O descobrimento da internet | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar
>>> Entrevista com Jacques Fux, escritor e acadêmico
>>> Nuno Ramos, poesia... pois é
>>> Literatura e interatividade: os ciberpoemas
>>> O Valhalla em São Paulo
>>> Por dentro do Joost: o suco da internet com a TV
Mais Recentes
>>> Direito Romano - Vol. II de José Carlos Moreira Alves pela Forense (2003)
>>> Divinas Desventuras: Outras Histórias da Mitologia Grega de Heloisa Prieto pela Companhia das Letrinhas (2011)
>>> Le Nouveau Sans Frontières 1 - Méthode de Français de Philippe Dominique e Jacky Girardet e Michele Verdelhan e Michel Verdelhan pela Clé International (1988)
>>> Sobrevivência de Gordon Korman pela Arx Jovem (2001)
>>> Ética Geral e Profissional de José Renato Nalini pela Revista dos Tribunais (2001)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Abril (1982)
>>> O Menino no Espelho de Fernando Sabino pela Record (2016)
>>> Labirintos do Incesto: O Relato de uma Sobrevivente de Fabiana Peereira de Andrade pela Escrituras-Lacri (2004)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Círculo do Livro (1975)
>>> Ponte para Terabítia de Katherine Patersin pela Salamandra (2006)
>>> O Desafio da Nova Era de José M. Vegas pela Ave-Maria (1997)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1970)
>>> Trabalho a Serviço da Humanidade de Escola Internacional da Rosa Cruz Áurea pela Rosacruz (2000)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ensinando a Cuidar da Criança de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Ensinando a Cuidar da Mulher, do Homem e do Recém-nascido de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Luxúria Encadernado de Judith Krantz pela Círculo do Livro (1978)
>>> Fundamentos, Conceitos, Situações e Exercícios de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Personality: How to Unleash your Hidden Strengths de Dr. Rob Yeung pela Pearson (2009)
>>> Um Mês Só de Domingos de John Updike pela Record (1975)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Caravanas de James Michener pela Record (1976)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> Deus Protege os Que Amam de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1977)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> O Quarto das Senhoras de Jeanne Bourin pela Difel (1980)
>>> Beco sem Saída de John Wainwright pela José Olympio (1984)
>>> Casais Trocados de John Updike pela Abril (1982)
>>> O Hotel New Hampshire Encadernado de John Irving pela Círculo do Livro (1981)
>>> As Moças de Azul de Janet Dailey pela Record (1985)
>>> Amante Indócil Encadernado de Janet Dailey pela Círculo do Livro (1987)
>>> A Rebelde Apaixonada de Frank G. Slaughter pela Nova Cultural (1986)
>>> Escândalo de Médicos de Charles Knickerbocker pela Record (1970)
>>> A Turma do Meet de Annie Piagetti Muller pela Target Preview (2005)
>>> O Roteiro da Morte de Marc Avril pela Abril (1973)
>>> Luz de Esperança de Lloyd Douglas pela José Olympio (1956)
>>> Confissões de Duas Garotas de Aluguel de Linda Tracey e Julie Nelson pela Golfinho (1973)
>>> Propósitos do Acaso de Ronaldo Wrobel pela Nova Fronteira (1998)
>>> Olho Vermelho de Richard Aellen pela Record (1988)
>>> A Comédia da Paixão de Jerzy Kosinski pela Nova Fronteira (1983)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Böll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> O Caminho das Estrêlas de Christian Signol pela Círculo do Livro (1987)
>>> Longo Amanhecer de Joe Gores pela Best-seller (1988)
>>> As Damas do Crime de B. M. Gill pela Círculo do Livro (1986)
>>> Os Melhores Contos de Alexandre Herculano de Alexandre Herculano pela Círculo do Livro (1982)
COLUNAS >>> Especial Internet 10 anos

Terça-feira, 15/11/2005
O descobrimento da internet
Gian Danton

+ de 7900 Acessos

A primeira vez em que ouvi falar em internet foi em 1995. Nessa época eu tinha acabado de entrar no mestrado da Universidade Metodista de São Paulo e um amigo me mostrou uma sala na biblioteca da universidade onde ficava um computador que pegava a tal internet. Havia apenas um professor que usava a sala, pois estava pesquisando sobre o Mercosul. O local era uma espécie de santuário onde só entravam escolhidos, que, através dela, poderiam ter acesso a todo um mundo mágico e incompreensível para nós, pobre mortais.

Nessa época, alguém que tinha acesso a essa internet pré-histórica conseguiu para mim uma entrevista do quadrinista inglês Alan Moore, em inglês, que foi de grande utilidade para minha dissertação de mestrado sobre Watchmen e a teoria do caos.

Mas eu só fui ver a internet na tela de um computador em 1997, quando visitei um amigo em Belém e ele me mostrou a novidade. Esse mesmo foi o que me convidou uma vez, no início da década de 90, para ver seu computador, na época em que a tela era um televisor e tudo que se ia fazer deveria ser antes programado. Depois de passar horas programando, quando ia finalmente mostrar o resultado de seu trabalho grandioso para nós, faltou energia e tudo que lhe restou foi ficar nos olhando com cara de bobo. Assim, quando ele disse que ia me mostrar a internet, pensei: "Lá vem outra maçada!". Ele entrou no site do Lulu Santos e mandou uma mensagem perguntando quando ele iria a Belém. Só não dormi por respeito.

Poucos meses depois, visitei amigos em Curitiba e eles me deixaram passear pela internet. Acessei o Cadê e digitei Alan Moore. Vieram todos os Alan e todos os Moore do mundo e pouca coisa tinha a ver com o que eu queria. Concluí que, ou eu era muito burro, ou aquilo tinha pouca utilidade para quem não conhecesse o caminho das pedras. Nessa época um amigo quadrinista, o Rovel - o primeiro cara a lançar um CD de quadrinhos no Brasil -, publicava meus textos em listas de discussão e me mandava os comentários do pessoal. Era muito estranho para mim aquelas páginas e páginas repletas de "Eh, naum, ateh" e eu podia apenas imaginar do que se tratava.

Em 1998, eu comecei a dar aulas, comprei um computador, mas não se sabia muito o que era possível fazer com ele. Minha mulher, que também era professora, reclamou quando eu peguei a mesa de estudos para colocar o novo utensílio doméstico: "Onde é que eu vou fazer minhas transparências?" Pouco tempo depois, ela descobriu que podia fazer transparência no Power Point e isso foi uma revolução pedagógica (algum tempo depois, ironia do destino, ela viria a fazer pós-graduação em Informática na Educação).

Aliás, foi minha esposa quem assistiu a uma palestra com um representante da UOL na qual ganhou um CD de instalação e veio toda feliz me mostrar a novidade. No mesmo dia, nós instalamos e ficamos viciados. Eu fiquei particularmente fascinado com a possibilidade de ler jornais e revistas na tela do computador. Para quem morava em Macapá, talvez a região mais isolada do país (e a única capital para a qual você não consegue viajar de carro ou ônibus), era como de um momento para outro descobrir o que estava acontecendo no mundo. A verdade não estava lá fora, estava na tela do computador.

A internet virou para nós um vício. Eu passava às vezes a madrugada inteira navegando, trocando e-mails, pesquisando, imprimindo. Era uma coisa meio desenfreada e até doentia. Eu ficava aguardando ansioso pela atualização de alguns sites, especialmente os que tinham como timoneiro o Nemo Nox, como o Esfera e o Pijama Selvagem. O Esfera era uma revista virtual, talvez a primeira a aparecer no Brasil, que se destacava por fugir do que normalmente se considera arte, dando espaço para assuntos como televisão e quadrinhos. Já o Pijama Selvagem era composto, basicamente, por crônicas humorísticas. Eu, de fã, virei colaborador. Um dia mandei um texto para o Nemo e ele publicou.

Quando percebi, já era colaborador tanto do Esfera quanto do Pijama. Hoje, nenhum dos dois sites existe mais. O Esfera foi substituído pelo Burburinho, que não parece ter a mesma magia do anterior. O Pijama não foi substituído por outro, e sobreviveu apenas na memória de quem o leu.

Em menos de um mês, a internet já deixara de ser um vício, mas continuou mostrando que ainda tinha algo de novo a oferecer. Certo dia encontrei a biblioteca Virtual Books e baixei um livro de contos de H.G. Wells. Não era ainda no Acrobat Reader, formato que praticamente dominou o mercado de livros virtual. Na época, era algo diferente, que rodava em uma página muito parecida com um livro. A idéia era imitar a leitura de um livro de papel, e, embora fosse interessante, não foi em frente. Como tinha vários textos produzidos para a editora Gaveta, comecei a enviar alguns para a Virtual Books, que publicou com prazer, pois, na época, eles praticamente não tinham autores novos. Quase todo o catálogo era composto de clássicos. Hoje, já me disseram que é difícil conseguir publicar pelo site, mas naquele tempo era fácil e a boa aceitação das obras abriu caminho para que eles publicassem praticamente tudo que saía da minha lavra. Até a minha dissertação de mestrado foi publicada e conquistou mais de sete mil leitores...

Então, um conhecido chamado Rafael Lima me indicou para ser colunista do Digestivo Cultural. Aliás, conhecido talvez seja forçar a barra, pois só trocamos até hoje dois ou três e-mails e nunca nos vimos pessoalmente.

Aliás, aí está um traço interessante da internet: parece que os espaços geográficos foram eliminados. Dia desses, um autor cuja obra foi resenhada por mim me mandou um e-mail elogiando a resenha e sugerindo que nos encontrássemos para tomar um café em algum lugar do centro de São Paulo. Quando expliquei a ele que moro em Macapá e que gastaria pelo menos uns 5 mil reais para ir tomar café no centro de Sampa, ele me respondeu abismado. Pensando bem, não é tanto que a internet tenha eliminado as distâncias geográficas. O que aconteceu foi que todo mundo que tem algum destaque na rede passou a ser visto como morador da região Sudeste...

Hoje, quando a internet parece entrar em uma nova fase, começo a perceber novamente o afastamento que sentia antes de entrar na rede. Em Macapá, ainda não existe internet rápida para pessoas físicas (para ser mais exato, existe, mas custa uma fortuna). Eu, com conexão discada, me sinto como as pessoas do século XIX cujas ruas eram iluminadas por lampiões quando esses vislumbravam as cidades movidas a eletricidade. Parece que estamos em mundos diferentes. Amigos que moram em outros locais me mandam mensagens com anexos pesadíssimos, que levam até meia hora para serem baixadas. Quando reclamo, eles respondem: "Pensei que estivesse leve. Só gastei alguns segundos para enviar...".

Aliás, se você gostar deste texto, por favor, não me mande nada mais pesado que 100 k. É que minha conexão ainda funciona a vapor...

Nota do Editor
Gian Danton assina o blog Idéias de Jeca-Tatu.


Gian Danton
São Paulo, 15/11/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sarkozy e o privilégio de ser francês de Celso A. Uequed Pitol
02. Você sabe quem escreveu seu show preferido? de Fabio Gomes
03. Um estranho chamado Joe Strummer de Celso A. Uequed Pitol
04. Tempo de nebulosas de Elisa Andrade Buzzo
05. Lições literárias de Gian Danton


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton
01. Uma norma para acabar com os quadrinhos nacionais? - 25/7/2014
02. A Teoria Hipodérmica da Mídia - 19/7/2002
03. A teoria do caos - 22/11/2002
04. Público, massa e multidão - 30/8/2002
05. A maçã de Isaac Newton - 16/8/2002


Mais Especial Internet 10 anos
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A BOA TERRA
PEARL S BUCK
GLOBO
(1992)
R$ 6,65



CIDADÃO DO CRIME
JESS WALTER
LANDSCAPE
(2006)
R$ 13,00



CONVIVÊNCIA - UMA NECESSIDADE VÁRIOS DESAFIOS
AUGUSTO MONTEIRO BORGES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



LA CONSOLANTE
ANA GAVALDA
J´AI LU
(2008)
R$ 20,00



A DIVINA SABEDORIA DOS MESTRES
BRIAN WEISS
SEXTANTE
(1999)
R$ 10,50



O BRASIL PÒS MILAGRE
CELSO FURTADO
PAZ E TERRA
(1983)
R$ 28,40
+ frete grátis



MEDITAÇÃO PARA AS NOVAS MAMÃES
BETH WILSON SAAVEDRA
ROCCO
(1997)
R$ 7,00



DA AÇÃO PAULIANA
LAURO LAERTES DE OLIVEIRA
SARAIVA
(1979)
R$ 25,82



MEMÓRIAS SOBRE A VIAGEM DO PORTO DE SANTOS À CIDADE DE CUIABÁ
LUIZ DALINCOURT
ITATIAIA
(1975)
R$ 10,00



NOVAS TÉCNICAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM HOTELARIA, VOLUME 1
VICTOR MONTEIRO
LIDEL
(2001)
R$ 37,00





busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês