O Belo Indiferente | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
55373 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O do contra
>>> American Dream
>>> Todas as Tardes, Escondido, Eu a Contemplo
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II
>>> Delicado, vulnerável, sensível
>>> De Kooning em retrospectiva
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> Aquele apoio
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
Mais Recentes
>>> Querência em Prosa de Manoel Lopes Haygert pela Do autor. (1991)
>>> Aspectos jurídicos do atendimento às vítimas de violência sexual. de Delano de Aquino Silva pela Ms (2011)
>>> Antes de dizer Sim de Jaime Kemp pela Mundo Cristão (1999)
>>> Fallen de Lauren Kate pela Galera Record (2012)
>>> Nu entre os lobos de Bruno Apitz pela Nosso Tempo (1971)
>>> Coisas que toda garota deve saber. de Samantha Rugen pela Melhoramentos (1997)
>>> A Queda para o Alto de Herzer pela Vozes (1983)
>>> As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky pela Rocco (2007)
>>> Doces Venenos de Lidia Rosenberg Aratangy pela Olho Dágua (2008)
>>> A máquina extraviada de José J. Veiga pela Civilização brasileira (1974)
>>> Cara ou coroa ? de Fernando Sabino pela Ática (2000)
>>> Conte Sua História de São Paulo de Milton Jung pela Globo (2006)
>>> Letras Perdidas de Luís Dill pela Oceano Indústria Gráfica (2006)
>>> Minhas vidas passadas de Mario Prata pela Planeta (2012)
>>> A Cadeira do Dentista & Outras Crônicas de Carlos Eduardo Novaes pela Ática (2002)
>>> Os Recicláveis de Toni Brandão pela A Caixa verde (2010)
>>> Sete desafios para ser rei de Jan Terlouw pela Atica (2003)
>>> Quem Diria Que Viver ia Dar Nisso de Martha Medeiros pela L&PM (2018)
>>> Entre os Monges do Tibete de Lobsang Rampa pela Record (1960)
>>> O menino do dedo verde de Maurice Druon pela José Olympio (2013)
>>> Ruínas do Tempo de Jess Walter pela Verus (2013)
>>> Os nossos pés de todos os dias de Apollo Taborda França pela Do autor (1984)
>>> Por Um Fio de Drauzio Varella pela Cia das Letras (2004)
>>> Gay Plays de William M. Hoffman pela Avon Books (1979)
>>> Existe Sempre uma Razão de Elisa Masselli pela Mensagem de Luz (2007)
>>> A Segunda Vida: um guia para a mulher madura de Marisa Sanabria pela Êxito (2015)
>>> Outra Vez a Esperança de Antonio Carlos Neves pela Mercado Aberto (1987)
>>> Os Bons e os Justos de Lourenço Cazarré pela Mercado Aberto (1993)
>>> Clebynho - O Babalorixá Aprendiz de Leandro Müller pela Pallas (2010)
>>> As Maluquices do Imperador de Paulo Setúbal pela Nacional (1983)
>>> A Felicidade é Fácil de Edney Silvestre pela Record (2011)
>>> Contos. Porque Conto - autografado de Públio José pela Do autor (2009)
>>> Paratii: entre dois pólos de Amyr Klink pela Companhia da Letras (1992)
>>> É Possível Salvar a Europa? de Thomas Piketty pela Intrínseca (2015)
>>> Pensão Riso da Noite de José Condé pela José Olympio / Civilização Brasileira / Três (1973)
>>> O Caminho Para O Céu: Livro II das Crônicas da Terra de Zecharia Sitchin pela Madras (2014)
>>> Ioiô Pequeno da Várzea Nova de Mario Leônidas Casanova pela Clube do Livro (1979)
>>> O Papa e Mussolini. A Conexão Secreta Entre Pio XI e a Ascensão do Fascismo na Europa de David I. Kertzer pela Intrínseca (2017)
>>> Entrevero de Vários Autores pela L&PM / Mpm
>>> Pesquisa FAPESP Nº 265 de Diversos Autores pela Fapesp (2018)
>>> O Longo Adeus a Pinochet de Ariel Dorfman pela Companhia das Letras (2003)
>>> Contos de Voltaire pela Nova Cultural (2002)
>>> Pesquisa FAPESP Nº 263 de Diversos Autores pela Fapesp (2018)
>>> Divina Comédia - Coleção A Obra-Prima de Cada Autor, Série Ouro de Dante Alighieri pela Martin Claret (2002)
>>> Babbitt de Sinclair Lewis pela Nova Cultural (2002)
>>> Pesquisa FAPESP Nº 261 de Diversos Autores pela Fapesp (2017)
>>> Ana Karênina de Tolstói pela Nova Cultural (2002)
>>> Havia Gigantes Na Terra de Zecharia Sitchin pela Madras (2014)
>>> Pesquisa FAPESP Nº 260 de Diversos Autores pela Fapesp (2017)
>>> Divergente de Veronica Roth pela Rocco (2012)
COLUNAS

Quarta-feira, 24/9/2003
O Belo Indiferente
Rennata Airoldi

+ de 5300 Acessos

O amor é um sentimento único e sublime? Sim e não. Sim, porque todos concordam que é uma maneira nobre de se querer bem ao outro. E não, porque as pessoas amam de formas, e em níveis de intensidade, diferentes. Não existe equilíbrio na entrega de cada uma das partes envolvidas. Assim, muitas vezes é difícil adequar o amor de duas pessoas a uma mesma relação. Quem se submete, quem se humilha, quem obedece, quem comanda, tudo é determinante numa relação. E assim também, aos poucos, estabelece-se os vícios de cada relacionamento.

Falar de amor é sempre difícil; complicado, já que cada um possui seu jeito de amar. Mulheres e homens amam cada um à sua maneira. Se não for muita ousadia, ou mesmo conversa fiada, a meu ver, o amor é como uma caixinha de música na qual é preciso dar corda constantemente; para manter o "fluxo", o funcionamento adequado. Dela sai a mais linda música, cada vez que é aberta.

É... A alegria, a felicidade... às vezes, cansam; às vezes, ficam esquecidas; mas sempre "ali": prontas para retomar de onde um dia se parou. Para manter vivo o amor, é nessário "regar a plantinha" todos os dias (como diz uma música), para manter a "caixinha" funcionando com a corda toda.

Deixando de lado opiniões e viagens pessoais, vou falar de uma peça que trata, obviamente, de amor. O Belo Indiferente, de Jean Cocteau, mostra o limite do amor de uma mulher por um homem. O quanto ela é capaz de suportar a espera, a traição e, principalmente, a indiferença do marido. Tudo porque não consegue simplesmente deixá-lo. Ela, apesar de ser uma famosa cantora, auto-suficiente economica e profissionalmente, é, ao mesmo tempo, totalmente dependente em relação aos sentimentos que nutre pelo marido. Se anula por ele, deixa-se humilhar, e o pior: deixa-se desprezar pelo seu próprio "companheiro"...

Em cena: Ester Laccava, que vive essa cantora de maneira muito corajosa. A peça é praticamente um monólogo, já que o marido, interpretado por Francisco Eldo Mendes, entra mudo e sai calado. De maneira simples e necessária à montagem. A sensação de impotência que o silêncio deste homem causa na platéia e, em maior grau, nas mulheres é absolutamente sufocante. O riso nervoso dos espectadores demonstra a identificação imediata com algumas das situações expostas em cena. Um riso que chega através do quadro trágico e patético.

A direção é de Olayr Coan e, na minha opinião, peca em pela falta de precisão em alguns movimentos cênicos. Há um certo "descontrole" em relação ao desenho dos personagens, que, em algumas cenas, parecem estagnados, sem um "apoio" adequado, sem uma "sustentação" consistente. Por outro lado, a maneira como a atriz defende o seu personagem, e vive a experiência deste amor doentio, é tocante.

O cenário é bem simples mas muito rico em detalhes, principalmente em alguns objetos, como o telefone, a garrafa de bebida decorada e as almofadas. A composição de todos os elementos: cenário, figurino, som e luz somam e compõem com o trabalho dos atores. O que, aliás, é fundamental para a unidade do espetáculo.

Voltando ao começo de toda a divagação: a peça nos faz repensar em como conduzir nossas relações afetivas; em como nos permitir e, ao mesmo tempo, nos proteger do amor; em como nos "deixar levar" sem perder o senso da realidade. Enfim, em como gostar do outro sem desgostar de si.

É muito interessante e, por mais que seja uma mulher o tempo todo (o seu olhar sobre um determinado relacionamento), o autor do texto é um homem, e o sentimento, portanto, é universal. No mais: quem nunca amou, vai amar um dia; e nem sempre será um amor "saudável". Nem sempre teremos o controle de nossos sentimentos, como racionalmente temos em outras áreas de nossas vidas...

(Sobre a peça, ainda uma breve curiosidade: o autor, escreveu o texto para sua amiga Edith Piaf.)

Para ir além
O Belo Indiferente está em cartaz na Sala Paulo Emílio, do Centro Cultural São Paulo, em curta temporada. Endereço: rua Vergueiro, nº 1000. Terças, quartas e quintas-feiras às 21 hrs.


Rennata Airoldi
São Paulo, 24/9/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Contra um Mundo Melhor, de Luiz Felipe Pondé de Marilia Mota Silva
02. A ascensão de um novo faroeste de Marcelo Miranda
03. O amargo Bierce: mentor para os tempos que correm de Rodrigo Gurgel
04. Nazismo na era do videogame de Daniela Sandler


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2003
01. Temporada de Gripe - 17/11/2003
02. O Belo Indiferente - 24/9/2003
03. Zastrozzi - 2/7/2003
04. As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro - 4/6/2003
05. José Tonezzi: Arte e Pesquisa Sem Fronteiras - 12/2/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IPANEMA DOM DIVINO
NORMA PEREIRA REGO
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 6,48



AS MAIS DELICIOSAS REQUINTADAS E EQUILIBRADAS RECEITAS DA CULINÁRIA
MÁRCIO BONTEMPO
GROUND
(1983)
R$ 6,00



EDUCAÇÃO & SOCIEDADE
REVISTA DA CIÊNCIA DA EDUCAÇÃO
PAPIRUS
(1991)
R$ 6,00



O PODER DOS ANIVERSÁRIOS-ESCORPIÃO
SAFFI CRAWFORD E GERALDINE SULLIVAN
PRESTÍGIO
(2001)
R$ 19,90



UM TÚMULO EM GAZA
MATT REES
RECORD
(2008)
R$ 7,90



SÉRIE REENCONTRO - ROBIN HOOD
JOEL RUFINO DOS SANTOS
SCIPIONE
(1987)
R$ 5,00



MUDANDO O MUNDO O CAMINHO PARA UMA VIDA FELIZ
SRILA B. A. PARAMADVAITI SWAMI
SRILA B. A. PARAMADVAITI SWAMI
(2013)
R$ 23,50



KIDS BOX ACTIVITY BOOK 4
CAROLINE NIXON E MICHAEL
CAMBRIDGE
(2015)
R$ 9,90



CIÊNCIAS SOCIAIS E SAÚDE NO BRASIL
ANA MARIA CAESQUI
HUCITEC
(2007)
R$ 25,00



O MUNDO DAS ORQUÍDEAS - ACOMPANHA VAPORIZADOR E TESOURA DE POLDA
BÉNÉDICTE BOUDASSOU
COOK LOVERS
(2011)
R$ 139,95





busca | avançada
55373 visitas/dia
2,0 milhões/mês