Editor-assistente | Digestivo Cultural

busca | avançada
54617 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Indígenas é tema de exposição de Dani Sandrini no SESI Itapetininga
>>> SESI A.E. Carvalho recebe As Conchambranças de Quaderna, de Suassuna, em sessões gratuitas
>>> Sesc Belenzinho recebe cantora brasiliense Janine Mathias
>>> Natália Carreira faz show de lançamento de 'Mar Calmo' no Sesc Belenzinho
>>> Miltinho Edilberto e Mariana Aydar trazem Forró, Flor & Cultura ao Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
>>> O último estudante-soldado na rota Lisboa-Cabul
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
>>> Fé e dúvida
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A morte do professor de literatura
>>> Guía de lacónicos
>>> Mazelas do coronelismo
>>> Como ler mais livros
>>> Debate Democrata na CNN
>>> A esquerda nunca foi popular no Brasil
>>> Narcos
>>> Dez Anos que Encolheram o Mundo, de Daniel Piza
>>> A minha Flip
>>> O Casulo vai à escola
Mais Recentes
>>> Das Blut des Skorpions de Massimo Marcotullio pela Roman
>>> Projeto Athos; Geografia 8 de Sonia Castellar/ Ana Paula Seferian pela Ftd (2014)
>>> Compromisso Total de Hug Davidson pela Campus (2003)
>>> Estatística Aplicada de Norean R. Sharpe pela Bookman (2011)
>>> Porque os Gerentes Falham 8 Ed de John Mccarthy pela Mcgraw Hill (1988)
>>> Judge & Jury de James Patterson pela Warner Books (2007)
>>> Conecte Literatura Brasileira - Parte 1 de William Cereja; Thereza Cochar pela Saraiva (2013)
>>> Viver é Feito a Mão de Nilma Lacerda pela Positivo (1905)
>>> Tanglewreck - o Guardiao do Tempo de Adriana Lisboa; Jeanette Winterson pela Rocco (2010)
>>> Matemática Básica, 2: Números Fracionários - Frações de Senac pela Senac (2000)
>>> Fazendo História e Cutucando a Memória de José Carlos pela Textonovo (2013)
>>> O Fio da Navalha de Somerset Maugham pela Abril Cultural (1974)
>>> Revisaço - Delegado de Polícia Civil de Rogério Sanches e Outros pela Juspodivm (2013)
>>> Naufrágio Entre Amigos de Eduardo Sabino pela Patuá (2016)
>>> Karma For Todays Traveler de Phra Bhasakorn Bhavilai pela Phra Bhasakorn Bhavilai (2005)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto pela Objetivo
>>> Ginástica Postural Global de E. Souchard pela Martins Fontes
>>> Beauty and the Beast de Richard Northcott pela Helbling (2014)
>>> Caças e Aviões de Ataque Modernos - Guia de Armas de Guerra de Bill Gunston pela Nova Cultural (1986)
>>> Losing Control de Stephen D. King pela Yale University Pres (2010)
>>> Maktub - Coleção Paulo Coelho de Paulo Coelho pela Gold (2006)
>>> Vinho para Leigos de Ed Mccarthy pela Mandarim (1996)
>>> Geografia Geral e do Brasil 3 ª Edição de Harbra pela Paulo Roberto Moraes (2005)
>>> Nosso Século: 1900/1910 - a era dos Bacharéis - 1ª Parte 1º Vol. de Vários Autores pela Abril Cultural (1985)
>>> O Enigma das Palavras de Da Editora pela Ajeb
EDITORIAIS >>> Editor & Editor-assistente

Segunda-feira, 5/12/2005
Editor-assistente
Fabio Silvestre Cardoso

+ de 6300 Acessos

Fabio, como você começou nessa história de jornalismo?
Há uns onze anos, mais ou menos. No colégio, em 1994, eu editei um suplemento para a Copa do Mundo de 1994. Ninguém levou aquele trabalho a sério, mas eu me dediquei a valer nesse meu primeiro trabalho jornalístico. Desde então, eu já sabia que queria ser jornalista, mas não na área de cultura. O jornalismo cultural só veio depois.

Você escreve bem, é organizado, respeita os deadlines, as pautas... Já havia pensado antes em “editar”?
Na Universidade, fui um editor “precoce” de uma publicação laboratório. Naquela época, muita gente desprezava a atividade, mas eu achava fundamental porque me trazia disciplina e a importância de respeitar os prazos.

Como você vê os editores por aí? Alguém em especial (não vale me citar, tá)? Como anda a edição no jornalismo brasileiro como um todo?
De um modo geral, não vejo mais grandes editores no jornalismo brasileiro. Há, sim, burocratas, que servem como controladores das hierarquias organizacionais. Em relação aos nomes, e já que eu não posso te citar, vamos lá: Fernando Barros e Silva (da Folha de S.Paulo); Reinaldo Azevedo (da Primeira Leitura); e Mino Carta (da CartaCapital). Creio que eles conseguem imprimir uma assinatura particular às coberturas dos respectivos veículos, o que não acontece na maioria dos jornais, revistas e programas de TV porque o turn over nas redações é muito grande.

Para não perder o hábito, vamos falar mal do jornalismo cultural? Você acha que ainda tem salvação? Se não, por quê? Se sim, como?
Bom, o jornalismo cultural segue a mesma sina do jornalismo em geral. Falta um trabalho coerente, mas que seja menos automático e menos previsível. Fica fácil até listar os problemas: pautas repetitivas, o celebridismo em torno dos mesmos nomes, a ausência da crítica. Ainda assim, encontramos alguns ótimos exemplos de resistência. Na internet, e eu não falo apenas do Digestivo, há sempre a possibilidade de renovação. E mesmo no meio impresso, alguns suplementos, como o Rascunho, permanecem com a árdua intenção de discutir cultura no Brasil.

Você pensa em praticar outras modalidades de jornalismo (além do cultural)? Se sim, quais?
Jornalismo internacional é uma modalidade que me parece muito interessante porque lida com um material mais rico que o jornalismo em geral. Além do mais, essa modalidade também permite textos mais reflexivos.

Falando agora da sua breve – mas já significativa – experiência no Digestivo... Como vê as diferenças, em matéria de edição, entre a Web e o impresso?
Na internet, há sempre a vantagem de realizar a edição em tempo real, mas não acredito, como muitos pensam, que se trata de um trabalho mais fácil por isso. É uma atividade que demanda o mesmo esforço tanto com a qualidade do texto quanto com a coerência das informações, porque, ao contrário do impresso, o que está na internet fica por lá, acessível a todos, por muito mais tempo.

Acha que os Colaboradores do Digestivo pretendem esse “salto” em direção ao jornalismo (tradicional)? Ou acha que todo mundo quer, no fundo, virar literatura?
Acredito que os objetivos estejam divididos, com uma leve vantagem para os que desejam a literatura, como a Ana Elisa Ribeiro, o Luis Eduardo Matta e a Andréa Trompcynski, para citar alguns nomes. Nesse sentido, o jornalismo, para muitos dos colaboradores (falo inclusive dos que já deixaram de escrever aqui), funciona como uma espécie de “treino”, muito embora o Marcelo Miranda e a Adriana Baggio mantenham colunas mais jornalísticas e, a meu ver, sem pretensões literárias.

O que mudou desde que você começou? Como você via o trabalho antes e como o vê agora, quase seis meses depois? Tinha muitas ilusões? Teve boas surpresas?
Sinceramente, eu achava que era mais simples do que de fato é. Mas passei a me organizar melhor desde que comecei minhas tarefas. Achava que teria muitas reclamações por parte dos colaboradores, mas isso não aconteceu, felizmente.

O que é reconfortante e o que é frustante no trabalho de editor? (Pode falar, os Colunistas não vão ficar bravos...)
Ter de esperar pelas colunas depois dos deadlines é, sem dúvida, a mais ingrata das tarefas. Além do mais, ver que algumas pessoas que desejam colaborar com o site muitas vezes não observam que o Digestivo busca manter um padrão editorial, é uma publicação, e que por isso possui alguns parâmetros. De qualquer forma, é reconfortante ver que isso também está mudando.

Que conselho daria para quem quer Colaborar com o Digestivo Cultural? E para quem quer ser editor (não necessariamente editor do site ou de sites)?
Para colaborar com o Digestivo, tem de escrever bem sobre um determinado assunto a ponto de fazer com que o leitor sinta-se à vontade com o texto. Como editor, mais até do que jornalista cultural, é fundamental ler sobre todos os assuntos porque, ao contrário do que se propaga por aí, os temas estão muito relacionados.


Fabio Silvestre Cardoso
Segunda-feira, 5/12/2005


Mais Editor & Editor-assistente
Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Devarim #38
Vários autores
Narrativa Um
(2019)



Fenomenologia e Teoria Literária
Maria da Glória Bordini
Edusp
(1990)



Obras Completas de Monteiro Lobato Literatura do Minarete
Monteiro Lobato
Brasiliense
(1959)



Der Ruf des Blauen Flusses
Nicole Alexander
Blanvalet Taschenbuch Verlag
(2014)



Psicologia Moderna
Antônio Xavier Teles
Ática
(1995)



Beloved Homes!a Drop in Book of Nine Much Loved Homes
Lena Allblom
Ikea Family
(2007)



Os Contratos Mercantis à Luz do Código Civil
J. A. Peneval Santos
Malheiros
(2006)



Pai Goriot (Coleção Elefante)
Honoré de Balzac
Ediouro
(1972)



O Filósofo Peregrino
Marcos Bulcão
Record
(2014)



Princesinha Sofia (capa Dura)
Catherine Hapka
Abril
(2017)





busca | avançada
54617 visitas/dia
1,8 milhão/mês