Assistindo ao Super-Homem com a Catarina | Julio Daio Bløg

busca | avançada
27903 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Terça-feira, 3/5/2016
Assistindo ao Super-Homem com a Catarina
Julio Daio Borges

+ de 500 Acessos

Superman, o original, de 1978, foi um dos filmes que mais marcou a minha infância

Foi um dos primeiros filmes que vi no cinema, em 1979, quando tinha 5 anos. O Papai levou a mim e ao Diego. A Carolina devia ser recém-nascida e a Mamãe deve ter ficado em casa com ela

Esperei um pouco para ver com a Catarina. Porque, embora eu tenha visto com a idade dela, não é exatamente um filme infantil

Também porque: àqueles filmes que nos marcaram, às vezes a gente não quer rever - para não estragar aquela "imagem" gravada na memória...

Eu tinha, inclusive, o álbum de figurinhas do filme e outro dia até cruzei com ele

Vamos ao filme e às impressões da Catarina

Embora a cópia fosse em DVD, não tinha muita qualidade. Parecia um VHS daqueles mal copiados dos anos 80. Poderiam ter cuidado mais e feito uma versão "remasterizada"...

A estética do planeta Krypton me lembrou muito Guerra nas Estrelas, que devia ser a grande referência, na época, para "espaço" e a vida em outros planetas (fins da década de 70)

O que eu nunca entendi, em retrospecto, foi a presença do Marlon Brando no filme. Seria como ter, sei lá, Kenneth Brangh ou Laurence Olivier num filme de super-herói

Ele está engraçado com o cabelo à la Walmor Chagas e os penteados são algo que me chamou a atenção. O penteado, do próprio Super-Homem, com aquele "arrancacorazones", escorrendo pela testa, é algo a ser notado

A Catarina não entendeu muito bem os dilemas do planeta Krypton, o julgamento dos malfeitores e seu banimento através da galáxia. Não entendeu, sobretudo, como eles entraram naquele tipo de "espelho" - e ficaram girando pelo espaço...

Ela achou ruim que os pais do Super-Homem morreram na catástrofe. E quando ele atinge a maioriadade e sai andando pelo mundo, depois que o pai adotivo morre, ela comentou: "Sem pai, nem mãe, qual é a graça?"

Ela também queria que ele ficasse mais tempo como criança. Porque ele cresce muito rápido "e ele estava tão bonitinho, Papai" - como quando ergueu o carro (dessa cena, eu me lembrava)...

O que me espantou, particularmente, é que eu não achei a Lois Lane - a famosa Lois Lane - bonita. Um cabelo murcho, dentes escurecidos (de fumante?) e "media passadita" - como dizem lá na terra da Mamãe...

Mas a paixão do Super-Homem por ela é bonita. E quando ele faz a Terra girar ao contrário, para o tempo voltar, ainda é uma das cenas mais fortes do filme. Achei a cena da morte dela, sendo soterrada viva, muito forte para a Catarina. (No fim, há muitas mortes no filme...)

A famosa cena deles voando ficou um pouco ultrapassada, tecnologicamente falando. A gente percebe, hoje, a montagem. Até porque viu, muitas vezes, em estúdios e parques temáticos. Mas a Catarina gostou. E ela até erguia o bracinho, imitando o Super-Homem, naquele seu gesto característico...

Outra coisa ultrapassada é eles trabalharem num jornal. A redação é velha - mesmo para os padrões do anos 80 (que se seguiriam logo depois): a era do videogame e do computador pessoal. Uma redação cheia de máquinas de escrever e o fotógrafo, Jimmy Olsen, com uma daquelas câmeras antigas, tipo fotógrafo de casamento, com o flash à parte...

Gene Hackman talvez seja a melhor atuação do filme. Como "a maior mente criminosa de todos os tempos". Para variar, assessorado por um néscio e por uma secretária nada recatada, meio bobinha, que acaba gostando do Super-Homem, o ajudando e o beijando

O Super-Homem, como personagem, é ingênuo, de tanta bondade, e esse é, obviamente, seu ponto fraco

Fisicamente, chama a atenção, para nós hoje, que ele não seja "bombado". Ele é alto e magro, claro. Mas tem o físico mais parecido com o de um ciclista do que com o de um halterofilista (a maioria dos super-heróis hoje)

De tudo isso, o que sobreviveu melhor foi a trilha sonora, de John Williams, que ainda é espantosa. Os filmes dessa época, dos anos 80 em diante, são tanto dos diretores, como Spielberg, quanto o são de John Williams

Basta observar o quanto faz falta um John Williams hoje, com aquela "pegada" sinfônica, grandiosa, retumbante - que confere densidade à trama, como se o futuro da humanidade dependesse daquilo que se passa na tela e os personagens nos representassem (virando nossos heróis)

Christopher Reeve continua lindo. Talvez meio grande e meio bobo, vide Clark Kent - até porque ninguém pode ser tudo... E a gente não deixa de se lembrar como sua vida acabou, tragicamente, naquela cadeira de rodas... O arquétipo do homem superpoderoso entrevado até a morte

A Catarina ficou interessada em ver o Super-Homem II, mas não sei se vou ver com ela. Fico imaginando que a sequência, com aquelas lutas entre os "super-vilões", não seja muito indicada para ela...

Contudo, é sempre bom rever os filmes que nos marcaram com as pessoas que amamos ;-)


Postado por Julio Daio Borges
Em 3/5/2016 às 14h31


Mais Julio Daio Bløg
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O VERDE VIOLENTOU O MURO
IGNÁCIO DE LOYOLA BRANDÃO
GLOBAL
(2000)
R$ 8,01



LIVRO DOS SABERES: DIÁLOGOS COM OS GRANDES INTELECTUAIS DE NOSSO TEMPO
CONSTANTIN VON BARLOEWEN
NOVO SÉCULO
(2010)
R$ 11,00



EM BUSCA DE CÉZANNE
PETER MAYLE
ROCCO
(2000)
R$ 6,00



TÓPICOS ESPECIAIS EM HIPERTENSÃO ARTERIAL
EMÍLIO FRANCISHETTI E ANTONIO SANJULIANI
SOHERJ
(2005)
R$ 10,00



CARTAS DO MEU MOINHO
ALPHONSE DAUDET
GLOBAL
(1984)
R$ 12,50



JUSTIÇA SELVAGEM
PHILLIP MARGOLIN
ROCCO
(2002)
R$ 10,00



AMARGA HERANÇA DE LEO
ISABEL VIEIRA
FTD
(1999)
R$ 5,00



PERÓN 1895-1974
JOSÉ EDUARDO DE FARO FREIRE
TRÊS
(1974)
R$ 5,14



PENSE RÁPIDO: CRISE
ROS JAY
MANOLE
(2003)
R$ 7,00



A PALAVRA SAGRADA PARA O REAVIVAMENTO MATINAL
WITNESS LEE
LIVING STREAM MINISTRY
(2014)
R$ 5,00





busca | avançada
27903 visitas/dia
1,3 milhão/mês