Em Londres, à caça do mito elementar | Arcano9 | Digestivo Cultural

busca | avançada
45185 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 16/4/2001
Em Londres, à caça do mito elementar
Arcano9

+ de 2800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Decidi iniciar minha busca pelo famoso detetive no local mais óbvio possível. Não o encontrei. No número 221b de Baker Street, em frente ao flat de três andares construído em 1815, um grupo de dez jovens turistas se apertava para tirar fotos da fachada usando o chapéu e o cachimbo fornecidos por um ator vestido de policial. No, I am afraid he is not here, disse a recepcionista ao me vender a entrada para o museu. He is enjoying his easter holidays.

Atravessei a porta estreita e segui por uma escura escada de madeira de degraus acarpetados deixando para trás o tráfego pesado da rua. Ouvi carruagens. Ao final dos 17 degraus, três empregadas me esperavam no pequeno estúdio com duas janelas voltadas para Baker Street. Elas conversavam de pé, animadamente. Ao responderem minha primeira pergunta, percebi que havia algo de suspeito neste caso. He is out... in an important case, disse uma das empregadas, com seus olhos azuis e seu uniforme com longo avental branco. No ar, um cheiro enigmático de eucalipto, que de forma alguma parecia emanar do estúdio em que eu me encontrava. Ao lado da porta, um retrato da rainha Vitória. Na sala de uns oito metros quadrados, papel de parede vermelho escuro emoldurando duas confortáveis cadeiras, forradas com um tecido brilhante. As cadeiras cercando uma mesinha, o conjunto beirando a acolhedora lareira acesa. O armário com frascos com elementos químicos separando a lareira da janela à direita. Uma prateleita à esquerda, lotada de livros enrugados pela idade. Uma mesa de jantar com finos talheres de prata encostada à parede oposta. Espalhados, completando o ambiente, edições do The Times de 120 anos atrás (abertas na página de obituários), um violino (ele era um exímio violista), um escrivaninha com um livro sobre criação de abelhas (quando se aposentou, foi se dedicar à apicultura). Velas acesas. Ele esteve aqui recentemente.

Eu não sabia que Sherlock Holmes era um culto, uma religião. Eu não imaginava que há pessoas no Japão e na Eslovênia que escrevem para Baker Street, com o objetivo de contratar os serviços do lendário investigador narigudo. Algo entre 150 e 200 cartas para Holmes são recebidas por ano pelo museu, todas são respondidas e algumas são colocadas à mostra. Por exemplo, há uma de 1998, enviada (acredite ou não) pela Receita Federal britânica. Na carta, a Receita diz que não consegue confirmar se Sherlock Holmes é o proprietário do flat e exige que o senhor Holmes esclareça, se não o for, quem é o dono. Pelo que pude perceber usando minha lupa, a carta é autêntica.

Na loja no andar térreo da casa, centenas de diferentes livros contam a história do mítico personagem. Holmes originalmente apareceu em 60 histórias escritas pelo escocês Sir Arthur Conan Doyle entre 1887 e 1927. Foram quatro novelas e cinco volumes de contos, mas esse foi apenas o início de tudo. Hoje, Sherlock Holmes continua sendo aprofundado e recontado por outros escritores, e você encontra sempre por aí títulos novos. Agora, me explique - por que ele faz tanto sucesso?

Mistério.

Despeço-me das amáveis empregadas e de Baker Street e, como minha caça, desloco-me para locais mais obscuros da capital londrina. Na ausência das carruagens que jurei ter ouvido subindo ao estúdio do detetive, opto pelo metrô superlotado. Desço no West End e, entre as ruas estreitas, fétidas e mal iluminadas pelo sol da tarde, caminho até 14 Bedford Street. Lá encontrou Geoffrey Bailey.

Geoffrey é gerente da livraria Crime in Store, certamente o lugar para ir em Londres se você está atrás de pistas sobre literatura policial. Muitos, muitos livros sobre todos os crimes que sua imaginação puder conceber. O local tem menos títulos sobre Sherlock Holmes do que a loja do museu - não mais que duzentos diferentes -, mas é o vasto conhecimento de Geoffrey que me interessa. Algo entre 20 e 30 livros de Holmes são vendidos por mês nesta livraria. "Ele faz sucesso por que os livros são muito bem escritos", diz a testemunha. "Conan Doyle é um dos poucos escritores vitorianos que sobrevivem com força até hoje. Ele conseguiu descrever como poucos o cotidiano daquela época". E qual é a melhor aventura de Holmes? "Se você nunca leu, tente The Hound of The Baskervilles", sugere Geoffrey, pegando o livro que neste ano completa 100 anos desde que começou a ser publicado, aos poucos, no periódico britânico Strand. 3,99 libras, algo como 12 reais. Mas eu fico impressionado com um outro livro, ou melhor, um catatau de 1126 páginas, que certamente vai me dar todas as respostas que preciso. The Original Illustrated "Strand" Sherlock Holmes traz tudo o que foi publicado por Conan Doyle no periódico, com suas ilustrações originais - inclusive o The Hound of The Baskervilles. Paguei 10 libras, algo em torno de 30 reais, e adicionei o tomo ao meu dossiê.

Embora um tanto decepcionado pelos meus esforços terem sido em vão na tentativa de identificar o paradeiro do detetive, não desanimo. Uma investigação é um trabalho de detalhes e paciência e, enquanto bebo minha ale "The Sherlock Holmes" no famoso pub The Sherlock Holmes da Nortumberland Street, penso nos próximos passo da minha busca. Distraídamente, abro o jornal. Bem longe da seção obituários, encontro uma pista fundamental. "Recém-publicado na Escócia o primeiro conto de Sir Arthur Conan Doyle". A obra, batizada de The Haunted Grange of Goresthorpe, foi escrita por Doyle quando ele tinha apenas 18 anos e era estudante de medicina. Ela permaneceu escondida por mais de 100 anos por desejo da própria família do autor e introduz personagens semelhantes a Holmes e Watson. Humm. Então ele está lá, na Escócia. Decidiu voltar às raízes. Ainda devo ter tempo de embarcar em algum trem partindo para a capital escocesa hoje à noite. Termino minha cerveja, coloco meu chapéu deerstalker e ascendo meu cachimbo calabash. Elementar, meu caro leitor. Ele pode trocado Londres por Edimburgo, mas seu mito permanece um sinônimo do que há de mais londrino - há mais de um século. Essa é certamente a chave do... mistério.

Em tempo: Você sabia que Sherlock Holmes NUNCA falou "elementar, meu caro Watson" em suas histórias originais? Segundo o site Sherlockian.net, a origem dessa frase é o filme The Return of Sherlock Holmes, de 1929. Trata-se de uma pista falsa...

Para ir além

The Sherlock Holmes Museum
221b Baker Street, London NW1 6XE
Perto do metrô Baker Street
Aberto todos os dias das 9h30 às 18h30
Entrada: 6 libras

Crime in Store
14 Bedford Street, London WC2E 9HE
Perto do Metrô Covent Garden
Aberto de segunda a sábado das 10h30 às 18h30 e domingos das 12h às 17h, entre junho e setembro.

Pub The Sherlock Holmes
10/11 Northumberland street, London WC2N 5DA
Perto do Metrô Charing Cross

Sherlockian.net: The World of Holmes and Watson


Arcano9
Londres, 16/4/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. De quantos modos um menino queima? de Duanne Ribeiro
02. Mais outro cais de Elisa Andrade Buzzo
03. Primavera para iniciantes de Elisa Andrade Buzzo
04. Uma suposta I.C. de Elisa Andrade Buzzo
05. O jornalismo cultural na era das mídias sociais de Fabio Gomes


Mais Arcano9
Mais Acessadas de Arcano9 em 2001
01. Duas formas de perder a virgindade no West End - 5/3/2001
02. O que realmente importa - 17/12/2001
03. Quando road movie encontra inocência adolescente - 19/3/2001
04. Ler ao acaso - 19/11/2001
05. Concurso de popstars mostra novo caminho na TV - 19/2/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
21/10/2003
11h18min
Legal o texto. Adoro ler os Livros sobre Sherlock Homes
[Leia outros Comentários de Zigle]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ANATOMIA FUNDAMENTAL
SEBASTIÃO VICENTE DE CASTRO
MCGRAW-HILL DO BRASIL
(1975)
R$ 80,00



O REI DA VELA
OSWALD DE ANDRADE
FOLHA DE SÃO PAULO
(2008)
R$ 13,50



UMBANDA E O PODER DA MEDIUNIDADE - AS LEIS DA MAGIA - 4ª EDIÇÃO
W. W. DA MATTA E SILVA ( MESTRE YAPACANY )
ICONE
(2017)
R$ 46,95



PEÑAROL NACIONAL - IGNORADA HERENCIA DE BATLLE Y APARICIO
FRANKLIN MORALES
ARCA
(2003)
R$ 90,00



LOLITA
VLADIMIR NABOKOV
GLOBO
(2003)
R$ 11,00



APRENDER CONTEÚDOS & DESENVOLVER CAPACIDADES
CÉSAR COLL; ELENA MARTIN
ARTMED
(2004)
R$ 67,00



ECONOMIC LOSSES FROM MARINE POLLUTION: A HANDBOOK FOR ASSESSMENT
DOUGLAS D. OFIARA E JOSEPH J. SENECA
ISLAND PRESS
(2001)
R$ 69,82



OEUVRES DE HORACE 2 VOLUMES 1 E 2
HORACE TRADUTOR LECONTE DE LISLE
ALPHONSE LEMERRE
(1873)
R$ 758,00



A DIGNIDADE HUMANA
LECOMTE DU NOUY
EDUCAÇÃO NACIONAL
(1949)
R$ 17,00



AQUELES QUE NOS SALVARAM
JENNA BLUM
CASA DA PALAVRA
(2011)
R$ 14,24





busca | avançada
45185 visitas/dia
1,2 milhão/mês