The Book of Souls | Blog do Carvalhal

busca | avançada
88566 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Falta alguma coisa ali no meio
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> Despindo o Sargento Pimenta
>>> 15 de Agosto #digestivo10anos
>>> E se refez a Praça Roosevelt em sete anos
>>> Uma História do LED
>>> Caetano, não seja velho coronel
>>> Vento Bravo, com Edu e Tom
>>> Como o Google funciona
>>> A boa literatura brasileira
Mais Recentes
>>> Novíssimo Aulete - Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa de Caldas Aulete - Paulo Geiger ( Org. ) pela Lexikon (2011)
>>> O Laptop de Leonardo de Ben Shneiderman pela Nova Fronteira (2006)
>>> História da Paz de Demétrio Magnoli ( Org. ) pela Contexto (2008)
>>> O amor jamais te esquece de André Luiz Ruiz pela Ide (2003)
>>> Nosso Livro de Francisco Cândido Xavier pela Lake (2005)
>>> Direito Penal 1 Parte Geral de Sophie Kinsella pela Record (2010)
>>> Em Espírito e Em Verdade de Andy Park pela Vida
>>> Mente e Cérebro Poderosos de Conceição Trucom pela Cultrix (2010)
>>> Todo Ar Que Respiras de Judith Mcnaught pela Bertrand Brasil (2009)
>>> Tudo Bem Ser Diferente de Todd Parr pela Panda Books # (2002)
>>> Sonho Oriental Sabores e Receitas de Editora Caras pela Caras
>>> O Que Fazer? Falando de Convivência de Liliana Iacocca pela Ática
>>> O Homem Que Roubava Horas de Daniel Munduruku e Janaina Tokitaka pela Brinque Book (2010)
>>> Mulheres Inteligentes, Relações Saudáveis de Augusto Cury pela Academia
>>> Ana Karênina Volume 1 de Tolstoi pela Nova Cultural (1997)
>>> A Bíblia do Otimismo de R. Stanganelli pela Tríade
>>> Coleção na Luz da Verdade 1, 2 e 3 de Abdruschin pela Ordem do Graal na Terra (1999)
>>> O Rapto do Garoto de Ouro Série Vaga-lume de Marcos Rey pela Atica
>>> Como Fazer Qualquer Pessoa Se Apaixonar por Você! de Leil Lowndes pela Record
>>> A Sombra do Vulcão de Malcom Lowry pela L&pm Pocket (2007)
>>> Manual de Direito Penal Parte Especial Vol II 27ª Edição de Julio Fabbrini Mirabete pela Atlas (2010)
>>> Do Outro Mundo - Coleção Ana Maria Machado de Ana Maria Machado pela Ática (2002)
>>> Dicionário Jurídico Brasileiro Acquaviva - Edição de Luxo de Marcus Claudio Acquaviva pela Jurídica Brasileira (1995)
>>> A Tecnologia Acima do Bem e do Mal de José Rubens Salles Toledo pela Itafi (2016)
>>> Cómo Pintar a óleo de Jose Maria Parramon pela Parramón
BLOGS >>> Posts

Quarta-feira, 18/11/2015
The Book of Souls
Guilherme Carvalhal

+ de 3300 Acessos



O último disco do Iron Maiden, The Book of Souls, é inegavelmente um dos melhores trabalhos da banda nos últimos anos. Com influências variadas, revisitando pontos altos de muitos dos seus álbuns clássicos, conseguindo agradar um corpo de fãs enorme e com predileções distintas. Tem o fã que prefere a influência punk do seu primeiro disco, outros que curtem mais o trabalho muito acurado do Seventh Son Of A Seventh Son; a tendência é que agrade a quem tem suas mais variadas preferências dentro da discografia.

A banda mostra um afinamento entre si que apenas suas quase quatro décadas de trabalho podem render. A criatividade salta às vistas, mostrando uma capacidade de composição que há tempos não se via, desde os tempos em que começaram a lançar discos que não conquistaram grande parcela do pública, mantendo-se como uma banda que se destaca pelos seus trabalhos iniciais. Aliás, essa uma característica comum a praticamente todas as bandas, que conquistam seu público nos primeiros trabalhos e em um prazo de 20 ou 30 anos não conseguem emplacar músicas novas.

O problema de The Book of Souls não está no disco em si, esse indiscutivelmente muito bom, mas em sua posição dentro de toda a obra do Iron Maiden. Sendo uma das maiores bandas do mundo e com uma discografia vasta, ela já está no rol de outras como Rolling Stones e U2, com músicas marcantes e que apenas com dificuldades conseguem lançar algo de diferente.

É nesse ponto que The Book of Souls gera alguma decepção, pela sensação de mais do mesmo. É a mesma pegada já ouvida em diversos outros trabalhos, sem um viés novo a ser explorado. A banda repete sua fórmula, apesar de em uma performance brilhante. Igual sensação ocorreu com o disco The Endless River, do Pink Floyd. O disco, uma série de sobras de gravações, apesar de sonoramente belo, relembra tudo aquilo que a banda produziu anteriormente, sendo mais um caso de repetição musical.

Obviamente que esse tipo de constatação prima mais o conjunto da obra do que o disco por si só. Até porque, para se observar o fator criatividade, é preciso pensar nessa evolução temporal da banda. No caso do Iron Maiden, é uma banda que iniciou influenciada pelo punk, mas que aos poucos foi gerando um som cada vez mais elaborado e com pegadas mais melódicas. Após conseguir firmar seu estilo e se tornar uma banda mundialmente conhecida, ela passou a ter discos de qualidade nitidamente abaixo da média.

The Book of Souls foi o melhor disco do Iron Maiden em 20 anos. A banda conseguiu resgatar a qualidade de seus primeiros discos. Por outro lado, mostra que entrou em uma fórmula musical da qual não consegue mais sair.


Postado por Guilherme Carvalhal
Em 18/11/2015 às 14h35


Mais Blog do Carvalhal
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Martin, Filhote de águia
Terezinha Éboli
Agir
(1989)



Ausblick 2 Kursbuch
Anni Fischer Mitziviris
Hueber
(2009)



Espírito Santo, Brasil - Bilíngue
Luis Guilherme Santos Neves e Outros
Casa e Jardim
(1994)



La Mémoire de Lâme
Launier / Mcebius
Stardom
(2001)



Os Pensadores da Grécia - Tomo I - Filosofia Pré-socrática - 1ª Edição
Theodor Gomperz
Ícone
(2011)



Paula
Isabel Allende
Abdr
(1996)



Manual do Engenheiro Globo 2º Volume 1º Tomo
Bolivar Barros e Outros
Globo
(1977)



Dicionário Espanhol Português
A. Tenório Dalbuquerque
Itatiaia



Vivendo Em Meio a Milagres
Steve Hill
Central Gospel
(2008)



São Paulo Em Vinte Artistas
Alberto Hiar Junior
Imprensa Oficial
(2010)





busca | avançada
88566 visitas/dia
2,4 milhões/mês