Com o coração na boca | Aline Pereira | Digestivo Cultural

busca | avançada
24651 visitas/dia
954 mil/mês
Mais Recentes
>>> I CONCURSO DE CAIPIRINHA PAULISTA AGITA MERCADÃO
>>> Ian Carvalho lança EP 'Morpheo In Eros'
>>> Semivelhos lança inédita 'Vai Chover'
>>> O que há na mente de Deus?
>>> Antropólogo discute autonomia dos símbolos e seu papel na criação da cultura
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Piada pronta
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba
>>> Claudio Willer e a poesia em transe
>>> Paul Ricoeur e a leitura
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 12. Rumo ao Planalto
>>> Dilúvio, de Gerald Thomas
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 11. A Quatro Braçadas
>>> Crônica de Aniversário
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 10. O Gerador de Luz
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lauro Machado Coelho
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Stayin' Alive 2017
>>> Mehmari e os 75 anos de Gil
>>> Cornell e o Alice Mudgarden
>>> Leve um Livro e Sarau Leve
>>> Pulga na praça
>>> No Metrópolis, da TV Cultura
>>> Fórum de revisores de textos
>>> Temporada 3 Leve um Livro
Últimos Posts
>>> Bojador
>>> Inversões
>>> Estado alterado
>>> Templo
>>> Divagações
>>> Convicto
>>> Ação e reação
>>> Fio de Eros IV
>>> Fio da meada
>>> Interlocutores
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Os Doze Trabalhos de Mónika. 9. Um Cacho de Banana
>>> Discos que me mudaram
>>> Jeff Bezos é o mais rico
>>> Ensaio sobre a Cegueira, por Fernando Meirelles
>>> ConaLit
>>> A Música Erudita no Brasil
>>> Porque assim é São Paulo
>>> Marçal Aquino: o Rei do Clima
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Crowdsourcing, o livro de Jeff Howe
Mais Recentes
>>> Aritmética da Emília - edição comentada
>>> Mangá - O Livro Monstro do Mangá
>>> O Fim da Pobreza
>>> A Dieta do Suco
>>> A Dieta do arroz
>>> Bilionarios
>>> Acento em português - abordagens fonológicas
>>> Livro de um Desconhecido
>>> Questões de linguagem: passeio gramatical dirigido
>>> Pororoca, pipoca, paca e outras palavras do tupi
>>> Português ou brasileiro?
>>> Pesquisar no labirinto: a tese, um desafio possível
>>> Sete erros aos quatro ventos
>>> Sociolinguística quantitativa
>>> Semântica para a educação básica
>>> Todo mundo devia escrever
>>> Tradução: história, teorias e métodos
>>> Linguística computacional
>>> História concisa da semiótica
>>> A semântica
>>> Estrangeirismos: Guerras em Torno da Língua
>>> Quarto de Badulaques
>>> Raimundo de oliveira ( O progresso da Apostasia )
>>> A Revelação dos Sete Selos
>>> Fundamentos da economia
>>> Guia Prático de Conjugação de Verbos
>>> Cotidiano: Conhecimento e Crítica
>>> Estágio & Supervisão
>>> Educação, Ideologia e Contra Ideologia
>>> Wittgenstein - Os Pensadores
>>> Schelling - Os Pensadores
>>> Heidegger - Os Pensadores
>>> As Dores da Alma
>>> Animais da Fazenda - Brinque
>>> Cartilha do Bem
>>> Meninos em Guerra
>>> Reino Dividido- Uma Introdução à Bíblia- Volume 4
>>> A Assustadora História da Medicina
>>> A Sabedoria do Sutra de Lótus Volume 2
>>> Reflexologia- Um Método para Melhorar a Saúde
>>> Apocalipse - A Revelação de Jesus Cristo- Crescer e Amadurecer
>>> Ensaios (Sobre Arte e Literatura) - Olívio Montenegro
>>> Madre Coraje y suas hijos - Bertolt Brecht (Teatro alemão) - Em ESPANHOL
>>> Brasil: Manual de Instruções - Ziraldo (Literatura Infanto-Juvenil)
>>> Storia del Teatro Antico (Grécia e Roma) - Giovanni Antonucci (Em Italiano)
>>> A rosa do povo & Claro enigma (Carlos Drummond de Andrade - Roteiro de Leitura)
>>> Seu Creysson - Vídia e Óbria (Casseta e Planeta) - Humorismo
>>> O melhor de Vinicius de Moraes (Poesia brasileira)
>>> O prazer das palavras 1 - Um olhar bem humorado sobre a Língua Portuguesa - Cláudio Moreno
>>> 20 Poemas de amor y una canción desesperada - Pablo Neruda (Literatura Chilena) Em ESPANHOL
COLUNAS

Quarta-feira, 17/12/2003
Com o coração na boca
Aline Pereira

+ de 4000 Acessos

Nunca consegui compreender as motivações que levam algumas pessoas a amarem o futebol sobre todas as coisas. Às vezes penso que é um tipo de vírus, daqueles que têm a resistência duplicada a cada nova invasão ao organismo humano. Quando se trata deste esporte, acho que esse intruso percorre a corrente sanguínea da "vítima" e se aloja no coração. É a única explicação (louca) para justificar tanta paixão por um time.

Provavelmente algum agente patogênico contagiou o imortal José Lins do Rego Cavalcanti (1901-1957), paraibano e flamenguista até debaixo d'água. O autor de consagrados títulos da literatura brasileira - Menino de Engenho, Doidinho, Bangüê, Fogo Morto, Usina, entre outros - me pregou uma peça: vascaína que sou, li as 111 crônicas de Flamengo é puro amor - publicado em 2002 pela José Olympio Editora.

Em "Sangue para o Vasco", escrita em 1948, o autor narra com humor e ironia requintados a ocasião em que doou sangue para um doente, no Hospital Jesus (Vila Isabel, RJ). Quando resolveu trocar uma idéia com o menino, perguntou para qual clube ele torcia. O doente foi categórico: "Doutor, sou Vasco". E com muita classe encerra a questão: "E assim se explica como o rubro-negro José Lins do Rego teve a honra de dar o seu sangue ao Vasco". A sutileza desta e de outras crônicas fica a critério do leitor.

É certo que as crônicas de Lins do Rego não são isentas; são apaixonadas. No entanto, emoção e razão parecem estar equilibradas em algumas delas, quando ele não desconsidera a importância de clubes como Botafogo, Vasco e Fluminense - este último retratado como um dos gigantes do futebol carioca (contrariando a realidade contemporânea - que me desculpem os tricolores, e o maior deles: Nelson Rodrigues). Ao ressaltar o clássico "Fla x Flu", em texto de mesmo nome, o autor afirma: "restam dois grandes de sempre. O aristocrático das Laranjeiras, com o luxo das suas rendas de fidalgo, e o rude, o desmedido, o sem medo, o impávido, quase que louco, o generoso e bom Flamengo, o clube de todo o Brasil"

A paixão de José Lins do Rego pelo Flamengo é, sobretudo, um sentimento de exaltação à brasilidade. Por considerar este clube popular e democrático, "Zelins" - como foi carinhosamente apelidado por amigos, já que assinava seus textos simplesmente como Zé Lins - afirmava que o Flamengo é o time do povão, aquele que expressa o brasileiro: um exímio guerreiro.

As crônicas são um prato cheio para aqueles flamenguistas de carteirinha, e também para os amantes e pesquisadores do futebol. Eles terão uma grata surpresa com a brilhante contribuição de Marcos de Castro, responsável pela seleção dos textos, introdução e notas da obra - há uma para cada crônica. Seus adendos são importantes porque transportam o leitor para o final da década de 1940 - época em que José Lins do Rego se dedicava à coluna diária "Esporte e Vida", publicada no Jornal dos Sports (RJ). Entre 7 de março de 1945 e 20 de julho de 1957, Lins do Rego escreveu mais de 1500 crônicas sobre futebol. O último texto foi publicado quando ele já estava doente e necessitava de um escriba - no caso, o poeta e amigo Thiago de Mello.

A melhor expressão do livro e dos indícios que me auxiliaram a construir a "teoria" de que a paixão pelo futebol é virótica estão na declaração de amor de Zelins ao clube, na crônica "O Flamengo", escrita em 15 de novembro de 1951, quando o "vermelho e preto" completava 56 anos: "Mais um ano do meu querido Flamengo. Amo-o como um dos mais ardentes amores de minha vida. E por ele este meu coração de 50 anos bate no peito com as 120 pulsações dos minutos apertados da torcida. Sinto-o na angústia e não me amargo com isso. Aí está a minha paixão incontida, o meu arrebatamento de homem, confundido na multidão".

Se você é flamenguista, há de ter concordado com ele. Não é o meu caso.

Uma dica que não tem a ver com futebol

Até 04/01/2004, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB: Rua Primeiro de Março, nº66 - Centro/ RJ) exibe a exposição Arte da África. Mais de 300 obras-primas da coleção do Museu Etnológico de Berlim estão à disposição do público, de terça-feira a domingo, das 11 às 20h; ou quinta-feira, das 11 às 22h. E o melhor: a entrada é franca!

Da mostra, fazem parte objetos da Nigéria, Congo e Camarões. Algumas das peças datam do séculos XVII ao XX, desmitificando a idéia de que a arte africana é primitiva, e/ou de que está somente ligada ao aspecto religioso.

Dividida em quatro partes - Aspectos da História da Arte, Escultura, Performance e Arte do Cotidiano - esta exposição é, sem dúvida, imperdível pela sua exuberância. Seu mérito está em não ter se restringido somente às máscaras ou esculturas figurativas, mas sim, por auxiliar na (re)construção de um passado histórico e valorizar os artistas do maior continente do mundo.

Para ir além






Aline Pereira
Rio de Janeiro, 17/12/2003


Mais Aline Pereira
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




YEAR BOOK DE ORTOPEDIA Y TRAUMATOLOGÍA EN ESPAÑOL
MARK B CONVENTRY
PANAMERICANA
(1976)
R$ 89,00
+ frete grátis



LUA NOVA
STEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2008)
R$ 12,00



O PROPÓSITO DO PENTECOSTES
T.L. OSBORN
GRAÇA
(2001)
R$ 9,80



CALDER
JACOB BAAL TESHUVA
PAISAGEM
(2018)
R$ 40,00



INTRODUÇÃO AOS VERDADEIROS FILÓSOFOS
JEAN-YVES LELOUP
VOZES
(2003)
R$ 31,20



SÃO JORGE DOS ILHÉUS
JORGE AMADO
RECORD
(1983)
R$ 13,30



TRILOGIA MIRIAM BANDEIRA (NÓS, CORTES E ENTREATOS)
MIRIAM BANDEIRA
ESDEVA
(1989)
R$ 100,00



REPRESSÃO E SUBVERSÃO EM PSICOSSOMÁTICA
CHRISTOPHE DEJOURS
JORGE ZAHAR
(1997)
R$ 47,80
+ frete grátis



DE PUERIS (DOS MENINOS)
ERASMO
ESCALA
(2008)
R$ 3,00



A JORNADA CAMINHADA DIÁRIA COM DEUS VOL. 02
RICARDO AGRESTE
ZTRES
(2011)
R$ 10,00





busca | avançada
24651 visitas/dia
954 mil/mês