Jornalismo cultural: da futilidade à prioridade | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
60133 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 4/12/2003
Jornalismo cultural: da futilidade à prioridade
Adriana Baggio

+ de 6400 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Se pedissem para você analisar as sessões ou as notícias do jornal por ordem de relevância, em que lugar você colocaria o horóscopo, a coluna social e as fofocas da TV? Provavelmente, entre as mais fúteis, as menos relevantes. Pois na maior parte dos jornais, essas "notícias" fazem parte dos cadernos culturais.

O caráter decorativo do caderno cultural foi apenas um dos aspectos abordados pela palestra de Daniel Piza no IX Fenart - Festival Nacional de Artes da Paraíba, que aconteceu em João Pessoa no início de novembro. Não sou jornalista, mas sou leitora e publicitária, e sei do que o Daniel estava falando. Com algumas exceções, os espaços destinados a artigos e matérias sobre música, literatura, cinema e outras manifestações artísticas convivem com as informações consideradas fúteis, como as colunas sociais e o horóscopo. Os anúncios, nessas páginas, também referem-se às futilidades consumistas, como shoppings, lojas de decoração, moda. É por isso que o caderno cultural já foi a parte do jornal destinada ao público feminino. No domingo, em volta da farta mesa de café da manhã, enquanto o homem lia compenetradamente os artigos sobre política ou economia, a mulher folheava as novidades "culturais".

Os tempos mudaram. As mulheres não se interessam mais, apenas, pelas notícias sobre casamentos, divórcios e óbitos da sociedade. Mas a maior mudança não se refere à mudança de hábito dos gêneros. Com a internet, o jornal perdeu sua maior vantagem: a instantaneidade da informação. Se antes os diários apresentavam a notícia fresca, o mais próximo possível do seu acontecimento, hoje esse tempo entre o fato e sua divulgação é muito mais curto na informação on-line. Portanto, que diferencial sobra para o jornal?

Se a internet é mais rápida e apela para o atrativo da informação visual, o jornal pode ser mais denso, mais completo. As pessoas não destinam o mesmo tempo para a leitura de um texto na internet e de outro em suporte material. Esse é o diferencial que o jornal pode ter em relação à net. E a maneira como esse aspecto é tratado, também pode representar o diferencial na concorrência entre os jornais.

Piza coloca que o leitor estabelece um vínculo afetivo com o jornal de sua preferência através do caderno cultural. Aí está a oportunidade, portanto, de garantir a circulação e a fidelidade de leitores. No entanto, como em qualquer relação, é preciso que haja interatividade. O jornal, e especialmente o caderno cultural, deve dialogar com o público e com as manifestações que dele emanam. Restringir os artigos aos aspectos eruditos da cultura é assumir uma postura pernóstica. Há espaço para que se examine as culturas ditas populares assim como as elitistas, e mais, as relações entre elas.

O vínculo afetivo com o jornal acontece também porque o leitor vê o caderno cultural como uma espécie de guia. Não somente o guia das atrações de fim de semana, mas uma orientação sobre o que há de bom para ver, ler e ouvir, e porque o que está lá é bom. Aliás, aí está um ponto interessante: o caderno de cultura pauta o que realmente é bom para o público ou o que é bom para o faturamento? Sabe-se que o jabá não é uma exclusividade do rádio.

Assim, o jornal acaba tendo a função de filtro, de seleção das milhares de opções disponíveis em termos de cultura, lazer e entretenimento. A internet é ótima como fonte de informação, mas nem toda informação presta. Pelo próprio custo de produção e distribuição de um jornal, toma-se (ou deveria tomar-se) muito cuidado com quem vai escrever e o que vai estar escrito. Por isso, o repórter do caderno cultural precisa ser uma pessoa que tenha condições de selecionar entre as várias opções o que vale a pena ser conhecido/experimentado pelo leitor. Presunção? Talvez. Mas as pessoas procuram isso. E pode-se dosar informações entre o que o leitor quer ver e entre o que ele deveria conhecer.

Segundo Piza, a fórmula combinatória entre essas duas diretrizes é particular de cada jornal, de acordo com o perfil do seu público de leitores. Ele citou como exemplo a cobertura da Folha de S. Paulo ao lançamento do CD de Maria Rita. A matéria contemplou não apenas a resenha do disco - uma informação que o público queria saber -, mas também os bastidores das ações mercadológicas desse lançamento, como a pauta de apresentações da cantora no Fantástico, o especial da Rede Globo, a assessoria da W/Brasil, uma das maiores agências de publicidade do país - informações que o público deveria saber.

Enfim, a saída para a crise pela qual passa o jornalismo impresso pode estar na valorização do caderno de cultura e dos profissionais que nele trabalham. Profissionais que, segundo Piza, estão dispersos por aí, inclusive no cyberespaço, em periódicos como o Digestivo Cultural, citado pelo autor em seu livro Jornalismo cultural. São esses veículos que estão tentando preencher as lacunas deixadas pelo jornal de papel. Tanto que, ao contrário do estilo predominante na internet, o Digestivo e outros sites preocupam-se em disponibilizar ao leitor a informação completa, tratada com propriedade. Ela tem, ao mesmo tempo, as características da atualidade e da profundidade. É uma combinação que concretiza a proposta de Homero Fonseca, da revista Continente, para os jornalistas e acadêmicos que tratam de assuntos culturais: jornalista, trate o assunto em profundidade, como um acadêmico. Acadêmico, trate o assunto com objetividade, como um jornalista. Com essa combinação, procuramos passar a você, leitor, o que existe de bom, dizendo o porquê de ser considerado bom.


Adriana Baggio
Curitiba, 4/12/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Todas as Tardes, Escondido, Eu a Contemplo de Duanne Ribeiro
02. Na minha internet foi assim, e na sua? de Marta Barcellos
03. O que em mim sente está lembrando de Ana Elisa Ribeiro
04. Ilustres convidados de Carla Ceres
05. O suplício da pele de Elisa Andrade Buzzo


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio em 2003
01. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
02. Aventuras pelo discurso de Foucault - 30/1/2003
03. Carga mais leve para Pedro e Bino - 8/5/2003
04. Apesar da Barra, o Rio continua lindo - 9/1/2003
05. Encontro com o peixe-boi - 16/1/2003


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
10/12/2003
01h51min
Adriana, considerando a pauta da maioria desses cadernos, você esqueceu de mencionar os quadrinhos, especialmente os do Laerte e do Angeli-muito mais relevantes culturalmente do que qualquer "press-release", que é o que a maioria dessas matérias é,ou de promoção daquela turma do segundo time,salvo Ledo e Ivo engano meu. Isso sem mencionar coisas que estariam melhor naqueles periódicos técnicos, sustentados pelo governo(i.e., dinheiro de imposto)que não são lidos nem por quem é da área. Um uso menos ruim dos meus impostos, se essas porcarias de vez em quando não tomassem o lugar de gente mais interessante nos cadernos culturais.
[Leia outros Comentários de Alessandro]
17/12/2003
18h02min
Adriana,esses dias passou na Seleções do RD atual (Discovery Channel)um documentário onde se verificou que 60% de toda palavra proferida pelo sapiens sapiens refere-se a fofoca, ou seja, conversas sobre a vida alheia. Uma teoria foi apresentada defendendo a tese de q foi a fofoca que "inventou" a língua. Saber quem eram os outros e o que faziam, teria sido fundamental para a nossa sobrevivência em priscas eras. Seríamos os herdeiros q a seleção natural separou, entre os q melhor fofocavam. A acreditar nessa tese as manchetes deveriam ser fofocas. Os "Murdochs" e seus jornais q o digam.
[Leia outros Comentários de Pedro Sérvio]
14/4/2013
19h36min
Adriana, tudo parece mesmo ser relativo, só acho que quem assina um jornal deve ter contigo uma balança mais ou menos precisa chamada tolerância sobre o que é bom ou não. Cultura é algo que não deveria ser imposto, o único problema é a tentativa de ditar o que é bom ou ruim. ~Quase todos os filmes que eu gostei, tiveram péssimas notas dos críticos~ rs
[Leia outros Comentários de Joe]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FRANZ KAFKA
MOISÉS GICOVATE
LIVRARIA TEIXEIRA
(1976)
R$ 10,00



A INVENÇÃO DO COTIDIANO - VOL. 1 - ARTES DE FAZER - 21ª EDIÇÃO
MICHEL DE CERTEAU
VOZES
(2011)
R$ 78,95



ANTROPOLOGIA CULTURAL - COSMOGONIA
ANDRÉ LUIZ SANTOS
LUMEN JURIS
(2012)
R$ 53,00



O MARIDO DA MÃE
MARIA DO CARMO BRANDÃO
MODERNA
(1990)
R$ 10,00



MITOS GREGOS
PAULO SERGIO DE VASCONCELOS
OBJETIVO
R$ 12,00



NOS DIAS DE HOJE GEOGRAFIA - 8 ANO
ROSALY MARIA BRAGA CHIANCA; CLÁUDIO GIARDINO
LEYA DIDÁTICOS
(2012)
R$ 8,00



A POLÉMICA SOBRE O RETRATO DE VÉNUS
MARIA ANTONIETA SALGADO INTRODUÇÃO
IMPRENSA NACIONAL
R$ 16,75



L ACCORD DU PARTICIPE PASSÉ: EXEMPLES ET CORRIGÉS
BENEDICTE BOUDOU
HATIER (PARIS)
(1995)
R$ 18,28



O INÍCIO E O FIM
ISAAC ASIMOV
MELHORAMENTOS
(1977)
R$ 10,00



DIREITOS HUMANAS: CONSTRUÇÃO DA LIBERDADE E DA IGUALDADE
PROCURADORIA GERAL DO ESTADO
CENTRO DE ESTUDOS
(1998)
R$ 17,85





busca | avançada
60133 visitas/dia
1,1 milhão/mês