Ruy Castro n'O B_arco ― parte 1/2 | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
71334 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quarta-feira, 11/11/2009
Ruy Castro n'O B_arco ― parte 1/2
Rafael Fernandes

+ de 6300 Acessos

Em julho deste ano Ruy Castro ministrou um curso sobre biografias no Espaço O B_arco, em São Paulo. Na ocasião disse que estava adorando a oportunidade. E não estava sendo demagogo. Afinal, a partir da próxima segunda-feira (16/11) volta ao mesmo local, agora falando sobre Bossa Nova. O B_arco (Brasil Arte Contemporânea) é um centro cultural localizado no bairro de Pinheiros. Segue um tendência interessante dos últimos anos na cidade: locais agradáveis que oferecem cursos ligados às artes. No curso sobre biografias, as exposições de Ruy Castro deixaram ainda mais claro seu árduo trabalho e a seriedade e comprometimento com os fatos. A seguir, alguns dos pontos de suas "aulas".

Aspectos gerais e preparação
Para Ruy, fazer uma biografia não se trata, de forma alguma, do que o biógrafo "acha", mas sim da apuração dos fatos. Ele acredita que os biógrafos não têm o tempo, nem o espaço, muito menos o direito de fazer suposições. Além disso, acha importante "ocultar" a presença do biográfo. Em suas palavras ele "não existe, é um vidro entre o leitor e os fatos". Prefere esse gênero porque acredita ter dificuldade em criar tramas que não existem, além de ter fascínio por "desencavar" histórias que aconteceram. Mesmo quando faz ficção não consegue se desvencilhar da realidade. Considera que na biografia o desenvolvimento do texto equivale à montagem no cinema, ou seja, é um processo posterior.

Na coleta das informações opta por não usar equipe. Acha que a parte mais gostosa é apurar ― "a graça está em descobrir". Também porque crê que o livro é dele e está na cabeça dele. Ainda que não seja ficção, ele sabe o que quer e o que precisa. E muitas vezes as pesquisas em relação a um determinado fato histórico podem levar a outras descobertas de um período (como comportamento, política, roupas etc.). Biografias nas quais personagens pensem ou sintam podem ser uma "fria" ― a não ser que eles contem para outra pessoa. João Gilberto, por exemplo, comentou com cinco pessoas suas influências e a origem da batida da bossa nova. Sua irmã também o ouviu regularmente estudando no banheiro. Da mesma forma, não se deve reproduzir diálogos por aproximação. Citou uma certa revista que, em suas palavras, "inventa absurdos e quer que as pessoas acreditem".

Para manter as informações "vivas" ele faz backups, imprime e sempre lê e relê o tempo todo. Afirma que tudo deve estar inteiro na sua cabeça. Não começa a escrever antes de terminar a apuração. Sabe que isso aconteceu quando faz para ele mesmo uma pergunta difícil, que ele não saiba responder. Se não existir tal pergunta, esse processo está finalizado. Em geral, faz entrevistas com cerca de duzentas pessoas por livro. Já o número total de entrevistas por empreitada pode chegar a mil. O primeiro encontro com um entrevistado é casual, com Ruy tomando nota das informações. Não há nenhuma gravação. E logo que chega em casa ele coloca tudo no computador. Ele afirma que em Carmen, por exemplo, cada um dos anos de 1938 a 1940 tinha três arquivos contendo entre quarenta e cinquenta mil caracteres.

Fontes, informações e desafios
Se ele "compra" a história de uma fonte, não atribui a ninguém. Ou seja, não entrega essa fonte. Assim, se após a publicação do livro alguém resolver abrir um processo, a "bomba" explode nas mãos dele, Ruy. Com as informações "melindrosas" tem o cuidado de ligar novamente para a fonte cerca de seis meses depois e perguntar as mesmas coisas. A intenção é comparar e notar se saem as mesmas respostas. Sobre a pergunta mais difícil que já fez, afirmou ser à Elza sobre o suposto estupro de Garrincha em sua filha.

Procura escrever as biografias com riqueza de informações, como descrever um certo ambiente com detalhes. Ficou quase um ano para descobrir a marca da escarradeira que ficava no jornal do pai de Nelson Rodrigues. Brincou e disse que quando encontrou foi como a sensação de um gol do Brasil em Copa do Mundo. Dessa forma também foi possível descrever o assassinato do irmão de Nelson. Conseguiu isso por ter acesso aos autos do processo através da ajuda, em suas palavras, "do grande criminalista Dr. Evandro Lins e Silva, que era "foca" do Diário Carioca quando aconteceu o crime, em 1930, e cobriu o julgamento".

Uma de suas artimanhas é a de se colocar certos desafios ao começar um livro. Em Anjo Pornográfico foi reconstitiur a noite de estreia de Vestido de Noiva: o antes, o durante, o depois, a plateia, o palco, backstage, ensaios, o que aconteceu com as pessoas envolvidas etc. Com Ela é carioca, pelo livro ter verbetes mais conhecidos do leitor (como Leila Diniz, Tom, Vinicius etc.), o desafio foi ganhar o leitor na primeira frase dos desconhecidos, além de escrever algo de diferente nos chavões. Para Carmen ele queria responder para si mesmo "quando ela se tornou Carmen?". O que aconteceu na sua vida e em seu desenvolvimento para isso? Acabou descobrindo que um dos motivos foi ter vivido a infância e adolescência num momento de transformação da Lapa (no Rio), que estava se tornando um bairro diverso e urbano.

A escrita
Na hora de escrever, Ruy Castro segue uma linha cronológica. Começa por antes de o personagem nascer: por pais, avós e até bisavós. Isso para não perder informações importantes que podem de alguma forma ter influenciado o personagem. Um exemplo é a importância da República Velha para entender o contexto do Brasil que Nelson Rodrigues vivenciou. Essa regressão pode ser um problema na leitura, já que Ruy acredita que o leitor médio quer reconhecer o que já sabe. Uma informação nova pode "ofendê-lo". Portanto, ele aposta sempre na boa informação e em contar boas histórias. Uma amostra da importância disso é que muita coisa aconteceu cerca de dez antes de João Gilberto gravar "Chega de saudade". Tanto que a gravação da música está registrada já quase na metade do livro homônimo da canção.

Sobre seu estilo, pensa que as biografias que escreve parecem "romances" por causa da bagagem acumulada ("livros, poemas, letras, quadros, conversas..."). Mas nunca por trair a informação. Ele pode até fazer uso de técnicas e macetes para intrigar o leitor, mas sempre usando os fatos coletados. Como no final de Anjo Pornográfico: "matou" Nelson antes e depois publicou a crônica dele sobre o anjo da morte. Mas isso é apenas um recurso literário que não prejudica a qualidade da informação. Quando está escrevendo, acorda às sete horas da manhã e escreve até de madrugada, até cansar. Numa biografia acha interessante "botar o herói no chão, tirar do pedestal" e ver se o biografado continua sendo uma pessoa extraordinária. Revelar coisas horríveis e no final você ainda gostar do personagem. Mas, novamente, sem nunca prejudicar a informação. Por fim, acha que é muito mais fácil fazer uma biografia para derrubar do que para enaltecer.

Notas do Autor
― Fica um agradecimento especial ao próprio Ruy pelos papos antes e depois do curso e por dois adendos importantes ao texto.
― Em breve a segunda parte deste texto, com informações do escritor sobre cada uma de suas biografias.

Para ir além
Curso "Chega de Saudade ― A História da Bossa Nova". A partir do dia 16 de novembro de 2009, das 20:00 às 22:00hs. Espaço O B_arco. Rua Dr. Virgílo de Carvalho Pinto ― Pinheiros, São Paulo/SP. Informações no (11) 3081-6986.


Rafael Fernandes
São Paulo, 11/11/2009


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Família e O Simples Coronel Madureira de Ricardo de Mattos
02. Breve Apresentação de Rennata Airoldi
03. Busca ao Santo Graal de Juliano Maesano


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2009
01. 10 músicas: Michael Jackson - 22/7/2009
02. A Crise da música ― Parte 1/3 - 25/3/2009
03. A Crise da música ― Parte 2/3 - 29/4/2009
04. Chinese Democracy: grande disco - 25/2/2009
05. A Crise da música ― Parte 3/3 - 8/7/2009


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LITERATURA BRASILEIRA
WILLIAM ROBERTO CEREJA E THEREZA CHOCHAR MAGALHÃES
ATUAL
(1995)
R$ 18,00



MEMORIAS DE EMILIA FABULAS MONTEIRO LOBATO
EDITORA BRASILIENSE
BRASILIENSE
R$ 9,90



CORRELAÇÃO ENTRE ACUSAÇÃO E SENTENÇA NO PROCESSO PENAL BRASILEIRO
BENEDITO ROBERTO GARCIA POZZER
IBCCRIM
(2001)
R$ 40,00



TRÊS ALQUEIRES E UMA VACA
GUSTAVO CORÇÃO
AGIR
R$ 150,00



REPÚBLICA DOS BACHARÉIS NO SÉCULO XXI
ANDRÉ LUÍS ALVES DE MELO
LUMEN JURIS
(2016)
R$ 63,00



VOANDO COM AS ÁGUIAS
KENNETH HAGIN JR
GRAÇA
(2001)
R$ 6,50



O CÉU ESTÁ VERMELHO
GIUSEPPE BERTO
GRAFICA
(1950)
R$ 35,90



GRAVIDEZ E PARANORMALIDADE
CARL JONES
ROSA DOS TEMPOS
(1999)
R$ 8,89



MANUAL DA ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL
ALDENIR RODRIGUES ORTIZ
IOB / SAGE
(2014)
R$ 80,00



THE INTERNATIONAL JOURNAL OF PSYCHOANALYSIS VOLUME 78 PART 6
VÁRIOS AUTORES
DAVID TUCKETT
(1997)
R$ 25,00





busca | avançada
71334 visitas/dia
1,4 milhão/mês