O que está por baixo do medo de usar saia? | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
60317 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Alfredenses são receptivos, afirma turista
>>> Por um trânsito mais humano, artistas pintam os muros de escolas públicas em Embu das Artes
>>> PAULUS Editora lança a obra clássica 'A Revolução dos Bichos', de George Orwell
>>> Tik lança EP autoral que transita entre rock, jazz e indie
>>> CASA MUSEU EVA KLABIN RELEMBRA A SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922 EM FESTIVAL NO MÊS DE MAIO
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A história da canção: entrevista Paulinho Moska
>>> Poesia e papo furado
>>> Saints and Sinners
>>> Memorial de Berlim
>>> Caçar em campo alheio ou como escrever crônicas
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma relação orgânica com a rede
>>> BBB e Narciso
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Apesar de vocês
Mais Recentes
>>> Cruzada em Jerusalém de Cecelia Holland pela Ediouro (2005)
>>> O Marido do Doutor Pompeu de Luís Fernando Veríssimo pela Circulo do Livro (1987)
>>> Disney Jumbo 5 de Abril pela Abril (2013)
>>> Da Cor Da Dor - Transtorno Afetivo Bipolar - Saude de Roberto Massoni pela FiloCzar (2021)
>>> O Veneno da Madrugada de Gabriel García Márquez pela Record (2014)
>>> Série Bom Livro Memórias de um Sargento de Milícias de Manuel Antônio de Almeida pela Ática (2001)
>>> Beyond National Borders de Kenichi Shioda pela The Word
>>> O Paraíso é uma Questão Pessoal de Richard Bach pela Record (1974)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Zero Hora (1997)
>>> Fora de Mim de Richard Bach pela Record (2000)
>>> As Aventuras do Caça Feitiço O Destino 8 de Joseph Delaney pela Bertrand Brasil (2014)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Zero Hora (1997)
>>> Reflexões Sobre Aulas de Leitura, Pcn de Línguas e Prática do Professo de Eveline Mattos Tápias-oliveira pela Cabral Universitária (2015)
>>> World English Intro A - Student Book With CD-ROM de Martin Milner pela Cengage Learning (2010)
>>> o Cortiço de Aluísio Azevedo pela Martin Claret (2003)
>>> À Mão Livre: a Linguagem do Desenho de Philip Hallawell pela Melhoramentos (1994)
>>> Morgoth ´s Ring - Literatura - Ingles de J.R.R Tolken pela Harper Collins (1994)
>>> Os Sacramentos da Vida e a Vida dos Sacramentos de Leonardo Boff pela Vozes (2001)
>>> Alergias de Dr. Jean Louis Brunet pela Larousse (2006)
>>> Comunicação Não Violenta de Marshall Rosenberg pela Agora
>>> Comunicação Não Violenta de Marshall Rosenberg pela Agora
>>> As aventuras do caça feitiço o pesadelo 7 de Joseph Delaney pela Bertrand Brasil (2013)
>>> Freeway to English 1 ( Livro + Cd ) de Vários Autores pela Richmond (2014)
>>> Cronica Escolhidas Machado de Assis de Fernando Paixão pela Atica
>>> A Casa de Bonecas Nº 2 Sandman Especial de Neil Gaiman - Mike Dringenberg - Malcolm Jones Iii pela Globo
COLUNAS

Quinta-feira, 27/2/2014
O que está por baixo do medo de usar saia?
Adriana Baggio

+ de 6100 Acessos



Em meados de fevereiro, último dia daquela onda de calor que torrou os miolos dos curitibanos, alunos de uma faculdade de Comunicação Social aqui da cidade foram para aula usando saia.

A inspiração veio do rapaz no Rio de Janeiro que não pode ir trabalhar de bermuda. Já que as saias não eram proibidas, foi o que ele vestiu. Ficou famoso nas redes sociais. Aproveitando o vácuo da repercussão, o apresentador de TV Rodrigo Faro postou fotinha no dia seguinte chegando de saia na emissora. Como se fosse o que ele veste todo dia.

Mas enfim. Os alunos não são celebridades em busca de audiência e nem são proibidos de usar bermuda na faculdade. Suas motivações eram outras: questionar as proibições sem sentido; gerar uma reflexão sobre as constrições sociais que regem o que se pode ou não vestir; provocar uma fratura no senso comum, para que se entenda que essas coisas que parecem tão certas não têm nada de naturais. São culturais e, como cultura, podem mudar de uma época para outra, dependendo do pendor da sociedade.

Ao serem apresentados a esta ideia - ir de saia para a faculdade -, alguns tiveram receio: "Melhor não, vão pensar que sou gay". Por mais que não haja a mínima relação entre roupa e orientação sexual, quem pode culpá-los por pensar assim? Estamos tão habituados aos simulacros de gênero e sexualidade da nossa sociedade que mal nos damos conta do tanto de desconhecimento que envolve o assunto e a maneira como lidamos com ele.

A saia é uma roupa associada ao gênero feminino. Mas não foi sempre assim. Durante muito tempo, todo mundo, fosse homem ou mulher, usava "saia". Imperadores machos e viris usavam saia. Conquistadores bárbaros e cruéis usavam saia. Jesus usava saia. (E eu nunca ouvi ninguém dizer que Jesus era gay por causa disso.)

Gênero é uma construção cultural que classifica os seres humanos em homens e mulheres, ou seja, em gênero masculino e feminino. As marcas de gênero incluem, é óbvio, aspectos físicos e gestuais, mas não se limitam a eles. E nem sempre as marcas de gênero que certa pessoa apresenta correspondem ao seu sexo biológico.

Ser homem ou mulher - ou melhor, macho e fêmea -, tem a ver com a genitália que apresentamos ao nascer. Mas nem sexo (genitália) nem gênero (construções culturais) definem o que é ser gay ou hétero. A homossexualidade e a heterossexualidade têm a ver com a orientação dos nossos relacionamentos afetivo-sexuais.

É importante frisar o uso da palavra orientação (e não de outra mais determinante ou normativa). Primeiro: trata-se de algo com o qual a pessoa nasce, e não de uma "opção" feita em determinado momento da vida. Segundo: ela indica, e talvez isso seja o mais assustador para alguns, que eventualmente um heterossexual pode experimentar um episódio de homossexualidade. E vice-versa.

Se essas explicações desconstroem a associação entre a roupa e a homossexualidade, elas não dão conta de outros aspectos do receio expresso lá no começo, que seriam: a masculinidade de alguém é algo tão frágil que pode ser colocada em xeque pelo simples uso de uma peça de roupa? Quantos pesos é preciso carregar para ser reconhecido como homem em nossa sociedade? E mais: por que essa obsessão em determinar o que homens e mulheres podem ou não vestir?

Até poucos anos atrás, ainda existia no código penal da França uma lei que proibia as mulheres de usarem calça comprida. Na sua origem, a justificativa para essa lei era a necessidade de se identificar claramente os gêneros. Algo que não seria tão peremptório se os gêneros fossem tratados com igualdade, se um não tivesse mais privilégio do que outro. Certo?

Aliás - e isso é interessante -, as saias, hoje, são quase que "proibidas" também para as mulheres. No dia em que os alunos foram de saia à faculdade, suas colegas também usaram a mesma peça. E não precisa ser muito observador para se dar conta que poucas vezes elas foram vistas na sala de aula com aquela roupa, tão obviamente feminina.

É porque hoje não se usa saia impunemente. Uma mulher de saia (não importa o comprimento) é mais suscetível ao assédio físico e verbal, às "passadas de mão" e "encoxadas" nos transportes coletivos, ao estupro. Duvida? Dê uma olhada nos cartazes e nas palavras de ordem das manifestantes quando protestam contra a violência. Você vai ler e ouvir muitas vezes a palavra "saia".

A experiência que meninos e meninas viveram naquele dia ensinou mais do que qualquer aula sobre o respeito ao outro, sobre diversidade, sobre o fato de que roupa não determina caráter. Já o tratamento dado ao episódio por um certo programa de TV também ofereceu a estes alunos, futuros publicitários e jornalistas, uma lição inestimável: a do papel e da responsabilidade que tem a mídia no reforço e na perpetuação de estereótipos negativos, que por sua vez servem de base para a discriminação, a intolerância e a violência.

Apesar da abertura de pensamento que certamente o "saiaço" conseguiu promover, não há ilusão de que o preconceito acabe. Preconceito todos nós temos. Se é difícil desconstruí-los, pelo menos compreenda como eles se estruturam, controle-os e guarde-os para você. Ter opinião é permitido. Mas julgar e agredir outras pessoas por um motivo tão besta quanto a roupa que decidiram vestir (ou despir), isso é inadmissível.

P.S.: também sobre saias, veja Por que as curitibanas não usam saia? e Pô, gostei da sua saia.


Adriana Baggio
Curitiba, 27/2/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Meu querido mendigo de Elisa Andrade Buzzo


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. Traficante, sim. Bandido, não. - 16/6/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A mulher do viajante no tempo
Audrey Niffenegger
Suma de Letras
(2009)



Bagunça no Mar - Infantil
Bia Hetzel
Manati
(2012)



mini dicionário contemporâneo da língua portuguesa Caldas Aulete
Paulo Geiger e Evanildo Bechara
Nova fronteira
(2004)



Leopoldo : os Caminhos de Leopoldo Américo Miguez de Mello
André Ribeiro
Cenpes
(2010)



Rosto Nu
Fernando Soares
Fonte
(2012)



Traite de Geographie Physique
Emm de Martonne
Armand Colin
(1951)



Comentarios á Consolidação das Leis do Trabalho - 33ªedição
Valentin Carrion
Saraiva
(2008)



Código de Processo Civil Comentado - 4ª Edição
Luiz Guilherme Marinoni
Revista dos Tribunais
(2018)



5000 Questões de Odontologia para Passar Em Concursos - Com Cd
Raimundo Nonato Azevedo Carioca
Odontomídia
(2009)



Identidade - a Liderança do Eu! Lição 06 - Ensino Médio 1ª Série
Vários Autores
Escola da Inteligência
(2016)





busca | avançada
60317 visitas/dia
1,8 milhão/mês