Novo Editor-assistente | Digestivo Cultural

busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Redes e protestos: paradoxos e incertezas
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Daniel Piza by Otavio Mesquita
>>> The Making of A Kind of Blue
Mais Recentes
>>> A Doutrina Anarquista ao Alcance de Todos de José de Oiticica pela A Batalha (1976)
>>> Helena de Machado de Assis pela Ática (1994)
>>> A 3° Visão de T. Lobsang Rampa pela Record (1981)
>>> A História Da Indústria Têxtil Paulista de Francisco Teixeira pela Artemeios (2007)
>>> Ciência tecnologia e gênero abordagens Iberoamericanas de Marília Gomes de Carvalho (org.) pela utfPR (2011)
>>> A Jornada de Erin. E. Moulton pela Nova Conceito (2011)
>>> A Melodia Feroz de Victoria Schwab pela Seguinte (2016)
>>> Despertar ao Amanhecer de C.C. Hunter pela Jangada (2012)
>>> Sussurro - Coleção Hush Hush de Becca Fitzpatrick pela Intrínseca (2009)
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Os Anos 80: Contagem Regressiva para o Juízo Final de Hall Lindsey pela Record/ RJ.
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> O Fator Psicológico na Evolução Sintática (Encadernado) de Cândido Jucá (filho)/ Autografado pela Organização Simões/ Rio (1958)
>>> Príncipe das Trevas, Ou Monsieur - o Quinteto de Avignon- I de Lawrence Durrell pela Estação da Liberdade (1989)
>>> Pare de Engordar- Obesidade: um Problema Psicológico de Dr. Nelson Senise pela Record/ RJ.
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires (autografado) pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Catálogo dos Editores Brasileiros de Affonso Romano de Sant Anna: Presidente pela Biblioteca Nacional/INL (1994)
>>> Fontes do Latim Vulgar : o Appendix Probi de Serafim da Silva Neto/ Autografado pela Livr. Academica/ RJ. (1956)
>>> Camões e Fernão Lopes de Thiers Martins Moreira/ Autografado pela Rio de Janeiro (1944)
>>> Ver- o- Peso: Estudos Antropológicos no Mercado de belém (Vol. II de Wilma Marques Leitão (organização) pela Paka- Tatu Ed. (2016)
>>> O Pensamento Vivo de Montaigne de André Gide/ Tradução: Sérgio Milliet pela Livr. Martins Ed. (1953)
>>> Na Beleza dos Lírios de John Updike pela Companhia das Letras (1997)
EDITORIAIS >>> Arrumando a Casa

Segunda-feira, 5/2/2007
Novo Editor-assistente
Rafael Rodrigues

+ de 5400 Acessos

Como fiz com o Fabio Silvestre Cardoso, apresento agora, a vocês, o Rafael Rodrigues, novo Editor-assistente do Digestivo, através de entrevista com o próprio... Diferentemente do Fabio, que tinha um background mais acadêmico, o Rafael tem uma experiência 100% de internet. Perceberam alguma diferença? (Depois me contem...) Cansado de ser "assistente de Editor", agora o Rafael é Editor-assistente. Com muito merecimento. Vida longa a ele na função! – JDB

Rafael, você vem de um curso de Letras... Já tinha se imaginado no jornalismo? Como isso se deu (e o que está achando de fazer jornalismo agora)?

Na verdade, entrei no curso de Letras justamente para poder me especializar ou pós-graduar em jornalismo. Enquanto isso não acontece, vou aprendendo, na prática, um pouco do "fazer jornalismo", cultural, em específico. Mas dizer que faço jornalismo é um exagero. Não considero o que escrevo como jornalismo. Nem mesmo como crítica literária. Apenas escrevo sobre livros, recomendo obras que li e gostei, ou achei interessantes. É óbvio que, para isso, às vezes precise pesquisar, entrar em contato com o autor, ler outras críticas, o que termina sendo um trabalho jornalístico. Mas escrevo tão despojadamente, que seria pretensão dizer que sou um jornalista cultural, penso.

Como é trabalhar como assistente de edição do Digestivo? (Prós? Contras?)

É maravilhoso. E não digo isso pra fazer média. Nem mídia. Simplesmente é verdade. O trabalho de assistente de edição do Digestivo (que engloba também a função de revisor de textos) é essencial para meu crescimento como leitor, "escritor" (dizem que eu sou, mas também não me considero, ainda) revisor e futuro editor, que pretendo ser. Como te disse, via e-mail, há alguns dias, o trabalho no Digestivo foi e é uma das melhores coisas que me aconteceram desde que comecei a escrever.

Novamente as letras: a internet é hoje o caminho, para quem quer escrever (ou lidar com isso)? Por quê?

Acredito que sim. Principalmente para quem não está no olho do furacão, como eu. Se pra quem mora no eixo Rio-São Paulo ou no sul do país já é complicado se destacar no meio literário, imagine para quem está no interior da Bahia... Não que eu me considere um "destaque", mas me orgulho do que tenho conseguido nos últimos tempos. A internet é fundamental para quem hoje escreve e quer ser lido. Os blogs estão aí, aumentando de número dia após dia. São inúmeros os sites literários que aceitam colaborações. Como o contato acontece apenas virtualmente, o que vale é o que está escrito, a qualidade do que está escrito. É óbvio que se houver alguma boa referência – leia-se "rede de contatos" – as coisas ficam mais fáceis. Mas isso é muito relativo. Quem me indicou o Digestivo foi o Marcelo Barbão, mas quando enviei meu primeiro texto para o Digestivo, não citei o nome dele, até para não o comprometer, caso não gostassem do meu texto. Ou seja: tudo o que eu tinha eram minhas referências, os sites por onde passei e os textos que foram publicados neles. E, modéstia à parte, minha pena. E foi isso o que me fez ganhar espaço, acredito. Talvez nem tanto minha pena, mas mais a minha inquietação e meu inconformismo. É tudo o que eu tenho.

Os veículos impressos estão muito fechados, ainda, para os colaboradores desconhecidos. Por isso a internet é fundamental. Porque dá espaço a quem escreve bem e não tem oportunidade de sair no papel. Não que sair no papel seja imprescindível, mas ainda é o objetivo de muita gente.

Sua experiência: você recomendaria a outras pessoas?

Com certeza. Eu escrevo para sites na rede desde 2003. Comecei no Pessoas do Século Passado. Depois de muito tentar, tive um texto publicado no Paralelos. Mas somente em 2005 consegui me firmar como colunista semanal, no site Simplicíssimo. Depois disso, as coisas melhoraram bastante. Me tornei colaborador freqüente do blog e do site Paralelos, ganhei uma coluna no Argumento e cheguei ao Digestivo. Ou seja, uma coisa levou a outra. Igual a tudo na vida. Não tenho do que me queixar. Levei muitos "nãos" de diversos sites. Levei muitos "nãos" do Paralelos, por exemplo. Mas foram essas negativas que me fizeram escrever sempre mais e sempre tentando atingir um nível melhor. Acredito que consegui.

Em relação às diversas publicações culturais, o que falta e o que "sobra" no Digestivo?

Sinceramente, não sei. Conheci o Digestivo, pra valer, em 2006. Não sei ainda por quais mudanças o site passou, em seus 6 anos de existência. (Preciso até ler alguns editoriais que ainda não li e conversar mais com você sobre isso...) Acredito que o Digestivo cumpra os objetivos que se propõe a cumprir. Fazer um jornalismo cultural que não seja enfadonho. Um jornalismo empolgante, que incentive o leitor a assistir aquela peça, ler aquele livro, ver aquele filme. Eu mesmo, como leitor, já comprei livros ou DVDs indicados por colunistas do Digestivo. E se morasse no Rio ou em São Paulo, provavelmente iria assistir a peças indicadas no site. Acho que, no momento, nada falta ou sobra no Digestivo. O site está excelente do jeito que está e espero que, na pior das hipóteses, se mantenha assim. Mas a tendência é melhorar, com certeza.

Tem literatura no Digestivo? E autores? (Você recomendaria alguém para as editoras de livros?)

Até nisso o Digestivo é diferente dos outros. Que outro site cultural pode se dar o luxo de ter uma colunista como Ana Elisa Ribeiro, que escreve assim, do nada, como os melhores cronistas faziam? Ou ter os belos textos do Marcelo Maroldi, que deixam leitores emocionados e com lágrimas nos olhos? São exemplos de colunistas que alternam textos críticos com textos mais pessoais, mais literários. Ambos com certeza serão colocados nas prateleiras das livrarias, mais cedo ou mais tarde. Só depende de eles quererem isso ou não. Talento eles têm, de sobra.

Poucos escritores têm bons blogs no Brasil... Você arriscaria uma explicação (para a ausência de escritores consagrados na World Wide Web)?

Os escritores consagrados não precisam de blogs. Eles têm um público fiel, fãs que os acompanham há décadas. Só escritores mais "novos" é que precisam dos blogs. Por mais carnaval que se faça em cima dos "novos autores", eles ainda são "desconhecidos". Por isso a necessidade dos blogs e sites. Se não fossem os blogs, eu não conheceria o Daniel Pellizzari, por exemplo.

Talvez também, por isso, pelo domínio dos "novos" no meio blogueiro, os autores já consagrados não queiram manter seus próprios blogs. Talvez tenham medo de parecerem senhores de idade metidos a jovens, não sei. Mas eles estão na internet, também. Charles Kiefer tem seu site, Menalton Braff também. Ronaldo Correia de Brito, Milton Hatoum e outros estão no Terra Magazine, que não é um blog, mas poderia ser... Aos poucos eles vão chegando.

Para os autores jovens, como você, o reconhecimento em livro ainda é imprescindível? O que acha disso?

Você de novo me chamando de autor... Bom, não posso mentir: é, sim, imprescindível. Quero ver meu nome na capa do livro, poder ler nele as palavras que agora estão nas folhas de velhos cadernos, amontoados no meu quarto. Quero folhear minhas próprias palavras em tipologia Elegant Garamond, corpo 12, impressas em papel off-white... Quero poder entrar numa livraria e ver alguém comprando meu livro. Quero ler um crítico literário detoná-lo em um jornal ou site cultural (mas um só, dos outros quero elogios), para eu dar boas gargalhadas.

Enfim. Querendo ou não, é um orgulho ser publicado em livro. E é o desejo da maioria dos que se dizem escritores. Quem escreve, escreve porque gosta, porque tem vocação, porque não consegue não escrever. Mas escreve também por vaidade, porque quer ser lido. Acredito que até mesmo Kafka, que tentou queimar tudo o que escreveu e teve poucas obras editadas em vida, queria, no fundo, ser publicado e reconhecido como grande escritor. Se não quisesse, não enviaria seus originais ao amigo, Max Brod, que fez com que fossem publicadas postumamente as obras do escritor.

Qual o seu conselho para quem quer publicar no Digestivo Cultural?

Quem quer escrever para o Digestivo precisa ler, e muito, o Digestivo. Foi isso o que eu fiz, apesar de não ter escrito meu primeiro texto publicado aqui especificamente para o site. Foi assim comigo e também com o mais novo colunista do DC, o Guga Schultze, já batizado de "o arqueólogo" do Digestivo.

É ler os textos do site e escrever, praticar. Quando se sentir seguro, é só enviar os textos para apreciação. Todos serão lidos, os autores podem ter certeza disso.

Ah: é necessário escrever sobre temas pertinentes, óbvio. Não precisa ser a resenha de um livro lançado ontem. Pode ser sobre um livro lançado há décadas, desde que tenha relevância. E desde que o texto seja bem escrito, claro.

O que mudou na sua vida depois do Digestivo?

Mudou a maneira de encarar meus objetivos. Nunca pensei que eles fossem impossíveis de ser alcançados. Se fossem, seriam sonhos. Mas não são. Hoje não tenho mais medo de enviar um texto seja lá pra que veículo for. Nem de entrar em contato seja lá com quem for.

Mudou também a maneira de agir. Antes eu era muito "afobado", saía enviando o mesmo texto para 300 sites. Hoje não mais. Nem tenho mais tanto tempo para isso... Mas seleciono melhor, não envio o mesmo texto para diversos sites ao mesmo tempo (dica que se encaixa na pergunta anterior) e aprendi a ter mais paciência com os editores. Quando um editor não responde imediatamente a um e-mail, é porque ele realmente não pôde, não teve tempo.

Aprendi a dizer (e ler) "nãos" e aprendi a ouvir (e ler) "nãos". O Digestivo é um aprendizado não só profissional, mas pessoal, também. Igual a tudo na vida...

Para ir além
Mais Rafael Rodrigues


Rafael Rodrigues
Segunda-feira, 5/2/2007


Mais Arrumando a Casa
Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DIREITO DO TRABALHO 1ª FASE - RENATO SARAIVA
RENATO SARAIVA
METODO - PROORDEM
(2005)
R$ 9,80



TRAITÉ DE GYNÉCOLOGIE MÉDICO-CHIRURGICALE
J L FAURE E ARMAND SIREDEY
OCTAVE DOIN ET FILS - PARIS
(1914)
R$ 55,00



AFINAL O QUE QUEREM AS MULHERES?
JOÃO PAULO CUENCA
LEYA - CASA DA PALAVRA
(2010)
R$ 23,93



AMOR DE PERDIÇÃO
CAMILO CASTELO BRANCO
KLICK
(1997)
R$ 8,00



MONITORAMENTO DE REDES COM ZABBIX
JANSSEN DOS REIS LIMA
BRASPORT
R$ 40,00



O ESCANDINAVO DESLUMBRADO E OUTROS CONTOS
ALBERTO XAVIER
PINTO E ZINCONE
(2011)
R$ 26,00



FRAGILE THINGS - 7906
NEIL GAIMAN
HARPER PERENNIAL
(2007)
R$ 10,00



PEQUENO ABC DO PENSAMENTO JUDAICO
HUGO SCHLESINGER
BNAI BRITH
(1969)
R$ 4,90



ERA BOM QUE TROCÁSSEMOS UMAS IDEIAS SOBRE O ASSUNTO, ROMANCE
MÁRIO DE CARVALHO
CAMINHO
(1995)
R$ 15,63



STEALING SHADOWS
KAY HOOPER
BANTAM BOOKS
(2007)
R$ 21,28





busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês