Ecletismo Musical | Blog do Carvalhal

busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
>>> Meu Telefunken
>>> Vida Virtual? Quase 10 anos de Digestivo
>>> Sombras Persas (X)
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Mais Recentes
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
>>> As Cem Melhores Crônicas Brasileiras de Joaquim Ferreira dos Santos - organizador pela Objetiva (2007)
>>> O tigre na sombra de Lya Luft pela Record (2012)
>>> Elza de Zeca Camargo pela Casa da Palavra (2018)
>>> Sexo no cativeiro de Esther Perel pela Objetiva (2007)
>>> O clube do filme de David Gilmour pela Intrínseca (2009)
>>> Coisa de Inglês de Geraldo Tollens Linck pela Nova Fronteira (1986)
>>> As mentiras que os mulheres contam de Luis Fernando Veríssimo pela Objetiva (2015)
>>> Equilíbrio e Recompensa de Lourenço Prado pela Pensamento
>>> Cadernos de História e Filosofia da Ciência de Fátima R. R. Évora (org.) pela Unicamp (2002)
>>> Revista Internacional de Filosofia de Jairo José da Silva (org.) pela Unicamp (2000)
>>> Dewey um gato entre livros de Vicki Myron pela Globo (2008)
>>> Ilha de calor nas metrópoles de Magda Adelaide Lombardo pela Hucitec (1985)
>>> Sua santidade o Dalai Lama de O mesmo pela Sextante (2000)
>>> Meninas da noite de Gilberto Dimenstein pela Ática (1992)
>>> Paulo de Bruno Seabra pela Três (1973)
>>> Grandes Enigmas da Humanidade de Luiz C. Lisboa e Roberto P. Andrade pela Círculo do livro (1969)
>>> A História de Fernão Capelo Gaivota de Jonathan Seagull pela Nórdica (1974)
>>> Os Enigmas da Sobrevivência de Jacques Alexander pela Edições 70 (1972)
>>> Mulheres visíveis, mães invisíveis de Laura Gutman pela Best Seller (2018)
>>> Construir o Homem e o Mundo de Michel Quoist pela Duas cidades (1960)
>>> Vida Positiva de Olavinho Drummond pela Olavinho Drummond (1985)
>>> Força para Viver de Jamie Buckingham pela Arthur S. DeMoss (1987)
>>> Consumidos de David Cronemberg pela Alfaguara (2014)
>>> Viver é a melhor opção de André Trigueiro pela Correio Fraterno (2015)
>>> O Caso da Borboleta Atíria de Lúcia Machado de Almeida pela Ática (1987)
>>> Cânticos de Cecília Meireles pela Moderna (1995)
>>> Caminho a Cristo de Ellen G. White pela Cpb - Casa Publicadora Brasileira (2019)
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Nova Cultural (1986)
>>> Le Divorce de Diane Johnson pela Record (1999)
>>> Trajetória do Silêncio de Maria do Céu Formiga de Oliveira pela Massao Ohno-Roswitha Kempf (1986)
>>> Zezinho, o Dono da Porquinha Preta de Jair Vitória pela Ática (1992)
>>> Aconselhamento Psicológico de Ruth Scheeffer pela Atlas (1981)
>>> Razão e Revolução de Herbert Marcuse pela Paz e Terra (1978)
>>> A Doutrina de Buda de Bukkyo Dendo Kyokai pela Círculo do livro (1987)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 22/10/2015
Ecletismo Musical
Guilherme Carvalhal

+ de 1100 Acessos

Dia desses ouvi uma pessoa fazer o seguinte comentário sobre música

- Sou eclética. Gosto de tudo. De funk, de pagode, de sertanejo, de pop rock.

Achei curiosa essa autoafirmação de ecletismo, principalmente pelos gostos afirmados. É uma listagem bem convencional, sustentando uma cultura musical ditada por meios de comunicação de massa e que por princípio deixa de fora uma grande quantidade de estilos que não se encaixam nos padrões comerciais. Acaba sendo algo como "gosto de tudo, excetuando as coisas de que não gosto".

Esse tipo de posicionamento tende a evidenciar algumas construções que temos, principalmente, a tentativa de almejar um gosto vasto, mas que apenas demonstra o quanto estamos distantes de conhecer aquilo que esteja um tanto mais além do nosso alcance. Fomos acostumados a um modelo musical peculiar, normalmente tendendo para o mais simplório e facilmente absorvível, e dificilmente aquilo que fuja desse lugar comum consegue se tornar palatável.

Estamos aptos a absorver uma produção musical culturalmente distante? Temos disposição para ouvir highlife da Nigéria, a orquestra Marimba de Concierto de Bellas Artes da Guatemala ou música tradicional japonesa? Ou nossos ouvidos apenas se manterão restritos a uma pequena parcela de tudo que a humanidade consegue ser capaz de produzir?

Nosso modelo de divulgação musical, que ganhou enorme propulsão após a criação de tecnologias que a alçaram mais longe juntamente a um esforço dos meios de comunicação na modelagem de gostos, não criou uma capacidade de capilarização, mas apenas de limitação. Esse novo modelo, que poderia parecer promissor, não se desvinculou do estilo imperialista reinante, criando uma globalização onde há poucos globalizadores e muitos globalizados.

Atualmente recebemos uma enxurrada de conteúdo estrangeiro, que afeta diretamente nossa percepção sobre nós mesmos enquanto nação e sociedade. O espaço da música brasileira acabou influenciado, tanto recebendo influências positivas quanto negativas. Podemos nos orgulhar de música de boa qualidade influenciada pelo jazz e pelo rock ou podemos esconder a cara de vergonha diante da tentativa de reproduzir em terra brasileira determinadas expressões artísticas que são bastante sofríveis. É até curioso pensar que houve cantores brasileiros atendendo por nomes como Michael Sullivan, Mark Davis e Tony Stevens.

Não podemos deixar de pensar que toda essa situação é fruto de uma relação mercadológica. Essa via é dupla, na qual a indústria compreende o que o público espera e ao mesmo tempo influencia suas expectativas. O indivíduo influencia e é influenciado, não se podendo precisar se ele é mais uma marionete de uma estrutura maior que ele próprio ou se é gerador dos próprios gostos.

Se imaginarmos uma pessoa brasileira de 70 anos atrás, suas preferências musicais provavelmente seriam vinculadas a uma tradição musical brasileira, com algumas influências externas que permeiam o Brasil desde tempo anteriores, como valsa ou polca. À medida em que começou o processo de globalização, esse panorama começou a mudar e mais e mais nos vemos envolvidos por influências de fora.

Certa vez li sobre uma pesquisa que apontava que apenas 1% da população do Brasil já havia assistido a um concerto de música de câmara (ou música clássica, apesar de eu achar esse termo sofrível). Comentei isso com um amigo estudioso de cultura popular e ele falou quanto seria se contabilizássemos o contato com expressões culturais nacionais. Quantos de nós já assistiram a uma apresentação de baião ou de música gauchesca? O quanto conhecemos de música indígena ou de viola caipira?

Vivemos um modelo social em que a própria concepção de nação se tornou difusa, e isso falando de um país construído em um processo que nunca deixou claramente definido o que vem a ser povo brasileiro. Essa fragilidade de laços que nos unem gera uma incapacidade de valorizar a própria cultura e cria um tereno fértil para perda da própria identidade.

Ecletismo em um mundo de tanta variedade cultural é mais uma cenoura à frente do burro a instigar uma movimentação do que algo que se possa realmente alcançar. Há mais do que uma vida inteira possa conseguir alcançar e apenas uma mínima parcela do todo nos é ofertada no cotidiano. Talvez nos considerarmos eclético possa mostrar apenas o outro lado, o tanto que nós ainda não conhecemos.


Postado por Guilherme Carvalhal
Em 22/10/2015 às 16h24


Mais Blog do Carvalhal
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FREY APOLLONIO UM ROMANCE DO BRASIL
KARL FRIEDRICH PHILIP VON MARTIUS
BRASILIENSE
(1992)
R$ 30,00



MANUAL DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL
DANIEL AMORIM ASSUMPÇÃO NEVES
GEN - MÉTODO
(2009)
R$ 95,00



CHICO MENDES - O HOMEM DA FLORESTA
ELSON MARTINS; NATÁLIA JUNG (EDIÇÃO E TEXTOS)
COMITÊ CHICO MENDES
(2008)
R$ 13,00



COMO LIDAR COM PESSOAS DIFICEIS
ALAN HONEL / CHRISTIAN GODEFROY
MADRAS
(2011)
R$ 30,72



SPAWN 32
MCFARLANE
IMAGE
R$ 4,00



SEMENTEIRA DE LUZ
VARIOS AUTORES
VINHA DE LUZ
(2006)
R$ 50,00



OS SAQUEADORES - TRILOGIA DOS ALTOS MARES
IAIN LAWRENCE
ROCCO
(2004)
R$ 15,00



MEGA LETRONIX COMO SE ESCREVE? VERBOS VOLUME 4
RECREIO
ABRIL
R$ 4,90



TDEF- 1º GRAU 2º VOLUME
HUDSON VENTURA TEIXEIRA
SARAIVA
(1993)
R$ 19,90



BIOGRAFIA DE UM MONUMENTO - ESTUDOS BAIANOS
VALENTIN CALDERÓN
UFB
(1970)
R$ 30,00





busca | avançada
47273 visitas/dia
1,3 milhão/mês