Ferreira Gullar (1930-2016) | Julio Daio Bløg

busca | avançada
48334 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Residência Artística FAAP São Paulo realiza Open Studio neste sábado
>>> CONHEÇA OS VENCEDORES DO PRÊMIO IMPACTOS POSITIVOS 2022
>>> Espetáculo 'Figural', direçãod e Antonio Nóbrega | Sesc Bom Retiro
>>> Escritas de SI(DA) - o HIV/Aids na literatura brasileira
>>> Com Rincon Sapiência, Samanta Luz prepara quiche vegana no Sabor & Luz
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As mulheres e o futebol
>>> São Luiz do Paraitinga
>>> Discurso de William Faulkner
>>> Road Warrior
>>> O crime da torta de morango
>>> PT saudações
>>> Oscar Wilde, dândi imortal
>>> 30 de Novembro #digestivo10anos
>>> Uma história do Jazz
>>> Quando morre uma paixão
Mais Recentes
>>> O Hobbit de J R R Tolkien pela Martins Fontes (2012)
>>> A herdeira livro 4 serie a seleção de Kiera Cass pela Seguinte (2015)
>>> Tratado Elementar de Magia Prática de Papus pela Pensamento
>>> Os sonhadores de Karen Thompson Walker pela Alfaguara (2020)
>>> Escola de contos eroticos para viuvas de Balli Kaur Jaswal pela Planeta (2019)
>>> o Budismo Esotérico de Sinnett pela Pensamento
>>> O sol mais brilhante de Adrienne Benson pela Tag (2020)
>>> Minha adorável esposa de Samantha Downing pela Tag (2020)
>>> Uma mulher no escuro de Raphael Montes pela Companhia Das Letras (2019)
>>> Volume 2: Proncípios de Auditoria 1ª edição. de R K Mautz pela Atlas (1976)
>>> O Dia do Chacal - capa. dura. de Frederick Forsyth pela Círculo do Livro (1987)
>>> A Bruxa de Portobello de Paulo Coelho pela Planeta (2007)
>>> História do Marxismo no Brasil Volume 3: Teorias. Interpretações de João Quartim de Moraes pela Unicamp (2007)
>>> A Bíblia dos cristais - O Guia definitivo dos cristais de Judy Hall pela Pensamento (2008)
>>> O Martelo das feiticeiras de Malleus Maleficarum pela BestBolso (2015)
>>> Tao Te King de Lao Tsé pela Attar (1995)
>>> As mulheres primeiro de Ian Kerner pela Sextante (2020)
>>> Calibã e a Bruxa de Silvia Federici pela Elefante (2017)
>>> Assim falou Zaratustra de Friedrich Nietzsche pela Companhia De Bolso (2020)
>>> 10% Mais Feliz de Dan Harris pela Sextante (2015)
>>> A Nova Sociedade Brasileira de Bernardo Sorj pela Jorge Zahar Editor (2006)
>>> Four weddings and a funeral C/CD áudio de Richard Curtis pela Penguin Readers (2008)
>>> O Livro da Tranquilidade de Olivia Benhamou pela Martins Fontes (2003)
>>> A Loucura dos Reis: História de Poder e Destruição , de Calígula a Saddam Hussein de Vivian Green pela Ediouro (2006)
>>> The turn of the screw Steage 4 de Henry james D15b4 pela Hub (2011)
BLOGS >>> Posts

Segunda-feira, 5/12/2016
Ferreira Gullar (1930-2016)
Julio Daio Borges

+ de 4400 Acessos

Morreu o nosso último poeta digno de nome. Também o nosso último candidato a Prêmio Nobel. Podemos desistir de ganhar. Em literatura, pelo menos

Gullar, cuja família era Goulart, foi reconhecido por todos. No seu aniversário de 18 anos, sozinho no Rio de Janeiro, um único livro publicado, amigos bateram na porta do seu apartamento para comemorar com ele. O último a entrar, teve de se apresentar: "Oi, eu sou o Oswald de Andrade"

Quando estava no exílio - como Paulo Francis, foi de esquerda quando ninguém era, e deixou de sê-lo quando todo mundo virou -, viveu situações precárias e achava que poderia não sobreviver. Resolveu deixar um poema-testamento. Sobre tudo. Foi de Vinicius de Moraes a ideia de gravar Gullar recitando o poema. Quem ouvia a fita, no Brasil da época, chorava. Era o Poema Sujo

Numa das últimas Flips a que eu fui, Gullar leu o "Sujo" para a plateia. E numa das últimas edições, pela José Olympio, era encartado um CD com ele recitando o "Poema"

Além de poeta, Gullar tinha uma grande sensibilidade artística, participou do movimento neo-concretista, e foi crítico de arte. Era um ferrenho crítico da arte contemporânea e achava que a arte conceitual havia ido longe demais. "É como se a literatura ficasse presa no James Joyce, ou no Guimarães Rosa", afirmava

Também rompeu com os concretistas (os poetas concretos) - que morreram, quase todos, brigados com ele. Gullar justificava o rompimento dizendo que poesia não era matemática - e quando usavam fórmulas matemáticas para criar poemas, não havia mais sentido

Por conta do seu engajamento de esquerda, se aproximou da turma do Teatro Opinião, e se meteu a fazer poesia de cordel. Igualmente, se desiludiu. Não acreditava que seu papel, como poeta, era "sensibilizar as massas" politicamente - muito menos, produzindo poesia de baixa extração...

Ultimamente, arranjou muitas brigas, pois se tornou um grande crítico do PT, da esquerda e dos intelectuais (muitos, colegas seus). Sua coluna semanal na Ilustrada, dada a sua grande obra poética, tornara-se incômoda - para tanta gente que abraçara a utopia e não sabia mais viver sem se apoiar no governo e na Lei Rouanet...

E Ferreira Gullar - para quem não gosta da Globo - trabalhou na TV Globo. E podemos dizer que a poesia brasileira deve alguma coisa à Globo. Porque esta permitiu que Gullar vivesse dignamente enquanto se dedicava àquela...

Era um prazer ouvir Gullar falar. Era um mestre. Como tinha muita vivência, e uma obra digna desse nome, nunca lhe faltava assunto, e suas opiniões eram, no mínimo, interessantes

Ninguém poderia imaginar que um gênio desses poderia sair do Maranhão (nada contra os maranhenses), e ainda por cima se chamar José Ribamar (o mesmo nome daquele homem). Talvez Gullar tenha vindo, justamente, para redimir o Maranhão

E Gullar sofreu como pai. Tinha esquizofrenia na família, mas se colocava à disposição para falar do assunto sem rodeios - ajudando, inclusive, outros pais, e familiares, na mesma situação

A poesia brasileira fica à deriva agora. Perdeu um farol. Um norte. Como não se faz mais obras, como se fazia antigamente, ficamos órfãos - poeticamente

Claro, Gullar não viveria para sempre. E tivemos sorte por tê-lo, entre nós, durante tanto tempo. Mas olhando o horizonte da poesia brasileira hoje, não é dos mais animadores

Sobra uma poesia liliputiana, como diria Francis, pós-Leminski. E permanece a controvérsia se MPB é poesia, se "letra de música" equivale a poema e se Bob Dylan merecia o Nobel etc.

Eu acho que Dylan não merecia. Já Gullar merecia. Dá uma ideia da grandeza dele - para o Brasil e para a nossa língua

Para ir além
Compartilhar


Postado por Julio Daio Borges
Em 5/12/2016 às 11h06


Mais Julio Daio Bløg
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Arcanjo Jofiel e os Anjos da Iluminação
Elizabeth Clare Prophet
nova era
(2009)



O Guarani - 8ª Ed.
Jose de Alencar
De Ouro
(1970)



O Guia dos Curiosos
Marcelo Duarte
Cia Das Letras
(1999)



Até Quando - Ensaios sobre Dilemas da Atualidade
Dioclécio Campos Junior
manole
(2008)



A Cura do Colesterol em 8 Semanas
Robertbt E Kowalski
Cultura
(1987)



A Terceira Guerra Mundial Agosto 1985
Arnold B Barach
Melhoramentos
(1980)



Eu & os Outros
Liliana Iacocca e Milhele Iacocca
Ática
(2003)



Conheça Seu Alimento Tenha Saude 5ªed(1987)
Erni Kohler
Instituto Adventista de Ensino
(1987)



Muito Além do nosso Eu
Miguel Nocolelis
Companhia das Letras
(2011)



A Importancia de Ser Esposa
Anne Kingston
Record
(2005)





busca | avançada
48334 visitas/dia
1,6 milhão/mês