Digestivo nº 121 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
44941 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 19/2/2003
Digestivo nº 121
Julio Daio Borges

+ de 2400 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Imprensa >>> Índio quer apito
Bairros podem ter ambições? Segundo a Vejinha, sim, podem. A revista, nesta semana, elevou Moema à categoria de "super bairro". O que isso vem a ser? Segundo ela, uma distinção que quase equipara um bairro a uma cidade. Além de ser residencial, tem de incluir áreas de lazer, comércio e serviços os mais variados. A Vejinha considera que a grande ambição de Moema foi ser igual ao Itaim ou, no limite da vertigem, comparar-se aos Jardins. Será mesmo? Os Jardins se converteram num parque de diversões de grifes; ou então em via de escoamento do Centro e da Paulista. De qualquer jeito, um bairro dispendioso, visado e intransitável. Já o Itaim se espreme estoicamente entre a Nove de Julho e a Juscelino e, apesar da ameaça de restaurantes e escritórios, mantém-se residencial sobretudo. Resumo da ópera: o Itaim não é nenhum "super bairro"; e os Jardins, apenas uma excentricidade pela qual se paga caro. Seriam esses os horizontes de Moema e seus moradores? É provável que não. Moema foi residencial e acolhedor - até a ameaça do mar de prédios. (Será que é isso que a Vejinha quer, atrasadamente, estimular?) E Moema foi modicamente comercial, quando seus bares não eram "da moda" e o shopping center Ibirapuera era o máximo que se podia almejar. Quanto à segurança, está longe de ser verdade: há roubos, há assaltos, há seqüestros - muito antes dessa especulação editorial. No que se refere ao contingente de carros importados, pode até ser - ainda que não signifique nada (talvez uma inclinação de consumo tipicamente brasileira, que Freud pode explicar). Mas os moradores parece que gostam. Um deles declara que a grande coisa de Moema é parecer-se a "uma cidade do interior". (Será que tem idéia do quanto isso soa provinciano?) E a miss? (Existe miss bairro agora?) A Veja, grande ou pequena, faz o retrato do Brasil tacanho. De mentalidade tacanha. E parece que não quer mudar. Pobre Moema. Pobres habitantes. Civilização é também questão de como cada um se enxerga. E os nossos espelhos não parecem melhores do que os de Pedro Álvares. [Comente esta Nota]
>>> O super bairro
 



Literatura >>> Rir é o melhor remédio
De 1989 a 1993, a pedido de Luiz Schwarz, Ruy Castro organizou suas antologias de mau humor, lançando-as pela Companhia das Letras. Sempre uma coleção de frases, sobre diversos assuntos, que poderiam (ou não) ter um tema central ("amor" e "poder", por exemplo, nas duas últimas). Em 2002, no entanto, Ruy reuniu os três volumes em um só e, de quebra, acrescentou mais 400 frases novas. Para quem não conhecia, trata-se - ao contrário do que prega o título - de uma celebração do bom humor, algumas vezes a ponto de arrancar gargalhadas do leitor. Esta versão condensada, em mais de 350 páginas, ousa em algumas coisas (as fontes, por exemplo, mudam o tempo todo), mas provoca saudade das caricaturas e da sobriedade editorial das primeiras edições. Um olho clínico percebe também diferença no conteúdo. A impressão é de que Ruy Castro quis popularizar ainda mais sua iniciativa, tirando alguns frasistas menos conhecidos do público brasileiro e acrescentando outros. Ganharam mais força, digamos, os nomes e os respectivos ditos de seus colegas e amigos de profissão. Estão lá, mais presentes: Ivan Lessa, Sérgio Augusto, Paulo Francis, Luis Fernando Verissimo e Millôr. Entraram na galeria, também, aforistas de outras órbitas: Agamenon Mendes Pedreira, Danuza Leão e Angela Ro Ro (entre outros). De qualquer maneira, os campeões de audiência continuam sendo os iniciadores das primeiras compilações. No time brasileiro: Nélson Rodrigues e Tom Jobim. No time internacional: Oscar Wilde, H.L. Mencken e Ambrose Bierce. Interessante notar como cada escolha revela uma preferência - apontando para futuros projetos do organizador. Afinal, todo mundo sabe que Ruy Castro escreveu a biografia de Nélson, dedicou uns quantos livros a Tom e traduziu Mencken e seus "insultos". A seleção de ditados e pensamentos caiu de moda nos últimos anos, ou então sucumbiu aos apelos da auto-ajuda. Ruy, felizmente, é do tempo em que se "nivelava por cima", sendo que uma máxima poderia equivaler a uma janela para determinado autor. [Comente esta Nota]
>>> Mau humor - Ruy Castro - 362 págs. - Companhia das Letras
 



Televisão >>> O povo na tevê
A Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados tem ganhado a mídia. Com a campanha "Quem financia a Baixaria é Contra a Cidadania" (maiúsculas por conta dos idealizadores), requentou o velho debate sobre se a tevê deve ser controlada ou não. É uma pauta recorrente em jornalismo - de discussão infinita, pois, uma vez retomada, não chega nunca a uma conclusão. Não vai ser agora. (Ou vai?) O deputado federal Orlando Fantazzini (PT-SP) parece empenhado: arranjou briga com o apresentador "Ratinho"; organizou "happenings" no Fórum Mundial Social; e atualmente abastece um site em favor da causa (eticanatv.org.br). Vale frisar que a idéia de controle não é má. Enfrenta sempre o mesmo tipo de resistência da classe artística: é, inevitavelmente, confundida com "censura". Jô Soares vive repetindo, por exemplo, em seu programa, há quase dez anos, que o único "controle" que deve haver é o "remoto". Todo mundo sabe que não funciona. Crianças não têm poder de decisão; adolescentes têm "meio" poder de decisão; adultos, às vezes, não têm "nenhum" poder de decisão. O Brasil parece ter ainda problemas com certas palavras. Censura é uma delas. Cidadania, outra. O site da campanha está infestado de palavras-chave e tudo indica que, mais uma vez, o debate vai ficar dando voltas - para não resultar em nada. (Ninguém fala em "moral", fala em "ética" [como se não fossem quase a mesma coisa].) Enfim. Uma das armas de Fantazzini e seus apoiadores (entidades e empresas) é a publicidade. O objetivo é intimidar os anunciantes de programação de baixo nível através de leis, tratados e denúncias. (Há espaço para quem se indignou enviar seu e-mail.) Tudo muito teórico ainda. Por quê? Porque os anunciantes querem vender - e, se procuram mídia de massa, vão acabar caindo nas atrações que exploram o tal "mínimo denominador comum": sexo, violência, mau gosto, etc. Os ataques ao capitalismo (ainda?) e à globalização (novidade...), como "os grandes responsáveis", estão escamoteados em artigos e entrevistas variados. Que não se transforme em mais uma discussão política - embora, pelo andar da carruagem, seja inevitável. [Comente esta Nota]
>>> Ética na TV
 
>>> RIR É O MELHOR REMÉDIO

"Atrás de todo homem bem-sucedido, existe uma mulher. E, atrás desta, existe a mulher dele." (Groucho Marx)

* esta é uma citação devidamente autorizada do livro Mau humor: uma antologia definitiva de frases venenosas, com tradução e organização de Ruy Castro
 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
24/2/2003
01h53min
Na minha profissão (corretor de imóveis),isto é uma delas, se faz muitas peripécias para substituir a distribuição de panfletos de propaganda quando do lançamento de um empreendimento: desde a distribuição de pseudos jornalecos, com algumas receitas de culinária e recheado de propaganda do empreendimento que está em lançamento. Mas, Moema é um "super bairro", com empreendimentos mais $ofi$ticado$,um jornaleco não seria suficiente para propaganda dos empreendimentos, encalhados, digo em lançamento no bairro. Nada como uma boa propaganda institucional do bairro. Veja só!! sô!
[Leia outros Comentários de Luiz Guimarães]
25/2/2003
13h48min
Por acaso estava num site de busca e deparei com esta preciosidade. Digestivos estao de parabens. Lauro
[Leia outros Comentários de Lauro Sodre]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ESCRITA DO HISTORIADOR, A
IOKOI, ZILDA MARCIA GRICOLI
UNESP
R$ 31,01



OPÚSCULO A PARÓDIA
THE HARVARD LAMPOON
NOVO SÉCULO
(2010)
R$ 4,00



ACONTECEU NAQUELE VERÃO - DOZE HISTÓRIAS DE AMOR
STEPHANIE PERKINS - ORG. / VARIOS AUTORES
INTRÍNSECA
(2017)
R$ 14,66



MASS MEDIA AND AMERICAN POLITICS
DORIS A. GRABER
CQ PRESS
(1996)
R$ 90,00



PSYCHOLOGIE DE L ESTHETIQUE
ROBERT FRANCÊS
PRESSES UNIVERSITAIRES DE F
(1968)
R$ 47,38



STABILITATSPROBLEME DER ELASTODTATIK
ALF PFLUGER
SPRINGER
(1973)
R$ 140,00



O MINISTÉRIO PÚBLICO E O PROCESSO FALIMENTAR: VISÃO ATUAL E NOVAS
LUIZ ROLDAO DE FREITAS GOMES FILHO
LUMEN JURIS
(2003)
R$ 9,82



ENCONTRO COM A FILOSOFIA 6º
RICARDO MELANI
MODERNA
(2014)
R$ 70,00



OS 72 NOMES DE DEUS - TECNOLOGIA PARA A ALMA
YEHUDA BERG
ROCCO
(2005)
R$ 100,00



PENSAMENTOS ETERNOS - MANUAL DE CITAÇÕES
EDUARDO PESSÔA
IDEIA JURÍDICA
(2001)
R$ 12,00





busca | avançada
44941 visitas/dia
1,3 milhão/mês