iSummit 2006, Creative Commons e Cory Doctorow | Cristiano Dias | Digestivo Cultural

busca | avançada
57067 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Sexta-feira, 7/7/2006
iSummit 2006, Creative Commons e Cory Doctorow
Cristiano Dias

+ de 4400 Acessos


Cris Dias e Cory Doctorow no iSummit 2006 em junho no Rio

Para entender bem o que é o movimento iCommons e sua cara jurídica, as licenças Creative Commons, talvez seja melhor começar pelo fim do iSummit, evento realizado pela entidade entre os dias 23 e 25 de junho no Rio de Janeiro. Depois de três dias de palestras e workshops, todos os participantes do evento subiram ao terraço do hotel Marriot, em plena praia de Copacabana, onde Joi Ito, chairman do iCommons, fez um brinde. "Eu estou aqui em cima desta mesa fazendo este brinde só porque alguém precisava subir aqui. Mas o brinde é para vocês todos que constroem um mundo usando nossas ferramentas."

O novo mundo, globalizado e conectado, enfrenta mais um desafio para a integração, os direitos autorais sobre criações artísticas e intelectuais ao redor do mundo. Segundo o modelo de copyright capitaneado pelos EUA e pela OMPI (Organizacao Mundial da Propriedade Intelectual), tudo que é produzido nos países membros da organização é coberto por direitos autorais totais e irrestritos. A cópia, exibição e alteração de qualquer conteúdo deve ser autorizada previamente pelo seu "dono", que muitas vezes nem é o próprio autor mas, sim, entidades detentoras de direitos autorais, que vivem da exploração destas licenças. Tudo é um contrato, mesmo quando não há um contrato. "A lei brasileira vai nesta linha internacional, dizendo que todo conteúdo está protegido até disposição ao contrário" - conta Ronaldo Lemos, professor da FGV e coordenador do Creative Commons no Brasil - "Se você coloca uma foto em um fotolog, eu posso pegar essa foto e usar? Pela lei atual, não. Mas isso vai de encontro ao conceito básico da Internet, que é o da troca e do compartilhamento. Por isso o Creative Commons é um conjunto de ferramentas legais que podem ser facilmente usadas por quem deseja dar um ou outro uso mais livre para suas obras."

Contratos de direitos de uso são coisas complexas demais para um simples autor ou artista. Mas até o surgimento do Creative Commons cada pequeno produtor só tinha duas escolhas: ir na solução padrão de "todos os direitos reservados" ou contratar os serviços de um especialista em direitos autorais, o que acabava sendo impraticável. Foi quando um grupo de especialistas e entusiastas, capitaneado pelo professor de direito da Universidade de Stanford Larry Lessig, criou em 2001 as licenças Creative Commons, que podem ser utilizadas livremente por quem quiser em todo o mundo. Com uma rápida visita ao site, o criador de conteúdo responde a algumas peguntas simples como "você autoriza o uso de sua obra para fins comerciais?" e recebe a licença correta para sua intenção, no seu idioma natal. E é justamente nesta escolha que está uma das belezas do Creative Commons, a noção de que cada um tem seu próprio conceito de liberdade. Enquanto outras licenças como a GNU Public License, do mundo do software, é bem específica quanto ao que pode e não pode ser feito, um autor Creative Commons pode permitir um determinado uso de sua obra e outro pode escolher não liberar este uso.

Então por que o Brasil, um país de analfabetos, deve se preocupar com direitos autorais, licenças de uso e outras complicações de advogados? Justamente porque como as empresas de direitos autorais estão, em sua maioria, nos países desenvolvidos, são nossos autores os mais afetados pelas leis restritivas. Cory Doctorow, escritor canadense e membro do Boing Boing, um dos blogs mais lidos do mundo, dispara: "Seu ministro da cultura, Gilberto Gil, queria lançar sua obra sob o Creative Commons, mas a Time Warner não deixou. Por que a Time Warner está dizendo ao ministro da cultura do Brasil se sua arte pode ou não pode ser usada pelo povo brasileiro para criar novas obras de arte?". Doctorow faz um paralelo com uma política ainda viva na memória brasileira: "Um bibliotecário de Uganda uma vez me disse que os tratados de direitos autorais de hoje são como as políticas monetárias do FMI de outrora. O FMI ia aos países em desenvolvimento e dizia 'você tem que privatizar seu abastecimento de água e vender para empresas estrangeiras'. Mas os países que seguiram as recomendações do FMI não se desenvolveram. Então, na medida em que os países seguirem as políticas e tratados da OMPI e tratados de comércio com os EUA, vão se colocar numa posição onde estarão vendendo seus interesses nacionais." Ele ainda completa: "O Brasil precisa ditar suas próprias regras. Os americanos formaram sua base de conhecimento em cima do que hoje se chama pirataria. Os editores pagavam Mark Twain vendendo livros de Charles Dickens sem pagar pelos direitos autorais!"

Mas oferecer ferramentas para que os criadores de conteúdo possam compartilhar suas obras é só o primeiro passo, concordam Lemos e Doctorow. É preciso repensar as leis de direito autoral. "Algumas pessoas dizem que a maconha é a porta de entrada para outras drogas" - explica Cory Doctorow - "Não vem ao caso se isso é ou não verdade, mas eu acho que o Creative Commons é a porta de entrada para o copyfight, para a compreensão do que é um bom sistema de direitos autorais e uma luta por ele". Uma das chaves está na chamada cláusula de fair use, que muda de país para país mas que dita, basicamente, que uma obra pode ser usada em certos usos como os de crítica, paródia, cometário, notícia, ensino, etc. mesmo que o autor da obra não autorize seu uso. "Essa é a base da cultura, pessoas criando em cima do trabalho de outras. Os interesses comerciais das empresas detentoras dos direitos não podem ter precedência sobre a cultura." - finaliza Doctorow.

Para ir além
Leia também "Criei, tive como"


O iSummit 2006 em foto de Cris Dias

Nota do Editor
Cristiano Dias assina o blog que leva seu nome.


Cristiano Dias
Rio de Janeiro, 7/7/2006


Mais Cristiano Dias
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O CÁLCULO DAS TENSÕES E DAS DEFLEXÕES DO PAVIMENTO FLEXÍVEL
ENG. SERGIO THENN DE BARROS
INSTITUTO DE PESQ. RODOVIÁRIAS
(1965)
R$ 9,02



CONTRAFOGOS
PIERRE BOURDIEU
JORGE ZAHAR
(1998)
R$ 70,00



PESQUISA DE MARKETING - TEORIA E PRÁTICA
IZABEL SABATIER DE FARIA
M. BOOKS
(2008)
R$ 50,00



O LIVRO DA GRAVIDEZ E DO BEBÊ E RECORDAÇÕES DE MEUS PRIMEIROS
KAREN EVENNETT
DCL
(2011)
R$ 12,00



ARCHITECTURAL TRIM
NANCY E. BERRY
QUARRY BOOKS
(2007)
R$ 70,00



ORGULHOSOS E LIVRES
JANET DAILEY
CIRCULO DO LIVRO
(1994)
R$ 21,99



CAÇADA LIVRO
P C CAST / KRISTIN CAST
NOVO SÉCULO
(2010)
R$ 12,00



60 CONTOS ERÓTICOS
DOMINGO E ALZUGARAY E CATIA
TRES
R$ 8,90



100 ANOS DE AMOR - HOMENAGEM A CHICO XAVIER
GRUPO DE IDEAL ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ
IDEAL
(2010)
R$ 30,25



O HOMEM QUE MATOU GETÚLIO VARGAS
JÔ SOARES
CIA DAS LETRAS
(1998)
R$ 6,99





busca | avançada
57067 visitas/dia
2,6 milhões/mês