Duas formas de perder a virgindade no West End | Arcano9 | Digestivo Cultural

busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Namíbia, Não! curtíssima temporada no Sesc Bom Retiro
>>> Ceumar no Sesc Bom Retiro
>>> Mestrinho no Sesc Bom Retiro
>>> Edições Sesc promove bate-papo com Willi Bolle sobre o livro Boca do Amazonas no Sesc Pinheiros
>>> SÁBADO É DIA DE AULÃO GRATUITO DE GINÁSTICA DA SMART FIT NO GRAND PLAZA
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Modernismo e além
>>> Pelé (1940-2022)
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> A moça do cachorro da casa ao lado
>>> A relação entre Barbie e Stanley Kubrick
>>> Um canhão? Ou é meu coração? Casablanca 80 anos
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 100 homens que mudaram a História do Mundo
>>> Entrevista com Ruy Castro
>>> Um conto-resenha anacrônico
>>> Um parque de diversões na cabeça
>>> Rindo de nossa própria miséria
>>> História da leitura (V): o livro na Era Digital
>>> Duas crises: a nossa e a deles
>>> As pessoas estão revoltadas
>>> Eu sou fiscal do Sarney
>>> Vamos sentir saudades
Mais Recentes
>>> Curso de Direito Natural de Luís Taparelli D'Azeglio, Sj;Nicolau Rosseti pela Anchieta (1945)
>>> Tiro no coração de Mikal Gilmore pela Companhia das Letras (1996)
>>> A Crise Do CapitalismoA de A Crise Do Capitalismo pela A Crise Do Capitalismo (1999)
>>> Histórias de Fadas de Oscar Wilde pela Saraiva (2015)
>>> Eu, Robô de Isaac Asimov pela Ediouro (2004)
>>> Gramatica de la lengua espantola de Emilio Alarcos Llorach pela Espasa (2015)
>>> A costureira de Dachau de Mary Chamberlain pela HarperCollins (2014)
>>> Grande Sertão. Veredas de Guimarães Rosa pela Nova Fronteira (2010)
>>> The India-Rubber Men de Edgar Wallace pela London hodder & stoughton limited (1940)
>>> Flash Mx Com Actionscript - Orientado A Objetos de Francisco Tarcizo B. Junior pela Érica (2002)
>>> Destros e canhotos de José Quadros Franca pela Melhoramentos (1969)
>>> História da riqueza do homem de Leo Huberman pela Zahar (1971)
>>> Sentimentos Modernos de Maria Angela D'incao pela Brasiliense (1996)
>>> A Criança Saudável de Wilhelm Zur Linden pela Brasiliense (1977)
>>> A Mae Do Freud de Luis Fernando Veríssimo pela L&pm (1987)
>>> Irritacao - O Fogo Destruidor de Torkom Saraydarian pela Aquariana (1991)
>>> Boa Noite Punpun de Inio Asano pela JBc (2019)
>>> Biblioteca Desafios Matemáticos - 7 volumes de Vários Autores pela RBA / Editec (2023)
>>> Mude a sua Mente e Transforme a sua Vida de Gerald G. Jampolsky e Diane V. Cirincione pela Cultrix (1999)
>>> Uns e Outros: Contos Espelhados - Tag de Helena Terra e Luiz Ruffato pela Tag / Dublinense (2017)
>>> A Metafísica do Cinema de Robert Bresson de Carlos Frederico Gurgel Calvet da Silveira pela Batel (2011)
>>> Violencia Política en el Siglo XXI de Adalberto C. Agozino pela Dosyuna (2011)
>>> Religiões e Homossexualidades de Maria das Dores Campos Machado; Fernanda Delvalhas Piccolo (Orgs.) pela Fgv (2010)
>>> Jerusalém de Gonçalo M. Tavares pela Companhia das Letras (2006)
>>> Cinema, Pipoca e Piruá de Sérgio Klein pela Fundamento (2009)
COLUNAS

Segunda-feira, 5/3/2001
Duas formas de perder a virgindade no West End
Arcano9
+ de 7400 Acessos

Foi engraçado quando eu fiz meu début no West End, no ano passado. Confesso que fiquei impressionado, quando cheguei aqui, com essa propaganda de alguns dos espetáculos, que atropela a gente em cada canto de Londres. Acho que todo mundo fica um pouco intoxicado com todo esse glamour de Cats, O Fantasma da Ópera, esses musicais Lloydwebberianos para você ver e babar. É uma verdadeira indústria para atrair os turistas, para convencê-los de que ir a Londres sem vem um musical do West End é um sacrilégio.

Pelo menos por aqui temos uma coisa legitimamente boa, que não tem nada a ver com os milhões de dólares e libras investidos em cenário e pirotecnia, e essa coisa é a qualidade dos atores. Certamente você não vai ver tão cedo em nenhum teatro de São Paulo uma atriz hollywoodiana. Talvez, só no teatro municipal, se você der sorte, uma vez na vida... Bom, minha estréia em teatros por aqui foi motivada pela curiosidade em ver uma dessas estrelas hollywoodianas de pertinho. Foi Kathleen Turner (Guerra dos Roses, Tudo por uma Esmeralda), que havia acabado de começar a se despir no Gielgud Theatre, numa versão do clássico cinematográfico de 1967 A Primeira Noite de um Homem. Peladinha por 26 segundos, uma Mrs. Robinson fatal, gelada, provocante. Uma peeeeeeeena que o porra do ator que fazia o Benjamin ficou bem na frente na hora que caiu o vestido dela. De qualquer modo, pensando bem, só 34 segundos, mesmo se eu tivesse visto um pouquinho dos peitos, bah, seria frustrante do mesmo jeito. Mas os reis do marketing vendem a peça assim - como se fosse o espetáculo mais quente do West End. Uma peça que não me disse nada, para ser sincero. Mesmo se fosse só de nudez, teria preferido ver uma boa Oh, Calcutá no Maria Della Costa. Se é para chutar o balde...

O tempo passou desde que eu fui ver A Primeira Noite de Um Homem e a peça se transformou num espetáculo folclórico em Londres por causa de seu elenco mutante. Foi-se Kathleen Turner e sua voz de Jessica Rabbit, veio Jerry Hall, ex-senhora Mick Jagger, uma modelo loira alta e sem sal com ínfima esperiência de palco. E ainda por cima sem peito (quem foi lá para ver nudez, coitado...) Agora, neste mês de fevereiro, Mrs. Robinson mudou de novo. Assumiu o leme outra hollywoodiana, uma atriz para mim desconhecida chamada Amanda Donohoe, conhece? Dizem que ela fez A Loucura do Rei George e O Mentiroso, com Jim Carrey. Será que é boa o bastante? (Entenda esta frase com o sentido que quiser).

Todavia, falando de peças sobre iniciações sexuais de jovens adolescentes, eu estou feliz. Maravilhado. Há, sim, colega, uma opção melhor nesta cidade. Irene Jacob NÃO se despe em Madame Melville, em temporada desde 18 de outubro no teatro Vaudeville, na Strand. A estrela cult de Krystof Kielowsky (A Dupla Vida de Veronique, Três Cores: Vermelho) interpreta uma radiante professora de literatura que "pega para criar" o ator... Macaulay Culkin. Você conseguiria pensar em um casal mais esdrúxulo que esse? Eu também achei incrível que o loirinho com cara de sapo (Esqueceram de Mim 1 e 2) fosse escalado para fugir de casa e fazer sua estréia nos palcos londrinos. Tinha que conferir.

A peça é curta, tem um cenário com o estritamente necessário e um roteiro sentimental sem cair no piegas, doce, até um pouco melancólico. Culkin faz o jovem Carl, de 15 anos, que conta sua aventura amorosa na Paris de 1966 em forma de flashback, quando já é adulto com filhos e se vê imaginando formas de resgatar a magia da sua vida. Achei uma boa idéia o espetáculo usar esse fundo histórico (quando a capital francesa começava aquele processo de fermentação que iria eclodir nos protestos estudantis). Ainda mais porque Culkin, elogiado pela crítica, faz o papel de um estudante completamente alienado, que se sente distante daquele mundo que discute arte, revolução sexual, jazz. Jacob, por sua vez, encarna a professora de trinta e poucos anos que vive uma fase difícil, em que sente que está ficando velha e encara o fracasso da relação na qual apostava singrar o oceano da velhice. Solitária, realiza reuniões no seu elegante apartamento para discutir literatura, ouvir música e ver filmes e é em uma delas que Carl, o estudante alienado, mostra ser mais do que um caipira de Ohio deslocado de sua realidade. Ele pode não conhecer arte ou autores, mas sua sede de conhecimento tocam a professora numa longa noite, em que ela luta para trazer o menino para sua cama e ele luta contra sua própria travação. Excitação e comédia no ar, risadinhas nervosas na platéia.

Ok, ok, nada muito original. Mas amei o tom despretencioso da peça (ao contrário de A Primeira Noite de um Homem, que promete demais e frustra por isso) E nesse contexto, Irene Jacob é uma grata surpresa. Ela interpreta tão bem, com seu inglês carregado de sotaque, que você não consegue imaginar outra pessoa na pele dela. Ela é um espetáculo por si só. Na verdade, ela ofusca todo mundo. E seduz, seduz demais com toda a sua roupa, vai por mim. Um crítico de um jornal disse que Madame Melville é um A Primeira Noite de um Homem para adultos. Se você passar por aqui, veja. Ou pelo menos tente (porque, se eu te conheço, você vai querer ver O Fantasma da Ópera, não é? Se prepara para a fila...)


Arcano9
Londres, 5/3/2001

Mais Arcano9
Mais Acessadas de Arcano9 em 2001
01. Duas formas de perder a virgindade no West End - 5/3/2001
02. Qualquer diversão é bem-vinda - 4/5/2001
03. O que realmente importa - 17/12/2001
04. Ler ao acaso - 19/11/2001
05. Quando road movie encontra inocência adolescente - 19/3/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Antologia Poética (ed de Bolso)
Vinicius de Moraes
Companhia de Bolso
(2010)



Cadernos de Pagu / Trânsitos
Adriana Piscitelli e Marcia Vasconcelos
Unicamp
(2008)



What a Carve Up
Jonathan Coe
Penguin Books
(1994)



Educando para a Vida - Sexualidade e Saúde
Dr. Vagner Lapate
Sttima
(1998)



Rebeca e Sua Rabeca
Celso Sisto
Salesiana
(2009)



Conhecimento Empresarial
Davenport & Prusak
Campus
(1999)



Muito Além das Fronteiras (1997)
Thereza Mattos
Universalista
(1997)



Construtivismo: Fundamentos e Práticas
Maria de Lourdes Carvalho
Lisa Sa
(1993)



Janela Janelinha - Coisas Que Andam
Vera Pereira
Girassol
(2016)



Sons dos Animais - Fofudo, o Coelho
Ciranda Cultural
Ciranda Cultural
(2013)





busca | avançada
33925 visitas/dia
1,4 milhão/mês