Um sujeito chamado Benício | A Lanterna Mágica

busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Céu se apresenta no Sesc Guarulhos
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> A concisão dos meus poemas
>>> 13 de Novembro #digestivo10anos
>>> O altar das montanhas de Minas
>>> Dez obras da literatura latino-americana
>>> Prelúdio, de Júlio Medaglia
>>> Soul Bossa Nova
>>> Bill & Melinda Gates #Code2016
>>> A proposta libertária
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Mais Recentes
>>> Curso Sistematizado de Direito Processual Civil de Cassio Scarpinella Bueno pela Saraiva (2011)
>>> Relíquias de Casa Velha - II Tomo de Machado de Assis pela Instituto de Divulgação Cult (1963)
>>> Idéias 1998 - 1999 de Diversos Autores pela Unicamp (1999)
>>> Seleção de Crônicas do Livro Comédias da Vida Privada de Luis Fernando Verissimo pela Lpm (1995)
>>> A Consiência de Zeno de Italo Svevo pela Folha (2003)
>>> Sob Masoch de Flávio Braga pela Best Seller (2010)
>>> Very British Problems de Rob Temple pela Sphere (2014)
>>> Chicken Soup For the Soul de Mark Victor Hansen; Jack Canfield pela Health Communication (1995)
>>> Brasileiros Pocoto de Luciano Pires pela Frente e Verso (2003)
>>> Contratos Internacionais de Luiz Olavo Baptista pela Lex Magister (2010)
>>> Manual de Direito Civil - Vol. 2 de Roberto Senise Lisboa pela Revista dos Tribunais (2014)
>>> Arte Bra Crítica de Moacir dos Anjos pela Martins Fontes (2011)
>>> Arte Em Sua Casa - a Impressão de Rosemary Simmons pela Celditor (1979)
>>> Os Exércitos da Noite (os Degraus do Pentágono) de Normam Mailer pela Altaya (1968)
>>> Perfeitas Pretty Little Lears de Sara Shepard pela Rocco
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres - 22ª Edição de M. D. Brian L. Weiss pela Salamandra (1991)
>>> O Que Toda Mulher Inteligente Deve Saber de Steven Carter; Julia Sokol pela Sextante (2006)
>>> O Sol Há de Brilhar de Rudney Otto Pfutzenreutere pela Insular (2010)
>>> Upgrade 2 de Gisele Aga pela Richmond (2012)
>>> Organização Política - Seus Fundamentos de Egberto Maia Luz pela Juriscrédi (1972)
>>> A Rainha dos Pavões de Charles Perrault pela Rideel (2000)
>>> Terrafutura: Diálogos Com o Papa Francisco Sobre Ecologia Integral de Carlo Petrini pela Senac (2021)
>>> Começando Com o Pé Direito: Como Administrar Seus Pontos Fortes de Jo-ellan Dimitrius pela Alegro (2001)
>>> Rainforests de Rowena Akinyemi pela Oxford (2008)
>>> La Niña Que no Queria Hablar de Antonio Martinez Mechén pela Ática (2004)
BLOGS >>> Posts

Domingo, 13/1/2019
Um sujeito chamado Benício
Tadeu Elias Conrado

+ de 1400 Acessos

Como os cartazes de filmes são criados? Embora pareça um trabalho fácil, criar um poster pode ser um tarefa complicada, já que tudo é feito antes mesmo do filme ser lançado. Segundo Alex Griendling, designer que trabalhou com produções como Tá Chovendo Hambúrguer “o projeto de um pôster para um filme começa de 6 meses a um ano antes do filme ser lançado”. Se hoje, mesmo com toda a tecnologia disponível, esse processo exige bastante estudo, imagina como era feito o trabalho dos artistas algumas décadas atrás. Um desses artistas é José Luiz Benício da Fonseca, ou apenas Benício, que desenhou e ilustrou cartazes de filmes nacionais nas décadas de 70 e 80, só deixando estes de lado quando a Embrafilmes foi fechada por Vargas.

Sempre gostei dos cartazes ilustrados que tomavam os cinemas naquele tempo, porém nunca procurei saber quem os fazia. Recentemente em um curso sobre introdução ao cinema brasileiro, na Mário de Andrade, descobri que o artista responsável pela maioria deles era Benício. Logo fui atrás de saber mais sobre ele, então cheguei e esse texto que lhes entrego, esperando que os instiguem a procurar mais sobre esse artista tão singular.

José Luiz Benício da Fonseca, nascido em Rio Pardo, Rio Grande do Sul. Deixou a carreira de músico de lado para, ainda nos anos 50, estudar desenho. Logo se firmou na área, trabalhando na Editora Rio Gráfica. Seu primeiro trabalho com cinema foi o cartaz do filme Os Carrascos Estão Entre Nós (1968), filme de Adolpho Chadler, produção que trazia em seu elenco Átila Iorio e Karin Rodrigues. Sabe-se que ele produziu mais de 300 cartazes para o cinema (além de propagandas para empresas como Coca-Cola e Esso), sendo 30 deles, filmes dos Trapalhões.

Segundo o próprio Benício, seu trabalho mais elaborado foi o cartaz do filme Independência ou Morte (1972), filme de Carlos, Coimbra estrelado por Tarcísio Meira. A história que mostra, de maneira romantizada, a trajetória de Dom Pedro I na emancipação do Brasil em relação a Portugal traz um cartaz bem elaborado. Se prestarmos atenção em todo o trabalho de Benício, vemos que nesse pôster ele trabalha com mais cores e um cenário mais completo, diferente do fundo branco usado em outros trabalhos.

Um dos seus grandes destaques é o cartaz de A Super Fêmea (1973). O filme dirigido por Aníbal Massaini Neto conta a história de uma modelo que é contratada para fazer campanha de uma pílula contraceptiva para homens. Um dos grandes destaques desse filme é o protagonismo de Vera Fischer, que depois do filme ganhou ainda mais fama. Em uma entrevista dada ao J10 (Globo News), Benício diz que “como desenhei mulheres desde o início, muitas coisas da fisionomia eu melhorava, mas as vezes não precisava melhorar nada”, certamente no caso de Vera Fischer, que foi uma das musas da TV brasileira, pouco precisou ser melhorado.

Outro destaque de seu portfólio é o cartaz de Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976). Dessa vez com a direção de Bruno Barreto (mesmo diretos de Flores Raras), essa é uma das histórias mais conhecidas do cinema nacional. O filme levou mais de 10 milhões de espectadores aos cinemas, contando a história de uma sedutora professora de culinária. É um dos poucos filmes da época que envelheceu bem, talvez por não ter apelado tanto quanto seus contemporâneos.

Em 2007 começou a ser produzido um documentário sobre Benício. “O Encontro de Benício com Brigitte Montford”, de Jetter Castro, não chegou a ser finalizado e não se sabe se algum dia será feito. Mas para quem gostaria de saber um pouco mais sobre o trabalho de Benício, o escritor e jornalista Gonçalo Júnior lançou em, 2012, o livro “E Benício Criou a Mulher…”, reunindo uma série de trabalhos do artista, com entrevistas e relatos de sua carreira. Vale a leitura para conhecer mais da vida e trajetória desse grande artista.


Postado por Tadeu Elias Conrado
Em 13/1/2019 às 21h17


Mais A Lanterna Mágica
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Meditações Sobre o Evangelho
Charles de Foucauld
Círculo do Humano Cristão
(1962)



Educação e Sociedade: Compromisso Com o Humano
Luiz Monteiro Teixeira-roberta Maria Lobo da Silva
Loyola
(2007)



Jacqueline e John F. Kennedy
Alan Posener
Gryphus
(2000)



Negócios ao Estilo
Bill Gates
Up Negócios
(2000)



Robin Hood
Joel Rufino dos Santos
Scipione
(2014)



Eu Amo Música! a Orquestra
Márcia Duarte
Yoyo Books
(2017)



Se a Memória Não Me Falha
Sylvia Orthof
Nova Fronteira
(1987)



Esfinge
Robin Cook
Nova Cultural
(1986)



O Livro das Ignorãças - 2ª Edição
Manoel de Barros
Civilização Brasileira
(1994)



O Matuto
Zibia Gasparetto
Vida & Consciência
(1997)





busca | avançada
58445 visitas/dia
1,8 milhão/mês