Esta estranha fronteira entre homens desiguais. | Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues

busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> MAB FAAP estará fechado nos próximos dois finais de semana, devido ao Plano SP
>>> Exposição de Pietrina Checcaci é prolongada no Centro Cultural Correios
>>> Escritora Luci Collin participa de encontro virtual gratuito
>>> Máscaras Decoloniais: Dança e Performance (edição bilingue)
>>> Prêmio Sesc de Literatura abre hoje inscrições para edição 2021
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Kate Dias vive Campesina em “Elise
>>> Editora Sinna lança “Ninha, a Bolachinha”
>>> “Elise”: Lara Oliver representa Bernardina
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A odisseia do homem tecnomediado
>>> A diferença entre baixa cultura e alta cultura
>>> Van Halen 2013
>>> Treehouse
>>> Música em 2004
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Jornalismo em tempos instáveis
>>> Rasgos de memória
>>> História da leitura (II): o códice medieval
>>> Rufo, 80 II
Mais Recentes
>>> Apostila workshop urbano curso perícias em avaliação de imóveis. de Caavi pela Caavi (2011)
>>> Stewardship: Choosing Service over Self-Interest de Peter Block pela Berrett-Koehler (1993)
>>> Fuvest 2000 - Literatura de Célia N. A. Passoni pela Núcleo (1999)
>>> Doze Contos Peregrinos de Gabriel Garcia Márquez pela Record (1992)
>>> Outeiro da Glória Marco na História da Cidade do Rio de Janeiro de Jorge de Souza Hue e Outros pela Artepadilla (2015)
>>> Le Voyageur et son Ombre de Nietzsche pela Mediations (1979)
>>> Avenidas da Saúde de Dr Haroldo Shryock pela Casa Publicadora Brasileira (1963)
>>> Livro Anne Whit An E Lucy Maud Bordando com as Estrelas de Lucy Maud Montgomery pela Ciranda Cultural (2021)
>>> O Flâneur - um Passeio Pelos Paradoxos de Paris de Edmund White pela Companhia das Letras (2001)
>>> Memórias de um Sargento de Milícias - Coleção o Globo de Manuel Antônio de Almeida pela O Globo (1997)
>>> O mulato de Aluísio Azevedo pela Ática (2000)
>>> Veneno Digital de Walcyr Carrasco pela Ática (2017)
>>> Uma Longa Jornada de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2015)
>>> Um Olhar Sobre a Ciência: Desenvolvimento, Aplicações e Políticas de Eloi de Souza Garcia pela Interciência (2003)
>>> O Verão e a Cidade - Os Diários de Carrie de Candance Bushnell pela Galera Record (2011)
>>> O Cotidiano de um Deficiente de Patricia Vaitsman dos Santos pela Interciência (2001)
>>> Um Porto Seguro de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2012)
>>> Um Ano Inesquecível de Babi Dewet, Bruna Vieira, Paula Pimenta e Thalita Rebouças pela Gutenberg (2015)
>>> A Hora da Estrela de Clarice Lispector pela José Olympio (1978)
>>> A Terra dos Meninos Pelados de Graciliano Ramos pela Record (1983)
>>> A Linguagem e Seu Funcionamento - as Formas do Discurso de Eni Puccinelli Orlandi pela Brasiliense (1983)
>>> A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows pela Rocco (2009)
>>> Poesia Que Transforma de Bráulio Bessa pela Sextante (2018)
>>> O Livro de Ouro da Mitologia de Thomas Bulfinch pela Harper Collins (2018)
>>> Memórias Quase Esquecidas: Aqueles Olhos - Vol 1 de Alduisio M. de Souza pela Literatura Brasileira (2001)
>>> A Gênese de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Guerra Não Tem Rosto de Mulher de Svetlana Aleksiévitch pela Companhia das Letras (2016)
>>> Mais Coisas Que Toda Garota Deve Saber de Antônio Carlos Vilela pela Melhoramentos (2006)
>>> Engenharia genética - O Sétimo dia da criação de Fátima Oliveira pela Moderna (1995)
>>> O Ladrão de sonhos e outras historias de Ivan Angelo pela Atica (1999)
>>> Necronomicon: the Best Weird Tales of de H. P. Lovecraft pela Gollancz (2008)
>>> Um Dia "Daqueles": Uma Lição de Vida Para Levantar o Seu Astral de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> A Cidadela do Caos de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1990)
>>> O Calabouço da Morte de Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1984)
>>> O Feiticeiro da Montanha de Fogo de Steve Jackson; Ian Livinstone pela Marques Saraiva (1991)
>>> Rostos da Portugalidade de Luís Machado pela Vega (2010)
>>> LIVRO NOVO! A Revolução dos Bichos de George Orwell pela Principis (2021)
>>> A Nave Espacial Traveller de Steve Jackson pela Marques Saraiva (1982)
>>> Norse Mythology de Neil Gaiman pela W. W. Norton & Company (2017)
>>> A Mão e a Luva de Machado de Assis pela Prazer de Ler (2016)
>>> Buda: na Floresta de Uruvella -vol. VI de Osamu Tezuka pela Conrad (2005)
>>> Buda. Em Busca da Iluminação. Vol. IV de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> Literatura Ao Sul de Luis Augusto Fischer pela Universidade de Passo Fundo (2009)
>>> Buda. a Outra Margem do Rio. Vol. III de Osamu Tezuka pela Conrad do Brasil (2005)
>>> O Cavaleiro da Esperança de Jorge Amado pela Record (1987)
>>> A Amiga Genial de Elena Ferrante pela Globo (2015)
>>> Passagens da Antiguidade ao Feudalismo de Perry Anderson pela Brasiliense (1987)
>>> O Não Me Deixes - Suas Histórias e Sua Cozinha de Rachel de Queiroz pela Arx (2004)
>>> George Sand de René Doumic pela Perrin (1922)
>>> Sybil de Flora Rheta Schreiber pela Círculo do Livro
BLOGS >>> Posts

Segunda-feira, 23/11/2015
Esta estranha fronteira entre homens desiguais.
Sonia Regina Rocha Rodrigues

+ de 1000 Acessos

Moro em Santos, cidade portuária do Brasil.
Da porta da casa para dentro é tudo limpo, organizado e farto. Na soleira da porta, espreita a sujeira. Mendigos esfarrapados espremem-se nos espaços entre os portões a gemer variações da ladainha bem conhecida "umesmolinhaporamordedeus".
O lixo precisa ser entregue diretamente nas mãos do lixeiro quando o caminhão dobra a esquina, senão eles fuçam tudo e esparramam os restos de comida pelas calçadas.
Roupas e outros objetos usados eu ofereço a eles antes de levar ao brechó da igreja, exceto pelo sapato branco que a vizinha, sem o menor traço de vergonha, arrancou das mãos do pedinte:
- Fico com este, é meu número e a marca é boa.
O sorriso divertido no rosto do mendigo confirmou minha desconfiança: esmolar é mais rentável que salário mínimo e pensão de aposentado. Desconfiança que virou certeza quando minha prima atacou o mais idoso entre eles:
- Ora, se não é o Argemiro, meu vizinho, dono de dois bangalôs, um onde ele mora, outro que ele aluga...
- Leve a mal, não, é que nas ruas ganho mais e não pago impostos.

Nunca dou dinheiro, que irá direto pro dono do bar ou pro bolso do traficante.

Nunca dou nada a quem carrega crianças, a gente nunca sabe se foram raptadas, ou se são gerenciadasdas como fonte de renda.
Comida, vi muita vez jogada fora, como o bife quentinho que dona Maria estava fritando e voou longe com um indignado 'quero é cachaça'.
Onde moro, a rua é um vidão - todas essas cestas básicas distribuídas pelos religiosos, e o café com pão da madrugada oferecido por voluntários esvaziam as filas de candidatos a emprego.
Miséria mesmo, vi em outras paragens, nas rugas secas de olhos sertanejos, nos olhos tristes de refugiados tendo em mãos os passaportes em ordem e nos bolsos, moeda alguma.
Miséria de comover, a do jovem ruivo mal cheiroso, abraçado a um cão perebento, num pranto tão dolorido que até desconfio que ele chorava por si mesmo e não pelo companheirinho.
Pelo que sei, muitos desses jovens são doentes, como o estudante de engenharia...
Essa história é interessante. Eu estava trabalhando quando chegou, trazido pela ambulância, um rapaz que supusemos ser negro. ele foi levado para o banho e voltou brando e loiro. Foi quando minha colega reconheceu o vizinho que, enlouquecido pela dor da perda de ambos os pais, deu para beber e perdeu-se no mundo. A família ignorava o paradeiro dele até aquele dia, quando ela pode informar e salvá-lo do abandono.
Alguns capricham no método de esmolar, mesmo porque, para alguns, a rua é o espaço temporário onde garimpam oportunidades artísticas, Piaffs à espera da revelação. Já ouvi violinestas dignos de uma sinfônica e um criativo sujeito que construiu um órgão com garrafas de água e toca lindas peças clássicas. Nas ruas também há cultura.
A vaca foi o mais criativo recurso em que (quase) tropecei. Foi em um vilarejo da Provença, eu apreciava o passeio pelas sinuosas ruelas amuralhadas, e pulei de susto ao ver a vaca.
Amarela, com seu badalinho encantador, a balançar a cabeça, mugindo indolentemente. Logo percebi a corda presa ao pulso do mendigo ao lado, e neca de cheiro de estábulo. Uma falsa vaca, boneco bem feito, em tamanho natural, que o homem exibia sabe-se lá por que misteriosas razões... digno de um Victor Hugo, o meu mendigo da vaca!



O campeão do bizarro, no entanto, foi o swagman de Sydney. A Austrália festejava seu dia com fogos noturnos na famosa ponte. Milhares de pessoas passeavam pelas baías, e, por pouco, passaria ao largo do corpo abraçado à ' Matilde', tão feio, tão sujo, tão fétido, tão decaído que nem cachorro possuía, mas chamaram-me a atenção, em sua mão,o saltitante, nervoso movimento de...um rato.
A multidão me carregou, eu duvidara do que vira, mas a careta de nojo de minha filha confirmou, era mesmo um preto e peludo habitante de esgotos, e não um simpático camundongozinho de laboratório.



Aquela noite, houve um lindo foguetório, risos de gente alegre espalhados, e um desassossego em minha mente.
Voltei pelo mesmo trajeto, na esperança de esclarecer o engano. Que nada! No vão fatídico, como a escarnecer de minha sensibilidade, o rapaz parece ter escolhido de propósito o momento em que me aproximei para erguer a mão, inclinar o rosto para frente e estalar uma beijoca na boca do rato.

São fatos como esse que me convencem de que, também nas sociedades, existem universos paralelos.

Notas:
swagman = andarilho, na gíria australiana
Matilde = mochila usada pelos andarilhos, na gíria australiana


Postado por Sonia Regina Rocha Rodrigues
Em 23/11/2015 às 13h18


Mais Blog de Sonia Regina Rocha Rodrigues
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




As anedotas do Pasquim, 7
Ziraldo Alves Pinto
Codercri
(1980)
R$ 7,00



Amada Imortal
Cate Tiernan
Galera Record
(2012)
R$ 15,50



Pathology of Simian Primates Part 2 : Infectious and Parasitic Dise...
R. N. T. W. Fiennes
S Karge
(1972)
R$ 533,02



Sol nas Almas
Waldo Vieira/ André Luiz
Cec
(1974)
R$ 6,90



O2 Neurônio - Guia da Mulher Superior
Jô Hallack, Nina Lemos, Raq Afonso
Record
(2002)
R$ 10,00



Standard Methods of the Division of Laboratories and Research of Th...
Augustus B. Wadsworth
The Williams and Awilkins
(1939)
R$ 58,36



Os Grandes Mistérios do Passado
Readers Digest
Readers Digest
(1996)
R$ 12,00



O Americano Tranquilo - Col. Grandes Sucessos
Graham Greene
Abril
(1981)
R$ 5,90



O Homem e Seus Corpos
Annie Besant
Pensamento
R$ 12,00



O Caminho da Montanha
Giselda Maria Cordeiro
Ação Set
(2012)
R$ 5,38





busca | avançada
72442 visitas/dia
2,4 milhões/mês