O Anvil e o amor à música | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
46852 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Terça-feira, 1/5/2012
O Anvil e o amor à música
Rafael Fernandes

+ de 10800 Acessos



Anvil! A história do Anvil (Anvil! The Story of Anvil, de 2008), de Sacha Gervasi, é um ótimo documentário sobre música. Conta a trajetória da banda do título do começo até...bem, não é até o estrelato. Afinal, o Anvil foi uma daquelas bandas que, por motivos diversos, acabou ficando pelo caminho. Não alcançou o sucesso comercial de bandas contemporâneas como Scorpions, Whitesnake e Bon Jovi, que aparecem no começo do filme participando do Super Rock Festival, no Japão, em 1984. Apesar disso, a banda não se desfez e continuou batalhando - apesar da torcida contra. Esse é o mote do roteiro: acompanhar o dia a dia de quem fracassou. A história contada, em geral, é de quem fez (muito) sucesso. Mas a vida é também feita por quem ficou para trás. Para cada Metallica existem milhares de Anvils.

O documentário pode ser apreciado por qualquer interessado nos pequenos dramas humanos. Mas é mais saboroso para quem ama música e tem algum conhecimento de metal. E, mais ainda, para quem já teve uma banda com amigos e imaginou, mesmo que por pouco tempo, ser um astro do rock. O filme conta com depoimentos de especialistas como Malcom Dome (da revista Metal Hammer) e de músicos do rock e metal, como Lars Ulrich (Metallica), Scott Ian (Anthrax), Lemmy (Motorhead), Tom Araya (Slayer) e Slash. Todos contribuem com depoimentos honestos, mas que também têm uma carga de condescendência.

No filme, a dupla Steve "Lips" Kudlow (guitarra e vocais) e Rob Reiner (bateria), os remanescentes da banda original, personifica o ideal de milhares de adolescentes de "explodir" no mercado. Lips, o líder, atualmente trabalha com entrega de refeições para buffets de escolas no Canadá. A banda de um lado aparece como um eterno sonho; de outro, como a válvula de escape para as pressões do dia a dia (alguém mais se reconheceu aí?). Ele fica o tempo inteiro tentando racionalizar suas dificuldades e insucessos; busca se convencer de que tem feito de tudo para a banda dar certo. Rob Reiner, seu fiel escudeiro, trabalha com construção e está na mesma situação - a banda lhe dá equilibrio e um toque de esperança. Em diversos momentos, apesar de ainda sonhar, Rob parece mais resignado em relação à situação atual do Anvil do que seu amigo.

Lips sempre demonstra um misto de ingenuidade e rancor: acha que a banda pode ser redescoberta e ter sucesso; por outro lado, destila ódio em relação a gravadoras que os dispensaram ou a quem não acredita mais neles. Muitas vezes parece ainda um adolescente cheio de sonhos, argumentos insossos e ansioso para falar "oi" para alguns de seus ídolos, em alguns dos raros festivais de maior porte que o grupo participou.

A verdade é que o tipo de heavy metal que o grupo faz - mais tradicional - está em decadência comercial e estilística há anos. Seu auge foi no meio dos anos 80. Depois, queda livre. Qualquer exemplo contrário será a exceção. O Anvil é o estereótipo do metal daquela década: os riffs clichês do gênero, as letras tolas, as roupas de couro, os movimentos corporais e a mesmice de um gênero que insiste em não mudar.

Apesar disso, a banda sobrevive. Quando o documentário se encaminha para sua metade, surge uma oportunidade de turnê pela Europa: os países agendados e o valor dos cachês animam. Mas a realidade é bem diferente. Os shows passam por festivais de pequeno porte, locais muito pequenos até bares moquifados com menos de trinta pessoas. No meio da turnê, depois de ficarem sem pagamento e de não terem tocado num dos bares, Reiner vai no ponto certo - o gancho do filme: por quanto tempo uma pessoa pode colocar amor e dedicação em algo? Mas talvez a maior ducha de água fria, uma visão realista, seja dada pela irmã de Rob. Ela afirma que, se depois de trinta anos, não se consegue colocar mais de cem pessoas num bar é porque "acabou". É uma bela observação, mas será que desistir da banda, realmente, traria algum beneficio para eles? Ou simplesmente a válvula de escape teria desaparecido?

Em outro momento a dupla chega à conclusão de que o problema estaria na má quailidade de som de seus discos. Eles recontatam Chris Tsangarides (Thin Lizzy, Angra, Black Sabbath, Judas Priest, etc), seu produtor do começo. Chris, além de ter de lidar com brigas da dupla, faz algumas observações interessantes sobre os problemas da produção independente. Não é só o som da gravação. É também a falta de ter apoio, de uma equipe que ajude. E é preciso que cada um nessa equipe saiba fazer bem apenas a sua parte: o artista, tocar; o produtor, ajudar a tirar o som; o manager, cuidar do dia a dia e da turnê; alguém para fazer o marketing, etc. Chega uma hora em que só a vontade e dedicação dos músicos não basta.

É simbólica a cena em que o duo se encontra com um executivo da EMI canadense. É nítida a falta de conexão entre eles: o executivo está à procura da próxima novidade, provavelmente tentando salvar sua gravadora, seu emprego; o Anvil apresenta um metal oitentista caricato. Lips tem um argumento banal, pueril, dizendo que é preciso fazer "justiça" com algo que soa tão bem. O executivo balança a cabeça concordando - mas fica claro que ele está desconfortável com a situação toda. E é óbvio que a reunião não dá em nada e eles lançam novamente um disco independente.

Lips e Rob Reiner de certo modo personificam também o eterno "e se" que todos nós enfrentamos. "E se eu tivesse feito diferente?". Num primeiro momento, a impressão que nos dá é a de dois fracassados. Mas além de ser uma leitura muito injusta e rasa, talvez haja algo mais: Lips e Robb são menos hipócritas que a maioria de nós. Eles continuam perseguindo o tal "sonho", enquanto nós o escondemos em alguma caixa, numa foto, num desejo. No final das contas, não somos tão diferentes deles.

A trajetória do Anvil mostra um amor quase puro à música. A necessidade de quem ama a arte dos sons de apenas estar em contato com ela, independente do resto. Racionalmente, podemos listar inúmeros fatores para a não ascenção da banda. E também diversos motivos pelos quais deveriam encerrar suas atividades. Mas o que fica é o valor da amizade, das pessoas, dos bons momentos e, claro, da música.


Rafael Fernandes
Araçoiaba da Serra, 1/5/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Hilda Hilst, o IPTU e a Chave da Cidade de Yuri Vieira
02. Nasce um imortal: José Saramago de Marcelo Spalding
03. Por que não devemos ter Copa do Mundo no Brasil de Adriana Baggio
04. Don Juan de mIRC de Rafael Rodrigues
05. @mores bizarros de Pilar Fazito


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. High School Musical e os tweens - 9/1/2008
03. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
04. 10 músicas: Michael Jackson - 22/7/2009
05. Os piores músicos da década - 22/9/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




THE OFFICIAL BOY SCOUT HANDBOOK
WILLIAM BILL HILLCOURT
JOHN PAGE
(1979)
R$ 150,00



E A LUZ SE FÊZ - O ROMANCE DA ASTRONOMIA
RUDOLF THIEL
MELHORAMENTOS
R$ 25,00



REVISTA TRIP NÚMERO 132
MELAINE, 21, O PRIMEIRO ENSAIO DE UMA TRIP GIRL NA CADEIA
TRIP
(2005)
R$ 70,00



BIOMBOS DOS PORTUGUESES
JOSE DE GUIMARAES
COMISSÃO NACIONAL PARA AS COME
R$ 55,00



MUITO PRAZER
MÁRCIA ZOLADZ
MANDARIM
(2000)
R$ 4,00



LÍNGUA PORTUGUÊSA - LIVRO DE ATIVIDADES - ENSINO MÉDIO - TELECURSO
SANDRA PORTUGAL E SUZANA D'AVILA
FRM
(2008)
R$ 25,00



MÚSICA CAIPIRA
JOSÉ HAMILTON RIBEIRO
REALEJO
(2015)
R$ 74,00



FLOWER INNOVATIONS
PAULA PRYKE
MITCHELL BEAZLEY
(1995)
R$ 95,00



TERAPIA INTRAVENOSA ATUALIDADES
WILLIAM MALAGUTTI E HELLEN ROEHRS
MARTINARI
(2012)
R$ 20,00



THE HAJ
LEON URIS
CORGI
(1984)
R$ 6,00





busca | avançada
46852 visitas/dia
1,1 milhão/mês