O Benfeitor | Andréa Trompczynski | Digestivo Cultural

busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 27/9/2004
O Benfeitor
Andréa Trompczynski

+ de 3500 Acessos
+ 2 Comentário(s)

A primeira vez que li A Metamorfose, de Franz Kafka (deveria ser redundância ter que citar o nome do autor de obras como esta), eu tinha treze anos e, claro, em minha mente infantil o que chamou a atenção não era todo o drama psicológico, mas o fato de se transformar em barata. Um homem? Pensei: Kafka é um bobo. Quando começaram os anúncios desse novo reality show da ABC, lembrei daquele pensamento. Sentia uma espécie de horror e prazer ao ter a oportunidade de assistir, em cores e stereo sound à prova definitiva e gravada de que um ser humano pode sim transformar-se em algo tão repugnante como a barata do livro. Daquelas cascudas, gigantesca. E seu nome é Mark Cuban, o benfeitor.

Ele é um bilionário de 46 anos do Internet Business. Jeans e camiseta, bonitão, fortuna comparável à de Donald Trump antes dos problemas com os cassinos. Teve a idéia desta competição entre dezesseis coitados (impossível não sentir pena) por um milhão de dólares porque achou que "seria divertido".

O jogo não tem regras pré-estabelecidas, ele parece procurar alguém com seus caracteres (deixando claro que isto é impossível, talvez um aprendiz), e desde a abertura até as histórias de sua vida, inseridas o tempo todo como exemplo de genialidade, todo o programa é um monumento-a-ele-mesmo. Admira os bons manipuladores, os que traem relacionamentos pessoais por dinheiro e os aduladores discretos, mas diz isto em outras palavras.

O show de horrores começou no primeiro programa, com a humilhação e eliminação de um participante que fez um infeliz -levíssimo- comentário contra Mark Cuban. E o ápice foi penúltimo programa: um teste em que times de quatro pessoas teriam três horas do valioso tempo de Cuban mais a chance de propor algo para que este tempo se tornasse interessante. Um dos grupos escolheu levar brinquedos para crianças em um hospital, para aquele tipo de propaganda típica da Lady Di, onde pobres ou doentes são estolas enfeitando seus pescoços para uma boa fotografia na People. Estes dez minutos de programa dariam um tratado. Enquanto gastaram pouquíssimo tempo com as crianças, o diretor do hospital tentava desesperadamente cativar o espírito solidário do "benfeitor". Foi angustiante, Cuban lançando olhares de desprezo e enfado enquanto o rosto do diretor suava em uma tentativa humilhante de puxa-saquismo. O homem não ficaria tão nervoso com a visita do Papa. E na saída, "o benfeitor" reclamava quase aos gritos de o quanto aquele tempo foi perdido. O quanto em dólares custavam aquelas três horas. E as pessoas do grupo tentando não parecer humanos e odiar Cuban, porque precisam concordar e sorrir com ar inteligente. Um milhão de dólares. Mas a maioria diz que é só pela competição.

Meu filho de seis anos teve uma idéia extraordinária hoje: que deveriam haver sacos de vômito como os dos aviões em todos os lugares. E que as pessoas deveriam andar com eles nos bolsos, como lenços de papel, para o caso de precisar em situações repugnantes. Adorei.

A Sabedoria de Dona Zeli
Dona Zeli mora no interior de São Mateus do Sul, numa chácara com o marido Sebastião. Plantam "o-quê-comer", criam umas galinhas e os filhos. Ela faz o melhor pão do mundo e é necessário que se coma com banha-de-porco e sal. Ela só tem a quarta série. É sábia. Um dezembro o Sebastião recebeu uma dinheiro a mais, a colheita foi melhor e deu para vender, alguém sugeriu que comprasse uma televisão, Sebastião gostou da idéia. Eu estava lá e ela me disse uma das coisas mais inteligentes que já ouvi em minha vida: "Até pensei em comprar, mas o seu Dito, meu vizinho, depois que comprou só fica sentado na frente daquilo, de manhã até à noite, nem vem mais aqui, nem em lugar nenhum. Falei para o Bastião deixar para lá e vamos é trocar a cerca, que está precisando."

Nem Tudo Está Perdido
A TV aberta brasileira é mais do que meu gosto pelo feio pode suportar. Às vezes ainda tento encontrar algum sinal de inteligência, em vão. Pessoas que nunca vi são artistas, assuntos como "Solange não-sei-o-quê alavancou sua carreira na banheira do Gugu" são debatidos com seriedade, e, com música de suspense uma médium diz que o filho dela (da Solange) não é do Vaguinho, que pela maneira como eles falam é também um artista famosíssimo. Vejo hoje nos jornais que o Roda-Viva, da TV Cultura, faz 18 anos. Um programa como esse na TV aberta e por tanto tempo é quase inacreditável. Nunca esquecerei de entrevistas antológicas, do tempo em que comecei a ler jornais e ouvir falar do programa onde pessoas que nunca estiveram na banheira do Gugu davam entrevistas (lembram Olivieri Toscani? O polêmico publicitário da Benetton? Um dos entrevistadores chegou a pular em seu pescoço gritando você não é publicitário coisa nenhuma!, e Toscani então por que é que sou eu que estou no meio da roda? Aquilo sim era "barraco bom"). Apesar do aniversário ser hoje, 27 de setembro, as comemorações serão adiadas para 18 de outubro. O site Cruzeironet informa que dos 900 entrevistados que já estiveram no programa, 560 já foram convidados e estarão presentes também todos os seis apresentadores que já passaram pelo Roda.

A Palhaçada do Da Kine Cafe
Helicópteros, camburões e força especial da polícia. Primeira página de jornais durante dias. Pessoas detidas. O que é, o que é? Uma invasão em alguma cracolândia fortemente armada? Não. Meia dúzia de hippies comprando maconha no Da Kine Cafe, na Commercial Street, em Vancouver. A maconha é droga ilegal, sim. Mas helicópteros? Enquanto a polícia norte-americana faz sua publicidade com imbecilidades como essa, recomendo às famílias investirem em muros eletrificados e casas blindadas. E aprendizado em casa para as crianças. O domínio do crack expande-se rapidamente nas cidades do Canadá, do centro para os bairros, e a guerra pelo monopólio está começando. Recomendo economizar o combustível dos helicópteros agora.

Diário de um Cucaracha
Cheguei no Brasil semana passada e foi impossível não chorar. Tentei controlar uma crise de ufanismo lendo os jornais, mas no canal nove do rádio do avião estava tocando Caymmi, uma covardia. Em minha cidade (pequena, bem pequena mesmo) todos estão curiosos para saber notícias da civilização "como é, conte tudo, como é lá?". Dou a mesma resposta do Obelix quando voltou à aldeia após uma aventura na Helvécia: "chato". E continuo devorando meu javali assado.


Andréa Trompczynski
São Mateus do Sul , 27/9/2004


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Bruta manutenção urbana de Elisa Andrade Buzzo
02. O espírito de 1967 de Celso A. Uequed Pitol
03. Literatura, quatro de julho e pertencimento de Guilherme Carvalhal
04. Inquietações de Ana Lira de Fabio Gomes
05. Mais espetáculo que arte de Guilherme Carvalhal


Mais Andréa Trompczynski
Mais Acessadas de Andréa Trompczynski em 2004
01. Um conselho: não leia Germinal - 8/11/2004
02. Gênios e seus Amores Loucos - 26/7/2004
03. Em defesa da Crítica - 25/10/2004
04. Escrever para não morrer - 3/5/2004
05. Um Elogio à Loucura - 31/5/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
28/9/2004
08h37min
Andrea, que bom que você voltou! Estamos todos felizes. Fernando Lyra
[Leia outros Comentários de Fernando Lyra]
2/10/2004
18h31min
Andréa, morei no Canadá durante 3 anos e devo confessar que tive a mesma impressao - é um lugar chato. Felicidades!
[Leia outros Comentários de Geraldine ]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COMPLEXO DE CINDERELA
COLETTE DOWLING
MELHORAMENTOS
(1986)
R$ 4,50



HISTÓRIA DO IMPÉRIO A ELABORAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA TOMO 2
TOBIAS MONTEIRO
ITATIAIA
(1981)
R$ 23,00



PEQUENAS COISAS QUE FAZEM UM HOMEM FELIZ
CRISTINA VON
CLARIDADE
(2003)
R$ 4,25



O HOMEM E O PODER AUTOGRAFADO
JOSÉ MARIA RODRIGUES DA SILVA
BERTRAND
(1988)
R$ 50,00



A PRINCESINHA QUE FALAVA SAPOS - RUBEM ALVES (LITERATURA INFANTIL)
RUBEM ALVES
PAULUS
(2005)
R$ 7,00



NOVO -DESENVOLVIDO PARA A MORTE
TED TRAINER
GAIA
(1989)
R$ 8,69



JÉSSICA EDIÇÃO 79 - O LIMITE DO DESEJO
SARA CRAVEN
HARLEQUIN
(2008)
R$ 7,19



ARTE DO RELAX
HERMAN SCHWARTZ
FORENSE
(1954)
R$ 12,00



O ERMITÃO DA GLÓRIA/A PATA DA GAZELA
JOSÉ DE ALENCAR
GUANABARA
R$ 4,00



O ATENEU
RAUL POMPÉIA
NOVA CULTURAL
(2003)
R$ 8,00





busca | avançada
44867 visitas/dia
1,2 milhão/mês