Digestivo nº 280 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
28938 visitas/dia
870 mil/mês
Mais Recentes
>>> Banda Silibrina, de Gabriel Nóbrega, lança o álbum O Raio com temporada de shows no Jazz nos Fundos
>>> Dom Quixote chega a USP Leste
>>> Documentário
>>> Windsor Marapendi apresenta Conexão Rio com convidado especial Celso Fonseca
>>> Rafa Castro Trio traz Jazz e MPB para a Série Tardes Musicais da Fundação Ema Klabin
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Dilapidare
>>> A imaginação do escritor
>>> Inquietações de Ana Lira
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 1. À Beira do Abismo
>>> Minha finada TV analógica
>>> Aquarius, quebrando as expectativas
>>> Amy Winehouse: uma pintura
>>> Casa Arrumada
>>> Revolusséries
>>> Mais espetáculo que arte
Colunistas
Últimos Posts
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
>>> Suplemento Literário 50 anos
>>> Ajudando um amigo
>>> Ebook gratuito
>>> Poesia para jovens
>>> Nirvana pra todos os gostos
>>> Diego Reeberg, do Catarse
>>> Ed Catmull por Jason Calacanis
Últimos Posts
>>> Hoje Ella Fitzgerald faz 100 anos
>>> Vermelho (série: Sonetos)
>>> Os vãos nunca em vão
>>> O VERBO ALQUÍMICO
>>> Procissão
>>> Questionamento
>>> As 13 Razões Pra se Escolher a Vida!
>>> Black Mirror, nós e os outros
>>> Quadro negro
>>> Ilusão de ótica
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A importância do nome das coisas
>>> O lado louco de Proust
>>> Comunicado importante: TV mata!
>>> Cachorros e Lágrimas
>>> O Orkut é coisa nossa
>>> E-book Novos Jornalistas
>>> Breve análise sobre Umberto Eco
>>> Em defesa de Harry Potter
>>> Caramelo, de Nadine Labaki
>>> Poesia para jovens
Mais Recentes
>>> Pode-se Provar a Existência de Deus?( Ordinatio)
>>> A Viagem Infinita: estudos sobre Terra Sonâmbula, de Mia Couto
>>> A Revolta de Atlas
>>> Uma Breve História do Tempo
>>> Introdução ao Cálculo-Vol. 2 - Cáculo Integral
>>> Atualidades em Ergonomia-Logística, Movimentação de Materiais, Engenharia Industrial, Escritórios
>>> Harry Potter e a Câmara Secreta
>>> A Providência de Deus
>>> Dicionário De Inglês - Michaelis (Dicionário novo, embalado e lacrado)
>>> Os Balcãs História e crise
>>> O nascimento de uma catedral (autografado)
>>> Skins As tribos do aml
>>> Geografia, natureza e Sociedade
>>> Geografia Física: Ciência Humana?
>>> A vida nas cidades
>>> A Geografia das lutas no campo.
>>> O Exercitar do Reino para a Edificação da Igreja
>>> O Estado e as políticas territoriais no Brasil
>>> A Autobiografia de uma Pessoa no Espírito- 2 Coríntios
>>> Filosofia da Religião
>>> Psicoterapia de la Familia Neurótica
>>> Os Caminhos do Silêncio
>>> O Espirito de Deus na Santa Liturgia
>>> Deus em questão -C.S.Lewis e Freud debatem Deus, Amor, Sexo e o Sentido da Vida
>>> Vidas Passadas em terapia
>>> O Golpe Das Letras
>>> Das lições que a vida ensina (novo)
>>> Religião e Futuro
>>> O Espírito e o Verbo- A questão pneumatológica em Yves Marie Joseph Congar
>>> Juizes- A Salvação de uma Sociedade em Crise
>>> Sai Baba- O Homem dos Milagres
>>> Bem-vindo a família de Deus
>>> Lolita
>>> O cavaleiro da sombra
>>> A menina feita de espinhos
>>> Almanaque 1964
>>> Tratado de quirologia médica
>>> O Futuro da América
>>> As Consequências Morais do Crescimento Econômico
>>> Microtendências - as Pequenas Forças por Trás das Grandes Mudanças de Amanhã
>>> Histórias de ouvir da África Fabulosa
>>> História do Negro Brasileiro
>>> Negritude - Usos e Sentidos
>>> Fortaleza Digital
>>> O Milagre
>>> Contabilidade Geral Esquematizado
>>> Contabilidade Geral 3D - Descomplicada, Desmistificada, Decifrada
>>> Manual de Direito Constitucional
>>> Manual de Direito Administrativo
>>> Os Afetos Ocultos em...Psoríase,asma, transtornos respiratórios,varizes, diabete,transtornos ósseos,cefaleias e acidentes cerebrovasculares
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 26/5/2006
Digestivo nº 280
Julio Daio Borges

+ de 2100 Acessos
+ 3 Comentário(s)




Literatura >>> Quando os mercados falham
O líder Taleban provou que também tem o seu estoque de "bravatas bélicas". Afirmou com todas as letras que eles não vão entregar Osama bin Laden, enquanto não existirem provas contra ele. Afirmou também que, se os Estados Unidos insistirem muito, declaram "guerra santa" contra a nação mais poderosa do globo - e contra todos os que se dispuserem a apoiar. É o mesmíssimo "with us or against us", só que em sentido contrário. E o mundo não contava com a valentia de países que, como o Afeganistão, são só areia e pedra. Instala-se um impasse "diplomático" que seria cômico se não fosse trágico. Enquanto George W. Bush se empolga com suas arbitrariedades, ao invocar as "cruzadas" e ao proclamar uma "new war", nova-iorquinos ainda morrem de inanição e de dor, embaixo do que sobrou das torres. É desumano, mas os episódios envolvendo o atentado mais violento da História tendem a se acomodar, no que se poderia chamar de uma "rotina". Para o bem ou para o mal, não existe mais aquela "instabilidade iminente" que exigia uma resposta imediata - e não o jogo ensaiado da política e da mídia que, tirando esses desnorteamentos eventuais, vive de falsificar a realidade. Algumas coisas ficaram provadas, no entanto. Ficou provado, por exemplo, que as bolsas, as moedas e as economias de países periféricos como o Brasil são, na verdade, pura ficção: altamente dependentes do que se faz ou do que se deixa de fazer lá na América do Norte. Ficou provado também que o "noticiário internacional tupiniquim" se resume ao que se consegue traduzir das principais agências internacionais, como Bloomberg e Reuters. Baseando-se nisso, Nirlando Beirão cunhou uma máxima: "No fundo, o que as tevês do Brasil fizeram foi dublar a CNN". Dada a fragilidade do planeta que hoje ainda depende dos Estados Unidos para "caminhar", "pensar" e "se defender", é de se perguntar o que aconteceria se o gigante tombasse de vez. Certos ou errados, bons ou maus, vencidos ou vencedores, eles ainda são a grande referência. [Comente esta Nota]
>>> A desintegração americana: EUA perdem o rumo no século XXI - Paul Krugman - Record - 546 págs.
 



Internet >>> Tecnologia e pizza delivery
O líder Taleban provou que também tem o seu estoque de "bravatas bélicas". Afirmou com todas as letras que eles não vão entregar Osama bin Laden, enquanto não existirem provas contra ele. Afirmou também que, se os Estados Unidos insistirem muito, declaram "guerra santa" contra a nação mais poderosa do globo - e contra todos os que se dispuserem a apoiar. É o mesmíssimo "with us or against us", só que em sentido contrário. E o mundo não contava com a valentia de países que, como o Afeganistão, são só areia e pedra. Instala-se um impasse "diplomático" que seria cômico se não fosse trágico. Enquanto George W. Bush se empolga com suas arbitrariedades, ao invocar as "cruzadas" e ao proclamar uma "new war", nova-iorquinos ainda morrem de inanição e de dor, embaixo do que sobrou das torres. É desumano, mas os episódios envolvendo o atentado mais violento da História tendem a se acomodar, no que se poderia chamar de uma "rotina". Para o bem ou para o mal, não existe mais aquela "instabilidade iminente" que exigia uma resposta imediata - e não o jogo ensaiado da política e da mídia que, tirando esses desnorteamentos eventuais, vive de falsificar a realidade. Algumas coisas ficaram provadas, no entanto. Ficou provado, por exemplo, que as bolsas, as moedas e as economias de países periféricos como o Brasil são, na verdade, pura ficção: altamente dependentes do que se faz ou do que se deixa de fazer lá na América do Norte. Ficou provado também que o "noticiário internacional tupiniquim" se resume ao que se consegue traduzir das principais agências internacionais, como Bloomberg e Reuters. Baseando-se nisso, Nirlando Beirão cunhou uma máxima: "No fundo, o que as tevês do Brasil fizeram foi dublar a CNN". Dada a fragilidade do planeta que hoje ainda depende dos Estados Unidos para "caminhar", "pensar" e "se defender", é de se perguntar o que aconteceria se o gigante tombasse de vez. Certos ou errados, bons ou maus, vencidos ou vencedores, eles ainda são a grande referência. [Comente esta Nota]
>>> Eduf Labs | Eduardo Fernandes
 



Música >>> Tempo di valsa
O líder Taleban provou que também tem o seu estoque de "bravatas bélicas". Afirmou com todas as letras que eles não vão entregar Osama bin Laden, enquanto não existirem provas contra ele. Afirmou também que, se os Estados Unidos insistirem muito, declaram "guerra santa" contra a nação mais poderosa do globo - e contra todos os que se dispuserem a apoiar. É o mesmíssimo "with us or against us", só que em sentido contrário. E o mundo não contava com a valentia de países que, como o Afeganistão, são só areia e pedra. Instala-se um impasse "diplomático" que seria cômico se não fosse trágico. Enquanto George W. Bush se empolga com suas arbitrariedades, ao invocar as "cruzadas" e ao proclamar uma "new war", nova-iorquinos ainda morrem de inanição e de dor, embaixo do que sobrou das torres. É desumano, mas os episódios envolvendo o atentado mais violento da História tendem a se acomodar, no que se poderia chamar de uma "rotina". Para o bem ou para o mal, não existe mais aquela "instabilidade iminente" que exigia uma resposta imediata - e não o jogo ensaiado da política e da mídia que, tirando esses desnorteamentos eventuais, vive de falsificar a realidade. Algumas coisas ficaram provadas, no entanto. Ficou provado, por exemplo, que as bolsas, as moedas e as economias de países periféricos como o Brasil são, na verdade, pura ficção: altamente dependentes do que se faz ou do que se deixa de fazer lá na América do Norte. Ficou provado também que o "noticiário internacional tupiniquim" se resume ao que se consegue traduzir das principais agências internacionais, como Bloomberg e Reuters. Baseando-se nisso, Nirlando Beirão cunhou uma máxima: "No fundo, o que as tevês do Brasil fizeram foi dublar a CNN". Dada a fragilidade do planeta que hoje ainda depende dos Estados Unidos para "caminhar", "pensar" e "se defender", é de se perguntar o que aconteceria se o gigante tombasse de vez. Certos ou errados, bons ou maus, vencidos ou vencedores, eles ainda são a grande referência. [Comente esta Nota]
>>> Mozarteum Brasileiro
 
>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO RECOMENDA



>>> Palestras
* Talk show ao vivo com os autores do livro Elite da Tropa - Luiz Eduardo Soares, André Batista e Rodrigo Pimentel
(Ter., 30/05, 21h00, VL)

>>> Noites de Autógrafos
* Poema Transversal - Geraldo Julião dos Santos
(Seg., 29/05, 18h30, CN)
* A Estupenda Comédia - Roberto de Castro Neves
(Seg., 29/05, 19h00, VL)
* Cérebro, a maravilhosa máquina de viver - Alessandro Greco
(Qua., 31/05, 18h30, CN)
* Mestres da Mudança - Madza Ednir, Claudia Ceccon, Boudewijn van Velzen, Alex Ettekoven e Simon Ettekoven
(Qua., 31/05, 19h30, VL)

>>> Shows
* Concerto - Centro de Música Tom Jobim
(Seg,. 29/05, 20h00, VL)


* Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos (VL): Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional (CN): Av. Paulista, nº 2073
*** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/5/2006
10h00min
A Desintegração Americana, vista por Paul Krugman. É deveras confortante ter alguém do campo economico abordando o fundamentalismo ocidental. Aqui um artigo complementar e elucidativo, que deve ser lido por qts se sintam ameaçados por tais extremistas. Cylene
[Leia outros Comentários de Cylene Dantas Gama]
26/5/2006
10h23min
Gosto bastante dos escritos do Krugman, mas para nós no Brasil mais uma crítica às políticas do Bush não chega a ser novidade. Mais relevante para nós é um livro anterior dele, "Pop Internationalism". Lá ele destrói o besteirol protecionista, que infelizmente ainda é tão caro à grande maioria dos brasileiros bem pensantes. A alfândega brasileira faz mais mal à economia popular do que uma dúzia de presidentes americanos. Quem sabe a leitura dos livros mais antigos do Krugman não pode contribuir para melhorar essa situação?
[Leia outros Comentários de F Pait]
27/5/2006
04h17min
Tendo lido a obra de Krugman, e inclusive assistido uma palestra e ouvido duas entrevistas posso dizer com segurança: o ponto de vista dele é simplesmente um ponto de vista. Sua "verdade histórica" é tão verdadeira quanto a daqueles que viram uma grande ameaça no Iraque... A imparcialidade só ocorre em termos políticos nos EUA se você ler um livro do Krugman, e para contrabalançar ler alguma coisa de William Safire. E não se preocupe, a maior parte do que é defendido por professores em escolas públicas ainda é a beleza dos sonhos do Ché... Ou aulas sobre a prática sexual dos homossexuais dadas a alunos de 6a. série (como aqui da vizinhança).
[Leia outros Comentários de Ram]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO
JOSUÉ DAS CHAGAS MENEZES
JHMIZUNO
(2006)
R$ 14,00



O AMERICANO TRANQÜILO
GRAHAM GREENE
ABRIL
(1981)
R$ 5,00



PELA NOITE ADENTRO
MARY HIGGINS CLARK
ROCCO
(2001)
R$ 12,00



AS ORIGENS- UM ESTUDO DE GÊNESIS 1-11
HEINRICH KRAUSS, MAX KÜCHLER
PAULINAS
(2007)
R$ 30,90



ESTUDOS SOBRE DIREITOS HUMANOS SOCIEDADE E DEMOCRACIA
ALDIRA GUIMARÃES DUARTE - ORG.
CMDH
(2008)
R$ 44,00



PARA CHORAR DE RIR
ORGANIZADO POR CIRANDA CULTURAL
CIRANDA CULTURAL
(2014)
R$ 5,40



CUBA, CHILE, NICARÁGUA: SOCIALISMO NA AMÉRICA LATINA
EMIR SADER
ATUAL
(1992)
R$ 7,00



HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE
J. K. ROWLING
ROCCO
(2005)
R$ 8,00



APOSTILA TRT - 7ª RF - TÉCNICO JUDICIÁRIO (VÁRIAS DISCIPLINAS)
AUGUSTO SÁ E WALBER SIQUEIRA E OUTROS
DIM EDIÇÕES TÉCNICAS
(2009)
R$ 35,10



O BARQUEIRO DE PARATY
ODIR CUNHA
MUNDO
(2008)
R$ 18,50
+ frete grátis





busca | avançada
28938 visitas/dia
870 mil/mês