Obrigado, Wander Taffo | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 11/6/2008
Obrigado, Wander Taffo
Rafael Fernandes

+ de 3800 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Faleceu no dia 14 de maio de 2008 um grande músico brasileiro: Wander Taffo, um dos fundadores e diretor da EM&T ― Escola de Música e Tecnologia. Guitarrista competentíssimo inspirou muita gente nos anos 80 e começo dos anos 90 com o Rádio Táxi (a música "Eva", sucesso com a Banda Eva, é deles) e Banda Taffo; isso porque apresentava técnicas e abordagens do instrumento não muito conhecidas no Brasil, num momento em que a tecnologia era precária e Internet coisa de ficção científica, ou seja, o acesso a informação era difícil. Foi de uma geração que se formou em bailes e festas, tocando covers. Em São Paulo, eram conhecidos nos anos 70 os eventos no Círculo Militar, entre outros locais, onde tocavam bandas como o Memphis, de Taffo. Numa época em que raros shows internacionais ocorriam no Brasil, tais bandas é que matavam a fome e sede dos fãs de ver ao vivo músicas de Beatles, Led Zepellin e outros grandes nomes do rock. No final dos anos 80 fundou o primeiro IG&T (Instituto de Guitarra e Tecnologia), que não vingou, com proposta parecida da atual empreitada.

Taffo era daquelas pessoas que se aprende a respeitar por suas realizações e opiniões; quando tocava, eu parava para ouvir. E lia suas entrevistas com atenção: se expressava com clareza e inteligência. Sempre prestigiou e incentivou o estudo a sério da música. E gostava que seus alunos procurassem burilar sua identidade. Dizia preferir ouvir de um garoto um solo de três notas de própria autoria do que mil notas perfeitamente copiadas de músicas de algum instrumentista famoso. Para se ter uma idéia do respeito que os músicos tinham por ele, vai um pequeno "causo": certa vez, após um show num festival do qual Wander Taffo era um dos jurados, Herbert Vianna chamou-o no camarim e disse algo como: "Um guitarrista como você tem que ter uma Gibson Les Paul", e lhe deu de presente uma guitarra desse modelo, que era da coleção particular do líder dos Paralamas.


Ouça "Código Morse"

Em 1997 fundou novamente o IG&T, com apoio de empresários e grandes marcas de instrumentos musicais. Dessa vez a empreitada foi um sucesso e gerou a abertura de outros "institutos" (baixo, bateria etc.), que se tornaram a EM&T ― Escola de Música e Tecnologia, situada numa grande estrutura ao lado da estação de metrô Conceição. As matérias que saíram na época deixavam os garotos aspirantes a guitarristas com água na boca: boa estrutura, salas de apresentações, estudos, e vídeo; videoteca, estúdio, loja, instrumentos da melhor qualidade nas salas de aula, professores de nome. Me lembro até hoje da sensação de entrar, em 1998, naquele sobrado na Avenida Indianópolis, que era um paraíso guitarrístico; de conhecer a escola com aquele frio na barriga de que tudo que eu sonhava estava ali, de sentir o cheiro de coisa nova, de admirar o material didático, instalações e de pensar na chance de trombar casualmente com um ídolo.

Não tive um grande contato com Taffo para uma análise mais profunda de sua personalidade e caráter ― é possível achar depoimentos mais relevantes sobre isso. Mas sempre observei seu comportamento na escola, seja com alunos, professores ou fãs, sempre aberto a bate-papos, com humildade e atenção. Nem por isso deixava o rigor de lado: ouvi histórias de que na avaliação do último módulo do IG&T, ele não pegava leve com os futuros formandos, não: exigia qualidade. Recordo de dois momentos com ele, que, se banais numa visão macro, me marcaram muito e tomo como exemplos da dedicação e entusiasmo com que Taffo se portava na escola. Certa vez, perambulando pelo saguão, avistei-o. Meio nervoso, o abordei para fazer uma pergunta sobre amplificadores. Era uma questão meio simplória, retórica; ele, então, sorriu, disse algo como "não é bem assim" e me pediu para acompanhá-lo até a lanchonete, enquanto começava a falar. Chegando lá, foi simpático o suficiente para me oferecer um café; após minha recusa, calmamente finalizou a explicação, dando sugestões de compra. Para o garoto que eu era à época, parecia inimaginável que um mito como aquele poderia ser tão desprendido com apenas um entre tantos outros alunos da escola.

Outro momento ocorreu uns dois anos antes. Meu professor resolveu que os alunos gravariam, cada um, um solo sobre uma base pré-gravada, numa espécie de estúdio caseiro que havia ao lado da administração, ainda no IG&T da Indianópolis. Fomos todos, felizes, levando uma guitarra apenas média que havíamos escolhido em consenso. Taffo estava no tal estúdio, e acabou ficando para nos ver gravar. Não satisfeito, disse "gravem com essa guitarra aqui". E puxou um case imponente, abrindo-o e mostrando uma maravilhosa Gibson Les Paul preta. Eu, um admirador desse modelo, mal podia me controlar ao gravar ― ao tocar! ― com uma delas. E à época grande fã dos Paralamas do Sucesso, quase não me contive ao descobrir que a guitarra com a qual acabara de tocar era a tal Les Paul presente de Herbert Vianna, da história de alguns parágrafos. Taffo ainda foi simpático e incentivou a todos.

Essas simples histórias mostram que o tratamento que Wander Taffo dava a quem estudava na EM&T não se restringia ao "negócio", ao "serviço". Transbordava isso com uma preocupação genuína de quem quer ver a evolução dos aspirantes a músicos, procurando mostrar que a música não se restringia a um ou outro estilo e que o esforço do aprendizado era recompensado com a excelência. E que a busca a ela deve ser permanente. Wander se vai, mas não só deixa sua marca na música, como também uma gigantesca herança no ensino e divulgação de música: a EM&T, que vale, aos amantes da música, pelo menos uma visita. Então fica aqui: obrigado, Wander Taffo. Por suas realizações e inspirações. Sei que há milhares de músicos por aí que também desejariam te dizer isso.


Rafael Fernandes
São Paulo, 11/6/2008


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O artífice do sertão de Celso A. Uequed Pitol
02. O tigre de papel que ruge de Celso A. Uequed Pitol
03. Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz de Heloisa Pait
04. Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair de Heloisa Pait
05. Séries da Inglaterra; e que tal uma xícara de chá? de Renato Alessandro dos Santos


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2008
01. High School Musical e os tweens - 9/1/2008
02. Tritone: 10 anos de um marco da guitarra rock - 10/9/2008
03. Videogame também é cultura - 10/12/2008
04. Blog precisa ser jornalismo? - 9/4/2008
05. 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1 - 7/5/2008


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
9/6/2008
19h54min
Rafael, fiquei muito feliz ao ler sua homenagem ao Taffo. Mais ainda quando li que ele incentivava seus alunos a criar composições próprias (ainda que fossem poucas e desconexas notas combinadas). A refundação do IG&T foi importante para mostrar como ele era um entusiasta e acreditava no projeto, mas são esses pequenos gestos que descrevem como ele tinha verdadeira paixão pelo que fazia. Afinal, tocar guitarra não é só plugar e sair arranhando. Quem quiser ir longe tem que estudar, se dedicar - mas sem esquecer de buscar uma linguagem própria. Onde muitos se acomodariam em ensinar a reproduzir solos famosos, ele mostrou que sua visão ia muito além.
[Leia outros Comentários de Diogo Salles]
11/6/2008
03h04min
Rafael, muito justa a sua homenagem! Acho que não foram tantas quanto o Taffo merecia, excelente guitarrista que era. Acredito que ele ainda merecerá muitos textos relevantes como o seu. Senti-me estimulado a este comentário por uma triste coincidência: eu chegara no dia 14/05, às 18h30, na EM&T, para um Workshop com o Conrado Paulino, e a secretária deu-me a notícia: "O workshop foi cancelado, assim como todas as aulas, por motivo de luto! O Wander morreu hoje de manhã, ligamos pra você mas não tinha ninguém em casa". Fiquei confuso: o Wander Taffo? Sim. Morreu do coração... Foi um choque, pois faria 54 anos no sábado seguinte! É uma pena quando alguém de tanto talento, referência como músico no seu instrumento (como era o Wander), nos deixa prematuramente. Não o conhecia pessoalmente, e esse workshop na EM&T, a escola de ponta que ele ajudou a criar, seria uma possibilidade para isso. Uma infeliz coincidência, justamente naquele dia! Um grande músico a menos no Brasil e no mundo.
[Leia outros Comentários de Guto Maia]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CREPÚSCULO - 2ª ED.
SEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2008)
R$ 9,00



BRECHERET - A LINGUAGEM DAS FORMAS
DAISY PECCININI
INSTITUTO VICTOR BRECHERET
(2004)
R$ 350,00



EM BUSCA DA MELHOR CIDADE
VÁRIOS AUTORES
SCRIPTUM
(2012)
R$ 15,00



EXISTÊNCIA
LUIZ RICARDOP VINHOLI
AUTOR (RJ)
(1980)
R$ 31,28



VIAJE POR ITALIA
ORGANISMO OFICIAL DEL ESTADO ITALIANO
N/D
R$ 10,80



O ENFOQUE XINU
DOUGLAS COMER
CAMPUS
(1988)
R$ 25,00



TERAPIA DA AMIZADE
KASS DOTTENWEICH / JOHN PERRY
PAULUS
(2002)
R$ 15,14



NA MARGEM DO RIO PIEDRA EU SENTEI E CHOREI
PAULO COELHO
ROCCO
(1994)
R$ 4,20



CONCURSO DE POESIAS JURANDIR FERREIRA - 1ª EDIÇÃO
VÁRIOS AUTORES
PREF. MUNIC. P. CALDAS
(2004)
R$ 12,00



ÁGAPE
PADRE MARCELO ROSSI
GLOBO
(2010)
R$ 4,00





busca | avançada
50039 visitas/dia
1,2 milhão/mês