Vanilla Ninja: a hora e a vez do pop estoniano | Debora Batello | Digestivo Cultural

busca | avançada
44089 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 25/1/2005
Vanilla Ninja: a hora e a vez do pop estoniano
Debora Batello

+ de 8500 Acessos

Qual de vocês, leitores, já sintonizou entre as ondas do rádio algum hit vindo diretamente da Estônia? Se torceu o nariz porque se lembrou do Ultima Thoule, saudoso grupo de rock'n'roll muito criativo - mas pouco acessível por ter as letras de música no idioma russo e estoniano - você está por fora. Agora é a hora de conhecer um dos maiores fenômenos vindo do pequeno país da Europa báltica. Estamos falando da girl band Vanilla Ninja.

Fundado em 2002, o grupo nasceu da idéia de formar uma banda de garotas, mas com um conceito um pouco diferente das já conhecidas no mercado, como as Spice Girls. A idéia era que as moças seguissem a nova onda, meio bad boy do mercado, encabeçado pela Avril Lavigne, mas sem perder a doçura feminina. Foram escaladas quatro garotas, entre elas, uma estrela da música pop da Estônia, Maarja Kivi. Completam o grupo, Lenna Kuurmaa, Katrin Siska e Piret Järvis, que já ganhou a vida sendo apresentadora de um programa de televisão em sua terra. O primeiro hit veio com a música "Club Kung Fu", do álbum de estréia, que fez um pequeno sucesso na Estônia e em algumas paradas européias. A propósito, as letras são em inglês.

Como o início não teve o resultado esperado, as quatro garotas foram adotadas por outra gravadora e outro produtor. Foi em 2004 que as meninas começaram a trilhar o caminho certo, ou melhor, o caminho da fama. Ao lado do produtor David Brandes, elas lançaram o disco Traces Of Sadness, que chegou ao Brasil em dezembro do ano passado, através da Hellion Records.

Traces of Sadness segue uma linha bastante pop, com grande tendência para o house e todos aqueles gêneros tocados em danceterias no início da década de 90. Mas nem só de pop music esse disco é feito. Um dos pontos diferenciais é a maquiagem rock'n'roll - explicando: ouvindo o disco você é capaz de identificar influências de grupos de hard rock, seja em um solo melódico ou na força dos acordes de guitarra, mas nada que vá espantar os fãs de easy-listening. Além disso, a inserção do rock "poseur" cria o meio-termo que separa as garotas Ninja de outros artistas do segmento, como Britney Spears.

A faixa que abre o disco é a explosiva "Tough Enough", e é também a primeira música a estourar nas rádios européias, atingindo a 13ª colocação em paradas de alguns países. Sintetizadores, teclados e batidas eletrônicas mostram o perfil bem pop. O refrão forte vem para grudar no ouvido. Um autêntico hit que tem tudo para estourar nas rádios daqui. Quando você menos esperar, vai ouvir a caminho do trabalho os versos "So keep on kickin'/ The bomb is tickin'/ Don't stop - don't be a runaway/ Go for the fire/ Baby you are tough enough". Sim! São as belas moças daquele país cravado entre a Letônia e a Rússia que invadiram as nossas estações.

Porém, Traces of Sadness não é daqueles álbuns "de uma faixa só". Músicas como "Stay", "Don't go too fast", "Heartless" são outros trunfos, ótimas para se ouvir, que atingem com facilidade a audiência adoradora de música pop. A vocalista Maarja não possui aquele timbre enjoativo e pouco convincente de boa moça. Ela é uma Ninja e coloca sua voz como uma cantora de rock e country music o faria.

Outras faixas revelam grande afinidade com o hard rock - mesmo que se precise de algum impulso para reconhecer esses vestígios -, como "Traces of Sadness", que além de dar nome ao disco, carrega influências do grupo Europe. "Destroyed by you", uma baladinha estilo anos 80 que lembra a banda Jaded Heart. "Liar", outra faixa single deste trabalho, tem bons versos com ritmo dentro da própria letra, além de um arranjo bastante trabalhado para o lado rock. Vocais com muita raiva gritam "Liar" no refrão da música. Fazê-las dar um ar furioso à música é algo bem diferente. Afinal, elas não são Courtney Love.

"Metal queen" é outra música que fica dentro da faceta hard rock, com uma pegada totalmente rock'n'roll, destoa do resto do disco. E para encerrar, a balada "When the indians cry" e a romântica "Looking for a hero", trazem uma sonoridade parecida com o rock dos anos 80 - para variar - lembrando Bon Jovi e uma infinidade de outras bandas que marcaram essa época.

As faixas "Don't you realize" e "Wherever" mostram que os argumentos para esse disco estavam no fim. Não acrescentam muito ao repertório.

Traces of Sadness é um disco bem-sucedido, recheado de hits em potencial, que deve muito de seus créditos ao produtor David Brandes. Brandes responde pelo nome real de David Brändle e começou sua carreira como músico, lançando discos solos no começo da década de 90. Pouco depois, integrou o grupo pop alemão Xanadu. Em 1994, emplacou seu maior hit com a banda E-rotic, "Max don't have sex with your ex", além de "Fred Come to Bed". Como produtor do grupo, David Brandes, assumia o vocal masculino no estúdio, além de compor as músicas e as letras.

David Brandes aparece em Traces of Sadness como o produtor e o arrajador de todas as faixas. Inclusive o outro nome que figura nos créditos como arranjadora, Jane Tempest, nada mais é que outro pseudônimo de Brändle. Desde a época do Europe, Brändle divide o sucesso com o letrista John O'Flynns, nome artístico de Bernd Meinunger, compositor muito famoso na Alemanha, já representou seu país 11 vezes no Eurovision Song Contest, uma espécie de Grammy da televisão européia, que vem sendo realizado desde 1955. A dupla de produtores-midas também trabalhou com o cantor Chris Norman e a boy band Bad Boys Blue. Juntos eles provam que é preciso mais que quatro rostinhos angelicais para levar uma banda ao topo das paradas.

Para ir além









Debora Batello
São Paulo, 25/1/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando de Elisa Andrade Buzzo
02. Era uma casa nada engraçada de Cassionei Niches Petry
03. 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis de Ana Elisa Ribeiro
04. 40 anos sem Carpeaux de Celso A. Uequed Pitol
05. Bates Motel, o fim do princípio de Luís Fernando Amâncio


Mais Debora Batello
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COMO CHEGAR A UM ACORDO - A CONSTRUÇÃO DE UM RELACIONAMENTO QUE LEVA A
ROGER FISHER; SCOTT BROWN
IMAGO
(1990)
R$ 13,00



O PALÁCIO ENCANTADO DA MEDIUNIDADE
RAFAEL A. RANIERI
LAKE
(2010)
R$ 13,00



GOT IT! PLUS: LEVEL 3: STUDENT PACK: GET IT ALL WITH GOT IT! 2ND
VARIOS
OXFORD UNIVERSITY PRESS
(2015)
R$ 29,90



DO-IN: LIVRO DOS PRIMEIROS SOCORROS VOL. 1
JURACY CAMPOS L. CANÇADO
GROUND
(1993)
R$ 15,00



TEMPOS DE MUDANÇAS
CHARLES HANDY
SARAIVA
(1996)
R$ 10,00



SOLTANDO A LÍNGUA PORTUGUÊS FÁCIL COM O PROFESSOR SÉRGIO NOGUEIRA VOL3
SÉRGIO NOGUEIRA
ED, GOLD
(2007)
R$ 6,90



CAÇADA
P. C. CAST; KRISTIN CAST; JOHANN HEYSS
NOVO SECULO
(2010)
R$ 12,00



JAMES KUDO
MARIA ALICE MILLIET
DAN GALERIA
(2001)
R$ 22,00



O INCÊNDIO DE TROIA
MARION ZIMMER BRADLEY
IMAGO
(1988)
R$ 16,00
+ frete grátis



O SEXO DA MULHER
GÉRARD ZWANG
UNESP
(2000)
R$ 12,00





busca | avançada
44089 visitas/dia
1,2 milhão/mês