Tropa de Elite, de José Padilha | Digestivo Cultural

busca | avançada
62333 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Cinema

Sexta-feira, 16/11/2007
Tropa de Elite, de José Padilha
Julio Daio Borges

+ de 4000 Acessos
+ 9 Comentário(s)




Digestivo nº 348 >>> O que sobrou ou o que vai sobrar de Tropa de Elite, de José Padilha? O símbolo do filme já virou até uniforme para dançarinas de programa de auditório no fim de semana, foi, de maneira tão condenável (ou até mais), usado para justificar reportagem-editorial de revista semanal e, entre a diluição total e a apropriação ideológica indébita, ameaça virar enredo de escola de samba no Carnaval 2008, ou argumento na boca de governador, filho de carnavalesco, para declarar enfim a guerra civil no Rio. Por pior que seja a conseqüência – e ignorando a discussão estética, que já foi mesmo para as cucuias (ou nunca teve lugar) –, é bom lembrar como um filme, uma obra de arte ou um “produto cultural” (como dizem agora) pode ainda ser poderoso. A discussão, desta vez, não partiu das hard news, não foi iniciativa de nenhum parlamentar e, muito menos, teve o empurrão de nossos carcomidos intelectuais (pós-silêncio): a discussão, prescindindo da cadeia de distribuição da indústria cinematográfica, e prescindindo até da ex-todo-poderosa mídia, partiu das próprias pessoas, que não precisam mais do establishment para se comunicar, pois estão conectadas pela internet. Eis a grande novidade do longa de José Padilha: a imprensa, o poder constituído e a chamada “sociedade civil” vão correr atrás da internet, das pessoas, que estão abrindo mão dessas velhas estruturas, para estabelecer uma nova ordem muito interessante. Em vez de travar o debate pré-Muro de Berlim, sobre qual lado, no filme, tem mais razão, muito mais produtivo seria localizar o gênio do marketing viral por trás do fenômeno on-line Tropa de Elite. Certamente ele teria respostas muito mais úteis a fornecer, para as nossas já obsoletas perguntas.
>>> Tropa de Elite
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. A distância não mudou você (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
17/11/2007
08h42min
Como sempre, visão acurada, Julio. Só pra mostrar que continuo atenta aos teus coments. Ontem vi Leões e Cordeiros. Dá pra estabelecer um paralelo. Vou te contar, somos muito mais hábeis - ou propensos - em provocar discussões via "produto cultural" do que os americanos. Obras didáticas ou obras de arte? Boa pergunta. Bj, Paula.
[Leia outros Comentários de Paula Mastroberti]
17/11/2007
21h52min
Um tema explosivo, um texto forte, uma imagem com violência e bons atores atuando. Tropa de Elite é um filme que ficará gravado como um ícone no cenário artístico, pois fala de uma realidade que ninguém gosta de tocar: a corrupção policial, o despreparo do Estado e a falência de nosso sistema político. O que está podre tem de feder.
[Leia outros Comentários de manoel messias perei]
18/11/2007
11h11min
Vou raramente ao Rio. Por necessidade profissional e vínculos familiares, algumas vezes me hospedo aos pés do Cristo, na Lagoa. Ali, a vista é esplendorosa e a visão dos bandos de biguás que cruzam o ar, de manhã e á tardinha, em sua rota diária, da montanha à cidade, é pacificante. Em desesperada rotina, estas aves se exibem à cidade, contrapondo-se ao artificialismo e à violência do caos abaixo delas, nesse Rio decadente, que chora e lamenta sambando. Que anseia o aflorar de um tempo novo, em que os antigos valores, mortos por asfixia, sejam substituídos. Ver Tropa de Elite ainda não é um desejo meu. Prefiro me eximir, ocultando-me em flashes de antigas lembranças cariocas, enquanto nebulosas visões povoam o imaginário popular e questionamentos sem resposta trazem o pânico e o desespero, á vista da guerrilha. Aguardo a evolução natural. Alguns chamam a isto covardia. Eu o denomino resistência.
[Leia outros Comentários de Elizabeth Silveira C]
18/11/2007
13h54min
É, realmente ninguém sabe o que será feito com o filme Tropa de Elite, que já virou até marca de sorvete. A banalização da violência nos torna reféns do comando marginal. Vemos que a corrupção está em todos os níveis de autoridade. Somente com uma educação transformadora é que conseguiremos melhorar nosso sistema. Eu quero promover uma campanha: Troque o seu três oitão por um violão!!! Abraços, Clovis Ribeiro
[Leia outros Comentários de Clovis Ribeiro]
30/11/2007
11h35min
A minha sensação é a de que atingimos um grau tal de ruptura dessa teia social, onde nada mais é solução. Somente a vingança. A catarse. Queremos justiça vindicativa, mesmo no plano de um filme de ação, não resta mais nada a esperar, a não ser um herói. Ainda resta um portador da esperança, caso contrário nós viveríamos no Inferno de Dante. A nossa crítica literária vai se extinguindo com o passar do tempo, a de cinema parece seguir o mesmo caminho. Ninguém ousa contradizer o sucesso. Ele se basta. Ele é o maior argumento. Triste e ilógico é remar contra a corrente. Como a história é boa, tem dinâmica, o mocinho vence no final, a música soa bem, os diálogos rápidos, incisivos. O conjunto não aponta para nenhum lugar. É uma visão agridoce da realidade. Deixando a fantasia de lado, o bandido - quase sempre - mata o mocinho. Não estamos no momento de legalizar o consumo das drogas? É melhor o governo administrar essa coisa, do que os atuais detentores desse oligopólio.
[Leia outros Comentários de Djabal]
1/12/2007
03h56min
Tropa de elite confronta o estado crítico da nossa sociedade com seus valores, propõe no antagonismo de sua força legal a perda da essência que defende. A forma como o conflito é estruturado revela em seus silêncios muito mais do que todos os diálogos que foram registrados no seu roteiro. O cenário das ações é um gueto esquecido por Deus e por toda a sociedade, por assim dizer. Os valores que predominam são valores de resistência e instinto. A sociedade organizada chega como colonizadora, lei e ordem e nenhum envolvimento na trama sufoca os nativos da região. Quanta riqueza... Quantas leituras possíveis diante de uma realidade surreal. Vivemos uma luta de classes que beira o genocídio, assistimos a uma mortandade de jovens por relações com o tráfico e as drogas que faz a guerra do Iraque parecer um conflito menor. Quando nos enxergaremos no espelho? Afinal, onde estão os heróis? Quem serão os mocinhos?
[Leia outros Comentários de Carlos E. Oliveira]
4/12/2007
16h03min
"Para declarar enfim a guerra civil". Esta declaração não passaria de uma simples formalidade burocrática. O Rio já está em guerra faz anos. Só faltava o governo encará-la como tal.
[Leia outros Comentários de Bruno Larragoit]
5/12/2007
12h59min
Padilha, faz outro filme legal como esse. Precisamos de mais heróis no Brasil. Bandidos e comprador de droga é tudo a mesma coisa.
[Leia outros Comentários de Andre]
29/2/2008
12h10min
A Tropa realmente é da Elite, está ali para atacar os mais carentes, os favelados, que muitas vezes são trabalhadores inocentes, vítimas dos esquadrões fardados... Alegro mas não Tropa... O que será... Eu só sei que não fará nenhuma falta... Espero que eles não resolvam gravar o Tropa de Elite 2... Seria o fim do mundo... O Brasil é muito maior do que essa bobagem... A violência começa no Governo... Então não espero muita coisa disso tudo.
[Leia outros Comentários de Clovis Ribeiro]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




COLEÇÃO FOLHA O MUNDO DO VINHO FRANÇA
EDUARDO VIOTTI
MODERNA - FOLHA DE SP
(2010)
R$ 5,00



A HORA DA MORTE
LUCILIA SOARES BRANDAO; PETROS MAKARIS
RECORD
(2008)
R$ 19,00



GUERRA CONTRAS A EUROPA
ALEXANDRE DEL VALLE
BOM TEXTO
(2003)
R$ 35,91



MEGATENDÊNCIAS
JOHN NAISBITT
ESPECIAL AMANA
(1982)
R$ 5,00



PÓS-ESCRITO ÀS MIGALHAS FILOSÓFICAS - VOLUME 2
SØREN AABYE KIERKEGAARD
VOZES
(2016)
R$ 62,95



SUN TZU A ARTE DA GUERRA PARA OS EXECUTIVOS
DONALD G. KRAUZE
MAKRON BOOKS
(1996)
R$ 5,00



SHAPRING HITORY - TROUGH PRAYER AND FASTING
DERFEK PRINCE
WHITAKER HOUSE
(1973)
R$ 49,00
+ frete grátis



O MUNDO INVISÍVEL DOS ANJOS E DOS DEMÔNIOS
M. BASILEA SCHLINK
LOUVA-A-DEUS
(1993)
R$ 15,00



RESPONSABILIDADE CIVIL - 6ª EDIÇÃO
ARNALDO RIZZARDO (CAPA DURA)
GEN; FORENSE
(2013)
R$ 62,28



TEMAS OFTALMOLÓGICOS
SYLVIO ABREU FIALHO
EDIÇÃO DO AUTOR
(1964)
R$ 29,18





busca | avançada
62333 visitas/dia
2,6 milhões/mês