A Joaninha e alguns vícios | Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ

busca | avançada
48247 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Quinta-feira, 5/10/2017
A Joaninha e alguns vícios
ANDRÉ LUIZ ALVEZ

+ de 1200 Acessos

Estava perdido nos labirintos do meu pensamento, buscando um assunto para escrever nessa crônica, quando uma joaninha pousou nos meus ombros.

Pensei dar um peteleco, mandar o bicho longe, mas logo a cor de suas asas tingiu meus olhos e tudo parou.

Como a natureza conseguiu aquele vermelho com pintinhas pretas, tão simétricas, tão perfeitas?

Por coisas assim, acredito na existência de Deus.

Bebi um gole de coca cola.

Atualmente, beber coca-cola é meu único vício.

Deixei a Joaninha caminhar sossegada pelo meu ombro e fiquei imaginando que no lugar dela, de posse daquele belo par de asas, não ficaria preso entre quatro paredes, escalando um corpo desconhecido, transpirante, quase medonho; estaria atravessando uma vasta planície, repleta de mistérios e coisas desconhecidas, encarando o verde, fazendo do sopro do vento uma espécie de canoa, na qual, feito um surfista dos cabelos espalhados ao vento, ergueria meu corpo num movimento oscilante, mas daqueles de deixar um sorriso na cara.

E não sentiria medo, apenas me deixaria levar até o lugar mais lindo que possa existir.

De repente, um cheiro de carne de panela despenca pelo ar.

Talvez a Coca-Cola não seja meu único vício.

Não sei se o pronome “eu” possui plural, mas sei que dentro de mim repousam vários eus e alguns deles, às vezes, me escapam, tomados pela loucura, a insanidade completa ao tentar enxergar os olhos de um inseto.

A curiosidade mata o meu decoro, armado por duvidas insanas: qual a serventia dessa sua antena, senhora Joaninha?

Percebes a minha existência?

Será que vale a pena lhe contar sobre a nefasta verdade humana?

Novamente acredito na existência de Deus, que não se mostra, para Ele sou apenas como aquela Joaninha...

Será?

Tenho o eterno vício de me prender em laços de dúvidas.

Qual será o pensamento da Joaninha?

Na loucura, às vezes me desespero: ei, joaninha, eu estou aqui, eu e o vento invisível!

E num instante, me apego à pequena fagulha da raiz inexata, mãe de meus sentimentos, aquela que permanece apensa, na rachadura da montanha que desaba, se transformando numa rápida certeza: Deus é como o vento, exatamente aquele que Espinoza contou.

Aliso a pintinha preta do bicho e a imagem me sugere o momento da criação, quando Deus fez primeiro o besouro, achou tão feio que resolveu pintá-lo de vermelho e encher de bolinhas pretas.

O bicho percebe meu desassossego, bate as asas e voa até a ponta da mesa.

Fico resmungando, chateado, tentando pensar noutra coisa e deixar o inseto em paz.

Lembro então que sou viciado em frases, agora mesmo, um delicioso aforismo de T. S. Eliot me ocorre: “Num país de fugitivos, os que andam na direção contrária parecem estar fugindo”.

Ela continua longe.

Penso em maldades: fique sabendo Joaninha, se eu quiser posso lhe dar um fatal peteleco com os dedos e acabar de vez com sua vida frágil.

Sorte sua que hoje tem jogo do Botafogo e estou de bom humor.

Sou viciado no Botafogo.

Sinto uma ardência no estômago. Será a coca-cola ou fome?

Fome, com certeza.

Em algum lugar da casa deixei metade de um bolo de fubá.

Mais tarde vou coar um café.

Tem coisa melhor que café com bolo de fubá?

Sou viciado nisso também.

Ando um tantinho viciado no whatsapp, embora algumas mensagens e os terríveis erros de português me causem aborrecimento e irritação.

Com toda certeza desse mundo a coca-cola não é meu único vício.

Anderson, meu irmão, chama nossa mãe de Joaninha.

Sabe-se lá o porquê, de repente, para ele, Vidalvina virou Joaninha.

Sou viciado na minha mãe, na mãe dos meus filhos, em todas as mães. Dona Creuza, mãe do meu melhor amigo, certa vez me convidou para um almoço surpresa. Serviu camarões recheados numa abóbora, sem saber que eu detesto camarões e não como abóbora nem por remédio. E ainda assim o meu sentimento pela dona Creuza sempre foi o do mais puro amor fraternal.

Isso já faz algum tempo, nem sei se dona Creuza continua viva. Agora, maduro e vivido, talvez eu comesse o prato que ela tão delicadamente me serviu...

O tempo passa depressa demais, estou chegando àquela fase da vida que bom mesmo é voltar a ser criança, permitir algumas loucuras, como essa de conversar com um inseto, que talvez me tenha como um porto seguro.

É o que sinto assim que ela retorna a pousar no meu ombro.

Mas que inseto lindo!

Sei, entretanto, que meus olhos logo irão acompanhar o vôo de despedida dessa Joaninha, um tanto torto até encontrar a liberdade após a janela.

Surgiu do nada e para o nada partirá, deixando em meu rosto os ares úmidos do adeus.

E já sinto saudades.

Acho que fiquei viciado em Joaninhas...


Postado por ANDRÉ LUIZ ALVEZ
Em 5/10/2017 às 10h03


Mais Blog de ANDRÉ LUIZ ALVEZ
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ATORES EM REDE - OLHARES LUSO-BRASILEIROS
BRASILINA PASSARELLI / JOSÉ AZEVEDO (ORGS.)
SENAC SP
(2010)
R$ 15,00



DESONRADOS E OUTROS CONTOS
ARLINDO GONÇALVES
MARCO ZERO
(2005)
R$ 19,90



O DESTINO É VOCÊ QUEM FAZ
LEGRAND
SOLER
(2008)
R$ 6,00



DU MOURON POUR LES PETITS OUSEAUX
SIMONIN
FOLIO
(1960)
R$ 12,00



IL FALLIMENTO DEL PARLAMENTARISMO IN ITÁLIA
ARCANGELO GHISLERI
LIBRERIA POLITICA MODERNA ROMA
R$ 19,28



EM CRISTO O SOFRIMENTO É VITÓRIA
LAMBERT NOBEN
PAULINAS
(1976)
R$ 6,00



O MANDADO DE INJUNÇÃO E A AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE POR
REGINA QUARESMA (COM DEDICATÓRIA)
1995
(1995)
R$ 8,28



LISTAS PARA AQUECER O CORAÇÃO SEGUNDA COLEÇÃO
ALICE GRAY
ATOS
(2003)
R$ 12,00



TRADICIONES QUE SOBREVIVEN EN EL ARTE FOLKLORICO AMERICANO
STACY C. HOLLANDER - CURADORIA
MUSEO ARTE FOLKLORICO AMERICAN
(1991)
R$ 6,28



LA VIDA DESPUES DE LA MUERTE
ARNOLD J TOYNBEE, ARTHUR KOESTLER Y OTROS
EDHASA
(1977)
R$ 55,28





busca | avançada
48247 visitas/dia
1,4 milhão/mês