As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
55507 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 4/6/2003
As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro
Rennata Airoldi

+ de 4900 Acessos

Quem vive melhor: o homem que se apropria diariamente de um pensamento justo ou aquele que prefere o injusto? Qual o real poder de ação da justiça? Pensando friamente à esse respeito, tudo depende apenas do ponto de vista. Na verdade, aquele que consegue convencer o maior número de pessoas, através de seu "marketing pessoal", conquista o mercado e acaba sendo o mais poderoso. Veja bem: nossas vidas são invadidas diariamente por produtos, pensamentos e mensagens subliminares. Consumo, disputa, ambição, dinheiro. Quem tem mais manda em quem tem menos.

Será que esse mecanismo social de sobreposição é algo recente? Não. A manipulação e o medo, a inferioridade e a humilhação são algumas das molas propulsoras de todo o sistema de organização social em que vivemos desde os primórdios. Isto determina quem é quem: o empregador e o empregado, o rico e o pobre. E, assim sendo, a relação que se estabelece é de total dependência. Para que o rico seja realmente rico, é necessária a existência do pobre. Para que exista um primeiro mundo dominante, é primordial existir um terceiro mundo avassalado. Simples como dois mais dois são quatro.

Entretanto, há algo de engraçado nisso. Depende de quem diz e de como é dito. E o que isso tudo tem a ver com o Teatro? As Nuvens e/ ou um deus chamado dinheiro é a nova peça do conhecido grupo de comediantes: "Parlapatões, Patifes e Paspalhões". A montagem é uma adaptação, assinada por Hugo Possolo, a partir de dois textos de Aristófanes: "As Nuvens" e "Um Deus Chamado Pluto". Curioso é que, já na antiga Grécia, berço do Teatro, discutia-se retórica, política e sociedade, as mesmas que serviriam de exemplo para nós nos dias de hoje. É triste constatar que, apesar do avanço tecnológico e material, o homem permanece o mesmo. Passam-se os séculos, as guerras, as pestes e a busca humana está sempre aparentemente estagnada.

Dinheiro! O grande bem e o grande mal da humanidade! O que se faz por ele? Em que as pessoas são capazes de acreditar para obter bens materiais e poder? Mais uma vez, a peça exige uma participação ativa do espectador em muitos momentos. A interatividade já é uma marca do grupo há muito tempo. O que é bem interessante, já que, com muita graça, os atores levantam importantes questões e sugerem um profundo questionamento da sociedade como um todo. Assim, a peça passa a ser não só engraçada, mas adquire um contexto mais abrangente. Desta vez, quem for assistir ao grupo não vai só rir muito e em diversos momentos, mas também terá que se manter alerta para acompanhar o discurso e o raciocínio dos personagens. Claro que, dentro de uma adaptação, tudo é permitido. Os paralelos e os parênteses constantes ajudam e complementam a história, contribuindo muito no entendimento global da trama.

Talvez seja essa a montagem mais erudita dos "Parlapatões". Isso, porém, não exclui as piadas e os grandes momentos lúdicos. Mesmo assim, há um certo caos permanente, ou uma vontade coletiva da piada a qualquer preço que, às vezes, chega a sufocar. Depois de algo muito engraçado, é difícil rir de novo de algo não tão engraçado. Porque talento e qualidade artística é o que não falta aos profissionais envolvidos. Um pouco mais de silêncio e ironia (ao invés do constante sarcasmo) poderia ter sido mais ousado. Ousado não no sentido de chocar, ou inovar , mas no sentido de trazer um outro colorido em determinados momentos.

De qualquer forma, é sem dúvida uma grande peça onde o conjunto é essencial. Todos usam o mesmo vocabulário, falam a mesma língua, têm a mesma postura diante do discurso que executam no decorrer do espetáculo. O que impressiona no trabalho do grupo é justamente essa soma. Os atores, o texto, o figurino, adereços, tudo contribui e existe porque é necessário. Não há sobras nesse bolo! É ótimo ver um Teatro coerente. Também, por isso, não consigo definir se o caos é exagero ou é decisivo; seja como for, há sempre algum ponto que pode ser apontado em qualquer manifestação artística.

No momento em que vivemos (guerra, domínio cultural, globalização), a escolha desse texto é um grande acerto . Ele é capaz de atingir desde o público mais exigente até aqueles que só assistem a peças mais populistas. Aqui está, então, um ponto determinante para o amadurecimento do trabalho dos "Parlapatões". Unir a forma ao conteúdo, sem perder as velhas raízes do comediante mais simples: o palhaço. Contudo, há muito que pensar à respeito da temática proposta. A indústria da imagem e da mentira, a massificação e o empobrecimento da cultura mundial são alguns dos pontos levantados. Mas é necessário estar lá, comparecer e tirar suas próprias conclusões. A peça é para todos, diversão e conteúdo em boa medida.

Para ir além
As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro fica em cartaz no Teatro Ruth Escobar, de quinta a sábado às 21hrs., e aos domingos às 19 hrs., até o final de agosto. O teatro fica na Rua dos Ingleses, nº 209 e o telefone para contato é o (011) 289-2358. Maiores informações sobre este e outros trabalhos do grupo através do site: www.parlapatoes.com.br.


Rennata Airoldi
São Paulo, 4/6/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Lançamentos de literatura fantástica (1) de Luís Fernando Amâncio
02. estar onde eu não estou de Luís Fernando Amâncio
03. O Voto de Meu Pai de Heloisa Pait
04. A falta que Tom Wolfe fará de Rafael Lima
05. Você sabe quem escreveu seu show preferido? de Fabio Gomes


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2003
01. Temporada de Gripe - 17/11/2003
02. O Belo Indiferente - 24/9/2003
03. As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro - 4/6/2003
04. Zastrozzi - 2/7/2003
05. José Tonezzi: Arte e Pesquisa Sem Fronteiras - 12/2/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DIREITOS DO PORTADOR DE NECESSIDADES ESPECIAIS
ANTONIO RULLI NETO
SERASA / FIUZA
(2002)
R$ 15,00



PRISIONEIROS DA LIBERDADE
RODRIGO CONSTANTINO
SOLER
(2004)
R$ 8,00



THEATRO - J. M. GOULART DE ANDRADE (TEATRO BRASILEIRO)
J. M. GOULART DE ANDRADE
GARNIER
(1907)
R$ 35,00



FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS
B. LIMA
GEN FLAMARION
(1969)
R$ 60,00



MEDITAÇÕES PARA A SAÚDE DO CORPO E DA MENTE
LOUISE L. HAY
SEXTANTE
(2000)
R$ 8,00



GINÁSTICA MÉDICA EM GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA
GÜNTHER / KOHLRAUSCH / TEIRICH-LEUBE
MANOLE
(1976)
R$ 4,00



RATATOUILLE O SABOR DE UMA AMIZADE
MELHORAMENTOS
MELHORAMENTOS
(2007)
R$ 30,00



ESCOLA EM CASA - REDAÇÃO-INGLÊS-ESPANHOL-INFORMÁTICA-ED. ART.-ED. FÍSI
VÁRIOS AUTORES
DCL
(2003)
R$ 9,90



O QUEBRA CABEÇAS - CRÔNICAS DE MARIA LUCIA DAHL
MARIA LUCIA DAHL
IMPRENSA OFICIAL
(2005)
R$ 8,90



OPERAÇÃO PERFEITO
RACHEL JOYCE
SUMAS DE LETRAS
(2015)
R$ 8,11





busca | avançada
55507 visitas/dia
1,4 milhão/mês