A engenharia de Murilo Rubião | Blog de Cassionei Niches Petry

busca | avançada
27903 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Domingo, 15/11/2015
A engenharia de Murilo Rubião
Cassionei Niches Petry

+ de 700 Acessos

O oroboro é uma serpente mítica, ou um dragão, que morde sua própria cauda, formando, assim, um círculo. Não confundir com o cão que tenta morder comicamente seu próprio rabo. Aqui, a simbologia é a do eterno retorno, da circularidade do universo e da sua criação. O crítico Jorge Schwartz apontou esse mito como chave para a obra de Murilo Rubião. A julgar pela republicação de sua Obra completa (Companhia das Letras, 232 páginas), os mesmos 33 contos que ele vinha durante toda sua vida escrevendo e reescrevendo — e pela temática de boa parte deles — a analogia é mais do que justificada.

Para nos guiar na leitura de alguns contos do escritor mineiro, usarei as letras da banda Engenheiros do Hawaii, cuja capa de um dos discos estampava a imagem do oroboro. Os versos de Humberto Gessinger servirão como epígrafes, assim como Rubião colocava frases bíblicas antes de seus textos.

"Há tantos quadros na parede, há tantas formas de se ver o mesmo quadro" (Ninguém = ninguém)

Murilo Rubião nos oferece em sua curta obra uma vasta possibilidade de leituras. Um crítico pode analisar os contos sob um enfoque religioso, provocado pelas epígrafes. Pode também fazer uma leitura psicanalítica, visto que os personagens passam por situações oníricas, cuja simbologia deixaria um discípulo de Freud ou de Jung num paraíso. Não se pode descartar também uma abordagem mítica ou então sociológica. A análise filosófica também tem seu lugar, pois os personagens estão sempre questionando sua existência. Em "O ex-mágico da Taberna Minhota", o protagonista, perguntado sobre como conseguiu tirar o dono de um restaurante do próprio bolso, diz: "O que poderia responder, nessa situação, uma pessoa que não encontrava a menor explicação para sua presença no mundo?". De qualquer forma, os elementos do gênero fantástico utilizados pelo autor causam um estranhamento que tira o leitor da realidade cotidiana, mas para fazê-lo ver o quão absurda é essa mesma realidade.

"Quando eu vivia e morria na cidade" (Infinita highway)

O livro inicia com um conto que nos joga de cara com o insólito. Em "O pirotécnico Zacarias", mesmo depois de narrar sua própria morte, o morto não sabe se realmente passou dessa para melhor, pois conversa tranquilamente com os jovens que o atropelaram numa estrada, chegando até a sair para se divertir com eles. Sem saber qual seu destino, apenas observa as pessoas da cidade que olham assustadas para ele, os vivos que "respiram uma vida agonizante".

"Eu me sinto um estrangeiro, passageiro de algum trem" (A revolta dos dândis)

O questionamento do "estar-no-mundo" coloca Murilo Rubião lado a lado com os filósofos existencialistas. "A cidade", por exemplo, lembra o romance A peste, de Albert Camus. No conto, um viajante chega de trem a uma cidadezinha e, depois de fazer algumas perguntas, é preso. No texto do escritor francês, é a peste bubônica que impede um jornalista — portanto um perguntador profissional — de sair da cidade de Oran, sendo que a doença seria a metáfora para a ocupação nazista. Na narrativa muriliana, os poderosos, com medo de um possível conspirador, detêm o homem, devido à sua curiosidade. O texto nos faz refletir sobre a alienação, palavra que vem de alienígena, que, por sua vez, significa estrangeiro. Portanto, é o medo do desconhecido, ou seja, do saber. As pessoas do lugar preferem a ignorância. "Casas vazias", responde o funcionário da estação ao ser perguntado pelo viajante se existiam belas mulheres na cidade.

"Além do mito que limita o infinito" (Guardas da fronteira)

Mitos gregos e bíblicos são a referência em contos como "Teleco, o coelhinho" e "O edifício". No primeiro, um coelho se transforma em vários seres, retomando o mito de Proteu, que se metamorfoseava para fugir dos homens que não compreenderiam as verdades ditas nas suas profecias. No segundo, um prédio fica durante anos em construção, pois teria ilimitado número de andares, tal qual a Torre de Babel da Bíblia, que atingiria o céu, não fosse a proibição divina. João Gaspar, antigo diretor das obras, vê a inutilidade do projeto e tenta parar a construção, mas seus discursos são alvos de deboche. Seria ele a representação dos "limitadores" do conhecimento ou dos que nos mostram o saber com algum sentido?

"É preciso saber de tudo e esquecer de tudo" (Realidade virtual)

Para ler Murilo Rubião precisamos deixar de acreditar nas coisas reais e passar a ver tudo pelos olhos da fantasia. Devemos acreditar em dragões na nossa garagem, em coelhos que falam, em pessoas que depois de ficar tão magras se tornam quase invisíveis até desaparecerem completamente, em mulheres que engravidam todos os meses, etc. Depois disso, devemos enxergar nos contos uma alegoria dessa mesma realidade esquecida e assim refletirmos sobre o absurdo desse mundo real. O círculo do oroboro se fecha quando vemos a realidade por trás, para dominá-la. Só não podemos, claro, nos deixar ser engolidos por ela.


Postado por Cassionei Niches Petry
Em 15/11/2015 às 09h33


Mais Blog de Cassionei Niches Petry
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONVERGENTE
VERONICA ROTH; LUCAS PETERSON
ROCCO
(2014)
R$ 10,00



SERAFIM PONTE GRANDE
OSWALD DE ANDRADE
GLOBAL
R$ 10,00



CIÊNCIAS: FÍSICA E QUÍMICA 9º ANO
CARLOS BARROS
ÁTICA
(2015)
R$ 7,99



LE "RETOUR DE TERRE" DE DJID ANDREW: CRITIQUE DE LA RAISON
JEAN-FRANCOIS KAHN
FAYARD
(1997)
R$ 48,82



O ASSASSINATO DOS FILHOS (FILICÍDIO) - 9691
ARNALDO RASCOVSKY
DOCUMENTÁRIO
(1973)
R$ 10,00



OLHAR MORTAL
FERGUS MCNEILL
NACIONAL
(2014)
R$ 24,00



POESIAS COMPLETAS
FAGUNDES VARELA
SPIKER
R$ 5,00



THE ANALECTS
CONFUCIUS
PENGUIN BOOKS
(1979)
R$ 25,00



V CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO 2006
VÁRIOS
SAPIENS
(2006)
R$ 10,00



O TRANSPONÍVEL SUPER EMPTY
LUCIANA PESSANHA E JOSÉ CARLOS LOLLO
PLANETA
(2004)
R$ 19,90
+ frete grátis





busca | avançada
27903 visitas/dia
1,3 milhão/mês