Obra traz autores do século XIX como personagens | Renato Alessandro dos Santos | Digestivo Cultural

busca | avançada
77164 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Yassir Chediak no Sesc Carmo
>>> O CIEE lança a página Minha história com o CIEE
>>> Abertura da 9ª Semana Senac de Leitura reúne rapper Rashid e escritora Esmeralda Ortiz
>>> FILME 'CAMÉLIAS' NO SARAU NA QUEBRADA EM SANTO ANDRÉ
>>> Inscrições | 3ª edição do Festival Vórtice
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
Colunistas
Últimos Posts
>>> Glenn Greenwald sobre a censura no Brasil de hoje
>>> Fernando Schüler sobre o crime de opinião
>>> Folha:'Censura promovida por Moraes tem de acabar'
>>> Pondé sobre o crime de opinião no Brasil de hoje
>>> Uma nova forma de Macarthismo?
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
Últimos Posts
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Olga e a história que não deve ser esquecida
>>> 6 de Novembro #digestivo10anos
>>> Relendo clássicos
>>> O Presépio e o Artesanato Figureiro de Taubaté
>>> Era Meu Esse Rosto
>>> Do Comércio Com Os Livros
>>> E-mails a um jovem resenhista
>>> O Conflito do Oriente Médio
>>> García Márquez 1982
>>> Sex and the City, o filme
Mais Recentes
>>> Enfermagem Médico-Cirúrgica em Unidade de Terapia Intensiva de Eliza Kaori Uenishi pela Senac (2008)
>>> Primeiras Linhas de Direito Processual Civil - Volume 1 de Moacyr Amaral Santos pela Saraiva (2002)
>>> O Cortiço de Aluísio Azevedo pela Estadão
>>> Um Certo Suicídio de Patricia Highsmith pela Best Seller
>>> Domine Seu Sistema Nervoso Pelo Treinamento Autógeno de Karl Robert Rosa pela Ediouro
>>> Introdução à Literatura no Brasil de Afrânio Coutinho pela Distribuidora de Livros Escolares (1975)
>>> Pedro Vira Porco-Espinho de Janaina Tokitaka pela Jujuba (2017)
>>> O Grande Livro dos Contrários. Das Formas e das Cores de Frederic Kessler pela Cortez (2018)
>>> A Perigosa Idéia de Darwin de Daniel C. Dennett pela Rocco (1998)
>>> Dicionário de Saúde de Carlos Roberto Lyra da Silva pela Difusão (2006)
>>> A Cidade e as Serras de Eça de Queiroz pela Folha de S.Paulo (1997)
>>> Fodor's Arizona 2001: Completely Updated Every Year de Fodor's pela Fodor's (2000)
>>> Herobrine - A Lenda (livro 1) de Mikhael Línnyker F Rodrigues pela Geracao Editorial (2020)
>>> Um Ano Inesquecivel de Paula Pimenta; Babi Dewet pela Gutemberg (2015)
>>> Aspectos Polêmicos da Atividade do Entretenimento de Vários Autores pela Apm (2004)
>>> Delta de Vênus de Naïs Nin pela Círculo do Livro (1989)
>>> O Processo de Franz Kafka pela Folha de S.Paulo (2003)
>>> Os Viajores - Agentes dos Guardiões de Robson Pinheiro pela Casa dos Espíritos (2019)
>>> Sonic The Hedgehog Vol. 3 - A Batalha por Angel Island de Sega pela Geektopia (2021)
>>> Os Turistas de Disney Especial pela Abril
>>> Joe Biden - A Vida As Ideias E Os Desafios Do Presidente Da Nacao Mais Poderosa Do Mundo de Evan Osnos pela Agir (2021)
>>> Cai o Pano (capa dura) de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> O Misterioso Caso de Styles de Agatha Christie pela Círculo do Livro
>>> Mussolini na Intimiade de Vittorio Mussolini pela Record
>>> Mamma Lucia de Mario Puzo pela Expresso e Cultura
COLUNAS

Terça-feira, 24/1/2023
Obra traz autores do século XIX como personagens
Renato Alessandro dos Santos
+ de 4300 Acessos

Responda uma coisa, leitor(a): se você fosse um drone, preferiria sobrevoar Nova Friburgo (RJ), ou sua cidade? Vejo no YouTube imagens da “Suíça brasileira” (e como ficam Monte Verde (MG) e Campos do Jordão (SP) nessa história?) e não penso duas vezes: quem dera ser um drone, para Nova Friburgo sobrevoar. Eu sei, eu sei...

E que tal regressarmos ao ano de 1884, quando se passa a história deste romance; isto é, há poucos anos antes da Lei Áurea e da República?

O que acha, leitor(a)?

Dois autores nos convidam para a leitura de O fabuloso Dr. Palhares e, a julgar pela ordem das paixões que habitam ambos, História e Literatura – com letra maiúscula – encontram-se neste livro. O resultado é como se você somasse: sexta-feira à noite + sofá + Netflix = O fabuloso Dr. Palhares.

Vem?

Regressando ao último quartel do século XIX, Janaína Botelho e George dos Santos Pacheco uniram duas paixões a um objetivo em comum: contar uma história de mistério, mas situando-a em Nova Friburgo, cidade onde ambos residem e dividem seu tempo pesquisando, escrevendo e respirando as correntezas de ar de um lugar onde a natureza conspirou para encantar.

O fabuloso Dr. Palhares, como você já sabe, tem, como pano de fundo, a cidade montanhosa que, no passado, recebeu celebridades que, por ali, foram em busca do mais revigorante ar da região, aquela brisa das montanhas capaz de curar enfermidades associadas à alma e ao corpo. Machado de Assis, Casimiro de Abreu, Olavo Bilac e Rui Barbosa estiveram por lá e, aqui, nestas páginas, os encontramos também.

Há gente que vê, de cima, a palavra “SaÜde” bordada na cadeia de montanhas que, sorrindo, enaltece o ufanismo dos friburguenses. Mas, para se manter em evidência no coração de quem opta pela natureza em detrimento da urbe, a cidade nem sequer precisa de exageros assim: para escapar da fumaça, do trânsito, das obrigações que oprimem, subir a serra é decisão que a você cabe tomar, leitor(a), em dias em que sua saúde mental tem de valer mais do que esse nosso correr à deriva para que possamos, enfim, atingir o alvo; isto é, e$$e objetivo capaz de de$equilibrar o e$pírito que, in$ati$feito, parece nunca contentar-$e com a porca mi$éria que não para em no$$os bol$os. A ilusão é uma eterna panaceia na cabeça daqueles que, workaholics, não têm tempo para o pôr do sol. Em outras palavras, se nessa peleja que é nossa vida só dinheiro interessa, que pobre diabo somos nós, não?

Ilusão,
fábula,
fabuloso Palhares, o médico do povo: aquele que, como todos que aderem pela manutenção da saúde dos outros, coloca a vida alheia em primeiro lugar. Circula o médico pelas cercanias de Friburgo, sempre atento a quem dele necessitar. Mas, e além, o que há? Há Helena, filha de Pedrosa, um Paulo Honório bem longe da São Bernardo de Ramos, mas que em nada fica a dever ao latifundiário de mal com a vida. Há a engenhosidade costumeira que encontramos nas obras que saem da cachola de George, somada agora ao trapézio de Janaína também: duas partes dividem o romance e, nelas, o registro literário dá-se por meio de gêneros textuais diversos, especialmente, a carta e o diário. Quem os escrevem são o fabuloso e, além dele, seu amigo Theodoro.

Há surpresas pelo caminho? Não seria um livro do engenhoso George, se não existissem, e nos deparamos com elas da mesma forma que vários maratonistas, durante o percurso, hidratam-se com aqueles copos de água que as pessoas lhes dão. Água, aliás, é uma palavra-chave nesta obra, e não poderia ser diferente, considerando a fama que Friburgo tem, quando se pensa em águas medicinais que curam de beribéri a bronquite.

O léxico é outro atrativo: seu vocabulário vai melhorar, leitor(a), pois os autores recorrem a palavras que, hoje, repousam meio entregues à opacidade gasta do brilho que, ofuscando, por anos, chegou delas. Hoje, não mais: ósculo, tetanizado, caturrando etc. São muitas... Aliás, não é frustrante que doppelgänger, uma palavra bela, sofisticada e sempre em débito com Edgar Allan Poe, signifique... “sósia”? Pior que isso só cupcake.

Enfim, para evitar que caspa vire mandiopã, dentre outras opções, ou você leva uma vida menos abjeta, ou você viaja até Nova Friburgo, ou você dá um piparote nos problemas, ou você – em busca de refrigerar seu espírito – lê um romance. Como O fabuloso Dr. Palhares?


Renato Alessandro dos Santos
Batatais, 24/1/2023

Quem leu este, também leu esse(s):
01. Algo de sublime numa cabeça pendida entre letras de Elisa Andrade Buzzo
02. Goeldi, o Brasil sombrio de Jardel Dias Cavalcanti
03. O dia em que não conheci Chico Buarque de Elisa Andrade Buzzo
04. Dilúvio, de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti
05. Ação Social de Ricardo de Mattos


Mais Renato Alessandro dos Santos
Mais Acessadas de Renato Alessandro dos Santos em 2023
01. Obra traz autores do século XIX como personagens - 24/1/2023
02. Ultratumba - 25/7/2023
03. Deixe-me ir, preciso andar, vou por aí a procurar - 10/10/2023
04. Rabhia: 1 romance policial moçambicano - 23/5/2023
05. Xingando semáforos inocentes - 19/12/2023


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Teoria Socialista del Estado
Vários
Mañana



Coleção 2 Livros Português Fácil Fácil Gramática Objetiva Para Vestibulares e Concursos + Interpretação de Textos
Filemon Félix de Moraes
Lima e Félix
(2005)



Até Que a Vida os Separe
Mônica de Castro ditado por Leonel
Vida & Consciência
(2011)



A Dieta Do Coração
Marla Heller
HarperCollins
(2015)



O Imbróglio do Clima
José Eli da Veiga (org.)
Senac
(2014)



Coleção ABN Amro Real
Coleção ABN Amro Real
Sem



Livro Infanto Juvenis Talita Abre a Porta dos Evangelhos
Frei Betto
Moderna
(1998)



Die Ilse Ist Weg
Christine Nostlinger
Langenscheidt
(1993)



Como Enlouquecer Seu Professor De Física
Elika Takimoto
Do Brasil
(2017)



Lívro Diário
Obra coletiva
Imeph
(2011)





busca | avançada
77164 visitas/dia
2,0 milhão/mês