Digestivo nº 158 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
34463 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 21/1/2004
Digestivo nº 158
Julio Daio Borges

+ de 3600 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Televisão >>> Um vanguardista da opinião
No início da década de 90, no Brasil, a esperança para a televisão estava na TV a cabo. Como num renascimento, a qualidade era levada a sério (havia dinheiro para bancá-la) e a criatividade estava à solta (com bons profissionais para sustentá-la). Nessa época, nasceu o “Manhattan Connection”, de Lucas Mendes e Lúcia Guimarães. E nessa época, também, nasceu o “Milênio”, programa de entrevistas comandado por Edney Silvestre. Ele e a editora W11 perceberam que aquela foi uma época de ouro (também para os Estados Unidos – que viviam o “boom” econômico da Era Clinton; Edney estava lá) e resolveram editar o material do “Milênio” em livro. Desde dezembro do ano passado, ele está à disposição dos leitores, sob o título “Contestadores”. São 18 entrevistados, classificados por grupos conforme a “performance”: boxeadores (de Norman Mailer a Paulo Francis); tempestuosos (de Edward Said a Edward Albee [autor de “Quem tem medo de Virginia Woolf?”]); cordiais (de Juliette Binoche a James Taylor); militantes (de Harry Belafonte a Nan Goldin); e visionários (de Michio Kaku a Tony Kushner). Claro, entramos em outra década e algumas questões ficaram para trás. Como quando Camille Paglia se debruça sobre o “affair” Monica Lewinsky; ou como quando Paulo Freire devaneia sobre o socialismo e a “esperança” antes do Governo Lula. Mas os bons momentos valem o livro todo: Paulo Francis no auge, lançando “Trinta anos esta noite” (como, aliás, notou – na orelha – Sonia Nolasco); Norman Mailer chamando John Updike de “peso-leve” e divagando sobre a (presente) impotência dos escritores; Salman Rushdie lamentando por seu isolamento e pelo fato de ser maior que a própria obra (como personalidade); James Taylor falando do abismo das drogas e da sua redenção no Rock in Rio (I). E por aí vai. Se alguém perdeu o trem da História e não soube reconhecer a pujança dos anos 1990, eis que surge uma segunda chance. [Comente esta Nota]
>>> Contestadores - Edney Silvestre - 342 págs. - W11
 



Música >>> Desenrock-se
Tom Zé reclama, em entrevistas, que foi banido do clã tropicalista, mas ele é, ironicamente, na verdade, o último tropicalista. Depois de mais de 60 anos e de um enfarte, continua experimentando, como prova seu último CD, “Imprensa Cantada” (2003), pela Trama. Desta vez, parte das notícias, da leitura de revistas e jornais, para desenvolver temas, plenos em inventividade, no melhor espírito tropicalista. Já na segunda faixa: “Se você já sabe / Quem vendeu / Aquela bomba pro Iraque / Desembuche / Eu desconfio que foi o Bush”. Ou então em “Vaia de bêbado não vale”, evocando a resposta que João Gilberto deu aos convidados do Credicard Hall, quando da sua inauguração em 1999. Entre muito sério (na escolha dos assuntos) e risível (na interpretação dos mesmos), converte a mais árida prosa em música. Como em “Requerimento à censura”, em que reproduz o estilo burocrático e rebuscado dos censores. Ou ainda em “Identificação”, em que desfila o emaranhado de números que compõem o(s) seu(s) RG, CIC, ISS, INPS, CGC, etc. Talvez Tom Zé sofra até um pouco a pressão da própria inteligência, e da obrigatoriedade do “insight” (como muitos de sua geração, bem menos inspirados, mas igualmente tidos como “gênios”). Ou seja: provavelmente, o desejo maior do autor de “São São Paulo” (canção que reinterpreta) fosse ficar em casa tendo idéias – mas acabou sendo empurrado para o palco, para a “performance”, sendo que talvez a sua porção “músico” tenha ficado prejudicada, e ele tenha pendido para a própria “poética”. Resumindo: os álbuns de Tom Zé (pelo menos, os últimos) são difíceis e não são “cantáveis”. Ninguém vai sair assobiando um novo tema de Tom Zé. É o compromisso “tropicalista” levado ao limite: se ele tivesse interrompido a sua “exploração” e houvesse sucumbido ao “star system” (como os demais), teria uma aposentadoria bem mais tranqüila. Assumiu, no entanto, um compromisso e agora vai até o fim. Por isso, talvez, continue fértil. Como o seu jardim. [Comente esta Nota]
>>> Imprensa Cantada - Tom Zé - Trama
 



Cinema >>> Caldeirão da História
Se o segundo Senhor dos Anéis (“As Duas Torres”, 2002) havia se centrado na crise existencial dos principais personagens (a começar por Frodo; chegando até Gollum/Smeagol – 100% computação gráfica), este terceiro tem a missão de encerrar a saga toda. Ou seja: há de haver tempo para eclodir (e vencer) todas as guerras; derrotar todos os vilões e consagrar todos os heróis; unir todos os corações apaixonados e devolver a paz a todos os recantos da Terra-Média. Portanto, haja concentração e haja emoção por parte do espectador. O final é, obviamente, feliz e o espetáculo, proporcionalmente, grandioso. Algumas pequenas delongas (como as cenas da família Sam – afinal, quem quer saber?) lembram aqueles recentes filmes que não sabem quando devem terminar (como dois de Spielberg: “A.I.” [2001] e “Minority Report” [2002]). Gandalf assume uma merecida primazia, neste terceiro episódio, fazendo as vezes de guerreiro e comandante militar, quando o reino de Gondor ameaça ser subjugado. Aragorn luta bravamente ao lado de Éowyn (a guerreira loira – a Anita Garibaldi da história), mas acaba ficando com a elfa Arwen (Liv Tyler – que já assume ares de matrona, longe daquela sensualidade perdida em “Beleza Roubada” [1996]). A dupla Merry e Pippin é separada e poupa-nos de suas travessuras (“Hobbits...”). Enquanto isso, Frodo e Sam passam por uma crise de confiança e, antes que o mundo acabe, conseguem destruir o anel, na Montanha da Perdição de Mordor. O longa é também, logicamente, uma demonstração de virtuosismo em matéria de efeitos especiais, mas, ao contrário da rocambolesca série Matrix, tem um argumento (roteiro) crível por trás. Ficamos conhecendo mais da paisagem da Nova Zelândia (onde a trilogia foi “ambientada”) e desfrutamos mais um pouco da rica imaginação de Tolkien, ao criar toda uma variedade de criaturas e de seres ignominiosos. A “paz” reina, igualmente, nos nossos corações, ao sairmos da sala de projeção; depois de tanta exaustão e de – a exemplo da saga Guerra nas Estrelas (atenção, produtores, não vão cair na mesma tentação!) – as possibilidades desse universo terem se esgotado. [Comente esta Nota]
>>> The Lord of the Rings
 

>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO*** RECOMENDA
(CN - Conjunto Nacional; VL - Shopping Villa-Lobos)


>>> Noites de Autógrafo
* Estrangeiros em casa - Uma caminhada pela selva urbana de São Paulo - Reinaldo Moraes e Roberto Linsker (3ª f., 20/1, 18h30, VL)

* Mulheres que fazem São Paulo - A força feminina na construção da metrópole - Goimar Dantas e Viviane Pereira (5ª f., 22/1, 19hrs., VL)

* Pelé - Os Dez Corações Do Rei - José Castello (5ª f., 22/1, 19h30, CN)

** Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos: Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional: Av. Paulista, nº 2073

*** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
17/1/2004
17h13min
Sem pretensão de desenvolver crítica, achei que o filme poderia "emagrecer", ao menos, uma horinha. As cenas lacrimejantes e cheias de "emoção" também não me convenceram. O que mais gostei foram dos imensos elefantes usados na batatalha. Ô dó dos bichinhos!
[Leia outros Comentários de Neuza Paranhos]
19/1/2004
10h00min
julio, gostei do seu texto sobre Tom Zé. me pergunto: até que ponto uma música deste tipo pode interessar a quem não compartilha das paixões políticas do artista? o engajamento que, aparentemente, dá força a esta obra, marca também seu limite. como dizia Stendhal: "a política no meio dos interesses da imaginação é como um tiro no meio de um concerto. essa política irá ofender mortalmente metade dos ouvintes, e aborrecer a outra, que a viu de uma forma muito mais interessante nos jornais da manhã..." abraço, jardel
[Leia outros Comentários de jardel]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




IMPOSTURAS INTELECTUAIS
ALAN SOKAL
RECORD
(1999)
R$ 45,00
+ frete grátis



PEQUENO DICIONARIO DE TERMOS MÉDICOS - 6304
POLISUK E GOLDFELD
POLISUK E GOLDFELD
(1998)
R$ 10,00



FAÇA DO ALIMENTO O SEU MEDICAMENTO
JOCELEM MASTRODI SALGADO
MADRAS
(2000)
R$ 10,00



SOCIOLOGIA: INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DA SOCIEDADE PLT 65
CRISTINA COSTA
MODERNA
(2005)
R$ 20,00



MACROECONOMICS, FINANCIAL MARKETS, AND THE INTERNATIONAL SECTOR
MARTIN NEIL BAILY; PHILIP FRIEDMAN
BAILY FRIEDMAN
(1995)
R$ 75,00



MÔNICA É DALTÔNICA
MAURICIO DE SOUSA
COMPANHIA DAS LETRINHAS
(2015)
R$ 17,00



TELEVISÃO E POLÍTICA: UMA HISTÓRIA DOS CANAIS E REDES DE TV NO PR
OSMANI FERREIRA DA COSTA
EDUEL (LONDRINA)
(2015)
R$ 37,28



COMUNICAÇÃO DE MASSA E DESENVOLVIMENTO
WILBUR SCHRAMM
BLOCH
(1970)
R$ 7,90



MÁRIO UNIVERSAL PAULISTA - ALGUMAS POLARIDADES
LÚCIA NEÍZA PEREIRA DA SILVA ORGANIZADORA
PREFEITURA DE SÃO PAULO
(1997)
R$ 24,50



CRIME E CASTIGO - 2 VOLUMES
FIÓDOR M DOSTOIÉVSKI
VICTOR CIVITA
(1979)
R$ 71,91





busca | avançada
34463 visitas/dia
1,3 milhão/mês