Lars Von Trier não foi feito para Cannes | A Lanterna Mágica

busca | avançada
27806 visitas/dia
737 mil/mês
Mais Recentes
>>> Iole de Freitas: obras dos anos 70
>>> 14ª Bienal Naïfs do Brasil | SESC Piracicaba
>>> Quer que seu filho entenda a importância dos seus negócios? Este é O livro!
>>> Bragança Paulista promove o 8° Festival da Linguiça e aguarda 40 mil visitantes
>>> Edição 2018 da Orquestra de Baterias de Florianópolis ocorre neste domingo (19)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Não quero ser Capitu
>>> Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin
>>> Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
>>> De quantos modos um menino queima?
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Não sei se você já deitou em estrelas.
>>> UM OLHAR SOBRE A FILOSOFIA (PARTE I)
>>> Globo News: entrevista candidatos
>>> Corpo e alma
>>> Cada poesia a seu tempo
>>> De Repente 30! Qual o Tabu Atual de Ter Essa Idade
>>> Uma jornada Musical
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES V
>>> A passos de peregrinos lll - Epílogo
>>> Jeferson De, Spike Lee e o novo Cinema Negro
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Michael Jackson, destinado ao eterno
>>> Quem destruiu Anita Malfatti?
>>> Influências da década de 1980
>>> Entrevista com Luis Salvatore
>>> TV pública ou estatal?
>>> Não quero ser Capitu
>>> Arrington pós-TechCrunch
>>> Como se vive uma vida vazia?
>>> Um conselho: não leia Germinal
Mais Recentes
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> A um Passo da Lua - América e Rússia em Luta pelo Espaço Cósmico de Cord Christian Troebst pela Boa Leitura
>>> História da Música - Guia da Música e da Dança de Luis Ellmerich pela Boa Leitura
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> Tieta do Agreste: Pastora de Cabras Ou a Volta da Filha Pródiga... de Jorge Amado/ Ilustrações Calasans Neto pela Record (1977)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1962)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1992)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1993)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1997)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1997)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1997)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1986)
>>> Corpo Vivo de Adonias Filho pela Difel (1986)
>>> Folclore Brasileiro - Lendas e Mitos - 1ª Edição de Dulce Rodrigues pela Helvetia (2018)
>>> O Dia do Chacal/ Grandes Sucessos de Frederick Forsyth pela Abril (1980)
>>> O Dia do Chacal/ Grandes Sucessos de Frederick Forsyth pela Abril (1980)
>>> O Dia do Chacal/ Grandes Sucessos de Frederick Forsyth pela Abril (1980)
>>> O Dia do Chacal/ Grandes Sucessos de Frederick Forsyth pela Abril (2018)
>>> Lord Jim (imortais da Literatura Universal) de Joseph Conrad/ Tradução: Mário Quintana pela Abril (1971)
>>> Lord Jim (imortais da Literatura Universal) de Joseph Conrad/ Tradução: Mário Quintana pela Abril (1971)
>>> Lord Jim (imortais da Literatura Universal) de Joseph Conrad/ Tradução: Mário Quintana pela Abril (1971)
>>> Lord Jim (imortais da Literatura Universal) de Joseph Conrad/ Tradução: Mário Quintana pela Abril (1971)
>>> Lord Jim (imortais da Literatura Universal) de Joseph Conrad/ Tradução: Mário Quintana pela Abril (1971)
>>> Lord Jim (imortais da Literatura Universal) de Joseph Conrad/ Tradução: Mário Quintana pela Abril (1971)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1990)
>>> Data Danger- Stage 4 - Modern Readers de Eduardo Amos- Ernesto Pasqualin pela Moderna/ SP. (1997)
>>> O Vermelho e o Negro de Stendhal pela Publifolha (1998)
>>> Retrato do Artista quando Jovem de James Joyce pela Publifolha (1998)
>>> Cândido ou O Otimismo de Voltaire pela Publifolha (1998)
>>> A Metamorfose de Franz Kafka pela Publifolha (1998)
>>> As Relações Perigosas de Choderlos de Laclos pela Publifolha (1998)
>>> Psicologia Da Educação - Novo Lacrado de Cesar Coll Salvador pela Penso (2015)
>>> Eugénie Grandet de Honoré de Balzac pela Publifolha (1998)
>>> O Morro dos Ventos Uivantes de Emily Bronte pela Publifolha (1998)
>>> Songbook: Rita Lee - Vol. 2 de Almir Chediak pela Lumiar (2009)
>>> O Amante de Lady Chatterley de D. H. Lawrence pela Publifolha (1998)
>>> O Retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde pela Publifolha (1998)
>>> Ainda Estamos Vivos de J. M. Simmel pela Rio Gráfica/ Rio de Janeiro (1986)
BLOGS >>> Posts

Domingo, 27/5/2018
Lars Von Trier não foi feito para Cannes
Tadeu Elias Conrado

+ de 500 Acessos

O cinema sempre passou por mudanças no decorrer dos anos, muitas delas revolucionárias, que levavam uma nova visão de mundo a quem estivesse disposto a ver. Não era aquele mundo de mocinhos e bandidos, da típica jornada do herói. Era um mundo cru, livre de efeitos especiais e com clichês tão comuns que pareceria a história de qualquer um que estivesse assistindo. Foi assim na França, quando Claude Chabrol, François Truffaut e outros tantos cineastas franceses começaram a tomar a cena cinematográfica do país, após as manifestações estudantis de 68, iniciando o que a jornalista Françoise Giroud chamaria de Nouvelle Vague. Em uma Itália pós-guerra, Roberto Rosselini, Vittorio De Sica e Luchino Visconti fizeram o mesmo, com o que é conhecido como Neorrealismo. E o Brasil não ficou para trás, quando em época de ditadura, Glauber Rocha e Carlos Diegues se uniram a outros cineastas nordestinos e deram origem ao Cinema Novo. Todas essas manifestações tiveram algo em comum, o realismo, a necessidade de trazer o cinema para mais perto do cotidiano comum e mostrar para o mundo as injustiças, crenças e superações do povo.

Com o dinamarquês Lars Von Trier não foi diferente, em 1995, ao lado do também diretor Thomas Vinterberg, iniciou o movimento Dogma 95, que propunha um cinema mais real e menos comercial. Os filmes que estrearam o movimento nos cinemas foi Festa de Família (1998) de Vinterberg e, alguns meses depois, Os Idiotas de Lars Von Trier. Mas a visão de Lars sobre a realidade era um pouco mais peculiar em relação a ideia dos movimentos nos outros países e o que esses denominavam como cinema cru, algumas vezes nas mãos do dinamarquês ganhava outras letras e se tornava "cruel", o que lhe rendeu muitas polemicas e intrigas no decorrer da carreira.

Realidade de uma persona non grata, retorno e debandada em Cannes

Em 1994 Lars recebeu os prêmios do júri em Cannes, com o filme 'Ondas do Destino', e a Palma de Ouro com 'Dançando no Escuro' em 2000. Mas foi em 2011 que as coisas mudaram para o diretor, no lançamento de 'Melancolia' quando Lars disse que "entendia Hitler', logo a organização do Festival de Cannes lhe deu o "prêmio" de persona non grata e o baniu do evento. O exilio durou 7 anos e, depois do que foi apresentado no último dia 14, há quem diga que tal afastamento poderia ter durado mais tempo.

Lars Von Trier sempre foi um diretor polemico, certo que as vezes ele exagera na realidade que busca trazer para os seus filmes. Dessa vez não foi diferente, com 'The house that Jack built' (que deve chegar ao Brasil ainda este ano) Lars trouxe um lado mais violento da sua realidade. Jack é um serial killer e essa foi a maneira que ele achou de mostra-lo, nada acontece por traz das cortinas, o que ele entrega não é os gritos de horror atrás de uma porta fechada, está tudo ali, tudo cru, para quem tiver estômago para ver.

Embora alguns atores tenham concordado com a existência de cenas pesadas demais, partiram em defesa do diretor, ressaltando a arte que Lars apresenta no filme, "Não houve hesitação da minha parte quando Lars me convidou para fazer 'The House That Jack Built'. Ele é um artista", disse Bruno Ganz disse em entrevista ao portal O Globo. Já a atriz Siobhan Fallon Hogan – que já havia trabalhado com o diretor em Ondas do Destino (1994) – partiu em defesa do filme, afirmando que "Estamos falando de um serial killer, não há outra maneira de descrevê-lo".

The House That Jack Built deve estrear no Brasil ainda esse ano, para nós só resta esperar para ver se esse Lars Von Trier que fez tantos especialistas desertarem em um festival como é Cannes, vai aproveitar-se de toda essa polêmica e lotar as salas do circuito cult de cinemas do país.


Postado por Tadeu Elias Conrado
Em 27/5/2018 às 11h52


Mais A Lanterna Mágica
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O LIVRO DA LUA 2005
MARCIA MATTOS
NOVO SÉCULO
(2005)
R$ 7,00



OBRAS ESCOLHIDAS - VOLUME 2
MARX; ENGELS
VITÓRIA
(1961)
R$ 18,00



A CONSCIÊNCIA NÃO DUAL
PAULO AMÉRICO
DO AUTOR
(1995)
R$ 11,60



PAUL CÉZANNE 2 - COLEÇÃO FOLHA GRANDES MESTRES DA PINTURA
COLEÇÃO FOLHA GRANDES MESTRES DA PINTURA
FOLHA DE SÃO PAULO
(2007)
R$ 3,00



TUDO COMEÇA EM CASA
D. W. WINNICOTT
MARTINS FONTES
(2005)
R$ 20,00



GAROTAS DA RUA BEACON. CIDADE FANTASMA - VOLUME 11
ANNIE BRYANT
FUNDAMENTO
(2009)
R$ 42,00
+ frete grátis



O CORPO ETÉRICO DO HOMEM - A PONTE DA CONSCIÊNCIA
LAWRENCE J. BENDIT E PHOEBE D. BENDIT
PENSAMENTO
R$ 21,00



REPENSAR A RESSURREIÇÃO
ANDRÉS TORRES QUEIRUGA
PAULINAS
(2010)
R$ 39,99
+ frete grátis



MANUAL DE GERÊNCIA DE PREÇOS - INCLUI CD
ROBERTO ASSEF
CAMPUS
(2006)
R$ 15,00



ABRI OS VOSSOS CORAÇÕES A MARIA RAINHA DA PAZ
PADRE TOMISLAV VLASIC E PADRE SLAVKO BARBARIC
BOA NOVA
(1987)
R$ 18,00





busca | avançada
27806 visitas/dia
737 mil/mês