2007 e os meus shows | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
48394 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Melhores de 2007

Quarta-feira, 2/7/2008
2007 e os meus shows
Rafael Fernandes

+ de 3000 Acessos

Algo que não se pode reclamar no Brasil é da quantidade de bons shows (nacionais e internacionais) que estão sendo proporcionados há pelo menos 20 anos com constância ― ao menos nas grandes capitais. E ainda que os ingressos estejam cada vez mais caros, há boa diversidade de opções de preço e estilos. 2007, para mim, foi um grande ano para assistir música. Começou ótimo com o guitarrista Scott Henderson. Numa terça-feira de carnaval, num pequeno bar de Moema (bairro de São Paulo), ele mostrou sua qualidade e provou que a guitarra ainda tem muito a evoluir. Simpático, distribuiu autógrafos e conversas aos fãs no intervalo; sem frescuras, configurou sua guitarra e seu som sozinho, sem roadies. Foi uma cascata de fraseados sólidos, melodias e improvisos inteligentes. É dos grandes da guitarra mundial, ainda que pouco conhecido.


Steven Tyler no Morumbi, foto de Daigo Oliga, via flickr

Em abril, vi um cativante Aerosmith, numa noite em que me decepcionei com o Velvet Revolver, banda de abertura. Hoje parece que aquela apresentação meio morna já poderia estar afetada pelo desgaste entre os membros, que culminou na saída de Scott Weiland. Também percebi que cada vez menos tenho paciência para eventos grandes: é preciso escolher entre se espremer na frente, ou ficar atrás, com um som baixo, de má qualidade, enxergando pouco. Sem falar na precariedade da estrutura de um show desse porte. Isso porque o ingresso é caro...O Aerosmith combinou profissionalismo, tarimba e carisma, embora o repertório tenha privilegiado canções radiofônicas em detrimento de grandes rocks. Em junho, um momento único: duo de Luciana Souza e Romero Lubambo. Uma noite fora-de-série, num lugar confortável e de fácil acesso (teatro do Sesi, na Av. Paulista, na saída do metrô Trianon-Masp) e por assustadores três reais (inteira!). Ficou claro o porquê de Luciana Souza ser uma das melhores cantoras do mundo e Lubambo mostrou sua habilidade e criatividade. Já tocam juntos, eventualmente, há alguns anos, então têm intimidade musical invejável, dialogam com destreza, mudando o caminho das músicas quando desejam.


Luciana e Romero, em foto de Dani Gurgel, via flickr

No final de setembro, no auditório do Sesc Vila Mariana, vi o lançamento da 2ª edição do ótimo livro (que inclui DVD com documentário) Violões do Brasil. Um espetáculo bem montado e dinâmico, com exibição de trechos do DVD na arrumação do palco entre as apresentações. Mostraram seu talento o mineiro Gilvan de Oliveira; João Lyra e Maurício Carrilho (em duo); Paulo Porto Alegre; Guinga e Marcus Tardelli (também em duo); Badi Assad; o quarteto Maogani (Carlos Chaves, Maurício Marques, Paulo Aragão e Marcos Alves), e Zé Menezes, que arrancou risadas do público. Ele é uma figura, um senhor de 86 anos, lenda da música brasileira, que tocou com muita gente e fez trilhas sonoras ― como o tema do programa Os Trapalhões. Entrou no palco com bom humor e conquistou o público. Houve tempo ainda para outra dupla, Alessandro Penezzi e Zé Barbeiro, e um bis com todos esses músicos de volta ao palco.

Em agosto, vi a competência do Living Colour. A banda consegue como raríssimas outras unir suingue e peso; virtuose e canções marcantes. Todos os integrantes são fenomenais em suas funções. Corey Glover tem voz, carisma e presença de palco fantásticos; Vernon Reid alterna virtuosismo extremo, belos acordes e texturas sonoras; Doug Wimbish é baixista de som volumoso e poderoso; e o baterista Will Calhoun é sinônimo de groove, precisão e variações rítmicas. Não à toa a banda tem o nome que tem, pois o som é uma explosão de cores. Momentos prazerosos tive nos concertos Clássicos Personnalité, que ganhou texto meu e da Tais. Uma bem sacada junção de sessões eruditas e populares, mostrando que as fronteiras na música de qualidade só existem em nomenclaturas. Em outubro vi o show Universo Particular, de Marisa Monte, com belo e criativo cenário, incluindo "paredes" iluminadas que se movimentavam pelo palco. Apesar disso, a performance dela me pareceu fria, falsa, jogando para o público e teatral em demasia. Muita cena para pouca música. Faltou emoção e vibração.


Björk no Tim Festival. Foto de wikibjork, via flickr

No TIM Festival, tive oportunidade de assisitir uma das noites no Auditório Ibirapuera, a do dia 26, que contou com a dispensável Lisa Ekdahl; a força do jovem Eldar, numa performance potente; a técnica de violão de Sylvain Luc, infelizmente num show pouco inspirado; e um excelente e vivaz apresentação do quarteto de Stefano di Battista, que premiou quem conseguiu permanecer até o fim da noite. Fui ainda à Arena Anhembi, com estrutura horrorosa (faltou até água no bar, antes do término do festival) e vi um show bobo e clichê de Juliette and The Licks, outro ruim do The Killers (o público que ficou até às 4 da manhã gostou); um bom e consistente do Arctic Monkeys (apesar da música apenas média) e um show excelente de Björk. Sua postura no palco consegue combinar uma delicadeza, aparente ingenuidade até, com toques de agressividade. E vê-se que ela está lá pela música, não pela exposição. Muita gente não entendeu a apresentação, talvez por estar um pouco deslocada numa noite mais roqueira, ou apenas por ser diferente. A primeira metade foi num clima diferente do disco novo, Volta, que tem sonoridade mais robusta e suja em boa parte das músicas. Foi mais contemplativo. Teve espaço para Björk ora cantar apenas com teclado (que simulava um cravo), ora acompanhada só pela sessão de sopro. No final, vieram as músicas mais agitadas, como a conclusão de "Hyperballad", que, acompanhada de projeção de laser e chuva de papel picado, quase transformou o local numa rave, levando ao delírio até os distraídos ― e provando que muita gente estava ali mais pelo evento do que pela música.


Steve Vai no Bourbon, em foto de Charline Messa, via flickr

Em novembro, vi as caras, bocas e o carisma de Steve Vai, no Bourbon Street, numa performance de tirar o fôlego ― para quem gosta, óbvio. A banda é muito boa. O baterista Jeremy Colson tem pegada roqueira ― que faz jus ao seu visual de cabelo espetado e tatuagens. Na guitarra de 7 cordas veio o ótimo Dave Weiner, que acompanha Steve há anos. Na turnê brasileira, o baixo ficou a cargo de Philip Bynoe que deu um irresistível toque funkeado à banda, que também tem 2 violinistas que duelam entre si e dobram melodias da guitarra: Alex DePue e a belíssima Ann Marie Calhoun, que arrancou suspiros dos marmanjos do recinto. Vai tem excelente presença de palco e domina a platéia, interagindo com ela via caretas, bom humor e boa dose de atuação. Põe a guitarra no chão e toca com o pé, finge tocar com a língua, dança, brinca com fãs e músicos. No mesmo mês vi ainda um bom show dos Paralamas do Sucesso com os Titãs. E, para finalizar bem o ano, no começo da segunda quinzena de dezembro vi a feliz união musical de Chico Pinheiro e Anthony Wilson, divulgando o excelente disco Nova (que comentei aqui); distribuiram grandes solos, melodias e harmonias para um público atento no Sesc Pinheiros.


Rafael Fernandes
São Paulo, 2/7/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Fragilidade, teu nome é ser humano! de Paulo Polzonoff Jr


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2008
01. High School Musical e os tweens - 9/1/2008
02. Tritone: 10 anos de um marco da guitarra rock - 10/9/2008
03. Videogame também é cultura - 10/12/2008
04. Blog precisa ser jornalismo? - 9/4/2008
05. 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1 - 7/5/2008


Mais Especial Melhores de 2007
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FELIZMENTE HÁ LUAR!
LUIS DE STTAU MONTEIRO
AREAL EDITORES
(2000)
R$ 31,70



ARTE NA ESCOLA
ZENAIDE BASSI SOARES (ORG.)
UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL
(1995)
R$ 10,00



CENTENÁRIO DA IMIGRAÇÃO JAPONESA NO BRASIL
MASSAO OHNO
LAROUSSE DO BRASIL
(2008)
R$ 30,00
+ frete grátis



SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO
CLÁUDIO ANTONIO DIAS DE OLIVEIRA
YENDIS
(2012)
R$ 16,60



DAMPFTURBINEN
FRITZ DIETZEL
MUNCHEN
(1970)
R$ 70,00



A VIDA DE UM IMIGRANTE LIBANÊS
AMYN DAHER JR
DIVERSOS
(2010)
R$ 22,00



É DIVERTIDO APRENDER - CULINÁRIA PARA CRIANÇAS
EDIÇÕES ALTAYA
ALTAYA
(1997)
R$ 10,79



STEAM-TRAINS A WORLD PORTRAIT
COLIN GARRATT
TIGER BOOKS
(1989)
R$ 80,00



DIE KUNST IM 20. JAHRHUNDERT
PIERRE CABANNE
SOMOGY
(1985)
R$ 70,00



CENTRO NERVOSO
FERNANDO BONASSI
DO AUTOR
(2006)
R$ 15,00





busca | avançada
48394 visitas/dia
1,1 milhão/mês