
>>> A Salamandra de Morris West pela Circulo do Livro (1974)
>>> Fundamentos do Sucesso Empresarial de John Kay pela Campus (1996)
>>> Desenvolva a Sua Inteligência Emocional de Travis Bradberry e Jean Greaves A3B6 2007 pela Sextante (2007)
>>> Livro - Terapia Financeira - Realize Seus Sonhos Com Educação Financeira de Reinaldo Domingos pela Dsop (2012)
>>> A Solução Para Não Envelhecer de Vicent Giampapa e outros A11B4 2005 pela Cultrix (2005)
>>> O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón pela Suma (2008)
>>> A Revolução do Amor: por uma espiritualidade laica de Luc Ferry; Vera Lucia dos Reis (Trad.) pela Objetiva (2012)
>>> Livro - O Sucesso Ainda É Ser Feliz de Roberto Shinyashiki pela Gente (2012)
>>> Poder Cerebral Plano de Jogo de Cynthia R. Green A3B8 2011 pela Madras (2011)
>>> Livro de bolso - A Voz do Mestre de Kahlil Gibran pela Círculo do Livro (2023)
>>> Pontos de Vista crítica Literária 372 de Wilson Martins pela Tag (1991)
>>> Brasil, O Gigante Dourado de Irmão X/José Tadeu Silva pela Casa do Caminho (2013)
>>> Livro de bolso - Mecanismos da Mediunidade de Francisco Candido Xavier pela Feb (2002)
>>> O Reino de Campbell de Hammond Innes pela Itatiaia (1969)
>>> Transformando suor em ouro 372 de Bernardinho pela Sextante (2006)
>>> Idade Verdadeira de Michael F. Roizen A13B3 1999 pela Campus (1999)
>>> Livro de bolso - O Poder da Kabbalah: 13 Princípios para Superar Desafios e Alcançar a Plenitude de Berg; Yehuda pela Kabbalah Publishing (2011)
>>> 23 Coisas que não nos contaram seobre o capitalismo 372 de Ha-Joon Chang pela Cultrix (2013)
>>> Livro de bolso - Drácula de Bram Stoker pela L&pm Pocket (1998)
>>> Ginástica Facial Isométrica de Marguerite Petkova C13B4 2ed 1989 pela Agora (1989)
>>> Como dar um Gás no seu Relacionamento de Trina Dolenz pela Lua de Papel (2012)
>>> Oscar Niemeyer 360º - Minhas Obras Favoritas / My Favorite Works de Luiz Claúdio Lacerda pela Trezentos e Sessenta Graus (2006)
>>> Sociologia - Ciência e Vida - Ano 2 ed 30 - 2010 - Vida Moderna de Vários pela Escala (2010)
>>> Auto Engano 37 de Eduardo Giannetti pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Grande Livro das Coisas Horríveis: a crônica definitiva da história das 100 piores atrocidades de Matthew White pela Rocco (2013)
BLOGS >>> Posts

Quarta-feira, 14/10/2015
O Acaso e a Fatalidade
Raul Almeida
+ de 700 Acessos

Fazia tempo que um flertava com o outro. Procuravam criar situações onde quase se tocassem .

E foram muitas.

Uma alegria, um luto, vez por outra um golpe de sorte, um acidente ou mesmo um engano despropositado, e os dois estavam quase se atracando para contabilizar o feito. Era chegado o momento de entrarem num acordo: Quem é que iria provocar primeiro, o próximo dos múltiplos eventos vindouros?

Marcaram um encontro para conversar, tirar dúvidas, aparar arestas.

Depois dos cumprimentos formais e pouco afetuosos, se acomodaram num dos cantos do jardim do Inferno. Um lugar bonito, formado por alamedas e arruamentos primorosamente cuidados pelas almas penadas que ali estavam, justamente, pelas ações tanto da Fatalidade como do Acaso.

Deram uma olhada a toda volta e escolheram um caramanchão coberto por rosas cujo perfume inundava todo o ambiente.

O primeiro comentário foi feito pela Fatalidade.

- Que lugar lindo, não? Que rosas maravilhosas, tudo tão cuidado.

- É. Respondeu o Acaso. Tem toda razão, o lugar está muito bem administrado. O pessoal que trabalha aqui foi escolhido a dedo. Acho que você já sabia disso, quando concordou com este encontro.

-Sabia. Muitos destes jardineiros foram indicados por mim.

- Por mim também, apressou-se o Acaso. Marcaram posições defensivas.

- Bem, aqui estamos porque concordamos em que não precisamos nem devemos estar competindo pela primazia, na consecução das nossas obras. Afinal, um sempre vai completar o trabalho que o outro iniciou, não é verdade? Perguntou o Acaso, tentando dar um ar de racionalidade ao dialogo.

Dependendo da forma que os atores entram em cena, a preferência é minha ou sua, continuou.

-Veja bem, alguém que não foi trabalhar, pois o despertador não funcionou, que perdeu avião ou, que jogou e acertou na loteria. Ou, o prédio da firma pegou fogo o avião caiu sem sobreviventes, o bilhete foi premiado: São casos de minha prevalência.

Você chegou logo em seguida e completou o incêndio com as vítimas e com o prejuízo material, mas aquele que se salvou, ah, foi por minha conta! No caso do avião, somente eu produziria tal resultado. E o bilhete de loteria? O alvo não tinha o hábito de jogar, encontrou o vendedor com o número da placa do seu carro, bem ali de frente para ele.

A Fatalidade pensou um pouco, ajeitou-se melhor nas almofadas de seda dourada do enorme divã de vime trançado, serviu-se da fresquíssima água ali disposta num magnífico conjunto de cristal, olhou firme para o Acaso, sorriu e começou a falar.

- Afinal, o que somos nós? Conceitos, variáveis, vetores, ou o que?

O Acaso ficou em silencio, enquanto a Fatalidade procurava as palavras certas para enunciar os seus pensamentos.

- O que define quem é um ou outro?

Nossos primos, a Sorte e o Infortúnio sempre aproveitam as oportunidades que criamos e, no final das contas, acabam recebendo todos os créditos como se fossem os verdadeiros causadores dos acontecimentos.

- Bem, são muito descarados mesmo. Já tem a sua clientela definida, estruturada e fiel. Não sei porque esta mania de meterem-se em nosso trabalho. Em certos casos fazem tudo para atrapalhar as nossas oportunidades, atalhou o Acaso.

- Mas você não atendeu à minha indagação: O que é somos na verdade, quando se trata de acontecimentos, digamos especiais: Um conceito, uma variável ou um vetor?Como é que você se qualificaria? Insistiu a Fatalidade.

- Bem, conforme a ocasião podemos ser qualquer de uma dessas condições, duas ou mesmo as três em conjunto, respondeu o Acaso.

- Esta é que a questão. Nem nós sabemos o que somos. Muitas vezes os colegas Amor e Ódio, na intenção de ajudar, acabam atrapalhando tudo, além, é claro, do oportunismo rapinante da Sorte e seu irmão gêmeo.

- Você acha mesmo que o Amor e o Ódio têm essa força toda, capaz até de alterar um trabalho nosso?

- Acho sim, respondeu o Acaso, fiando a longa e encaracolada barba vermelha.

Eles seguem, diretamente, a Palavra. E você sabe, a Palavra é sempre a última a definir um evento. Uma boa Palavra e lá se foi o Acaso por água abaixo. Uma Palavra mais forte, mais poderosa, mais incisiva e uma estratégia de Fatalidade, desaparece numa nuvem. -Se é assim, e eu estou achando que você tem muita razão no que está dizendo, acho melhor não mais competirmos e sim nos associarmos, daqui para frente.

- O que achas?

- Era exatamente o que eu desejava. Não tem cabimento estarmos discutindo a nossa sina. Andamos juntos, vivemos juntos, criamos juntos. Logo, vamos continuar partilhando as nossas atividades.

- Então, vou começar logo trabalhar.

- Não! Eu começo e você segue melhorando e aperfeiçoando os resultados.

- Nada disso! Eu concordei com você, ou melhor, concordamos que iríamos juntos.

E a discussão seguiu interminável, enquanto o sol púrpura e dourado realçava os contornos das construções lá longe, perto do portão de entrada.



Postado por Raul Almeida
Em 14/10/2015 às 11h38

Mais Contubérnio Ideocrático, o Blog de Raul Almeida
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Ausente
Roderic Jeffries
Melhoramentos
(1982)



Jacala, o Crocodilo - Coleção Clássicos Nacional
Rudyard Kipling
Nacional
(2007)



Na Colmeia do Inferno
Pedro Bandeira
Moderna
(1991)



A Sociedade Justa - uma Perspectiva Humana
John Kenneth Galbraith
Campus
(1996)



Necropolítica
Achille Mbembe
N-1 Edições
(2018)



Os Livros Secretos Witch 100 Magias P Criar Seu Proprio Estilo
Disney
Edelbra
(2004)



Matemática para o Magistério
Ernesto Rosa Neto
Ática
(1990)



Livro - O Canto da Missão
John Le Carré
Record
(2008)



Estudo Dirigido: Microsoft Excel 2013: Avançado Em Português
André Luiz N. G. Manzano
Érica
(2014)



Sonhadoras, Coquetes & Ardentes
Daniel Cherniavsky
Beca
(1999)





busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês