Personagens secundários em séries | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Séries de TV

Segunda-feira, 5/9/2011
Personagens secundários em séries
Rafael Fernandes

+ de 3200 Acessos

As séries americanas têm sido meu passatempo preferido quando quero esvaziar a cabeça. Por serem exibidas uma vez por semana, não precisamos "fechar" a agenda da semana toda com TV. A não ser que você seja um maníaco por série ― o que já não é mais o meu caso. As sitcoms de meia hora ainda têm mais duas vantagens: pouco tempo em frente à tela e a possibilidade de deixar de ver alguns episódios sem grandes perdas de contexto.

É difícil definir o que faz uma série alcançar sucesso. Mas uma coisa é certa: nenhuma sobrevive apenas de seus personagens principais. Eles precisam de suportes de apelo para se manterem. Podem ser mais ou menos importantes, mas precisam estar lá. Alguns deles até roubam as cenas, muitas vezes. Se uma lista de séries favoritas já leva a muitas discussões, imagine personagens ― e secundários, ainda! Mesmo assim, segue a lista de alguns dos meus preferidos.

Frank Costanza (Jerry Stiller) ― Seinfeld
Os personagens secundários de Seinfeld são um show à parte. Dos mais constantes, como o Soup Nazi, aos que aparecem em apenas um episódio são todos impagáveis. Mas meu preferido é Frank Costanza, pai de George. Com suas conversas aos berros com sua esposa, seu ar eternamente ranzinza e suas tiradas secas, o pai de Ben Stiler rouba as cenas. Fez tanto sucesso que foi fixo da série The King Of Queens, com um personagem parecido, mas um pouco menos ranzinza e histérico. Mas continuou hilário.

Wayne (Jason Hervey) ― Anos Incríveis
Anos Incríveis foi uma das melhores séries de TV já feitas. Ninguém conseguiu transmitir tão bem os dramas da adolescência com tanta elegância. Nem com tanto afeto. Na família dos Arnold, Wayne era quase um desprezado: Kevin era o caçula bonzinho; Karen, embora rebelde, era a xodó. Ele ficava meio no limbo. Em quase toda a série tendíamos a achá-lo irritante. Mas nos momentos em que baixava a guarda, era sempre comovente. Por outro lado, era um bom contraponto ao bom-mocismo meio mala de Kevin Arnold. No final da série, Wayne acabou premiado com uma justa redenção.

Berta (Conchata Ferrell) ― Two And A Half Men
Mais falada recentemente pela cansativa polêmica em torno da demisssão de Charlie Sheen, Two And A Half Men é uma série de texto ágil e politicamente incorreto. E sem compromisso com a elegância. Se vale muito das tais "piadas de banheiro", como diria Woody Allen, sem nenhum pudor. A (antiga) trinca de Charlie, Alan e Jake conseguiu uma sintonia rara. E para apimentar ainda mais a relação, tem a Berta. Supostamente ela deveria cuidar da casa, mas com sua mistura de insolência, sarcasmo e mau humor acabou se tornando uma peça importante. Ela dá uma aliviada na exposição dos personagens principais, mas sem perder o ritmo e a pegada da série.

Chang (Ken Jeong) ― Community
Community é uma das boas comédias no ar. Tem um formato e uma trama não muito usuais: seis pessoas de diferentes formações e necessidades se encontram numa faculdade comunitária. Chevy Chase está ótimo e há outros personagens muito bons. Mas Chang rouba as cenas. Ken Jeong, o ator, ficou mais conhecido com o filme Se beber, não case. Em Community, começou como um professor de espanhol (!) irritadiço e sem noção. Foi tão bem que sua participação foi aumentando e já é frequente nos episódios. É um daqueles personagens quase insuportáveis, sem qualidades, mas exatamente por isso tão engraçados.

Buddy Garrity (Brad Leland) ― Friday Night Lights
Friday Night Lights foi uma das melhores séries de temática adolescente dos últimos anos. Apesar da câmera sempre em movimento irritar às vezes, não havia aquela babaquice típica das séries blockbusters do gênero. Os temas eram mais sérios e não sobre festas e fofocas. O texto e atuações, exceções à parte, prezavam pela sobriedade. E durante todas as temporadas, Kyle Chandler, no personagem central, teve atuação impecável. Personificou o treinador como um cara ético, de fibra, justo, mas nem por isso sem falhas. Ainda assim, ele precisava de um contraponto, que ficou a cargo do ótimo Buddy Garrity. Diferente do Coach Taylor, Garrity estava sempre pronto para a politicagem, para manobras de convencimento, para algum pequeno esquema que o beneficiaria ― sempre no limite da ética. Enquanto o treinador era sério, Buddy pendia para o lado fanfarrão. No fim das contas, um precisava do outro.

Hurley (Jorge Garcia) ― Lost
Jack e Sawyer, embora falhos, eram os galãs; antagonistas que disputavam a liderança do grupo. E, claro, a mulherada. Hurley foi construindo seu lugar na série e, principalmente, entre os fãs, até se tornar uma peça importante. Muitas vezes foi um alívio em relação ao excesso de rancor dos outros personagens. Não chegou ao nível de atuação retumbante de um Ben Linus (Michael Emerson) ou de um John Locke (Terry O'Quinn). Mas conseguiu se firmar e, no fim, foi um dos pilares da série.

Pacey (Joshua Jackson) ― Dawnson's Creek
Confesso que hoje é risível assistir Dawson's Creek. Mas um dia fez algum sentido. Vamos ser sinceros: Dawson foi sempre um mauricinho babaca e Joey, irritante. Pacey Whiter era o alívio ideal: mais espirituoso, esperto, sempre disposto a ajudar e, principalmente, não precisava ficar analisando suas neuras até a última gota de auto-indulgência. Hoje, Joshua Jackson faz parte do cast da ótima Fringe, com outro bom personagem, Peter Bishop. O único problema é que parece uma versão mais velha Pacey ― ou teria sido uma "proposital coincidência"?

Phil Stubbs (Michael Ian Black) ― Ed
Ed foi uma boa comédia, com diálogos rápidos e boas sacadas. Contava a história de um advogado de sucesso em Nova Iorque, que depois de ser demitido e traído por sua mulher (com um carteiro), volta à sua cidade natal e compra um boliche. Começa a defender pequenos casos da cidadezinha e, claro, tentar conquistar a paixão da adolescência. No meio de muitos bons personagens (Shirley, Warren Cheswick e Dr. Jerome), destacava-se Phil Stubbs. Era um personagem oito ou oitenta: ou se adorava, ou se odiava. Responsável por boa parte do nonsense da série, estava sempre à beira da alopração, mas raramente chegando lá.

Dr. Harold Abott (Tom Amandes) ― Everwood
Everwood nunca foi uma grande série. Não à toa, num quadro do Saturday Night Live, um personagem foi convencido a fazer algo que não queria sob pena de tortura de ter que passar um dia inteiro vendo a série. Mas tinha seus bons momentos e muitos deles com Dr. Harold Abott. A série girava em torno do ególatra Dr. Andy Brown e sua famíla. Mas o equilíbrio quem dava era Dr. Abott. Um homem sem grande destaques profissionais, diferente do geniozinho que era o protagonista Dr. Brown. Mas compensava com caráter e generosidade. Era um personagem de incoerências mais realistas. Dr. Abott trazia boas doses de bom e mau humor, ternura e antipatia sem exagerar para nenhum dos lados.


Rafael Fernandes
Araçoiaba da Serra, 5/9/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Como Steve Jobs se tornou Steve Jobs de Julio Daio Borges
02. Pequenos grandes negócios poéticos de Ana Elisa Ribeiro
03. A novíssima arquitetura da solidão de Marta Barcellos
04. Quinze anos conversando com os leitores de Luis Eduardo Matta
05. Carta ao Artista Enquanto Jovem de Alessandro Silva


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. High School Musical e os tweens - 9/1/2008
03. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
04. 10 músicas: Michael Jackson - 22/7/2009
05. Os piores músicos da década - 22/9/2010


Mais Especial Séries de TV
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O DRAMA MILENAR DO CRISTO E DO ANTICRISTO
HUMBERTO ROHDEN
ALVORADA
(1990)
R$ 10,00



HOMENS COM MULHERES 6408
BERNARDO AJZENBERG
ROCCO
(2005)
R$ 10,00



CURSO MODULAR DE DIREITO PROCESSUAL PENAL
TADAAQUI HIROSE E JOSÉ PAULO BALTAZAR JR (ORG
CONCEITO
(2010)
R$ 14,82



RECONCEITUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL 8801
MYRTES DE AGUIAR MACÊDO
CORTEZ
(1982)
R$ 10,00



O INDIVIDUO NA SOCIEDADE: UM MANUAL DE PSICOLOGIA SOCIAL
DAVID KRECH/RICHARD CRUTCHFIELD/EGERTON BALLACHEY
PIONEIRA / USP
(1969)
R$ 10,00



A NEW HISTORY OF UNITED STATES
WILLIAM MILLER
DELL
(1964)
R$ 13,00



A LINGUAGEM DAS FORMAS - NATUREZA E ARTE EM SHAFTESBURY
PEDRO PAULO GARRIDO PIMENTA
ALAMEDA
(2007)
R$ 15,00



SEXO E AFETO NA TERCEIRA IDADE
ANA PERWIN FRAIMAN
GENTE
(1994)
R$ 10,00



100 POEMAS QUE AMEI
MÁRIO FRIGÉRI
MUNDO MAIOR
(2011)
R$ 12,00



QUÍMICA NA ABORDAGEM DO COTIDIANO 3
FRANCISCO MIRAGAIA PERUZZO
MODERNA
(2006)
R$ 6,00





busca | avançada
39929 visitas/dia
1,1 milhão/mês