Duas formas de perder a virgindade no West End | Arcano9 | Digestivo Cultural

busca | avançada
54465 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Eleições 2022: Bolsonaro ganha no Nordeste e Lula no Sul e Sudeste, mas abstenções ganhará em todo o
>>> Paisagens Sonoras (1830-1880)
>>> III Seminário Sesc Etnicidades acontece no Sesc 24 de Maio nos dias 10, 11 e 12 de agosto.
>>> Longa nacional 'Dog Never Raised' estreia no 50º Festival de Gramado
>>> Boca Migotto lança livro sobre cinema gaúcho durante o 50º Festival de Gramado
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
Colunistas
Últimos Posts
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
Últimos Posts
>>> Os chinelos do Dr. Basílio
>>> Ecléticos e eficazes
>>> Sarapatel de Coruja
>>> Descartável
>>> Sorria
>>> O amor, sempre amor
>>> The Boys: entre o kitsch, a violência e o sexo
>>> Dura lex, só Gumex
>>> Ponto de fuga
>>> Leite, Coalhada e Queijo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Projeto Itália ― Parte II
>>> O que eles disseram antes do último suspiro
>>> Amor muito mata
>>> Garganta profunda
>>> Monte Sinai (reeditado)
>>> Antonio Candido
>>> O Rosto de Cristo
>>> A morte absoluta
>>> Eleições na quinta série
Mais Recentes
>>> Curso de Direito Constitucional Positivo 19ª edição revista e atualizada nos termos da Reforma Constitucional de José Afonso da Silva pela Malheiros (2000)
>>> Fazendo Meu Filme 3 de Paula Pimenta pela Grupo Autêntica (2010)
>>> Fazendo Meu Filme 1 de Paula Pimenta pela Grupo Autêntica (2009)
>>> Teoria Geral do Estado 41ª edição. de Darcy Azambuja pela Globo (2001)
>>> The Patron Saint of Liars de Ann Patchett pela Perennial (2003)
>>> Bem Mais Perto de Susane Colasanti pela Novo Conceito (2012)
>>> Se Eu Ficar de Gayle Forman pela Novo Conceito (2014)
>>> Sherlock Holmes: the Blue Diamond de Sir Arthur Conan Doyle Sir pela Oxford University Press (2014)
>>> Fingindo Ter 19 Anos de Alyson Noël pela Novo Conceito (2011)
>>> Anna e o Beijo Francês de Stephanie Perkins pela Novo Conceito (2011)
>>> Para onde ela foi de Gaye Forman pela Novo Conceito (2014)
>>> Esse tal de amor de Queren Ane pela Up Books (2017)
>>> De Volta à Realidade - Os Desafios de Betina 2 de Ailene Diniz pela Up Books (2018)
>>> Como Passar na OAB já com questões do novo exame OAB FGV de Wander Garcia pela Foco (2011)
>>> Uma viagem nem um pouco sonhada de Ailene Diniz pela Up Books (2017)
>>> Direito das Coisas 3ª edição. revista, ampliada e atualizada de Marco Aurélio Bezerra de Melo pela Lumen Juris (2009)
>>> Tipo Destino de Susane Colasanti pela Novo Conceito (2013)
>>> O Mundo de Larissa Manoela de Larissa Manoela pela Harper Collins (2017)
>>> O Gigante de Botas de Ofélia e Narbal Fontes pela Ática (1982)
>>> Cúmplices de um Resgate de Ed Especial para Fãs pela Universo Dos Livros (2016)
>>> Sorrindo de Neimar de Barros pela L. Oren (1974)
>>> O Diário de Larissa Manoela de Larissa Manoela pela Harper Collins (2016)
>>> João Sendo João: Meu Mundo de João Guilherme pela Planeta (2016)
>>> Isla e o Final Feliz de Stephanie Perkins pela Intrínseca (2015)
>>> Lola e o Garoto da Casa ao Lado de Stephanie Perkins pela Novo Conceito (2012)
COLUNAS

Segunda-feira, 5/3/2001
Duas formas de perder a virgindade no West End
Arcano9

+ de 7300 Acessos

Foi engraçado quando eu fiz meu début no West End, no ano passado. Confesso que fiquei impressionado, quando cheguei aqui, com essa propaganda de alguns dos espetáculos, que atropela a gente em cada canto de Londres. Acho que todo mundo fica um pouco intoxicado com todo esse glamour de Cats, O Fantasma da Ópera, esses musicais Lloydwebberianos para você ver e babar. É uma verdadeira indústria para atrair os turistas, para convencê-los de que ir a Londres sem vem um musical do West End é um sacrilégio.

Pelo menos por aqui temos uma coisa legitimamente boa, que não tem nada a ver com os milhões de dólares e libras investidos em cenário e pirotecnia, e essa coisa é a qualidade dos atores. Certamente você não vai ver tão cedo em nenhum teatro de São Paulo uma atriz hollywoodiana. Talvez, só no teatro municipal, se você der sorte, uma vez na vida... Bom, minha estréia em teatros por aqui foi motivada pela curiosidade em ver uma dessas estrelas hollywoodianas de pertinho. Foi Kathleen Turner (Guerra dos Roses, Tudo por uma Esmeralda), que havia acabado de começar a se despir no Gielgud Theatre, numa versão do clássico cinematográfico de 1967 A Primeira Noite de um Homem. Peladinha por 26 segundos, uma Mrs. Robinson fatal, gelada, provocante. Uma peeeeeeeena que o porra do ator que fazia o Benjamin ficou bem na frente na hora que caiu o vestido dela. De qualquer modo, pensando bem, só 34 segundos, mesmo se eu tivesse visto um pouquinho dos peitos, bah, seria frustrante do mesmo jeito. Mas os reis do marketing vendem a peça assim - como se fosse o espetáculo mais quente do West End. Uma peça que não me disse nada, para ser sincero. Mesmo se fosse só de nudez, teria preferido ver uma boa Oh, Calcutá no Maria Della Costa. Se é para chutar o balde...

O tempo passou desde que eu fui ver A Primeira Noite de Um Homem e a peça se transformou num espetáculo folclórico em Londres por causa de seu elenco mutante. Foi-se Kathleen Turner e sua voz de Jessica Rabbit, veio Jerry Hall, ex-senhora Mick Jagger, uma modelo loira alta e sem sal com ínfima esperiência de palco. E ainda por cima sem peito (quem foi lá para ver nudez, coitado...) Agora, neste mês de fevereiro, Mrs. Robinson mudou de novo. Assumiu o leme outra hollywoodiana, uma atriz para mim desconhecida chamada Amanda Donohoe, conhece? Dizem que ela fez A Loucura do Rei George e O Mentiroso, com Jim Carrey. Será que é boa o bastante? (Entenda esta frase com o sentido que quiser).

Todavia, falando de peças sobre iniciações sexuais de jovens adolescentes, eu estou feliz. Maravilhado. Há, sim, colega, uma opção melhor nesta cidade. Irene Jacob NÃO se despe em Madame Melville, em temporada desde 18 de outubro no teatro Vaudeville, na Strand. A estrela cult de Krystof Kielowsky (A Dupla Vida de Veronique, Três Cores: Vermelho) interpreta uma radiante professora de literatura que "pega para criar" o ator... Macaulay Culkin. Você conseguiria pensar em um casal mais esdrúxulo que esse? Eu também achei incrível que o loirinho com cara de sapo (Esqueceram de Mim 1 e 2) fosse escalado para fugir de casa e fazer sua estréia nos palcos londrinos. Tinha que conferir.

A peça é curta, tem um cenário com o estritamente necessário e um roteiro sentimental sem cair no piegas, doce, até um pouco melancólico. Culkin faz o jovem Carl, de 15 anos, que conta sua aventura amorosa na Paris de 1966 em forma de flashback, quando já é adulto com filhos e se vê imaginando formas de resgatar a magia da sua vida. Achei uma boa idéia o espetáculo usar esse fundo histórico (quando a capital francesa começava aquele processo de fermentação que iria eclodir nos protestos estudantis). Ainda mais porque Culkin, elogiado pela crítica, faz o papel de um estudante completamente alienado, que se sente distante daquele mundo que discute arte, revolução sexual, jazz. Jacob, por sua vez, encarna a professora de trinta e poucos anos que vive uma fase difícil, em que sente que está ficando velha e encara o fracasso da relação na qual apostava singrar o oceano da velhice. Solitária, realiza reuniões no seu elegante apartamento para discutir literatura, ouvir música e ver filmes e é em uma delas que Carl, o estudante alienado, mostra ser mais do que um caipira de Ohio deslocado de sua realidade. Ele pode não conhecer arte ou autores, mas sua sede de conhecimento tocam a professora numa longa noite, em que ela luta para trazer o menino para sua cama e ele luta contra sua própria travação. Excitação e comédia no ar, risadinhas nervosas na platéia.

Ok, ok, nada muito original. Mas amei o tom despretencioso da peça (ao contrário de A Primeira Noite de um Homem, que promete demais e frustra por isso) E nesse contexto, Irene Jacob é uma grata surpresa. Ela interpreta tão bem, com seu inglês carregado de sotaque, que você não consegue imaginar outra pessoa na pele dela. Ela é um espetáculo por si só. Na verdade, ela ofusca todo mundo. E seduz, seduz demais com toda a sua roupa, vai por mim. Um crítico de um jornal disse que Madame Melville é um A Primeira Noite de um Homem para adultos. Se você passar por aqui, veja. Ou pelo menos tente (porque, se eu te conheço, você vai querer ver O Fantasma da Ópera, não é? Se prepara para a fila...)


Arcano9
Londres, 5/3/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Arte virtual: da ilusão à imersão de Gian Danton
02. O cinema de fronteira de Theo Angelopoulos de Wellington Machado
03. O ponto final da escrita cursiva de Vicente Escudero
04. Um erro emocional, de Cristovão Tezza de Daniel Lopes
05. Onde estão os ídolos juvenis dos anos 80 de Denis Zanini Lima


Mais Arcano9
Mais Acessadas de Arcano9 em 2001
01. Duas formas de perder a virgindade no West End - 5/3/2001
02. Qualquer diversão é bem-vinda - 4/5/2001
03. O que realmente importa - 17/12/2001
04. Ler ao acaso - 19/11/2001
05. Quando road movie encontra inocência adolescente - 19/3/2001


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




La Perfecta Cabrona En El Trabajo
Elizabeth Hilts
Rogar
(2008)



Lucíola - Graphic Novel
M Helena Rouanet, Jose de Alencar, R. Rocha
Nova Fronteira
(2013)



A Romana (1972) Vol 47
Alberto Moravia
Abril
(1972)



Filosofia do Direito
Ricardo Castilho
Saraiva
(2017)



Dicionário de Filologia e Gramática Referente à Língua Portuguesa
J. Mattoso Câmara Jr.
J. Ozon
(1968)



Dona Flor e seus Dois Maridos
Jorge Amado
Circulo do Livro



A Alegria da Missão - Autografado pelo Autor
Enzo Santângelo
Alô Mundo
(2016)



Ingles -Serie Questões Simuladas - Concurso
Carlos Augusto
Metodo
(2015)



A Ilha das Mulheres Caladas
Yon Moreira
Decor Books
(2003)



O Mosaico de Parsifal
Robert Ludlum
Nova Fronteira
(1982)





busca | avançada
54465 visitas/dia
2,0 milhão/mês