Woody Allen | Maurício Dias | Digestivo Cultural

busca | avançada
29794 visitas/dia
891 mil/mês
Mais Recentes
>>> CRIANÇAS DE HELIÓPOLIS REALIZAM CONCERTO DE GENTE GRANDE
>>> Winter Fest agita Jurerê Internacional a partir deste final de semana
>>> Coletivo Roda Gigante inicia temporada no Jazz B a partir de 14 de julho
>>> Plataforma Shop Sui dança dois trabalhos no Centro de Referência da Dança
>>> Seminário 'Dança contemporânea, olhares plurais'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> Pelagem de flor IV: AZUL
>>> É cena que segue...
>>> Imagens & Efeitos
>>> Segredos da alma
>>> O Mundo Nunca Foi Tão Intenso Nem Tão Frágil
>>> João Gilberto
>>> Retalhos ao pôr do sol
>>> Pelagem de flor III: AMARELO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Copacabana-Paulista-Largo das Forras
>>> Palavras, muitas palavras
>>> Lula: sem condições nenhuma*
>>> Novos Melhores Blogs
>>> O primeiro Show do Milhão a gente nunca esquece
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Historia de Hotmail
>>> Maria Rita: música em estado febril
Mais Recentes
>>> Em Busca de um Final Feliz de Katherine Boo pela Novo Conceito (2013)
>>> O Codigo Da Vinci de Dan Brown pela Sextante (2004)
>>> A Conquista da Confiança, A Conquista do poder de Michelle Celmer, Catherine Mann pela A Conquista (2015)
>>> Poder & Paixão - Atraente Desafio, Fruto de uma Noite - Edição 224 de Jennifer Hayward, Jennie Lucas pela Harlequin (2014)
>>> São Paulo 1975 - Crescimento e Pobreza de Vários pela Loyola
>>> Bagagem de Adélia Prado pela Record (2008)
>>> Futebol 2001 de José Ângelo Garsia pela Summus Editorial (2001)
>>> Preparar Apontar Fogo! Emoção em caça e pesca de Synesio Ascencio pela Troféu (1973)
>>> Fiesta - Curtindo Cada Segundo de Kate Cann pela Arxjovem (2003)
>>> Pesca Esportiva Maritima de Irineu Fabichak pela Nobel (1982)
>>> Diários do Vampiro - Confronto de L. J. Smith pela Galera Record (2010)
>>> ABC da Caça - Coleção Cultura e Tempos Livres de Fabiãn Abril pela Presença (1978)
>>> De Volta para Casa de Mary Sheldon pela Record (2004)
>>> Buracos Negras - Palestras da BBC Reith Lectures de Stephen Hawking pela Intríseca (2017)
>>> Poder Sexual Feminino de Márcia Goldschmidt pela Gente (2000)
>>> Iacocca – Uma autobiografia de Lee Iacocca e William Novak pela Cultura (1985)
>>> Voltando Para Casa com o Seu Bebê - Do Nascimento à Realidade de Laura A. Janna e Jennifer Shu pela Martins Fontes (2010)
>>> A Dominação Masculina - a Condição Feminina e a Violência Simbólica de Pierre Bourdieu pela Bertrand Brasil (2019)
>>> Pais Brilhantes, Professores Fascinantes de Augusto Cury pela Sextante (2003)
>>> Os Elementos - Capa Dura de Euclides pela Unesp (2009)
>>> Mauricio: A História Que Não Está No Gibi de Maurício De Sousa pela Sextante (2017)
>>> O Possuído - A besta toma posse de Tim LaHaye, Jerry B. Jenkins pela United Press (2010)
>>> Direita e Esquerda de Norberto Bobbio pela Unesp (2011)
>>> Sobre Educação, Política e Sindicalismo de Maurício Tragtenberg pela Unesp (2004)
>>> Mensagem do Outro Lado do Mundo de Marlo Morgan pela Rocco (2019)
>>> Dicionário de Políticas Públicas de Geraldo Di Giovanni/Marco Aurélio Nogueira (orgs) pela Unesp (2018)
>>> Zoom - Cinco Páginas Animadas de Chris Davis pela Ciranda Cultural (2010)
>>> Livro Nozes & Companhia - Um Livro de Receitas de Editora Lisma pela Lisma (2006)
>>> A Última Grande Lição - O Sentido da Vida de Mitch Albom pela Sextante (2010)
>>> A casa dos Bronzes de Ellery Queen pela Nova Fronteira
>>> Livro Coleção Fono na Escola de Márica Honora pela Ciranda Cultural (2009)
>>> Livro Irmãs vampiras - uma missão bem dentuça de Franziska Gehm pela V e R (2019)
>>> Infância dos Mortos de José Louzeiro pela Record (1981)
>>> Livro Dificuldades de Aprendizagem de Ana Maria Salgado Gómez pela Grupo Cultural (2018)
>>> O Misterioso Sr. Quin de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2017)
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações de Maurício Salles Vasconcelos(Autografado) pela Estação da Liberdade (2000)
>>> Rimbaud da América e Outras Iluminações de Maurício Salles Vasconcelos(Autografado) pela Estação da Liberdade (2000)
>>> O Siciliano de Mario Puzo pela Circulo do Livro (1984)
>>> Cid-10 - Vol. 1: Classificação Estatistica Internacional de Doenças de Oms pela Edusp (2010)
>>> O Espírito de Liberdade de Erich Fromm pela Zahar (1981)
>>> Conversa na Catedral de Mario Vargas Llosa pela Circulo do Livro (1969)
>>> Livro Nada a perder 2 de Edir Macedo pela Planeta (2013)
>>> Livro Mundo Afora de Mel Lisboa pela Globo (2007)
>>> A Nova Ordem Mundial e os Conflitos Armados - Bilingue/ Capa Dura de Daniel Amin Ferraz/ Denise Hauser Coord. pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2002)
>>> Livro Maternidade Tardia. Mulheres Profissionais em Busca da Realização Plena de Sylvia Ann Hewlett pela Novo Século (2008)
>>> El Domador de Monstruos de Ana Maria Machado pela Sm (2007)
>>> Desafios do Trabalho de Ladislau Dowbor , Odair Furtado , leonardo Trevisan ,Hélio Silva pela Vozes (2004)
>>> Livro Bênção Diária 2 de Max Lucado pela Thomas Nelson (2014)
>>> Livro O grande livro das parlendas de Paulo F Netho pela Ciranda Cultural (2015)
>>> Sucessões - Teoria, Prática e Jurisprudência...Na Vigência do Código Civil 1916... de Wilson de Oliveira pela Del Rey/ Belo Horizonte (2004)
COLUNAS

Terça-feira, 16/9/2003
Woody Allen
Maurício Dias

+ de 6300 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Desde o lançamento da obra-prima Annie Hall em 1977, Allen Stewart Konigsberg (n. 1935) foi o maior cineasta em atividade por quase vinte anos. Graças ao fato de seus filmes serem de baixo orçamento e duração curta (um filme de uma hora e vinte permite mais sessões diárias nas salas que um de três horas), ele conseguiu manter uma produtividade cinematográfica que nenhum de seus colegas de geração conseguiu. E com uma liberdade criativa da qual outros não desfrutaram.

Woody começou na década de 50, escrevendo fofocas e tiradas para colunas de jornal, tornando-se em seguida redator de piadas para comediantes já famosos na TV e no teatro, como Bob Hope, Art Carney e Sid Caesar.

Em 1961 tornou-se stand up comic - os comediantes que se apresentam em números solo em bares, night clubs e convenções, como os números que costumam abrir todo episódio da série de TV Seinfeld. Em 1965 veio a chance de escrever o roteiro e participar como ator em What´s New, Pussycat? (O Que É Que Há, Gatinha?, de Clive Donner).

Em seguida comprou os direitos de exibição nos EUA de um filme B japonês (Kagi no Kagi), e colocou uma dublagem absurda e debochada, incluindo também algumas cenas em que apareciam ele próprio e sua então mulher Louise Lasser, rebatizando a obra para What's Up Tiger Lily? (1966)

Seu primeiro filme como diretor seria Um Assaltante Bem Trapalhão (Take The Money And Run, 1969). Dois anos depois veio uma sátira às ditaduras latino-americanas, Bananas. Ambos os filmes, embora tenham momentos engraçados, mostram a inexperiência de Woody, sofrendo com a falta de ritmo e o domínio sobre a técnica narrativa. O diretor sairia-se muito melhor no episódico e hilário Tudo o Que Você Sempre Quis Saber Sobre o Sexo e Tinha Medo de Perguntar (Everything You Always Wanted to Know About Sex but were afraid to ask, 1972), onde interpreta vários papéis, destacando-se como um atormentado espermatozóide. É a mais bem realizada das obras desta primeira fase de Woody, que renderia mais dois filmes até o marcante Annie Hall (aqui chamado Noivo Neurótico, Noiva Nervosa).

Annie Hall é o início de uma nova fase: já é o filme de alguém que domina sua mídia. Levou o Oscar de Melhor filme, e Woody os de diretor e roteiro original (junto com o parceiro Marshall Brickman). Todas as comédias românticas com personagens inseguros feitos desde então devem algo a Annie Hall.

Woody optou por não ir à cerimônia de entrega do Oscar - preferiu ficar tocando clarineta num pub com os amigos - e desde então tem sido meio que esnobado pela Academia de Los Angeles, embora tenha ganho o Oscar de roteiro original com Hannah e suas Irmãs (1986).

Em seguida veio o único filme de Woody que pode ser considerado uma bomba, e o primeiro de seus filmes em que ele não aparece como ator: Interiores (Interiors, 1978), uma tentativa de imitar Bergman justamente no que este tem de pior: uma pseudo-intelectualização fria e auto-comiserada. Na série de entrevistas do diretor a Stig Bjorkman (Woody Allen por Woody Allen, Editora Nordica), vemos que o diretor crê que o drama da personagem principal, Joey, é realmente relevante: ela é uma dondoca nova-yorkina, que não precisa trabalhar pra sobreviver e é casada com um sujeito que a trata bem. Mas sofre, porque, apesar de ser sensível, não tem um talento para expressar sua sensibilidade. Francamente... é pra levar isto a sério? Bota ela pra pegar o trem de Japeri e lavar roupa no canal do Mangue diariamente, que ela vai ver o que é uma angústia justificada.

Aliás, o fato da ambientação dos seus filmes se dar sempre entre pessoas bem-de-vida e cheias de estilo já valeram ao diretor críticas de seu colega Spike Lee - que, acertadamente, disse que na Nova York dos filmes de Woody Allen não há negros.

Felizmente, o fracasso deste filme levou o diretor a seguir com as comédias, não mais buscando a gargalhada, mas cheias de angústia, dúvidas existenciais e morais. Ainda assim, ele voltaria ao drama com resultados bem mais interessantes que o de Interiores, em Setembro (September, 1987), A Outra (Another Woman, 1988), e sobretudo em Crimes e Pecados (Crimes and Misdemeanors, 1989), que, medidas as enormes distâncias, pode ser considerado uma resposta ao livro Crime e Castigo, de Dostoiévski.

Todavia, o forte do diretor é a comédia: a partir da obra-prima Manhattan (1979), seguiram-se filmes maravilhosos, como os metalinguísticos Memórias (Stardust Memories, 1980), Zelig (1983), A Rosa Púpura do Cairo (The Purple Rose of Cairo, 1985). Estes filmes esmiuçam a linguagem cinematográfica, mostrando o impacto do cinema na sociedade, a crueldade do Star System, o confronto do indivíduo com o grupo, tudo isso de um modo ao mesmo tempo profundo, lírico e engraçado.

A eles se alternaram obras cheias de ternura como Broadway Danny Rose (1984) e o maravilhoso A Era do Rádio (Radio Days, 1987), ambos estrelados pela sua então mulher, a "ex-Sra. Frank Sinatra" e mãe do bebê de Rosemary, Mia Farrow.

Em 1992 o casamento acabou num enorme bafafá, envolvendo lavagem de roupa suja na imprensa, virando livro e filme para TV (Love and Betrayal: The Mia Farrow Story, 1995), pois Woody estava envolvido com uma dos muitos filhos adotivos de Mia, a coreana Soon-Yi Previn. Mia, num ato descortês (e impensado) de vingança, acusou Woody de abusar sexualmente de um dos outros filhos adotivos do casal, uma criança. Se a acusação fosse verdadeira, e ela não a tivesse relatado antes do rompimento, seria cúmplice no crime.

No último filme dele em que ambos trabalharam juntos, o ótimo Maridos e Esposas (Husbands and Wives, 1992), pode-se ver em alguns diálogos prenúncios da separação que estava por vir. Neste filme o personagem dele se evolve com uma mulher muito mais jovem.

Agora Woody e Soon-Yi já estão juntos há dez anos, e desde o filme da documentarista Barbara Kopple Wild Man Blues (1997) - que mostra a excursão da banda de Dixieland em que Woody toca clarineta -, tornaram-se queridinhos da mídia. Woody poderia até criar uma brincadeira em torno deste casal envolvendo uma celebridade ocidental e uma mulher oriental: fazer uma citação à famosa semana em que John Lennon e Yoko passaram na cama em protesto contra a guerra do Vietnam; mas tendo em vista as condições em que o romance começou, é provável que ele queira preservá-lo da imprensa. Curiosidade: no tal filme sobre o fim do casamento Woody/Mia, um dos filhos de John Lennon, Julian, interpreta o papel de seu pai. Pra saber o que John tem a ver com a história de Woody, só achando algum abnegado que se disponha a ver esse filme.

Woody continuou nos brindando com grandes obras, mas a falta de público crônica de seus filmes nos EUA - durante anos quem sustentou a carreira do diretor foi seu sucesso na Europa - sempre ameaçava abreviar sua carreira. Em 1997 fez Desconstruindo Harry (Deconstructing Harry), onde o diretor, mais uma vez, interpretava um artista em crise criativa. O filme seguinte, Celebridades (Celebrity, 1998) levou dois anos para chegar nas telas de cinema brasileiras.

Recentemente, Woody e uma das suas produtoras - e mulher de um dos seus principais financiadores - romperam por questões financeiras. Steven Spielberg então entrou em cena, e arranjou um contrato para Woody, ao longo de alguns anos, fazer um pacote de filmes para a produtora do bilionário diretor de E.T.

Acredito que em parte para minimizar os riscos de fracasso - e um subseqüente fim de carreira -, em parte para agradar ao novo estúdio, em parte por um desgaste artístico natural (ninguém mantém o mesmo pique após três intensas décadas de carreira), os últimos filmes de Woody têm se mostrado mais diluídos, parecem ter sido feitos para ele poder beijar mulheres bonitas, em geral com menos da metade da sua idade, algo que já vinha ocorrendo há anos: Juliette Lewis, Mira Sorvino, Julia Roberts, Helen Hunt. Para o próximo filme de Woody, está escalada Christina Ricci, a ex-menininha da Família Adams.

Por tudo que já fez, ele tem direito a beijar quem quiser.


Maurício Dias
Rio de Janeiro, 16/9/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Mão Invisível de Marilia Mota Silva
02. Solidão Moderna de Mentor Muniz Neto
03. Journey de André Graciotti
04. O mal de Vila-Matas de Luiz Rebinski Junior
05. Meu eu escritora de Taís Kerche


Mais Maurício Dias
Mais Acessadas de Maurício Dias em 2003
01. A obra-prima de Raymond Chandler - 21/1/2003
02. Picasso e Matisse: documentos - 10/6/2003
03. Uma teoria equivocada - 14/10/2003
04. Quentin Tarantino: violência e humor - 29/7/2003
05. Por onde anda a MPB atualmente? - 20/5/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
3/10/2003
12h32min
"Francamente... é pra levar isto a sério? Bota ela pra pegar o trem de Japeri e lavar roupa no canal do Mangue diariamente, que ela vai ver o que é uma angústia justificada." Pena que este trecho - de tão típica simplificação populesca - piore tanto o texto. Se o filme não funciona, não funciona. Mas isso não justifica invalidar o tipo de crise da personagem por não ter "motivos reais".
[Leia outros Comentários de Rodolfo S Filho]
4/10/2003
00h21min
Evidentemente, discordamos neste tópico. Acho o personagem auto-indulgente (aliás o filme todo o é), sem interesse e superficial. Ao invés de escrever nestes termos, tentei utilizar o humor. Curioso o comentário “Pena que este trecho piore tanto o texto”; já escrevi cerca de cinqüenta páginas sobre cinema neste site, e o leitor resolve se agarrar a algo que não concorda e a partir disto, como um imperador romano, aponta o polegar na direção que lhe interessa. Bom, fazer o quê?
[Leia outros Comentários de Mauricio Dias]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BH120
SYLVIO COUTINHO BERNARDO MAGALHAES
MERCANTIL DO BRASIL- PRODIGITAL
(2016)
R$ 100,00



O MISTERIO DO LIVRO SEM MISTERIO
CRISTINA AGOSTINHO
FTD
R$ 8,00



O AUTISMO E O DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS CONCEITUAIS NO PROFESSOR
DENISE DE OLIVEIRA VIEIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 629,00



ESTUDO SEMIÓTICO DE CANÇÕES DE ADONIRAN BARBOSA
CARLOS VINICIUS VENEZIANI DOS SANTOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 314,00



ÍNDICE DAS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA ELETRÔNICA DAS FUNDAÇÕES - IGEF
SUELEN BEVILAQUA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



10266A PROGRAMING IN C# WITH MICROSOFT VISUL STUDIO 2010 - 2 VOLUMES
NÃO IDENTIFICADO (839)
MICROSOFT
(2010)
R$ 60,00



OS CEM MELHORES CONTOS BRASILEIROS DO SÉCULO
ITALO MORICONI; DIVERSOS AUTORES
OBJETIVA
(2001)
R$ 20,00



MANIFESTAÇÕES DO SAGRADO NA ÉPICA MEDIEVAL - UM RECORTE EM TRÊS TEXTOS
SÉRGIO RUBENS BARBOSA DE ALMEIDA (AUTOGRAFADO)
UEL
(2000)
R$ 14,50



LASER B2 STUDENTS BOOK WITH CD-ROM
MALCOLM MANN E STEVE TAYLORE -KNOWLES (COM CDROM)
MACMILLAN
(2008)
R$ 25,28



ANÁLISE DE CLUSTER VIA COMPUTAÇÃO DISTRIBUÍDA
LÁZARO NOGUEIRA PENA NETO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00





busca | avançada
29794 visitas/dia
891 mil/mês