Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
83267 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Zeca Camargo participa de webserie sobre produção sustentável de alimentos
>>> Valéria Chociai é uma das coautoras do novo livro Metamorfoses da Maturidade
>>> Edital seleciona 30 participantes do país para produção de vídeos sobre a infância
>>> Joca Andreazza dirige leitura de Auto da Barca de Camiri na série 8X HILDA
>>> Concerto Sinos da Primavera
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Janelário
>>> A vida é
>>> (...!)
>>> Notívagos
>>> Sou rosa do deserto
>>> Os Doidivanas: temporada começa com “O Protesto”
>>> Zé ninguém
>>> Também no Rio - Ao Pe. Júlio Lancellotti
>>> Sementinas
>>> Lima nova da velha fome
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Pesquisa e blog discutem "Marca Amazônia"
>>> Vida e morte do Correio da Manhã
>>> O site de Dorival Caymmi
>>> Entrevista à revista Capitu
>>> Figuras de linguagem e a escrita criativa
>>> Arte e Poupança
>>> Entrevista com Paulo Polzonoff Jr.
>>> A Marcha da Família: hoje e em 1964
>>> A escola está acabando
>>> Co-opting creative revolution
Mais Recentes
>>> Quarup de Antônio Callado pela Circulo do Livro
>>> As Vantagens de Ser Otimista de Allan Percy pela Sextante (2014)
>>> A Turma do Arrepio Nº 22 de Globo pela Globo (1991)
>>> Mundo do Terror Nº 12- Monstro Humano de Press Editorial pela Press Editorial (1987)
>>> Elogio da Mentria de Patricia Melo pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Chefão - a Verdade Sobre a Máfia de Mário Puzo pela Expressão e Cultura (1970)
>>> Vigiar e Punir de Michel Foucault pela Vozes (1999)
>>> Uma Constelação de Fenômenos Vitais de Anthony Marra pela Intrinseca (2014)
>>> Os Reinos Bárbaros de Luciano Ramos pela Ática (1998)
>>> Tormenta de Espadas as Crônicas de Gelo e Fogo Livro 03 de George R R Martin pela Leya (2011)
>>> Morte no Litoral - um Crime Quase Perfeito de Nádia São Paulo pela Novo Século (2009)
>>> Pedagogia do Oprimido de Paulo Freire pela Paz & Terra (1968)
>>> As Tecnologias da Inteligencia de Pierre Lévy pela Editora 34 (1993)
>>> O Outro Lado da Vida do Crime - Autobiografia de Jucelino da Silva pela Nova Letra (2005)
>>> A Costureira de Dachau de Mary Chamberlain Alyne Azuma pela Harper Collins (2015)
>>> Roberto Marinho de Pedro Bial pela Jorge Zahar (2004)
>>> Pelo Caminho de Emaús de Ir. María de Lurdes Gascho (Coord) pela Loyola (2001)
>>> Os Reinos Bárbaros de Luciano Ramos pela Ática (1998)
>>> Morte na Alta Sociedade de Georges Simenon pela Globo (1987)
>>> Agitação á Beira- Mar Série Vaga Lume de Leusa Araujo pela Ática
>>> A História É Amarela - uma Antologia de 50 Entrevistas... de Equipe Abril pela Abril (2017)
>>> The Treasure of Monte Cristo de Alexandre Dumas; John Escott pela Macmillan Education (2010)
>>> Kátia Boca de Tambor - Qualquer Um, Menos Eu de Nancy Krulik pela Fundamento (2011)
>>> Psicologia Comportamental do Adolescente de Carlos del Nero pela Edibell (1970)
>>> A Utopia do Brasil de Justo Junior pela Soler (2004)
COLUNAS

Quinta-feira, 24/4/2003
Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor*
Adriana Baggio

+ de 40500 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Por que será que as pessoas mais interessantes são as mais mal humoradas? Não o mau humor no sentido da chatice, da cara amarrada, do estraga prazeres. É o mau humor das frases mordazes, das tiradas sarcásticas, da maldade calculada. São pessoas cuja companhia é como uma deliciosa picanha mal passada com dois centímetros de gordura. Apesar do prazer que proporciona, pode matar você. Pessoas maldosas nos fazem rir, mas inevitavelmente, uma hora outra, somos nós que serviremos de matéria-prima para seus comentários maldosos. Para poder ficar só com a melhor parte da história, apele para Mau humor - uma antologia definitiva de frases venenosas, do colecionador de víboras Ruy Castro (Companhia das Letras, 2002).

Depois de O melhor do mau humor (1989), O amor de mau humor (1991) e O poder de mau humor (1993), Ruy conseguiu encontrar mais 400 frases venenosas e acrescentar ao repertório já formado, dando origem a esta antologia. Uma oportunidade, já que as outras edições estão esgotadas. É a versão definitiva sobre a capacidade humana de falar mal dos seus e de si mesma.

Mau humor é um livro para ser saboreado como a morte lenta e agonizante de um desafeto. É a chance que temos de nos vingar por tabela de nossos pais, nossos amigos, nossos amores, nossos chefes, nosso país. Enquanto pessoas comuns como nós correm o risco de ser rejeitadas, espancadas e eventualmente processadas se destilam o veneno que desejam, os autores das frases deste livro puderam maldizer à vontade, sem grandes riscos. Eles falaram o que muitas vezes gostaríamos de ter dito, e que na verdade dissemos. Muitas tiradas já estão incorporadas ao nosso repertório, e agora temos a chance de saber quem o foi o autor da pérola.

Todos sabemos o quanto é importante o respeito às pessoas, às minorias, às normas sociais. Mas convenhamos: seguir nessa linha não tem graça nenhuma. É por isso que algumas frases de Mau humor podem chocar, ferir suscetibilidades. Mas foi justamente a possibilidade de não ter que se preocupar com esses limites que propiciou a criação destas frases. Sem falar, é claro, da criatividade, do conhecimento e do puro espírito de porco dos autores.

A antologia reúne de frases célebres e consagradas até tiradas desconhecidas. Vai do humor depressivo e obsessivo de Nelson Rodrigues às tiradas chiques de Danuza Leão; da erótica mordacidade de Mae West ao veneno malandro de Agamenon Mendes Pedreira; da crueldade de Ivan Lessa à total falta de sentimentos de Groucho Marx; do dicionário cáustico de Ambrose Bierce as elucubrações psicanalíticas de Woody Allen. Mas de que adianta ficar falando? Segue uma palhinha das frases mais politicamente incorretas só para despertar o gosto de sangue:

O homem casado, se não transar com as amigas da mulher, vai transar com quem? Eduardo Mascarenhas

A amante perfeita é aquela que se transforma em pizza às quatro da manhã. Charles Pierce

Amar é... ser a primeira a reconhecer o corpo dele no instituto médico legal. Ivan Lessa

Uma mulher só precisa de quatro animais na vida: uma raposa no armário, um tigre na cama, um Jaguar na garagem e um burro para pagar por tudo isso. Mae West

A arte abstrata é um produto dos incompetentes, vendida pelos inescrupulosos e comprada pelos imbecis. Al Capp

Para quem nunca voou num Fokker, um aviso: Fokker é uma corruptela de fuck you. Sérgio Augusto

Certas mulheres deveriam apanhar regularmente, como gongos. Noël Coward

Sou a favor do canibalismo compulsório. Se as pessoas fossem obrigadas a comer o que matam, não haveria mais guerras. Abbie Hoffman

*Adaptado de Mae West: "quando eu sou boa, sou ótima. Mas quando sou má, sou muito melhor".

Para ir além





Adriana Baggio
Curitiba, 24/4/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De volta à antiga roda rosa de Elisa Andrade Buzzo
02. A selfie e a obsolescência do humano de Marta Barcellos
03. Acorda e vai trabalhar. Que seja até morrer de Alline Jajah
04. Tchekhov, o cirurgião da alma de Jonas Lopes
05. Diploma ou não diploma... não é esta a questão de Daniela Castilho


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2003
01. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
02. Aventuras pelo discurso de Foucault - 30/1/2003
03. Carga mais leve para Pedro e Bino - 8/5/2003
04. Apesar da Barra, o Rio continua lindo - 9/1/2003
05. Encontro com o peixe-boi - 16/1/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/4/2003
19h35min
Cara Adriana, Depois de ler o seu texto e ter comprado antologia do Ruy Castro,tenho cada vez mais certeza que ser simpático é muito chato e não produz boas piadas. Abraços Otávio
[Leia outros Comentários de Otávio]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Vivir para Contarla
Gabriel García Márquez
Debolsillo
(2017)
R$ 50,00
+ frete grátis



Portinari, o Menino de Brodósqui
Candido Portinari
Livroarte
(2001)
R$ 25,00



Odisseia
Homero
Delprado
R$ 18,97



O Magnífico Reitor
Louis Auchincloss
Nova Fronteira
R$ 6,90



Sociedade e Território Vol. 31 32 Dezembro Revista de Estudos Urban...
Diversos Autores
Reur
(2000)
R$ 22,66



Texde Ouro Nº 68
Jake T. Forbes; Chris Lie
Mythos
(2006)
R$ 1.487,00



Explicando o Santo Sudário
Renzo Baschera
Ediouro
(2005)
R$ 7,50



Projeto Multiplo: Matemática Volume 3 - Livro do Aluno
Luiz Roberto Dante
Ática
(2014)
R$ 120,00



Iniciacao (col. Circulo Secreto) - Vol. 1
L. J. Smith
Galera Record
(1992)
R$ 10,00



Vivencias Hiperfísicas
Vera Filizzola
Luz Azul
(1995)
R$ 5,00





busca | avançada
83267 visitas/dia
2,3 milhões/mês