Sob o sol da critica | Eduardo Mineo | Digestivo Cultural

busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Oficina de Objetos de Cena nas redes do Sesc 24 de Maio
>>> Lançamento: livro “A Cultura nos Livros Didáticos”, de Lara Marin
>>> Exposição coletiva 'Encorpadas - Grandes, largos, políticos: corpos gordos'
>>> Clássicos da Literatura Unesp ganha mais cinco títulos
>>> Bertolt Brecht inspira ÉPICO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
>>> Jogando com Cortázar
>>> Os defeitos meus
>>> Confissões pandêmicas
>>> Na translucidez à nossa frente
>>> A Velhice
>>> Casa, poemas de Mário Alex Rosa
>>> Doutor Eugênio (1949-2020)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
Últimos Posts
>>> Tonus cristal
>>> Meu avô
>>> Um instante no tempo
>>> Salvem à Família
>>> Jesus de Nazaré
>>> Um ato de amor para quem fica 2020 X 2021
>>> Os preparativos para a popular Festa de Réveillon
>>> Clownstico de Antonio Ginco no YouTube
>>> A Ceia de Natal de Os Doidivanas
>>> Drag Queen Natasha Sahar interpreta Albertina
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mauro Henrique
>>> Uma pirueta, duas piruetas, bravo, bravo!
>>> Ele, Francis
>>> A crítica e o custo Brasil
>>> Manual prático do ódio
>>> Greatest hits em forma de coluna
>>> Asia de volta ao mapa
>>> Jogando com Cortázar
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Diálogos de Platão, pela editora da Universidade Federal do Pará
Mais Recentes
>>> Livro Físico Dom Quixote - Miguel de Cervantes de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> De A a Z Pólvora Pura de Jorge Kajuru pela Não informado
>>> Encanto Radical 26 - Blaise PASCAL de Gérard Lebrun pela Brasiliense (1983)
>>> Livro Físico A Divina Comédia - Paraíso - Dante Alighieri de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Livro Físico A Divina Comédia - Purgatório - Dante Alighieri de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 31. Correspondência. de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> O Elefante de Aleksandr Kuprin pela Kalinka (2018)
>>> Livro Físico A Divina Comédia - Inferno - Dante Alighieri de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> 3 Livros Novos A Divina Comédia Completa Dante Alighieri de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 30. Crítica Teatral de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> A Primeira Reportagem de Sylvio Pereira pela Atica (1988)
>>> Box 2 Livros Físicos Obras Essenciais Fernando Pessoa de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 29. Crítica Literária de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> Encanto Radical 52 - Alberto Santos Dumond de Orlando Senna pela Brasiliense (1984)
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 28. A Semana 3º Volume (1895-1900) de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 27. A Semana 2º Volume (1894-1895) de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> Box 3 Livros Físicos Realismo Machado De Assis Memórias + 2 de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Box Obras Essenciais José De Alencar O Guarani Senhora Til de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Box 3 Livros Físicos Jane Austen Emma Orgulho Persuasão de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Rádio e política: tempos de Vargas e Perón de Doris Fagundes Haussen pela EDIPUCRS (2001)
>>> Mulheres Divorciadas de Jackie Collins pela Nova Cultural (1989)
>>> Artesãos e artefatos históricos no Vale do Rio Pardo de Sirlei Elaine Hoeltz pela EDUNISC (1997)
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 26. A Semana 3º Volume (1895 - 1900) de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> A nova sala de aula de Fábio Ribeiro Mendes pela Autonomia (2012)
>>> Comunicação e Jornalismo: A saga dos cães perdidos de Ciro Marcondes Filho pela Hacker Editores (2000)
>>> Box Obras Essenciais De Charles Dickens 3 Livros Novos de Ciranda Cultural pela Ciranda Cultural
>>> Encyclopedia of Canine Clinical Nutrition de Pascale Pibot; Vincent Biourge; Denise Elliott pela Royal Canin (2006)
>>> Obras Completas De Machado De Assis - Vol 25. Crônicas 4º Volume (1878-1888) de Machado de Assis pela W. M. Jackson Inc. (1957)
>>> Atlas de Cirurgia Veterinária de John Hickman; Robert Walker pela Guanabara Koogan (1983)
>>> Casamentos - volume 1 de Everton Rosa pela Everton Rosa (2008)
>>> Cuidador de crianças e de idosos: orientações, rotinas e técnicas de trabalho de Senac pela Senac (2018)
>>> Arquitetura & construçao--setembro de 2008-- dossie cor de Abril pela Abril (2008)
>>> Arquitetura & construçao--setembro de 2007--47 produtos sustentaveis para todas as etapas da obra de Abril pela Abril (2007)
>>> Insurgente de Veronica Roth pela Rocco (2013)
>>> Cidades de Papel de John Green pela Intrínseca (2013)
>>> Os Miseráveis de Victor Hugo Adaptação de Silvana Salerno pela Seguinte (2014)
>>> 1808 de Laurentino Gomes pela Planeta do Brasil (2007)
>>> 1808 de Laurentino Gomes pela Planeta do Brasil (2007)
>>> 1808 de Laurentino Gomes pela Planeta do Brasil (2007)
>>> 1815 de Henry Houssaye pela Perrin et Cia. Libraires-édite (1912)
>>> 1919 de John dos Passos pela Abril (1980)
>>> 1919 de John dos Passos pela Abril (1980)
>>> "a" de álibi de Sue Grafton pela Ediouro (1993)
>>> "b" de Busca de Sue Grafton pela Ediouro (1993)
>>> "c" de Cadáver de Sue Grafton pela Ediouro
>>> "d" de Dívida de Sue Grafton pela Ediouro (1999)
>>> 007 Encontro Em Berlim de Ian Fleming pela Bloch
>>> 007 Goldfinger - uma Novela de James Bond de Ian Fleming pela Best Seller
>>> 007 o Satânico Dr. No de Ian Fleming pela Bestseller
>>> 1° Livro de Leitura de Alegria de Ler pela Abril
COLUNAS >>> Especial Autores novos

Segunda-feira, 12/6/2006
Sob o sol da crítica
Eduardo Mineo

+ de 5000 Acessos
+ 8 Comentário(s)

Eu sei que se eu falar que gostei do filme Sob o sol da Toscana vocês vão cuspir café em seus monitores e resmungar alguma coisa sobre minha calvície, mas, poxa, o filme é legalzinho.

Sim, sim. E não se deixem enganar pela sinopse. Ela deprime com tanta força que sempre vejo gente na Blockbuster segurando este filme junto ao peito, olhando para cima e tentando pateticamente conter as lágrimas. Às vezes, a emoção é tanta que gritam "Ó meu Deus" e correm chorando e fazendo caretas até tropeçar no banquinho da Disney e bater a cabeça no balcão. Mas o filme não tem nada disso, oras. Deixem de bobagem.

É sobre uma mulher que escreve críticas literárias, interpretada pela Diane Lane. Ok, eu também não sei quem é essa Diane Lane, mas isto não importa muito.

O que importa são as reações que os escritores tiveram ao serem criticados pela protagonista. Neste filme, dois destes escritores surgem com reações opostas: um truculento no começo e outro compreensivo no final, mostrando assim que nem sempre os escritores são idiotas com seus críticos. Eles podem ser piores.

Claro. Uma pessoa minimamente honesta que ouve alguém dizendo que seu trabalho é uma porcaria só pode reagir desejando, pelo menos, que aquele sujeito amargue em ruínas para poder torturá-lo e humilhá-lo com algum comentário bem perverso e sair sustentando um olhar de satisfação e vitória. Mas existe gente que, quando criticada, abre um sorriso cínico e fala obrigado. Dá para ser mais babaca?

Eu sou mais ou menos experiente nisso. Quando decidi escrever meu primeiro conto, ainda na escola, eu o levei para o melhor professor de literatura que conhecia e pedi sua opinião. Me disse que leria e depois me procuraria. Nunca mais o vi. Uma crítica brutal, sem dúvida. E até hoje guardo seu retrato na minha carteira para não me esquecer de sua cara mesquinha, má, odiosa e suja.

Hoje eu concordaria que o conto estava uma droga, mas não enxergava isto na época. Para mim, estava sublime, genial. E aquele sujeito que menosprezou meu trabalho só podia ser um calhorda.

Em partes eu ainda o considero um calhorda. No começo, eu procurava escrever textos melhores apenas para esfregá-los em sua cara. Hoje, eu continuo esfregando textos nas caras dos calhordas, mas compreendi a importância desses fulanos no meu processo de desenvolvimento. Sem eles, eu continuaria achando que aquele conto estava sublime enquanto que, na verdade, estava uma droga. E acredito que, daqui a alguns anos, eu também acharei este texto aqui uma droga, mas, por enquanto, ele me parece genial.

Calhordas são necessários, portanto. E são necessários principalmente enquanto somos novos escritores. Aliás, os novos escritores deveriam ser lidos apenas por gente calhorda. Às vezes, me vejo sendo um professor velhinho, calhorda de tudo, que ri malignamente segurando a barriga e, vez por outra, grita "misericórdia, que coisa mais ruim!" tapando as orelhas enquanto seus alunos lêem, cabisbaixos, suas mais sinceras linhas. Serão bons escritores, aposto.

Isto porque os escritores, assim como os cachorros, precisam estar constantemente cientes de seus lugares. Dê muita confiança e eles acabam se esfregando na sua perna. Em verdade, muitos escritores teriam sido salvos se seus leitores, de vez em quando, fechassem a cara e dissessem "Feio! Feio!".

Lidar com este conservadorismo não é tão ruim quanto vocês estão pensando, pelo que suponho olhando para suas caras de terror. É meio traumatizante no começo, confesso, mas depois vira um tipo de proteçãozinha. Sem isso, eu só seria capaz de conviver com gente do calibre intelectual dos, digamos, ursinhos carinhosos, cujas opiniões são formadas basicamente por coraçõezinhos e arco-íris. Seria tedioso.

Agora imaginem, por exemplo, se alguém se pusesse diante do João Cabral segurando seu Sevilha Andando e dissesse com cara de nojo: Cara, você não sente vergonha? Só por diversão. Aposto minha coleção de tampinhas de garrafa que, no dia seguinte, ele reinventaria a noção de poesia. Isto, claro, após sete horas chorando e jurando que nunca mais encostaria numa caneta.

Ou Camões. Duvido que este Lusíadas que lemos hoje seja a obra original. Ele deve ter feito alguma coisa bestinha e entregado, todo orgulhoso, para sua amante ler enquanto tomavam café da manhã. Consigo até visualizá-la mentalmente de camisola, descabelada e dizendo de forma cruel "Código secreto do Leonardo Da Vinci? Quem vai ler essa porcaria?". Foi aí que Camões furou o próprio olho com uma faca suja de margarina e se trancou no quarto todo emburrado para escrever a maior obra da língua portuguesa.

O ódio aos críticos é um sentimento perfeitamente válido e produtivo. De uma forma ou de outra, os críticos esperam que as reações das pessoas as melhorem. Eu, pelo menos, penso assim. Quando eu critico alguém, só o que eu espero é uma boa reação. E, depois, podem me xingar, fazer piadinhas sobre minhas orelhas de abano, etc., mas, por favor, sem sorrisinhos cínicos e obrigados. Toda vez que alguém faz isso, minha alma sangra por dentro. Enfim, reajam da forma como lhes agradar, mas reajam. Ou, pelo menos, guardem um retrato meu em suas carteiras para não se esquecerem da minha cara mesquinha, má, odiosa e suja.

Nota do Editor
Edward Bloom é autor do blog Introibo ad altare Dei.


Eduardo Mineo
São Paulo, 12/6/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A sujeira embaixo do tapete de Renato Alessandro dos Santos
02. Do preconceito e do racismo de Ricardo de Mattos
03. Guia Jetlag de Viagem: Molvânia de Ricardo de Mattos
04. Autores novos de Julio Daio Borges


Mais Eduardo Mineo
Mais Acessadas de Eduardo Mineo
01. O físico que era médico - 23/4/2007
02. Projeto Itália ― Parte I - 1/6/2010
03. A comédia de um solteiro - 3/12/2007
04. A propósito de Chapolin e Chaves - 24/9/2007
05. Projeto Itália ― Parte II - 14/6/2010


Mais Especial Autores novos
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
12/6/2006
12h08min
Por isso não sou amigo dos novos escritores. Eles provocam-me asco. Alguns escrevem bem sobre conteúdo duvidoso, mas a maioria deve ser jogada no lixo. Ambos são muito chatos.
[Leia outros Comentários de Lefebvre]
13/6/2006
11h05min
Eu sou a favor. De quê? Qualquer coisa, iclusive que seu professor de literatura tenha pego seu manuscrito e o tenha usado como rascunho, ou como motivo de risada entre a turminha dele. A grande diferença não é a genialidade, são as oportunidades. Meus amigos escritores decidiram ser engenheiros, computeiros e advogados, caso contrário não teriam chance de sobreviver no páis do futebol e pizza.
[Leia outros Comentários de olho grande]
13/6/2006
22h12min
Inclusive, como citado, porque a maioria dos tais escritores novos não compra literatura de novos escritores... Repito: o brasileiro é bicho esquisito.
[Leia outros Comentários de Phylos]
14/6/2006
19h46min
E o que se pode dizer dos novos críticos?
[Leia outros Comentários de Ayron de Melo]
15/6/2006
18h09min
Pois é,gostei tanto do seu estilo e artigo que já dei uma passada no blog pra ler mais... Fique com o sorriso da leitora do DF.
[Leia outros Comentários de Gisele Lemper]
13/12/2006
23h38min
Eu amei "Sob o sol da Toscana". Fiz resenha lá no Chá. Definitivamente, casa comigo? ;)
[Leia outros Comentários de Daniela Castilho]
15/5/2007
09h48min
Interessante o texto "Sob o sol da crítica", do Edward Bloom. Recheado de ironia, o texto nos passa a impressão de que o autor escreve com propriedade, seguro de si. Parece, apenas. Afinal, como ele mesmo defende, quem garante que tudo o que se lê não são cópias maquiadas do que já foi escrito? Há muitos e muitos "escritores" mestres nessa arte. Repaginar, acrescentar parágrafos, incluir novos termos e mudar o título, mantendo a idéia central. Quantos já não utilizaram tal artimanha?
[Leia outros Comentários de Remisson Aniceto]
2/1/2009
22h18min
Não existe autor novo nem velho; há quem tenha talento e nunca foi publicado, e aquele que se deu bem, incensado pela mídia, mesmo fazendo literatura medíocre! Talvez, quem sabe, por este motivo, esteja cada vez mais difícil encontrar novos leitores! Cheios de asco... talvez!
[Leia outros Comentários de E.Landi]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UMA BREVE HISTÓRIA DO ÍNDIO NO BRASIL
JOSÉ AIRTON DE FARIAS
SISTEMA ARI DE SÁ DE ENSINO
(2015)
R$ 10,00



A CASA AZUL AO MEIO DIA
FLÁVIA ROCHA
TRAVESSA DOS EDITORES
(2005)
R$ 10,00



AVENTURAS DE ARTHUR GORDON PYM - EDGAR ALAN POE (EM ESPANHOL) LITERATURA NORTE-AMERICANA
EDGAR ALAN POE
INSTITUTO CUBANO DEL LIBRO
(1968)
R$ 10,00



ORIGEM E HISTÓRIA DA VIDA
FERNANDO GEWANDSZNAJDER E ULISSES CAPOZOLI
ÁTICA
(1992)
R$ 10,00



JUDEU NUQUIM
OCTAVIO MELLO ALVARENGA
BLOCH
(1967)
R$ 10,00



O LIVRO DE BONI
BONI
CASA DA PALAVRA
(2011)
R$ 10,00



CUIDADO COM A PELE E SOL
TONY SMITH
DORLING KINDERSLEY
R$ 10,00



UM SIMPLES LIVRO DE CULINÁRIA PARA AS CLASSES TRABALHADORAS
CHARLES ELMÉ FRANVATELLI
ANGRA
(2001)
R$ 10,00



PERSONALIDADES UBERABENSES
GUIDO BILHARINHO
EDIGRAF
(2014)
R$ 10,00



CARTA MENSAL NOVEMBRO Nº 728
ARNO WEHLING ET AL
CNC
(2015)
R$ 10,00





busca | avançada
83745 visitas/dia
2,4 milhões/mês