Geração X-Tudo | Adriane Pasa | Digestivo Cultural

busca | avançada
48338 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 12/8/2013
Geração X-Tudo
Adriane Pasa

+ de 2800 Acessos

Depois que estudiosos enquadraram as pessoas em "gerações", tudo ficou mais fácil de entender. E também de etiquetar, carimbar, separar os indivíduos. Afinal, tudo no mundo tem que estar dentro de uma categoria, não é mesmo? É super útil. Minha vida mudou depois de saber que sou da "geração X"; segundo a Wikipédia, o termo foi inventado pelo fotógrafo da Magnum, Robert Capa, em 1950. Depois disso houveram outras conclusões e estudos, mas pra simplificar, é a geração nascida aproximadamente entre os anos 1960 até o final dos anos 1970. Quem nasceu de 1980 em diante, é a tal geração Y, tão falada, tão polêmica, rotulada de mimadinha, imediatista e antenada que ficou até chata. Injustiça. Nem todos são assim. O que dá certa inveja é a "leveza" e desapego com que tratam certos assuntos. É a geração do "tô nem aí" e "amanhã arrumo coisa melhor". Parece tudo tão simples pra eles, como um misto-quente.

Li nas internete que o termo "X" se deve a um estudo realizado para classificar a geração de adolescentes da época. Não se sabe ao certo se o "X" se refere à expressão em inglês "X Rated" - que tem a ver com atos e produtos pornográficos - ou se a referência é ao "X" como uma incógnita. Acho que tem mais a ver com pornografia (rs).

Dizem também que esta geração é formada por pessoas que são mais sensíveis que a anterior, mais maduras, que romperam com muitas coisas, souberam conviver melhor com o sexo oposto, lutaram por seus direitos, desprenderam-se de laços familiares sufocantes e buscaram a liberdade também na arte, na música e na poesia. E deram com os burros n'água muitas vezes e isso se repete até hoje. O ser humano é tudo igual em muitas coisas e isso não depende de época.

Alguns dizem que somos mal resolvidos. Acho que agora entendo o tal do "X" de enigmático, que é uma palavra linda pra disfarçar outra: paranóico. Eu acho que somos meio "noiados" mesmo, cheios de preocupações e culpas que não nos levam a nada. Não nos damos bem com a geração anterior e conflitamos com a nova. Adoramos dizer que batalhamos para chegar onde chegamos e o quanto "sofremos". Adoramos falar que a geração Y foi criada ~tomando Toddynho na cama~ (eu vivo dizendo isso). Adoramos gente da nossa idade, vejam só. Somos passionais, maternais, muito apegados a coisas e pessoas. Somos "obedientes" e respeitamos relações hierárquicas, mas por dentro estamos querendo mandar tudo pra p.q.p. Dizem que isso pode dar câncer. Somos experts em obsessões, manias e carências. Queremos muita coisa dentro do sanduíche, mas temos que ser "responsáveis".

Como não nascemos "conectados", vivemos a transição passando pelo deslumbramento e pelo medo das novas tecnologias. E adoramos falar que vimos tudo acontecer. Um "piscar de olhos" e tcharam! Tudo estava em rede. E a gente ali, vivendo tudo intensamente, a loucura da evolução da internet e da morte de várias coisas. Morte da fita k-7, das conversas no telefone fixo, morte do vinil, morte da arte, morte da bezerra.

Mas a fase cor-de-rosa existiu. Dentro da geração X há os que viveram os anos 80 e 90 na sua adolescência e juventude. Estas décadas foram um presente, de certa forma. Tudo era meio exagerado e meio inocente, a música era ótima (The Cure, The Smiths, New Order, Madonna, Michael Jackson, Cyndi Lauper, só pra citar alguns) e a gente não tinha essa coisa de enquadrar as pessoas em minorias. As meninas eram loucas por George Michael, por exemplo, e nem desconfiavam que ele era gay! Não se falava nisso. Não como hoje.

Os relacionamentos amorosos eram um show à parte. Existia o "pedir em namoro", o "pedir um beijo". A gente sofria mesmo, era uma coisa de louco. As festinhas de garagem eram regadas à refrigerante e salgadinhos Elma Chips e tinha dança da vassoura. Os mais velhos bebiam escondido. Os pais (da geração baby boomers) eram mais rigorosos e a criatividade tinha que ser usada até para escapar de casa no meio da noite. Foi aí que a gente aprendeu a técnica de chegar em casa de costas. Afinal, a gente tinha que dar nossos pulinhos pra sobreviver. Muita emoção.

Não havia TV a cabo, nem internet. Então, a gente assistia a muitos filmes na Sessão da Tarde ou no Supercine, Corujão, essas coisas. E os filmes, mesmo sendo em sua maioria norte-americanos, refletiam muito os jovens dos anos 80. Pelo menos em sua essência. Segue uma pequena seleção de "clássicos" da época da calça bag e de Like a Virgin. Muitos deles são de John Hughes, o diretor americano que marcou uma geração com filmes de temáticas jovens.

Essa seleção é especialmente para aqueles que hoje não se contentam com um simples cheeseburguer do McDonald's, querem mesmo é comer um X-Tudo bem gordurento, exagerado, pra se esbaldar e depois ficar morrendo de culpa. Senão não tem graça.

Porky's, 1982, de Bob Clark. (o American Pie da época).

Karate Kid, 1984, de John G. Avildsen. (dispensa apresentações)

Gatinhas e Gatões, 1984, de John Hughes (garota gosta de garoto que não gosta dela e tem outro garotinho chato e inconveniente que é apaixonado por ela. o mundo mudou pouco)

Admiradora Secreta, 1985, de David Greenwalt. (loira burra popular X morena inteligente e amiga do menino que é apaixonado pela loira).

Mulher nota 1000, 1985, de John Hughes. (nerds em busca da mulher perfeita. Kelly LeBrock, linda. Acho que até hoje tem homem que pensa nela...)

Clube dos Cinco, 1985, de John Hughes. (clássico dos clássicos da época, jovens "rebeldes" recebem castigo na escola)

Procura-se Susan Desesperadamente, 1985, de Susan Seidelman. (é, tem a Madonna, bem na época em que Like a Virgin estava quase estourando)

Curtindo a Vida Adoidado, 1986, de John Hughes. (Ahh, todos queriam ser como Ferris Bueller).

A Garota de Rosa Shocking, 1986, de John Hugues. (Foi o primeiro blockbuster deste diretor. Menina apaixonada por um menino rico e que tinha um amigo apaixonado por ela. Elenco sensacional e trilha sonora idem, confira aqui.)

Conta Comigo, 1986, de Rob Reiner. (drama, elenco pré-adolescente)

Labirinto - A Magia do Tempo, 1986, de Jim Henson. (fantasioso e romântico, com David Bowie)

Fiquem agora com Thieves Like Us, de New Order. Porque a gente tem bom gosto musical desde aquela época, aponta estudo ;)



Nota do Editor:

Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado no blog Cinema sem Blá Blá Blá.


Adriane Pasa
Rio de Janeiro, 12/8/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nos braços de Tião e de Helena de Renato Alessandro dos Santos
02. As sobras completas, poesias de Jovino Machado de Jardel Dias Cavalcanti
03. A Mão Invisível de Marilia Mota Silva
04. Um socialista na Casa Branca? de Celso A. Uequed Pitol
05. Gerald Thomas: Cidadão do Mundo (parte III) de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Adriane Pasa
Mais Acessadas de Adriane Pasa em 2013
01. Um Lugar para Fugir Antes de Morrer - 15/5/2013
02. Cego, surdo e engraçado - 19/4/2013
03. A grama do vizinho - 23/12/2013
04. Dooois ou um? - 28/10/2013
05. A verdade somente a verdade? - 26/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




BLESSINGS: A NOVEL
BELVA PLAIN
DELL
(1990)
R$ 19,90



OS SABORES DA BORGONHA
EMMANUEL BASSLEIL
SENAC
(2007)
R$ 10,00



AS CILADAS DA CIDADE
EDUARDO KALINA / SANTIAGO KOVADLOFF
BRASILIENSE
(1978)
R$ 7,90



ESTUDO DE TEMPOS PARA SUPERVISORES
GIUSEPPE MICHELINO
PUBLICAÇÕES EDUCACIONAIS
(1964)
R$ 5,00



A MÃO E A LUVA
MACHADO DE ASSIS
GLOBO
(1997)
R$ 5,00



CONFISSÕES DE UMA IRMÃ DE CINDERELA
GREGORY MAGUIRE, ROBERTO MUGGIATI
JOSÉ OLYMPIO
(2006)
R$ 27,00



LITERATURA ESTRANGEIRA
CAFÉ CENTRAL
PUBLICAÇÕES DOM QUIXOTE
(1998)
R$ 14,98



O JOGADOR SECRETO
PANDA BOOKS
PANDA BOOKS
(2015)
R$ 30,00



THE DIARY OF A PICK UP ARTIST
ADAM LYANS
CREATESPACE INDEPENDENT PUBLIS
(2009)
R$ 11,90



HUMANS
PAT WELCH
SIMON & SCHUSTER
(1985)
R$ 7,00





busca | avançada
48338 visitas/dia
1,3 milhão/mês