A comédia de um solteiro | Eduardo Mineo | Digestivo Cultural

busca | avançada
27806 visitas/dia
737 mil/mês
Mais Recentes
>>> CONVITE, 14/08, 19h || Querido Embaixador, exibição especial seguida de debate
>>> Kyungso Park se apresenta dia 15 na Caixa Cultural Brasília
>>> Dia Mundial da Fotografia no Museu da República (RJ)
>>> SHOW SPYAIR
>>> Mariana Xavier fala sobre o canal Mundo Gordelícia no Viralizando
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Não quero ser Capitu
>>> Desdizer: a poética de Antonio Carlos Secchin
>>> Pra que mentir? Vadico, Noel e o samba
>>> De quantos modos um menino queima?
>>> Entrevista com a tradutora Denise Bottmann
>>> O Brasil que eu quero
>>> O dia em que não conheci Chico Buarque
>>> Um Furto
>>> Mais outro cais
>>> A falta que Tom Wolfe fará
Colunistas
Últimos Posts
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
Últimos Posts
>>> Não sei se você já deitou em estrelas.
>>> UM OLHAR SOBRE A FILOSOFIA (PARTE I)
>>> Globo News: entrevista candidatos
>>> Corpo e alma
>>> Cada poesia a seu tempo
>>> De Repente 30! Qual o Tabu Atual de Ter Essa Idade
>>> Uma jornada Musical
>>> PRESSÁGIOS. E CHAVES V
>>> A passos de peregrinos lll - Epílogo
>>> Jeferson De, Spike Lee e o novo Cinema Negro
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Arrington pós-TechCrunch
>>> Como se vive uma vida vazia?
>>> Um conselho: não leia Germinal
>>> Mário Faustino e a poesia
>>> Mário Faustino e a poesia
>>> Psiu Poético em BH esta semana
>>> Autobiografia teológica
>>> Tumblr: a renovação dos blogs
>>> 10 grandes
>>> O Brasil que eu quero
Mais Recentes
>>> O Homem dos Dados de Luke Rhinehart/ Trad.: Eliana Sabino... pela Imago (1974)
>>> O Homem dos Dados de Luke Rhinehart/ Trad.: Eliana Sabino... pela Imago (1974)
>>> O Homem dos Dados de Luke Rhinehart/ Trad.: Eliana Sabino... pela Imago (1974)
>>> A Hora de Cinquenta Minutos de Robert Lindner pela Imago/ RJ. (1972)
>>> A Hora de Cinquenta Minutos de Robert Lindner pela Imago/ RJ. (1972)
>>> Mutações de Liv Ullmann/ Tradução: Sônia Coutinho pela circulo do Livro (1981)
>>> Mutações de Liv Ullmann/ Tradução: Sônia Coutinho pela Editorial Nórdica (1978)
>>> Mutações de Liv Ullmann/ Tradução: Sônia Coutinho pela Editorial Nórdica (1979)
>>> Um Tesouro de Contos de Fadas de Vários (Clássicos Recontados) pela Ds max
>>> Histórias das Raças Humanas - Raças Mistas da Oceania de Prof. Gilberto Galvão pela Iracema
>>> Histórias das Raças Humanas - Raças Mistas das Américas de Prof. Gilberto Galvão pela Iracema
>>> Arcanjo Zadkiel e os Anos dos Milagres de Elizabeth Clare Prophet pela Nova Era (2009)
>>> Obras Escogidas: los Buddenbrook/ Alteza Real/ Señor y Perros de Thomas Mann/ (prêmio Nobel- 1929) pela Aguilar, Madrid (1956)
>>> Obras Escogidas (tomo Ii): Bajo las Estrellas de Otoño... de Knut Hamsun (prêmio Nobel- 1920) pela Aguilar, Madrid (1958)
>>> Maçonaria Religião e Simbolismo de Samuel Nogueira Filho pela Traço (1984)
>>> Comedias Escogidas: El Nido Ajeno/ La Noche del Sábado... de Jacinto Benavente (prêmio Nobel/ 1922) pela Aguilar, Madrid (1958)
>>> Obras Escogidas: Mirèio/ Calendau/ Las Islas di Oro... de Frédéric Mistral pela Aguilar, Madrid (1955)
>>> Os Bruxos de Machu Picchu - Os Cinco Degraus do Conhecimento de Padma Patra pela Madras (1997)
>>> Comedias Escogidas/ Héroes/ Cándida/; Trata de Blancas/ Fascinación... de Bernard Shaw (premio Nobel 1925) pela Aguilar, Madrid (1957)
>>> Obras Ecogidas : una Aldea/ El Amor de Mitia y Otros Cuentos... de Iván Bunin/ (prêmio Nobel- 1933) pela Aguilar, Madrid (1957)
>>> Obra Escojida: Lírica Breve/ Teatro/ Cuento/ Aforismo... de Rabindranaz Tagore (premio Nobel 1913) pela Aguilar, Madrid (1955)
>>> A língua de eulália de Marcos Bagno pela Editora Contexto (2014)
>>> Um dia de David Nicholls pela Intrínseca (2012)
>>> A maldição do Titã de Rick Riordan pela Intrínseca (2009)
>>> O Ladrão de Raios de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> A culpa é das estrelas de John Green pela Intrínseca (2012)
>>> Os dois ou o inglês maquinista de Martins Pena pela Ibep Jovem (2013)
>>> O herói perdido de Rick Riordan pela Intrínseca (2011)
>>> O filho de Netuno de Rick Riordan pela Intrínseca (2012)
>>> Cinco Minutos de José de Alencar pela L&PM Pocket (2011)
>>> O doente imaginário de Molière pela Editora 34 (2011)
>>> Iracema / Cinco Minutos de José de Alencar pela Martin Claret (2010)
>>> Bruxaria Contemporânea de Luciana Pereira Machado pela Pallotti (2008)
>>> O médico e o monstro de Robert Louis Stevenson pela Martin Claret (2013)
>>> Isaac Newton e sua maçã de Kjartan Poskitt pela Companhia das Letras (2011)
>>> Inocência de Visconde de Taunay pela Editora Ática (2011)
>>> A Verdade sobre o Sudário de Kenneth E. Stevenson e Gary R. Habermas pela Paulinas (1983)
>>> A pirâmide vermelha de Rick Riordan pela Intrínseca (2010)
>>> O lado bom da vida de Matthew Quick pela Intrínseca (2013)
>>> Espumas Flutuantes de Catro Alves pela Editora Escala (2018)
>>> Os cientistas e seus experimentos de arromba de Dr. Mike Goldsmith pela Companhia das Letras (2011)
>>> Um certo capitão Rodrigo de Erico Verissimo pela Companhia das Letras (2010)
>>> O poeta do exílio de Marisa Lajolo pela FTD (2011)
>>> Cromo-Cristal-Terapia na Apometria de Elizabeth Monteiro Schreiner pela Kuarup (1999)
>>> Uma Ideia Solta no Ar/ Girassol de Pedro Bandeira/ Ilustrações: Rogério Borges pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Um Anjo no Jardim/ Veredas de Lino de Albergaria/ Ilustr. Nélson Cru pela Moderna/ SP. (1993)
>>> O Senhor dos Pesadelos de Elisabeth Maggio pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Iniciação ao Tarô de Pedro Camargo pela Nova Era (1996)
>>> Sopa de Letrinhas de Teresa Noronha pela Moderna/ SP. (1991)
>>> Sai pra Lá, Dedo-duro de Fanny Abramovich pela Moderna/ SP. (1994)
COLUNAS

Segunda-feira, 3/12/2007
A comédia de um solteiro
Eduardo Mineo

+ de 9600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Na semana passada conheci uma garota quase bonita. É, quase, quase mesmo. Faltou muito pouco, tadinha. Tinha tudo para ser linda, mas esta Deus mandou na trave. Acho instigante porque é até agradável olhar para ela, mas é óbvio que algo deu errado ali, que alguma coisa não funciona nela direito. Como se Deus tivesse caprichado pra burro mas, no último segundo, um espirro!

- Ah, porra! Agora foda-se, vai assim mesmo -, Deus deve ter dito meio apressado pouco depois de fazê-la.

Coitada, estou exagerando.

Quer dizer, não estou, mas não quero parecer tão indelicado, entenda. Aliás, vamos falar sobre garotas? Um dos meus esportes favoritos é trocar perfis de garotas no Orkut com amigos e falar sobre elas por tempos. Sei que usar Orkut é falta de modos demais, uma maneira muito bruta de encarar a vida, mas é divertido, principalmente para se recriminar quem aceita depoimentos embaraçosos de amigos retardados. Nem todo mundo é assim, eu sei. Eventualmente achamos garotas até sensatas e realmente lindas naquele lugar, mas jamais tentaria qualquer coisa com elas porque, convenhamos, usar internet para conseguir relacionamentos não é ser um mau perdedor? Uma apelação muito vergonhosa, como aqueles encontros de casais na Tailândia? Pode ser intransigência minha, mas prefiro acreditar que guerras já foram perdidas para se evitar uma vitória ridícula...

Mas juro que existem garotas sensatas e lindas no Orkut. Estão lá, posso provar. Estão sempre comprometidas ou morando a mais de dois mil quilômetros, é verdade, mas existem. Algumas são bonitas até demais, o que as classifica praticamente como seres inatingíveis para pessoas como eu, de extremo bom senso. Pobres pessoas de extremo bom senso. É ruim ter a absoluta consciência do que representamos socialmente porque cria-se este vício de achar que a única possibilidade para uma garota excessivamente bonita se interessar por nós é a de que ela não seja muito, digamos, perspicaz, mas felizmente Sophia Loren está aí para provar que é tudo bobagem nossa.

Muito embora eu admita ter uma tendenciazinha deprimente em me interessar por garotas um pouco tontas - ou de alma crua, como digo aos meus amigos que ouvem rindo às lágrimas -, mas eu não me importo muito porque, bom, sou homem e a gente nunca se importa muito com este tipo de coisa, não é? Homem é um troço estritamente estético e, vocês sabem, nunca ter ouvido falar em Flaubert jamais seria relevante para Kate Beckinsale. Como exigir qualquer coisa da Kate Beckinsale além de que ela seja a Kate Beckinsale?

Claro que tem limite pra tudo, suponho, mas a princípio minha tolerância é infinita em se tratando de garotas bonitas. É verdade que é preferível uma garota vazia a uma garota que carrega um monte de tranqueira dentro da cabeça, mas ainda assim não relevo. Como uma garota na faculdade que, embora trotiskista, me deixa na eminência de pedi-la em casamento toda vez que a vejo. Me sinto tão imbecil quando isto acontece. Como eu me sinto besta quando meu corpo resolve se lembrar que é homem! Mas o que eu poderia fazer? Ela é linda em toda parte, é um milagre da forma, uma pintura impressionista. Até seu sotaque caipira e a incidência de uma risada pornográfica soam adoráveis aos meus ouvidos tão bem tratados com os duetos de Louis Armstrong e Ella Fitzgerald. Afinal, o que é esta pequena feiúra comunista perto de um rostinho que carrega nada menos que a prova irrefutável da existência de Deus?

Acontece às vezes de alguém me dizer que, veja, também não é assim, né, meu, existem gostos e tal. Puxa, o palhaço descobriu a América. É óbvio que existem gostos: bom gosto e mau gosto. Posso dizer isto porque sou quadradão e acredito em valores absolutos, em bonito e feio. A questão, entretanto, é que uma coisa não tem a ver com a outra. Não existe uma necessidade estética para se gostar de algo. Acontece também de gostarmos de coisas feias, ué, e nem por isto ela se torna absolutamente bela. É perceptível a diferença, você é que não quer admitir.

Por exemplo, a mulher mais bonita do mundo é a Alessandra Ambrosio e quem discutiria isto comigo? Filho, padrão de beleza imposto pelo mercado my ass. Não dê ouvidos a quem usa a oratória, a retórica e a dialética hegeliana para fortalecer a concepção estética pobrinha e escusa de quem discorda que a Alessandra Ambrosio é a mulher mais bonita do mundo. Ela é e pronto. Posso ser ruim em muitas coisas, e até sou, mas meu senso estético é muito bom sim senhor. E afirmo tudo isto com a autoridade de quem já viu Karajan regendo a primeira de Beethoven e sabe muito bem das coisas.


Eduardo Mineo
São Paulo, 3/12/2007


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 7. Um Senador de Heloisa Pait
02. Correio de Elisa Andrade Buzzo
03. Revolusséries de Luís Fernando Amâncio
04. E por falar em aposentadoria de Fabio Gomes
05. Depois do chover de Elisa Andrade Buzzo


Mais Eduardo Mineo
Mais Acessadas de Eduardo Mineo em 2007
01. O físico que era médico - 23/4/2007
02. A comédia de um solteiro - 3/12/2007
03. A propósito de Chapolin e Chaves - 24/9/2007
04. Eduardo Mineo, muito prazer - 9/4/2007
05. My fair opinion - 30/4/2007


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/11/2007
13h51min
Eu sabia que o Orkut devia servir pra alguma coisa. Muito legal o texto, Mineo. Abraço!
[Leia outros Comentários de Guga Schultze]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ACCIÓN Y SÍMBOLO EN MIGUEL DE CERVANTES SAAVEDRA - BRAULIO SÁNCHEZ-SAEZ (LITERATURA ESPANHOLA)
BRAULIO SÁNCHEZ-SAEZ
USP - FACULDADE DE DIREITO
(1940)
R$ 50,00



INSTABILIDADE DO CANTO
HENRIQUE SIMAS
JOSÉ OLYMPIO
(1963)
R$ 8,97



DICIONÁRIOS BERTRAND FRANCÊS - PORTUGUÊS
JEAN ROUSÉ
BERTRAND
(1986)
R$ 8,00



CASTRO ALVES- IMAGENS FRAGMENTADAS DE UM MITO
EDILENE MATOS
EUC- FAPESP
(2001)
R$ 24,90



MICHELANGELO - A RENASCENÇA - GRANDES ARTISTAS
DAVID SPENCE
MELHORAMENTOS
(1998)
R$ 6,00



OS GRANDES PINTORES DA HISTÓRIA QUERO SABER POCKET
CONSTANTINO KOUZMIN-KOROVAEFF (TRADUÇÃO)
ESCALA
(2007)
R$ 8,00



TRÈS SAGE HÉLOISE - ROMAN
JEANNE BOURIN
LA TABLE RONDE
(1966)
R$ 14,90



GUIA PRÁTICO DE INVESTIMENTOS DAS BEARDSTOWN LADIES
BEARDSTOWN LADIES
SALAMANDRA
(1994)
R$ 20,00



MARIA NO NOVO TESTAMENTO
R.E. BROWN, K.P. DONFRIED, J.A. FITZMYER, J. REUMANN (ORG)
EP
(1986)
R$ 79,90
+ frete grátis



ANTOLOGIA POETICA
MANUAL BANDEIRA
NOVA FRONTEIRA
(2001)
R$ 10,00





busca | avançada
27806 visitas/dia
737 mil/mês