Cego, surdo e engraçado | Adriane Pasa | Digestivo Cultural

busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Toda forma de amor
>>> O filósofo da contracultura
>>> Oderint Dum Metuant
>>> Beleza e barbárie, ou: Flores do Oriente
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Melhores Blogs
>>> Dilbert
>>> Entrevista com Paulo Polzonoff Jr.
>>> Olavo de Carvalho: o roqueiro improvável
Mais Recentes
>>> Tudo valeu a pena de Zibia Gasparetto pela Vida e consciencia (2003)
>>> Concurso de Credores de Sylvio Martins Teixeira pela Jacintho (1936)
>>> Manual de Direito Processual Civil Vol.4 (Processo de Execução Processo Cautelar Parte Geral) de José Frederico Marques pela Saraiva (1976)
>>> Manual de Direito Processual Civil Vol.3 ( Processo de Conhecimento) 2ª Parte de José Frederico Marques pela Saraiva (1976)
>>> Codigo do processo Civil e Commercial do Estado de São Paulo (Annotações) de João Evangelista Rodrigues pela Revista dos Tribunais (1930)
>>> Traité Des Preuves En Droit Civil Et En Drit Criminel de Édouard Bonnier pela Librairie Plon (1888)
>>> Embargos de Nulidade e Infringentes do Julgado de E.D. Moniz de Aragão pela Saraiva (1965)
>>> Introdução ao estudo do processo Civil de Eduardo J. Couture pela José Bushatsky (1951)
>>> Estudo sobre o processo civil Brasileiro de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1947)
>>> Processão de Execução de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1946)
>>> Eficácia e Autoridade da Sentença e ouros escritos sobre a coisa Julgada. de Enrico Tullio Liebman pela Forense (1984)
>>> Princípios Gerais do Direito Processual de Anésio de Lara Campos Junior pela José Bushatsky (1964)
>>> Doutrina das Acções de José Homem Corrêa Telles pela H. Garnier (1902)
>>> Como Requer em Juízo ( Formulário Cível) de Yara Muller Leite pela Freitas Bastos (1967)
>>> Decisões de Decio Cesario Alvim pela Officinas do Centro da Boa Imprensa (1930)
>>> O Procedimento Sumaríssimo de Domingos Sávio Brandão Lima pela José Bushatsky (1977)
>>> Aspectos Fundamentais das Medidas Liminares de R. Reis Friede pela Forense (1993)
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume 3 de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1995)
>>> Curso de direito Processual Civil Volume 1 de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1995)
>>> Estudo sobre o processo civil Brasileiro de Enrico Tullio Liebman pela José Bushatsky (1976)
>>> Processão de Execução de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1980)
>>> Consultor Civil Acerca de Todas as Acções Seguidas no Fôro Civil de Carlos Antonio Cordeiro e Oscar de Macedo Soares pela H. Garnier (1910)
>>> O Brasil na vidão do artista. O país e sua cultura de Frederico Morais pela Prêmio (2003)
>>> Um certo ponto de vista. Pietro Maria Bardi 100 anos de Emanoel Araújo. Curadoria pela Burti (2000)
>>> A riqueza de um vale. A richly endowed valley de Ricardo Martins pela Kongo (2011)
>>> Tomie Ohake de Ana Paula Cavalcanti Simioni pela Folha de S.Paulo (2013)
>>> Bez Batti. Esculturas de Instituto Moreira Salles pela Ims (2006)
>>> Responsabilidade Civil - Doutrina e Jurisprudência de Yussef Said Cahali (Coordenador) pela Saraiva/ SP. (1984)
>>> O Problema da Língua Brasileira de Homero Senna (Entrev. c/ Prof. Souza da Silveira) pela Dep. Imprensa Nacional/ RJ. (1953)
>>> A Trégua de Mario Benedetti pela Alfaguara (2007)
>>> Divalndo Franco Responde Vol 1 de Divaldo Franco pela Intelitera (2010)
>>> Sonhos de J. J. Benitez pela Record (1995)
>>> Hora de Poesia de Ivan Luís Corrêa da Silva pela Modelo (2008)
>>> (In) Quietude Narrativas de Mim de Walkiria Helena pela Catalão em Prosa e Verso (2010)
>>> O Diário das Bruxas Parte I de F. A. F. Melo pela Catalão em Prosa e Verso (2008)
>>> Resgatando o Capital Humano de Roberto Boclin pela Folha Dirigida (2015)
>>> Personas Sexuais de Camille Paglia pela Companhia das Letras (1994)
>>> Uma Vida com Karol de Cardeal Stanislaw Dziwisz pela Objetiva (2007)
>>> Quem Me Roubou de Mim? de Pe. Fábio de Melo pela Canção Nova (2008)
>>> Saúde de Miramez João Nunes Maia pela Fonte Viva (2016)
>>> Ataque do Comando P. Q. Descobrindo os Clássicos de Moacyr Scliar pela Ática (2004)
>>> Divalndo Franco Responde Vol 2 de Divaldo Franco pela Intelitera (2013)
>>> The Colour Of Memory de Geoff Dyer pela Canongate (2012)
>>> Dark Places de Gillian Flynn pela Phoenix (2009)
>>> O Livro que Ninguém Leu de Owen Gingerich pela Record (2008)
>>> Coisas que Todo Professor de Português Precisa Saber a Teoria na Prática de Luciano Amaral Oliveira pela Parábola (2010)
>>> Políticas da Norma e Conflitos Linguísticos de Xoán Carlos Lagares Marcos Bagno pela Parábola (2011)
>>> Robinson Crusoe de Daniel Defoe pela Barnes & Noble Classics (2003)
>>> Sense And Sensibility de Jane Austen pela Barnes & Noble Classics (2004)
>>> Muito Antes de 1500 de Epiága R. T. pela Madras (2005)
COLUNAS

Sexta-feira, 19/4/2013
Cego, surdo e engraçado
Adriane Pasa

+ de 3700 Acessos

Nunca ouvi tanta gente falando de um filme do Haneke como agora, sobre sua obra mais recente, Amour (Michael Haneke, 2012), que concorre ao Oscar deste ano e por isso até a "massa" está comentando. Eu vi e não achei tudo isso. Não é meu Haneke preferido (e ele é meu preferido, depois de David Lynch) e está longe de ser porque pra mim faltou a ousadia peculiar que o diretor sempre coloca, aquela sensação de estranhamento e dúvida que acompanha suas histórias. Vou receber uma enxurrada de críticas, mas tudo bem. O ódio é primo do amor, não? Se eu fosse mais spoiler criticaria ainda uma cena do final em que ~todo mundo se chocou~, mas não farei isso assim, de graça. Acho que as pessoas se comovem demais (ou querem parecer comovidas) com um tipo de amor convencionado, aquele que dura mil anos na tristeza ou na alegria, na saúde ou na doença, na riqueza ou na pobreza, que carrega o sofrimento. A visão de amor é geralmente reduzida a duas coisas: a uma paixão avassaladora à primeira vista (que hoje está ~super~ na moda) ou à imagem daquele casal de velhinhos contemplando juntos a linha do horizonte. Tudo bem, é uma coisa linda, mas há várias outras formas de amar e de viver um grande amor, inclusive, dentro do próprio amor de muitos anos de convívio.

Tentar definir o amor é reduzi-lo, então vou parar por aí. Vou citar alguns filmes que mais me marcaram dentro deste tema e que são, para mim, histórias de amor intensas, bonitas e que fazem a gente ampliar nossa cegueira, ops, visão. Começo com o amor construído, descoberto e sensível de O Despertar de uma Paixão (John Curran, 2006), sim, sei que o nome nacional é péssimo. O nome original é The Painted Veil. Baseado no romance homônimo de William Somerset Maugham, com os excelentes Edward Norton e Naomi Watts (meus atores prediletos ) é, de longe, meu "filme de amor" preferido. É um amor que começa aristocrático, passa pela traição e depois cresce na admiração. Com uma trilha sonora de tirar o fôlego, uma história dramática em tempos de cólera, se passa em Guilin, região chinesa de Guangxi. Mostra como um contexto pode transformar o que sentimos. O mais incrível deste filme é que cada detalhe desta transformação de amor é cuidadosamente revelado em cenas e diálogos sutis, para quem observa com o coração. É de chorar três dias.

Um filme que não canso de assistir é Encontros e Desencontros (Sofia Coppola, 2003). Esta história de amor é daquelas que duram poucos dias, mas ficam eternizadas na mente. Duas pessoas solitárias que encontram uma na outra um mundo paralelo, um lugar para entregar seus desertos. Aquele amor que parece com amizade, aparentemente calmo, que a gente fica torcendo para "acontecer algo". E acontece tudo, dentro do possível.

As Pontes de Madison (Clint Eastwood, 1995), baseado num romance, é um filme sem pieguices. Poderia ser um clichê mal feito, mas é tão sincero, tão honesto, que simplesmente nos colocamos no lugar dos personagens. Uma dona de casa que mora no meio do nada e que de repente conhece um fotógrafo e ai, meu Deus. Um amor de tirar o fôlego, que dura poucos dias e é amor de decisão. Bom, e qual amor não é?

Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Michel Gondry, 2004) não é um filme que me emocionou tanto, mas a ideia é fantástica e original e a história é construída de uma forma genial. Imagine se você pudesse, a partir de uma máquina, apagar de sua memória a pessoa que ama e que não ama você? Ou apagar um amor que te magoou e começar de novo sem a lembrança do passado? O casal é formado pelos atores Jim Carrey e Kate Winslet, excelentes nos papéis.

Melhor é Impossível (James L. Brooks, 1997) é um filme obrigatório. Como não amar um obsessivo-compulsivo interpretado por Jack Nicholson e que escolhe só as calçadas brancas para pisar? É o clássico da recusa do amor até que água mole em pedra dura tanto bate até que fura. E a Helen Hunt tá linda.

Sobre o amor gay, recomendo De Repente, Califórnia (Jonah Markowitz, 2007). Sincero, triste, delicado. Em meio a problemas familiares, um rapaz descobre sua sexualidade e os conflitos que vêm com ela, num cenário de praia e muito surf. É um filme que vai muito além de Brokeback Mountain.

E para tocar no reino das comédias românticas, pra ninguém dizer que eu só falo de dramas, Alguém Tem que Ceder (Nancy Meyers, 2003) é um clássico moderno deste gênero. Um roteiro impecável e atuações ótimas de Jack Nicholson e Diane Keaton, que todo mundo deveria assistir. Fala de clichês de uma forma leve e divertida.

Esses dias li um texto que dizia que o amor também nasce do encontro entre almas inquietas com o mundo a sua volta. Amores de revolução são assim, os que fazem o mundo mudar e se hoje estamos aqui, vivos e lendo coisas na internet, é porque várias destas almas inquietas se apaixonaram e prepararam o terreno pra gente. Um dia escrevo um post só sobre filmes de amor assim, "revolucionários".

E pra provar que o amor tem tudo a ver com humor, amizade e é muito mais gostoso quando a gente encontra alguém que nos faz rir, termino com esta cena memorável do filme Harry e Sally - Feitos um para o outro (Rob Reiner, 1989), que também é uma clássica comédia, em que Meg Ryan simula um orgasmo num restaurante. Se o amor não fosse cego, estaríamos perdidos.



Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado no blog Cinema Sem Blá Blá Blá.


Adriane Pasa
Curitiba, 19/4/2013


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
02. Momento ideal & conciliação de Ana Elisa Ribeiro
03. Espírito e Cura de Ricardo de Mattos
04. O caso Luis Suárez de Humberto Pereira da Silva
05. A vingança dos certinhos de Marta Barcellos


Mais Adriane Pasa
Mais Acessadas de Adriane Pasa em 2013
01. Um Lugar para Fugir Antes de Morrer - 15/5/2013
02. Cego, surdo e engraçado - 19/4/2013
03. Dooois ou um? - 28/10/2013
04. A grama do vizinho - 23/12/2013
05. A verdade somente a verdade? - 26/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O SENHOR AGORA VAI MUDAR DE CORPO
RAIMUNDO CARRERO
RECORD
(2015)
R$ 29,00



O MODELO DE MEDO E RAIVA - 6312
DIOGO LARA
REVOLUÇAO DE IDEIAS
(2006)
R$ 12,00



O ATENEU
RAUL POMPÉIA
ÁTICA
(1984)
R$ 5,00



ELAS ESTÃO DESCONTROLADAS
MARCELO AOUILA
LIVROS ILIMITADOS
R$ 34,90



TRANSPORTES E SEGUROS NO COMÉRCIO EXTERIOR
SAMIR KEEDI
ADUANEIRAS
(2003)
R$ 70,00



DIÁRIO DE LARISSA MANOELA
LARISSA MANOELA
CASA DOS LIVROS
(2016)
R$ 10,00



FÍSICA 2 - TERMOLOGIA - ÓPTICA - ONDULATÓRIA
BONJORNO, E OUTROS
FTD
(2013)
R$ 9,80



A HISTÓRIA DO PARTIDO COMUNISTA DA ÍNDIA (MAOÍSTA)
MATEUS RANZAN
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



LETTERHEAD & LOGO DESIGN (BOOK 5)
CROSS COLOURS
ROCKPORT PUB
(1998)
R$ 50,00



ARTE CONTA HISTÓRIAS: BALÉ DOS SKAZKÁS
KATIA CANTON
NÃO CONSTA
(1996)
R$ 5,50





busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês