Vai lavar uma pia de louça que passa | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Salão e a Selva
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> Por que a Geração Y vai mal no ENEM?
>>> A massa e os especialistas juntos no mesmo patamar
>>> Entrevista com Jacques Fux, escritor e acadêmico
>>> Nuno Ramos, poesia... pois é
>>> Literatura e interatividade: os ciberpoemas
>>> O Valhalla em São Paulo
>>> Por dentro do Joost: o suco da internet com a TV
Mais Recentes
>>> Direito Romano - Vol. II de José Carlos Moreira Alves pela Forense (2003)
>>> Divinas Desventuras: Outras Histórias da Mitologia Grega de Heloisa Prieto pela Companhia das Letrinhas (2011)
>>> Le Nouveau Sans Frontières 1 - Méthode de Français de Philippe Dominique e Jacky Girardet e Michele Verdelhan e Michel Verdelhan pela Clé International (1988)
>>> Sobrevivência de Gordon Korman pela Arx Jovem (2001)
>>> Ética Geral e Profissional de José Renato Nalini pela Revista dos Tribunais (2001)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Abril (1982)
>>> O Menino no Espelho de Fernando Sabino pela Record (2016)
>>> Labirintos do Incesto: O Relato de uma Sobrevivente de Fabiana Peereira de Andrade pela Escrituras-Lacri (2004)
>>> Mas Não se Mata Cavalos ? de Horace McCoy pela Círculo do Livro (1975)
>>> Ponte para Terabítia de Katherine Patersin pela Salamandra (2006)
>>> O Desafio da Nova Era de José M. Vegas pela Ave-Maria (1997)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1970)
>>> Trabalho a Serviço da Humanidade de Escola Internacional da Rosa Cruz Áurea pela Rosacruz (2000)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Boll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ensinando a Cuidar da Criança de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Ensinando a Cuidar da Mulher, do Homem e do Recém-nascido de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Luxúria Encadernado de Judith Krantz pela Círculo do Livro (1978)
>>> Fundamentos, Conceitos, Situações e Exercícios de Nébia Maria Almeida de Figueiredo (org.) pela Difusão (2004)
>>> Personality: How to Unleash your Hidden Strengths de Dr. Rob Yeung pela Pearson (2009)
>>> Um Mês Só de Domingos de John Updike pela Record (1975)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Um Mês Só de Domingos Encadernado de John Updike pela Círculo do Livro (1980)
>>> Caravanas de James Michener pela Record (1976)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> A Terra Ainda é Jovem de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1981)
>>> Deus Protege os Que Amam de J.M. Simmel pela Nova Fronteira (1977)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> Um Ônibus do Tamanho do Mundo de J. M. Simmel pela Nova Fronteira (1976)
>>> O Quarto das Senhoras de Jeanne Bourin pela Difel (1980)
>>> Beco sem Saída de John Wainwright pela José Olympio (1984)
>>> Casais Trocados de John Updike pela Abril (1982)
>>> O Hotel New Hampshire Encadernado de John Irving pela Círculo do Livro (1981)
>>> As Moças de Azul de Janet Dailey pela Record (1985)
>>> Amante Indócil Encadernado de Janet Dailey pela Círculo do Livro (1987)
>>> A Rebelde Apaixonada de Frank G. Slaughter pela Nova Cultural (1986)
>>> Escândalo de Médicos de Charles Knickerbocker pela Record (1970)
>>> A Turma do Meet de Annie Piagetti Muller pela Target Preview (2005)
>>> O Roteiro da Morte de Marc Avril pela Abril (1973)
>>> Luz de Esperança de Lloyd Douglas pela José Olympio (1956)
>>> Confissões de Duas Garotas de Aluguel de Linda Tracey e Julie Nelson pela Golfinho (1973)
>>> Propósitos do Acaso de Ronaldo Wrobel pela Nova Fronteira (1998)
>>> Olho Vermelho de Richard Aellen pela Record (1988)
>>> A Comédia da Paixão de Jerzy Kosinski pela Nova Fronteira (1983)
>>> Casa sem Dono Encadernado de Heinrich Böll pela Círculo do Livro (1976)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> Ventos sem Rumo de Belva Plain pela Record (1981)
>>> O Caminho das Estrêlas de Christian Signol pela Círculo do Livro (1987)
>>> Longo Amanhecer de Joe Gores pela Best-seller (1988)
>>> As Damas do Crime de B. M. Gill pela Círculo do Livro (1986)
>>> Os Melhores Contos de Alexandre Herculano de Alexandre Herculano pela Círculo do Livro (1982)
COLUNAS

Quarta-feira, 30/10/2013
Vai lavar uma pia de louça que passa
Adriana Baggio

+ de 3100 Acessos

Parece piadinha machista, mas não é. Um dia desses, reclamei no Facebook que estava com preguiça de lavar louça. Os talheres sujos se acumulavam na pia e eu não queria tomar tempo do trabalho, mesmo que pouco, pra fazer o serviço. Uma amiga comentou na postagem que lavar louça era como meditar. Em certo ponto, acredito que ela tem razão.

Louça chata é aquela do dia a dia, que tira o tempo do trabalho, do descanso, do lazer ou de qualquer outra coisa melhor/mais importante que se tenha para fazer. É aquela tarefa repetitiva, monótona, sem sentido. Você lava a louça, ela suja, você lava de novo, e assim vai. Mas aquela louça grande, que enche a pia depois de uma refeição especial, é diferente: lavar os pratos, copos e talheres que foram anfitriões de um encontro entre amigos, da reunião de família ou de um jantar romântico, ah, aí sim, é como meditar. Lava-se não apenas a louça, também a alma. É purificador. Depois de água, esponja e detergente, tudo fica mais brilhante, inclusive os pensamentos.

E se os pratos saíram da mesa para a pia praticamente limpos, dá aquele orgulho: as pessoas gostaram da sua comida. Tem coisa melhor do que ver gente se deliciando com algo que você cozinhou? Tem: ver o homem que você ama raspar o prato. Pode ser o amor da sua vida ou o amor daquela noite. Mas que delícia, no dia seguinte, ao encher pratos e copos de espuma, lembrar do apetite dele. Enfim, voltemos à meditação.

Como a meditação, esse lavar-louças terapêutico tem um método. E acredito que ele varia de pessoa pra pessoa. O meu é o seguinte: primeiro, é preciso preparar o ambiente. Tirar todas as coisas da mesa, guardar o que pode ser guardado, para não ocupar espaço na cozinha. Botar os restos de comida no lixo. Organizar os utensílios por categoria: os copos, os pratos, os talheres, as travessas, as panelas, os plásticos. Encher a chaleira e colocar água pra ferver. Guardar a louça seca que porventura esteja no escorredor. Colocar as luvas de borracha (água, especialmente quente, e detergente, são péssimos para a pele das mãos). Depois desses preparativos, a louça está pronta para ser lavada e a cabeça pode se deixar levar, já que são as mãos que vão trabalhar.

Gosto de colocar boa parte da louça dentro da pia. Assim, enquanto vou lavando algumas, a água vai caindo nas outras, amolecendo a sujeira. Molho a esponja, coloco detergente e começo pelos copos e xícaras, como minha mãe me ensinou. Ah, antes de continuar, um parêntesis sobre o detergente: gosto daqueles transparentes, porque me passam uma sensação maior de limpeza e de pureza. Sem falar que não "poluem" visualmente a pia. Acho que a marca Ypê (olha o jabá aí, gente!) é de boa qualidade e atende essa minha exigência estética. Fecha parêntesis.

Pois bem, os copos. Se teve vinho na refeição, fiz questão de usar minhas taças bojudas de cristal, que são meu orgulho (posso abrir mais um parêntesis? A Danuza Leão diz que o Brasil é o único lugar onde se chama copo de vinho de "taça". Em outros idiomas temos glass, verre, bicchiere... Fecha parêntesis de novo). Elas serão lavadas por primeiro, com bastante cuidado, e serão colocadas pra secar em segurança na mesa da sala, onde a chance de serem atingidas pelos meus movimentos espaventados é bem menor.

Depois dos copos e das xícaras, vêm os pratos de sobremesa. E em seguida os pratos da refeição. A cada grupo que é ensaboado, a torneira fica fechada. Quando as peças são enxaguadas, já fazem uma espécie de pré-lavagem naquelas que estão na pia. Economiza água sem prejudicar o desempenho da tarefa - assim como a gente não deve desperdiçar energia com pensamentos/coisas/pessoas que não vão agregar nada em nossa vida.

Uma parte importante é a organização dos utensílios no escorredor. A ordem ao lavar deve levar isso em conta. Copos ficam no suporte específico. Xícaras e canecas mais largas podem ir sobre eles. Pratos grandes mais ao fundo, depois os menores. Por fim, os potes e travessas no espaço que restou, sempre com os menores embaixo e os maiores em cima, para aproveitar espaço. As peças mais delicadas ou muito grandes, coloco na mesa mesmo. E os talheres vão para algum recipiente grande, porque nessas ocasiões são muitos e ficam caindo do lugar destinado a eles no escorredor (pense numa coisa irritante).

Depois de tudo lavado, inclusive as panelas, é a vez da lixeirinha de lixo orgânico e o suporte do detergente, os cantinhos da pia, ou seja, de fazer aquela limpezinha detalhada que nenhuma diarista faria, mesmo que eu tivesse uma. Quando tudo isso tá pronto, vem a melhor parte. A apoteose. O namastê.

A cozinha do meu apartamento foi comprada numa loja de bairro, uma casas bahia da vida. É uma cozinha branca, modular, simples mas bonitinha (e boa, porque tem seis anos e continua firme e forte). Não fazia questão de marca e nem que fosse planejada. Guardei minhas exigências para outra parte: a pia. O tampo não podia, em hipótese alguma, ser de aço inox. Tinha que ser de granito. E quando fui escolher a cor da pedra, percebi que só seria feliz com o verde labrador, a mais cara de todas.

Limpar esse granito depois de lavar toda louça é um prazer quase sensual. Por mais que tenha usado água quente da torneira nas etapas anteriores, ela não é quente o bastante. Lembram que eu coloquei água pra ferver antes de começar os trabalhos? Pois bem, agora a chaleira está chiando, impaciente, e a água borbulha alucinadamente. Desligo o fogo e verto a água sobre o granito e a cuba de aço. Quase posso ver a gordura se dissolvendo, as partículas de sujeira se desintegrando, tudo sendo carregado para o ralo. Com a ajuda de um rodinho, tiro o excesso de água, que seca rapidinho porque está muito quente. Minha pedra fica linda, imaculada e seca. Purificada e serena, como eu.


Adriana Baggio
Curitiba, 30/10/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Brasil, o buraco é mais embaixo de Luís Fernando Amâncio
02. Super-heróis ou vilões? de Cassionei Niches Petry
03. Minha finada TV analógica de Elisa Andrade Buzzo
04. 4 livros de 4 mulheres para conhecer de Ana Elisa Ribeiro
05. Esquerda x Direita de Marta Barcellos


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A BOA TERRA
PEARL S BUCK
GLOBO
(1992)
R$ 6,65



CIDADÃO DO CRIME
JESS WALTER
LANDSCAPE
(2006)
R$ 13,00



CONVIVÊNCIA - UMA NECESSIDADE VÁRIOS DESAFIOS
AUGUSTO MONTEIRO BORGES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



LA CONSOLANTE
ANA GAVALDA
J´AI LU
(2008)
R$ 20,00



A DIVINA SABEDORIA DOS MESTRES
BRIAN WEISS
SEXTANTE
(1999)
R$ 10,50



O BRASIL PÒS MILAGRE
CELSO FURTADO
PAZ E TERRA
(1983)
R$ 28,40
+ frete grátis



MEDITAÇÃO PARA AS NOVAS MAMÃES
BETH WILSON SAAVEDRA
ROCCO
(1997)
R$ 7,00



DA AÇÃO PAULIANA
LAURO LAERTES DE OLIVEIRA
SARAIVA
(1979)
R$ 25,82



MEMÓRIAS SOBRE A VIAGEM DO PORTO DE SANTOS À CIDADE DE CUIABÁ
LUIZ DALINCOURT
ITATIAIA
(1975)
R$ 10,00



NOVAS TÉCNICAS DE REFRIGERAÇÃO COMERCIAL EM HOTELARIA, VOLUME 1
VICTOR MONTEIRO
LIDEL
(2001)
R$ 37,00





busca | avançada
29791 visitas/dia
1,1 milhão/mês