Seu texto tá ótimo | Leonardo Fontes

busca | avançada
50141 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> FAAP discute Semana de Arte Moderna de 22
>>> Toda Quinta retoma 1ª edição no Teatro Vivo com menção a Dominguinhos
>>> ENSINAR A FAZER - MARCENARIA
>>> O Peso do Pássaro Morto faz duas sessões online dias 30 e 31/10
>>> Exposição recupera a memória da ditadura brasileira
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> La Guerra del Fin del Mundo
>>> Predadores humanos
>>> Tout le reste est littérature
>>> Minha segunda vez
>>> Clássicos para a Juventude
>>> 40 belas atrizes
>>> Meu primeiro computador pessoal
>>> Um homem de Oz
>>> 12 de Junho #digestivo10anos
>>> crônica - ou ensaio - à la hatoum
Mais Recentes
>>> Pois Não , Doutor !!!-nos Bastidores do Hc de Flávio Tiné pela Vertente (2000)
>>> O Analista de Bagé de Luis Fernando Verissimo pela Lpm (1981)
>>> Risíveis Amores -sete Histórias de Amor de Milan Kundera pela Nova Fronteira (1970)
>>> O Tiete do Agreste de Chico Anisio pela Circulo do Livro (1984)
>>> Basket a Ma Façon de Jacky Chazalon pela Robert Laffont (1978)
>>> O Homem ao Quadrado de Leon Eliachar pela Circulo do Livro
>>> Salve Sua Vida de Erica Jong pela Circulo do Livro (1981)
>>> O Santo Inquerito - Peça Em Dois Atos de Dias Gomes pela Circulo do Livro
>>> A Arte do Tempo -ensaio de Ação de Jean-louis Servan-schreiber pela Cultura (1996)
>>> El Libro de los Craneos de Robert Silverberg pela B. S. a España (1987)
>>> El Quinto Jinete de Dominique Lapierre y Larry Collins pela Plaza&janes Barcelona (1990)
>>> A Quem Possainteressar-contos Poesia e Pesquiza Literaria de José Cordeiro Misseno pela Tribuna de Santos (1982)
>>> O Que Devemos Saber Sobre Do-in de Walmir Basevic pela Zohar (1992)
>>> Pensamentos de Saint - Exupéry de Sebastiao Hermes Verniano pela N/d (1971)
>>> Le Dossier de L de Planéte pela Editions Planéte (1980)
>>> Viver Tem Remédio de Flávio Tiné pela Komedi (2000)
>>> Nos Passos de Jesús de Wolfgang e Pax pela Bloch (1987)
>>> Le Monde Enchanté de Walt Disney Cole;ao 7 Livros de Walt Disney Studios pela Editions Le Livre de Paris (1970)
>>> La Grande Histoire Illustrée Du Monde de Somerset Frey pela Deux Coqs Dor (1973)
>>> O Veleiro de Cristal de José Mauro de Vasconcellos pela Melhoramentos (1976)
>>> Regras de Golfe de J S Rinehart Jr pela Takano (2000)
>>> Cozinha Chinesa - de Lydia Wang pela Linoart Editores (1986)
>>> La Quinta Montaña de Paulo Coelho pela Planeta Colombiana (2000)
>>> People - de Styne and Bob Merrill pela Intersong (1990)
>>> Tudo por Amor Tema de Filme de James Newton Howard pela Fermata do Brasil (1991)
COMENTÁRIOS

Terça-feira, 26/9/2006
Comentários
Leitores


Seu texto tá ótimo
Vivemos uma realidade dentro de muitas redações em que os jornalistas mal conseguem usar e-mail. É um verdadeiro mistério para muitos a diferença entre site e correio eletrônico. Mesmo nas grandes, como a d'O Globo, alguém confundiu internet com jornal impresso e bolou uma forma impossível de web. O problema não é o blog (ainda), é a base da coisa toda. Sem saber o feijão-com-arroz da rede, fica complicado partir para o jornalismo eletrônico. Seu texto tá ótimo, será distribuído entre alguns colegas. Abraço.

[Sobre "Por que os blogs de jornalistas não funcionam"]

por Leonardo Fontes
http://www.blogueisso.com
26/9/2006 às
02h03 201.9.95.226
(+) Leonardo Fontes no Digestivo...
 
neste mundo de relatividade
Sim, é possivel ser feliz sozinho, e eu concordo com o seu texto. Porém, cabe lembrá-lo que vivemos num mundo de "relatividade", onde uma coisa é relativa a outra, e por esta razão, eu ainda acho que somente em grupos, ou em pares, poderemos realmente crescer espiritualmente. Embora gostemos de ficar sozinhos, o crescimento somente ocorre quando aprendemos a aceitar as diferenças dos outros. Você somente poderá obter uma referência de você mesmo quando você se compara com um outro ser. Somente estando num ponto A que você poderá então perceber a magnitude do ponto B. A felicidade é alcancada quando crescemos espiritualmente. Um ser sozinho somente cresce uma fração daquilo que poderia crescer se estivesse em contato com outros seres. Precisamos desta referência, é bom sabermos que é importante nos relacionarmos para então, assim, crescermos neste mundo de relatividade. Abracos, 1000ton

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Milton Laene Araujo
http://www.ibt-eft.com
25/9/2006 às
20h17 65.8.71.193
(+) Milton Laene Araujo no Digestivo...
 
Eu já até desisti!
Eu já até desisti! Nem discuto mais com pessoas que acham que quem prefere ficar sozinho sofre de frieza e/ou desencanto. Hoje eu até me divirto encarnando o personagem do cara desiludido, frio e amargurado, só para ver as caras de espanto das pessoas "românticas", que não sabem que não é nada disso.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Daniel
http://dosimulacro.blogspot.com
25/9/2006 às
19h13 200.158.240.55
(+) Daniel no Digestivo...
 
Estou só, mas feliz
LEM, adorei o que você escreveu, a vida é de momentos, e eles têm que ser bem vividos. Estar só não significa solidão, o mesma. Estou só, no momento, mas sou FELIZ. Abraços, Laura

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Laura Maria Goes Rod
25/9/2006 às
17h27 201.22.87.41
(+) Laura Maria Goes Rod no Digestivo...
 
Vou de bike!
Vocês deviam experimentar se deslocar na cidade de bicicleta. É mais prático, mais saudável e, com o tempo, aprende-se a ficar distante de todos os perigos oferecidos pelo trânsito. Violência? Mais - muito mais - difícil assaltar alguém de bike que a pé ou num semáforo de carro. Economiza-se o combustível e a academia. E a relação com a cidade altera-se visivelmente para melhor. Morros? Bom, moro em BH, nenhuma capital tem mais morros que essa, e garanto que é tranqüilo para uma bicicleta com marchas. Vendi meu carro há seis anos, e tão cedo não pretendo ter outro.

[Sobre "Eu dirijo, e você?"]

por Humberto Guerra
25/9/2006 às
16h48 201.58.110.185
(+) Humberto Guerra no Digestivo...
 
Solidão só se for a dois
Ser feliz é o melhor lugar, ser feliz estar gozando do sonho de amar e refletir sobre o amor. O estágio de todos juntos a nossa volta, com opiniões, decisões, ternuras, beijos e pegações, leva-nos ao recolhimento, à busca de respirar solitariamente, tentando obviamente entrar em êxtase com o infinito. Mas necessariamente não significa ficar só, mas aprender a respirar, pra não morrer sufocado com a multidão ou de excesso de amor. A solidão pode ser uma canoa boa pra gente navegar a dois na troca de carinhos.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Manoel Messias Perei
25/9/2006 às
16h03 201.42.133.180
(+) Manoel Messias Perei no Digestivo...
 
Ganhando mais uma leitora
Muito bom. Muito bom mesmo!!! Vou passar a ler seus artigos. Beijos, Mirtes

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por mirtes
25/9/2006 às
14h13 201.50.99.123
(+) mirtes no Digestivo...
 
Viver só ou estar sozinho?
O artigo confunde a parceria institucional de viver a dois (seja casamento ou não) versus viver só. Ora eu penso que "viver só" pode não significar "estar sozinho". Viver só é uma escolha que pode ou não ser boa, se calhar será mesmo a melhor do mundo!!! Mas viver sozinho tem muito que se lhe diga... E aí é que é o busilis, pois como é dito no artigo, pertencemos ao grupo de "seres gregários", não somos como o gato, mas sim como o cão ou como o lobo. Precisamos da nossa alcatéia, da sua proteção, dos seus afetos, o resto é conversa fiada de quem se sente realmente sozinho e não é capaz de superar isso.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Luisa Medeiros
25/9/2006 às
14h00 194.65.1.253
(+) Luisa Medeiros no Digestivo...
 
Com e sem alguém por perto
O texto foi muito bem escrito, porém acho que devemos estar preparados para todas as fases que a vida nos reserva. Às vezes temos que agir como a águia que se isola uns 5 meses, quebra seu bico, arranca suas unhas e suas penas e volta ao convívio de outras para viver por mais 30 anos. Eu já me acostumei a ser feliz: às vezes sozinha e às vezes acompanhada (tudo a seu tempo). Também sou romântica e após ficar um tempo só, sinto falta de aconchego, carinho e amor. Ao mesmo tempo, quando a companhia de alguém está desgastada por algum motivo, sinto falta de ficar só. Temos que buscar nossos momentos felizes em nossa própria companhia, com e sem alguém por perto.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Elisabete R.Tristão
25/9/2006 às
13h20 201.19.213.102
(+) Elisabete R.Tristão no Digestivo...
 
Sozinha, mas sem solidão
Concordo, plenamente, com a sua afirmativa, caro Luis Eduardo. Eu mesma sou o exemplo aqui retratado e vivo plenamente feliz sozinha, sem contudo sentir solidão: vivendo em cidade interiorana, pequena, participo das atividades sociais que me satisfazem, vou às compras, ao banco, converso com vizinhos, etc. Da família pequena, que mora distante, tenho notícias semanais e visitas anuais. No entanto, como bem esclarecido no seu texto, a cobrança é grande, tanto por parte da família como por parte das pessoas mais próximas que, inconformadas com a minha opção de vida, não admitem a possibilidade de se viver sozinho. A partir de uma certa idade (tenho mais de 50 anos), nos tornamos mais exigentes, mais seletivos e a própria experiência de vida levou-me a selecionar essa opção que pode não ser a definitiva, mas por enquanto é a que me basta para ser feliz. Ótimo texto! Grande abraço.

[Sobre "Sim, é possível ser feliz sozinho"]

por Giulia Dummont
http://horizontestemporais.blogspot.com/
25/9/2006 às
13h20 201.42.135.77
(+) Giulia Dummont no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Processo Civil e Interesses Difusos e Coletivos
Amaro Alves de Almeida Neto
Atlas
(2002)



O Signo dos Quatro Coleção Sherlock Holmes Série 1
Sir Arthur Conan Doyle
Rideel
(2002)



O Fantasma da Torre Com Roteiro de Leitura
Giselda Laporta Nicolelis
Scipione
(2001)



Monsieur Croche e outros ensaios sobre música
Claude Debussy
Nova fronteira
(1989)



A paranóica
Cassandra Rios
Símbolo
(1969)



A Escrava Isaura
Bernardo Guimarães
Melhoramentos
(1963)



A Máscara de Atreu
A. J. Hartley
Landscape
(2006)



Romang su desarrollo demografico 1873 - 1895
Maria Teresa Firpo e Daniel Alberto Mendoza
Romang
(1994)



Meu Filho Vai Prestar Vestibular. e Agora?
Leo Fraiman
Gente
(2000)



Revista de Ciências da Educação
Luís Antonio Groppo
Unisal
(2007)





busca | avançada
50141 visitas/dia
1,8 milhão/mês